História Eu acho que te amo (l3ddy) - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Christian Figueiredo, Jean L. "JeanL", Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Mauro Nakada, Pedro - Tio Orochi
Personagens Lucas "LubaTV", Lucas Olioti
Tags L3ddy
Visualizações 42
Palavras 1.102
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, LGBT, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bebam água e plantem árvores.

E vocês viram que T3ddy bateu nove milhões? Ai fiquei muito feliz e logo logo será o nosso Lubixco que terá 7 milhões, vamos torcer pra ele.
Enfim fiquem ai com o capítulo de hoje que não ficou muito bom mas é isso.

Capítulo 9 - Essa não é a hora certa


Fanfic / Fanfiction Eu acho que te amo (l3ddy) - Capítulo 9 - Essa não é a hora certa

LUBA 


-T3ddy eu, eu também te amo, você não sabe o quanto, e depois disso tudo que você falou me faz te amar mais ainda, você não sabe o quanto eu estou feliz, sabe, era pra esse dia ser o pior dia de todos, mas você fez dele o melhor. - Luba falou com lágrimas nos olhos só que desta vez não eram de tristeza e sim de alegria.

T- Esse é o momento mais feliz da minha vida, posso te dar mais outro beijo?

-  É claro que pode.

Ele me beijou novamente, foi um beijo calmo e com muito amor, sentir sua boca é uma sensação maravilhosa, terminamos o beijo ficamos juntinhos olhando as estrelas. Aquele momento era mágico, queria que nunca acabasse, mas já estava ficando de madrugada e eu e t3ddy estávamos cansados e com sono, então fomos para casa. Chegamos na minha casa, meus pais já estavam dormindo, tivemos que ir com muito cuidado ao meu quarto, não tomamos banho nem nada o sono não deixou, fomos direto pra cama, e como sempre Olioti quis dormir abraçado comigo.


°°°

Acordei e vi que T3ddy não estava na cama, será que ele já foi pra casa? Será que se arrependeu do que disse e agora não vai mais falar comigo? Ai acho que não, talvez eu só esteja pirando. Vou no banheiro tomo um banho, escovo os dentes, depois desço as escadas e vejo T3ddy na cozinha preparando o café, vejo ele e dou um sorriso, até que ele grita de dor, ele queimou a mão fazendo os ovos fritos.

T- aaaiii

- Calma deixa que eu te ajudo. Senta aí na cadeira, que eu vou passar um remédio. Peguei um remédio na gaveta e em seguida passei em sua mão.

T- Ai Luba ta doendo

Ele diz com uma cara uma engraçada. Fico rindo enquanto ele geme de dor.

T- Ei isso não tem graça- diz com uma cara de bravo.

- Tem sim, há e da próxima vez deixa que eu faço o café, porque se não depois você sai daqui todo queimado.- Rimos juntos

Meus pais acordaram e todos nós tomamos café juntos.


T3DDY  

Acordei e Luba ainda estava dormindo, parecia um anjo. Fui no banheiro escovei os dentes e troquei de roupa, decidi tentar fazer café, não sou muito bom na cozinha, mas queria tentar agradar Luba e meus futuros sogros.

Faço o café, coloco uns pães na mesa, vou fazer os ovos e me queimo, Luba vem correndo me ajudar, minha mão  doeu  bastante na hora, mas quando ele passou o remédio doeu muito mais.

Hoje eu e Luba não temos nada pra fazer, não fizemos nenhum plano pra hoje, mas eu queria sair pra algum lugar, seila ir no shopping, num parque, ou até num museu. Penso um pouco e já sei! Nós podemos fazer um pequenique. Isso! Vou falar com Luba.

- Ei amor

L- amor?

- e-er desculpe

L- não, não precisa se desculpar gostei de ser chamado assim, "amor". 

Dou um sorriso envergonhado.

- Então como ia falar, a gente podia fazer um pequenique hoje né, já que não temos nada pra fazer.

L- Bom não é uma má ideia, podemos sim, mas acho melhor arrumarmos as coisas antes que fique tarde.

- Você prepara os lanches e eu pego a cesta e a toalha, tudo bem? Não quero me queimar de novo, haha

- hahaha, tudo bem.

°°°

Hoje o dia está lindo, mas acho que  oque deixou ele ainda melhor foi estar perto de Luba, poder beija-lo fazer carinho em seus cabelos, falar quase toda hora que o amo é muito bom, eu nunca achei que seria tão meloso em um relacionamento, mas Luba conseguiu fazer com que eu virasse esses meninos que fazem até serenata só pra conquistar o seu amor.

- Quantos vamos ter?- pergunto para Luba

L- Ter o que?

- Filhos

L- Espera o que ? Como assim filhos?

- Ué filhos, com pernas, braços, olhos...

L- haha nossa como você é engraçado- Luba fala com uma cara de bravo. O que eu quero dizer é que você está muito apressadinho não acha? Ainda nem estamos namorando.

- Poisé você disse certo "ainda" logo logo vamos estar até casados

L- Bom, enquanto não estamos casados e sem filhos, vamos aproveitar. - Luba fala e logo após sai correndo. Vem me pegar!!

- Ei volta aqui 


 Narradora 

T3ddy vai atrás de Luba, quando finalmente consegue o alcançar, da um abraço em Luba e começa a dar vários beijos em seu rosto, os dois ficam ali no parque até de tarde, quando percebem que está ficando de noite voltam para casa e T3ddy mais uma vez dorme na casa de Luba.

Quando chegam vão banhar e ficam no quarto, até que T3ddy sobe em cima de Luba e começa a dar vários beijos no outro, os dois se beijam até o ar acabar, T3ddy começa a rebolar em Luba no qual começa a sentir um imenso prazer, nisso eles  invertem as posições e agora Luba que está rebolando em T3ddy, Luba começa a beijar T3ddy, os beijos vão descenso até o pescoço onde começam a vir não só beijos como também chupadas, T3ddy da pequenos gemidos e começa a apertar a bunda de Luba, enquanto Luba coloca suas mãos por debaixo da blusa de T3ddy e começa a fazer carinhos em suas costas, nisso os dois já estavam sabendo no que ia dar.

L- T3ddy eu acho melhor pararmos

T- por quê?

L-  Eu quero muito fazer isso com você, mas acho que agora não é a melhor hora, sabe eu ainda não estou preparado.

T- Não, sem problemas, só vamos fazer isso quando você quiser, não se preocupe não vou te forçar.

L- Obrigada- Luba fala dando um selinho em T3ddy.

Mais alguns minutos e Otto pai de Luba chama os dois para jantar, todos jantam e logo em seguida vão para seus quarto.

T3DDY 

Eu queria muito fazer aquilo com Luba, mas ele ainda não está preparado então tenho que respeita-lo, espero que este momento aconteça logo, tudo que eu queria era poder sentir o corpo de Luba junto ao meu. Bom enquanto isso não acontece, vamos ficar apenas nos beijos e amassos, que não são como sexo, mas são maravilhosos.

Vi que Luba já estava dormindo e decidi dormir também, lembrei que amanhã infelizmente tem aula, então é melhor dormir cedo. Me embrulhei e me virei do lado ao contrário de Luba até que ouço ele falar com uma voz um pouco baixa e com os olhos fechados pedindo para eu o abraçar, a verdade é que mesmo ele reclamando dos meus abraços, ele não consegue dormir sem eles.








Notas Finais


Desculpem fazer apenas capítulos pequenos mas vou tentar melhorar, falei que ia postar nos sábados e não deu muito certo me desculpem, não sei quando irei fazer capítulos novos mas prometo que vou.

Beijos e até logo 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...