1. Spirit Fanfics >
  2. Eu amo você? >
  3. Tentações

História Eu amo você? - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Leiam com calma 8:]

Capítulo 3 - Tentações


— Como pode ter certeza disso? — Sorri. — Como pode ter certeza de que eu lhe quero dentro de mim?

— Vejo como você me olha. Desde o que faço, até o meu corpo. — Segurou minha mão a levando até seu peito. — Você quer tocar aqui... — Mordi o lábio ao vê-lo descer até sua região peniana. — Até aqui.

— Não, eu não quero. — Puxei-a de volta. — Namoro seu irmão, e não você. 

— Acha que eu não sinto seus olhos me percorrendo quando eu subo naquela moto? — Prendeu-me entre seus braços. — Acha que eu não sei o quanto me deseja?

Ele estava me seduzindo.

Merda, e eu estava caindo direitinho. 

Não posso fazer isso com o Jeongguk. Ele não merece isso, não merece.

— Está enganado. — Empurrei-o para trás tentando ignorar seu sorriso malicioso. — Vamos dormir, tenho trabalho amanhã. 

— Amanhã é domingo. — Franzi o cenho. — Você não trabalha. 

— E-Eu trabalho sim. — Puxei meu moletom para baixo. — Hum... Só tem um quarto aqui, então...

— Eu posso dormir no sofá. — Apontou para o estofado. — Não parece ser tão ruim e duvido muito que irá deixar-me dormir com você. 

É claro que eu deixaria, Jungkook. 

Você não tem ideia do quão feliz eu estou por dentro ao ter você aqui, tão perto de mim. 

É uma pena eu não poder demonstrar isso...

— Eu já dormi nesse sofá e não é bom. — Suspirei. — Só aparenta.

— Vou dormir aonde então, bebê? — Soltou uma risadinha. — No chão? 

— Não, é... — Mordi o lábio. — A minha cama é de casal e você pode dormir lá, comigo. Só hoje. 

Jungkook sorriu aproximando-se em passos lentos até ficar defronte para mim. Nossos corpos estavam a milímetros separados, podia sentir sua respiração calma batendo contra meu rosto. Olhei seus olhos e sorri arrependendo-me logo em seguida ao sentir suas mãos apertando minha cintura. 

— Você não sabe o quanto é especial pra mim. — Deslizou sua mão por meu rosto deixando-me estático. — Obrigado. 

Eu não havia entendido direito o que ele quis dizer com aquilo. Talvez tenha escutado errado ou coisa do tipo... Estava com os olhos fechados apreciando o carinho que aquele homem me fornecia apenas ao acariciar meu rosto com sua mão grossa e quente. 

No mesmo momento em seu suas mãos se afastaram de minha pele, me contive para não puxá-las de volta para tocar-me novamente.

Eu preciso de Jeon. Preciso mais do que achei que precisasse. 

— Vou arrumar a cama depois te chamo e... — Joguei os cabelos para trás. — Pode tomar banho enquanto isso.

— Uhum. — Sorriu. — O que foi, bebê?

Balancei a cabeça voltando para o presente ao perceber que não parava de encarar seu rosto, eu estava fissurado. 

— Nada. — Caminhei até às escadas. — Vou indo.

Corri até o meu quarto e tranquei a porta respirando fundo enquanto sorria de lado. Me aproximei da cama tirando todos os DVD's de cima e os coloquei na gaveta ao lado. Peguei um travesseiro que estava guardado no armário colocando-o na cama junto com alguns outros cobertores. 

— Você vai dormir na mesma cama que ele, Jimin. — Coloquei a mão na testa. — Aí meu Deus.

E se ele me abraçasse durante a noite? O que eu irei fazer? Fingir não se importar? Mas como eu não me importaria? 

Não dá pra fingir. 

Tirei meu moletom deixando-o em cima da cama e adentrei o banheiro para tomar um banho rápido já que a noite estava começando a esfriar. 

Liguei o registro sentindo a água quentinha cair sobre meu corpo e gemi sôfrego ao sentir às gotículas deslizar em meus músculos tensos deixando-me mais relaxado e confortável. 

Passei o sabonete entre meu corpo suspirando e tentando, em vão, não deixar com que meus pensamentos rebeldes criem uma imagem de Jungkook tocando-me com aquelas mãos grandes e...

— Porra. — Segurei meu pênis entre às mãos. — Eu não vou bater uma pra ele de novo, não mesmo. 

Desliguei o registro tentando ignorar a ereção no meio de minhas pernas e grunhi passando a mão no rosto.

— Eu não consigo evitar...

Sentei-me na cama vestindo novamente o moletom rosa e agarrei o creme de morangos que sempre passava depois do banho. 

— Jimin. — Assustei-me ao escutar batidas na porta. — Hey, abra aqui.

Levantei caminhando até a porta e a abri quase caindo no chão ao ver Jungkook apenas de toalha. 

— Pode me emprestar roupas limpas?

A água escorrendo por entre seu peito até pingar no chão deixou-me vidrado. Seus músculos muito bem trabalhados e às pernas grossas estavam me tirando o fôlego. Fechei os olhos passando a língua pelos lábios e os abri sorrindo.

— É claro. 

Andei até uma gaveta onde havia algumas peças de roupas que não cabiam em mim e puxei-as o entregando que sorriu, agradecido. 

— Acho que essas irão servir em você... — Funguei. — Pode se trocar aqui, eu vou sair e-

— Não, pode ficar. — Fechou a porta. — Não me sinto envergonhado ou coisa do tipo, relaxa bebê. 

— Jeon... — Engoli em seco ao vê-lo segurar a barra da toalha. — Isso é estranho...

— Um homem se trocar na frente do outro é estranho agora? — Riu. — Não sabia sobre isso ainda.

— Vou virar de costas, então. — Sentei-me na cama ignorando sua risada. — Se vista.

Abri meu creme de morangos e coloquei um pouco em minha mão deslizando-os por meu corpo. Fechei os olhos ao ter o líquido gelado contra minha pele deixando-me sentir sensações maravilhosas. 

— Quer que eu passe em suas costas?

Antes de negar sua pergunta, senti suas mãos tocando minha pele e mordi o lábio para não gemer ao seu toque. Suas mãos deslizaram por meus ombros e seu rosto se aproximou de minha orelha onde deixou uma mordidinha agradável, respirei fundo levantando-me com o creme nas mãos, ele riu jogando às duas mãos para trás olhando-me com desejo nos olhos. 

— N-Não precisa passar. — Sorri. — Eu passo sozinho. 

— Tudo bem, então. — Afastou os cobertores e deitou na cama. — Irei dormir. 

— Certo eu vou só... Terminar de passar ali no banheiro... — Fixei meus olhos em seu corpo. — Não sabia que tinha uma tatuagem no peito. 

Jungkook sorriu tocando o desenho de uma pena que ficava entre seu tórax.

— Não sabia que você ficava ainda mais bonito corado.

Abaixei a cabeça sorrindo e andei com pressa até o banheiro fechando a porta e apoiando minhas mãos na pia encarando meu rosto no espelho. 

Eu não vou conseguir me controlar, droga.


Notas Finais


Booom, então, convenhamos... Perfeito, não?

Então, até amanhã? ⁸:D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...