História Eu cuidarei de você - Fanfic Jung Hoseok - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~polly__

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Personagens Originais
Tags Bts, Jhope, Jimin
Visualizações 11
Palavras 1.106
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


iae
outro capítulo pra vcs
boa leitura

Capítulo 2 - 1


Point of vision Yoona

Estou andando pelas ruas de Seul a caminho da faculdade, mas não estou com pressa pois saí cedo de casa, com o objetivo de ir á uma cafeteria. 

.

Assim que chego lá, vou direto ao balcão fazer meu pedido, como estava cedo, não havia muita gente, só tinha algumas pessoas nas mesas e um garoto sentado em uma cadeira daquelas que ficam de frente para o balcão.

-Olá, bom dia- disse assim que me aproximei.

-Bom dia, o que deseja?

-Só um café por favor

-Ok

Depois de alguns minutos pego o que havia pedido e estava me retirando do local quando o mesmo garoto que estava sentado no balcão me chama 

-Moça, você pode me informar onde fica a faculdade Alternative?

-Estou indo para lá, pode me acompanhar se quiser 

-Ok, vamos então 

Saimos da cafeteria e fomos andando até a faculdade

O silêncio estava se tornando incômodo, até que ele decide falar

-Se não for me intrometer, qual seu nome?

-Yoona, e o seu? 

-Jonh, prazer

-Igualmente 

Passaram-se alguns minutos e chegamos na faculdade e eu fuipara a sala e ele a diretoria.

Faltavapouco para o sinal bater, então entrei e sentei em silêncio 

-Bom dia alunos- o professor chegou sem a mínima vontade de dar aula 

Antes de começar, Jonh entra na sala, não sabia que era daqui

-Licença professor, desculpa atrapalhar 

-Tudo bem, pode se sentar

O mesmo veio em minha direção e se sentou na cadeira ao meu lado.

Uma hora depois 

Deu a hora do intervalo e eu saí da sala para ir ao banheiro, não estava me sentindo muito bem 

Fui até o banheiro e me olhei no espelho. Minha aparência não estava das ótimas, parecia que não comia a dias, lavei meu rosto a fim de "melhorar" isso e sai do banheiro 

Tentei comprar algo para comer, mas desisti depois de passar alguns minutos na fila, então decidi voltar para a sala

Assim que entrei, Jonh se aproximou

-Você está bem? 

-Está tão na cara assim que não? 

-Talvez- riu e se sentou ao meu lado- Quer que eu compre algo para você comer? 

-Não precisa- respirei fundo me ajeitando na cadeira- Mas porque está se preocupando tanto assim comigo? Nos conhecemos hoje 

-Você me ajudou mais cedo. É o mínimo que eu poderia fazer 

-Não precisa se preocupar, eu estou bem 

-Tudo bem então. 

O professor voltou e as aulas começaram novamente 

Horas depois 

Até que enfim posso ir embora para casa, não aguentava mais a voz irritante do professor 

O único lado ruim é que provavelmente meu pai vai estar em casa, e pra piorar, bêbado 

Moro com meu pai desde os 12 anos e ele nunca gostou de mim, duo ficou comigo por falta de opção, mas assim que eu consegui um dinheiro, eu vou sair de lá, para não ter que aturar mais aquele velho bêbado 

Peguei o primeiro transposte público e fui em direção a minha casa, se é que posso chamar de minha

Droga! engarrafamento, vai demorar mais do que o normal para chegar 

.

.

.

Desci do ônibus e caminhei até a porta de casa, logo tirando a chave da bolsa e abrindo a porta 

Passei pela sala e não vi meu "pai", dei uma olhada na cozinha e ele também não estava lá

Onde será que ele se meteu? 

Subo até meu quarto. Tive uma surpresa ao entrar, papai estava sentado em uma cadeira me olhando e haviam algumas garrafas de uma bebida qualquer no 

Sabia; Me manti estática na porta até que ele falasse alguma coisa 

-Por que demorou tanto?- pronunciou levantando-se da cadeira 

-Houve um engarrafamento, não tinha como o ônibus ir mais rápido. 

-Pensa que eu acredito em você?- pôs a mão em meu pescoçoe apertou de leve- Devia era estar com um homem qualquer por ai- apertou mais forte meu pescoço e me jogou na cama 

-Claro que não, você acha que sou esse tipo de mulher?

-Não duvido- Se aproximou da cama- Era pra você estar aqui às 13:00- olhou para o relógio- Já são 14:15, eu te conheço muito bem, com certeza devia estar se agarrando com qualquer um por aí 

-Você não me conhece mesmo!

-Calada, quem fala aqui sou eu- acertou um soco em minha boca

Grunhi de dor e tentei sair da cama,  porém, ele me puxou de volta e deu um tapa em meu rosto 

-Seu nojento- cuspi no seu rosto.

-Como você se atreve?- começou a me bater com muita força 

Bateu forte em meus braços, pernas, acertou socos em minha barriga, deixando marcas por todo meu corpo, que não iriam sumir agora, com certeza

Eu chorava, chorava sem parar e pedia para que ele parasse, mas é como se ele não me ouvisse 

Até que ele decidiu para e disse:

-Isso é pra você aprender a nunca mais desobedecer seu pai, imunda 

Ele apenas saiu batendo a porta com força, me deixado sozinha cheia de ematomas 

-Um dia eu vou me vingar, ah se eu vou

Levantei com dificuldade e fui em direção ao banheiro para tentar aliviar a dor dos machucados 

.

Saí do banho, vesti uma roupa e devo devagar para não chamar atenção daquele mostro.

Graças a Deus, ele não estava lá, devia ter saído com uma mulherzinha dele

Procurei alguma coisa para comer, mas não achei nada. A única coisa que tinha era café, então decidi fazer um pouco já que estava com muita fome 

Subi de volta para meu quarto e deitei na cama para dormir um pouco.

.

.

.

Dia seguinte

Acordo e vou logo me arrumar para ir a faculdade 

Tomei banho e peguei roupas mais compridas possíveis para esconder as marcas 

Vesti uma calça e uma blusa de mangas grandes. Me olhei no espelho e vi que minha boca estava machucada, assim como meu rosto, então fiz uma maquiagem simples apenas para esconder.

Peguei a bolsa e desci, indo em direção a porta, sem ao menos ver se a coisa estava em casa ou não 

Fui até a parada do transporte público e subi no primeiro que ia em direção a faculdade

Sentei em um banco, colocando um lado do fone no ouvido e olhando em para a janela até que chegasse em meu destino

.

.

Desci e vi que o tempo estava chuvoso, gosto quando o clima fica assim 

Entrei e fui até a minha sala, sentei na cadeira do fundo para que ninguém percebesse nada 

Olhei ao redor e apenas Jonh percebeu que eu havia chegado

-Iae - se sentou ao meu lado

-Ola - respondi olhando pra ele 

-Você está bonita hoje! - disse olhando para meu rosto

-Obrigada por dizer que estou feia nos outros dias

-Não foi isso que eu quis dizer- riu e eu o acompanhei

Sinto como se eu e Jonh nos conhecêssemos á anos

Como se ja fôssemos bons amigos

Não sei por que...

Continua...










Notas Finais


foi isso
espero que tenham gostado
Até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...