História Eu e as Gêmeas Uchihas - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Chiyo, Chouji Akimichi, Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hidan, Hinata Hyuuga, Hizashi Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Juugo, Kabuto, Kakashi Hatake, Kakuzu, Kankuro, Karin, Kiba Inuzuka, Killer Bee, Konan, Konohamaru, Kushina Uzumaki, Maito Gai, Mebuki Haruno, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Personagens Originais, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Tsunade Senju, Yamato
Tags Hentai, Romance, Sasusaku, Suspense
Visualizações 57
Palavras 1.874
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Demorei um pouco mais já cheguei kkk

Capítulo 6 - Tenten Mitsashi


Fanfic / Fanfiction Eu e as Gêmeas Uchihas - Capítulo 6 - Tenten Mitsashi

Oi gente sou Tenten antes eu morava no interior com meus pais era uma vida bem simples e humilde, desde pequena ajudo meus pais com as tarefas na plantação e cuidava dos animais.

Como sonho de todas que moravam no mesmo vilarejo que eu, o tão esperado e sonhado dia de visitar a casamenteira chegou, sim isso ainda existe por aqui. Não posso negar desde pequena sonho com isso mas quanto mais se aproximava mais eu comecei a odiar esse dia.

Primeiro era preciso pagar um valor altíssimo pra tal casamenteira e a vaca ainda pediu algumas coisas da nossa plantação eu realmente não queria que a minha família passa -se por necessidades apenas para mim casar e a gota d'água foi quando eu encontrei a tal casamenteira ela só ia escrevendo no papel as coisas que achava sobre mim e no final disse que nenhum homem se interessaria por mim já que sou tão independente, me admirei do motivo de preocupações desses idiotas do vilarejo ser a minha independência e não a sua burrice. Enfim no final todas as outras meninas que foram comigo nesse dia estão casadas hoje e eu peguei a fama de desonrada, por mim tudo bem mais meus pais viraram piada daqui ninguém mais respeitam nossa família e isso fez com que eles entrasse numa espécie de pré-depressão.

[...]

Uns meses depois já estávamos na época da colheita e vários homens começaram a invadir nossas terras para roubar o que plantavamos, eu ficava fervendo por dentro.

- Aqueles velhos sabem mesmo como ter uma boa plantação. - um ria enquanto eu estava escondida.

- Não sei porque a filha deles não se casou ela é bonita pelo menos. - outro falou com uma saca nas costas.

- Deve ser uma imprestável que não sabe cozinhar nem cuidar de um homem. - Não me aguentei peguei o facão do meu pai e fui enfrentar esses babacas.

- Ou talvez eu saiba me cuidar e que todos os homens tem medo de mim. - me fiz de convencida.

Eles se olharam e tiraram uma espécie de canivete do bolso.

- Aposto que você não sabe nem usar o que está segurando igual a todas as mulheres, você é frágil e indefesa. - E agora eles estavam vindo pra cima de mim eu realmente não tinha coragem de feri-los.

Eles vieram pra cima de mim enquanto dois me seguravam o outro rasgava a minha roupa com o canivete.

- Agora você vai fazer sua família sentir mais vergonha do que eles já estão sentindo. - estava tirando sua roupa, fechei os olhos para não ver aquela cena.

Eu esperei ele fazer o que tinha dito mas comecei a ouvir urros de dor, o peso que me segurava não existia mais porém eu não queria abrir os olhos.

- Você está bem? - alguém me perguntou. - Não se preocupe pode abrir os olhos.

- Quem é você? - disse assim que vi o rapaz de longos cabelos morenos e olhos claros.

- Sou Neji, muito prazer. - beijou minha mão.

- Sou Tenten. - sorri.

Estávamos destraido quando um dos homens se levantou e veio correndo para tentar um ataque com um pedaço de pau, Neji teve reflexo de pegar o facão do meu pai que estava no chão ele me segurou e eu fechei os olhos quando abri o homem estava no chão com o facão no peito.

- Kami-sama eu vou buscar ajuda. - tentei ir mais neji me segurou.

- Não, esse miserável não merece ajuda, ele tentou estuprar você esqueceu? - falou me olhando com raiva.

Deixei isso pra lá, entrei correndo em casa para trocar de roupa enquanto Neji ia se livrar do corpo eu estava com um mau precentimento.

[...]

Se passou uma semana e advinha o que aconteceu, eu saí no jornal da cidade como a assassina do homem, quando fui na feira todos me olhavam estranhos e saiam de perto de mim. Estava andando de volta pra casa quando alguém me puxou eu ia gritar mas ele tampou a minha boca.

- Não grita. - essa voz.

- Neji o que você tá fazendo? - perguntei.

- Vi o jornal da cidade precisava falar com você. - olhei para uma menina que estava com ele. - Essa é minha prima Hanabi.

- Prazer, nem me fale desse jornal. - revirei os olhos.

- Olha eu sei que você é inocente e os outros caras que fugiram só disseram que foi você por conta da minha família, eles ficaram com medo dela. - explicava.

- Sua família? - fiquei confusa.

- Eu sou um Hyuga. - abri a boca espantada a família Hyuga era a mais poderosa na minha cidade. - Você precisa sair daqui os moradores querem fazer justiça com as próprias mãos.

- Podemos fingir a sua morte para a cidade e falamos com seus pais que você vai com a gente pra capital. - Hanabi se manifestou.

[...]

Aqui estou eu no avião pra capital, depois daquele dia Neji foi até meus pais e disse que me levaria para capital como sua noiva escondendo o motivo, na verdade ele disse que queria me proteger e que meus pais deveriam fingir estarem tristes com a minha morte mas essa história de noiva me pegou de surpresa, neji estava dormindo resolvi conversar com Hanabi.

- Porquê ele inventou aquela história de casamento. - indaguei.

- Ele foi pra cidade pra falar com a casamenteira se voltasse pra casa sem ninguém nossos pais iam ficar bem desapontados, nossa família é bem tradicional. - falou calma.

- Mas eu não quero me casar de mentira e divórcio é a pior coisa que uma mulher pode fazer aqui ainda mais se eu for querer me divorciar de um Hyuga. - tampei os olhos demonstrando desespero.

- Se você tivesse como se manter sozinha aqui na capital poderia fugir do neji. - ela me deu uma boa ideia.

- Você não sabe nenhum lugar em que eu possa trabalhar? - perguntei animada.

- Olha pra mim Tenten, meus pais nunca me deixaram ver anúncios de trabalho kkkk. - ela realmente tinha aparência de uma menina mimada.

- Olha essa notícia da J-Mite. - falou de uma revista. - O dono dessa revista tá procurando uma barriga de aluguel e ele hospeda você na casa dele.

- Acha que eu tenho chances? - perguntei ao ver ela toda animada.

- Ele diz aqui que precisa só conquistar o noivo dele que está tudo bem kkk. - riu. - Aqui esse é o endereço dele, guarda na sua bolsa e aqui é pra você pegar um táxi até lá.

- Isso não é muito dinheiro pra um táxi? - achei a quantia que ela me deu muito grande.

- Deixa disso boba, além do táxi isso pode te ajudar em alguma emergência. - alegou. - Ah toma aqui.

- Um telefone, você tá doida. - essas coisas eram muito caras pra mim aceitar.

- Não se preocupe eu comprei ontem um novo pra mim e trouxe um pra você agora mais do que nunca vou precisar falar com você só que agora vai ser escondido. - piscou.

Ela me ajudou a configurar o meu telefone com os meus dados e isso fez o vôo parecer rápido quando a moça avisou que já íamos desembarcar. Ficamos pra trás enquanto Neji foi andando falando no telefone.

- Agora é a sua chance vai. - apontou pra uma saída nos fundos. - Dá aquele papel com o endereço pro motorista, não esquece, eu vou dizer pro neji que você foi no banheiro.

- Obrigada por tudo. - dei um abraço nela.

Peguei um táxi e o moço foi até gentil comigo enquanto íamos para o endereço que a Hanabi me deu eu estava mandando mensagem pra ela, de acordo com ela neji estava subindo pelas paredes ela teve que pagar pra não mostrarem toda a gravação por que sim gente Neji é esperto e pediu logo pra olhar nas câmeras, só apareceu a parte que eu estava andando e pegando o táxi a parte que Hanabi falou comigo foi apagada.

- Senhor. - Chamei o moço do táxi. - Provavelmente um cara vai vir procurar o senhor você pode dizer que me deixou em outro lugar eu estou dispista a pagar por esse sigilo.

- Desculpe mais eu não gosto de mentir. - respondeu.

Mensagem: me> e agora Hanabi ele não quer o dinheiro.
Hanabi> então pede pra ele te deixar no prédio de cápsula que fica dois quarteirões antes do prédio que você precisa descer e vai andando.

- Moço eu me enganei a minha amiga acabou de dizer que eu tenho que descer no hotel cápsula dessa rua ela confundiu o endereço dela e do trabalho dela. - de acordo com a mentira que contei pra ele eu ia visitar uma amiga.

Depois de andar finalmente cheguei no prédio certo falei na recepção e deixaram eu subir mas ouvi cochichos sobre a minha roupa e meu jeito de moça do interior. Preciso esquecer esse tipo de pessoa, cheguei na porta e o nevorsismo bateu apertei a campainha e faltei morrer do coração.

- Oii já avisaram que você estava subindo, prazer eu sou Ângelo. - e parecia mesmo um cabelos loiros e olhos azuis.

- Eu sou Tenten. - me apresentei envergonhada.

- Bom meu noivo tá trabalhando então eu vou entrevistar você. - ele estava bem animado. - Você mora aqui?

- Na verdade eu cheguei hoje aqui. - falei com a cabeça baixa.

- Então não teria problema se fosse preciso você morar com a gente. - perguntou.

- Na verdade isso seria um grande favor. - ri.

- Desculpe ser entrometido mas porque veio para o Tokyo? - perguntou.

Eu contei as coisas com poucos detalhes mas ele ficou "chocado" com a história como ele mesmo disse.

- Poise quando cheguei aqui vim descobrir que ia me casar, eu realmente não queria isso. - abaixei a cabeça.

- Realmente ninguém deve se casar com quem não ama eu e meu noivo somos uma prova viva disso. - sorriu pra mim. - Você já ganhou meu coração Tenten, o que me diz você aceita ser minha barriga de aluguel para acabarmos com esse tabu fora de moda?

- Claro que eu aceito! - pulei de alegria e abracei ele.

- Então agora vamos no shopping você vai precisar de coisas novas e eu quero conhecer melhor você.

[...]

E agora aqui estou eu já recebemos a notícia que o procedimento deu certo, conheci a melhor amiga deles Sakura que era uma mulher incrível e vou começar meu pré Natal com outra amiga deles Ino e um pessoal da sua equipe especializada no processo da gravidez, Ino também está grávida só que ela já está com 4 meses e eu ainda estou de 3 semanas. A minha vida com os meninos é perfeita nada menos que isso apesar de eu não querer eles me mimam bastante, também dou boas risadas com esses dois. Confesso que estou me sentindo parte dessa família que estar por vir graças a minha ajuda não vejo a hora desse bebê nascer.


Notas Finais


O que estão achando?
Qual será o próximo personagem a entrar nessa história?
Façam as suas apostas e deixam nos comentários kk Kiss e até o próximo 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...