História Eu e ele, talvez - Capítulo 46


Escrita por:

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Alice Cullen, Bella Swan, Carlisle Cullen, Edward Cullen, Jacob Black
Visualizações 50
Palavras 3.222
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 46 - Primeiras semanas


Edward fitou meu rosto por algum tempo e quando fez menção de se mexer, pensei que fosse unir nossos lábios, por isso fechei meus olhos, mas ele fez diferente, se curvou perante a mim ficando de joelhos, segurou minhas mãos beijando-as e beijou minha barriga.

— Se esse é o fruto do nosso amor, eu o amo também ! - disse ele tocando a minha pele com seus lábios frios - Bem-vindo, filho !

Por mais que Edward tivesse agido friamente no primeiro momento, eu sabia que ele amaria nosso filho, assim como amava Renesmee. Era tão inacreditável pensar que eu estava gerando o irmão de Nessie e por causa dos hormônios, eu não podia pensar nisso sem que ao menos uma lágrima rolasse de meus olhos.

— Ei, por que você está chorando ? - questionou ele ao me ouvir fungar.

— Eu não sei ! - falei secando meu rosto com as costas de minhas mãos.

— São os hormônios ! - disse ele ficando de pé e beijando meu rosto onde a lágrima havia passado - Mas mesmo assim, não quero te ver chorando ! - disse me envolvendo por seus braços.

— Está tudo bem ! - falei encostando minha cabeça em seu ombro e respirando fundo para sentir seu cheiro - Eu acho, né ?

— Não está enjoado ? - questionou afagando meu rosto.

— Não, já passou depois que eu vomitei na frente de todo mundo. Que nojo ! - falei rolando os olhos e bufando.

— Não se preocupe, já passou e eu já limpei o local ! - disse ele - Não sinta vergonha, não foi porque você quis !

— Você diz isso porque não foi você ! - falei me afastando para fitar seu rosto.

— Que lindo, um biquinho ! - disse ele mordiscando meus lábios.

— Para ! - falei o empurrando sem muita força porque não queria afastá-lo de verdade.

— Não sinta vergonha, Jake. Não precisa sentir isso, está em meio á sua família ! - disse ele me puxando para o sofá, me forçando a me sentar - Só um segundo ! - disse ele se colocando a correr pela casa e realmente um segundo depois estava á minha frente com uma bandeja com café e torradas.

— Não estou com fome, Edward ! - falei torcendo o nariz diante dos alimentos.

— Mas tem que comer, porque está enjoando fácil e nada tem parado no seu estômago e você agora precisa comer por dois e se nosso filho puxar você, wow ! - disse ele se sentando a meu lado com a bandeja no colo.

— Wow o que ? - questionei levantando uma das sobrancelhas.

— Levarei Carlisle á falência ! - disse ele sorrindo divertido.

— Ai, que absurdo ! - falei pegando uma torrada - Será que a Nessie vai gostar de ter um irmão ?

— Acho que sim, ela é tão amável e carinhosa. Acho que amaria a ideia de poder ajudar a cuidar de alguém menor que ela ! - disse ele dando de ombros - Mas você está com medo do que Vladimir disse ?

— Não. Acho que eu deveria estar com medo, mas não estou. Era para Victoria ter me matado, não morri. O veneno de Bella não me matou nem o de Fêlix, o seu também não vai me matar no parto ! - falei - Eu já lutei muito com a morte e com a sorte que eu só fico feliz. Eu estou feliz e me sinto abençoado !

— Mesmo sabendo dos riscos ? - questionou passando as mãos pelos cabelos que naquela época estavam bem menores e sem topete.

— Não estou pensando neles e peço que você faça o mesmo ! - falei bocejando - Não quero passar esses três meses como que me preparando para morrer e nem quero que me trate assim. Quero viver com você, assim do jeito que estávamos antes de saber sobre essa gravidez ! - falei retirando a bandeja de seu colo, colocando-a no sofá e passando meus joelhos em torno de suas coxas - Seremos felizes, promete ?

— Prometo ! - disse ele levando as mãos á minhas costas - Acho que você está realmente bem !

— Posso te mostrar o quão bem eu estou, agora se você quiser ! - falei com um olhar malicioso e dando um sorriso enviesado.

— Á noite quero que você esteja bem mesmo ! - disse ele beijando meu pescoço - Vou pedir á Alice e Rose que fiquem com Nessie !

— Eu não sei quem de nós dois é o mais tarado ! - falei.

— Acho que alguém que está me prendendo entre seus joelhos e está pressionando meu membro ! - disse ele sorrindo e me beijando logo em seguida.

Apesar das brincadeiras, dos beijos, do carinho, Edward estava estranho comigo, estava distante. Rosalie me disse uma vez que vampiros se distraem com facilidade, devido á visão mais aguçada se perdem em detalhes que os humanos não conseguem enxergar assim como a audição. Mas não era só aquilo, ele estava preocupado. Se sentia culpado pela gravidez, mas nenhum de nós sabia que eu poderia engravidar. Já havia sido uma surpresa quando ele engravidou Bella.

A sensação de ter Edward comigo e sabendo que ele faria tudo para que eu ficasse bem e principalmente, para que eu ficasse vivo era inexplicável e era isso que me fazia amá-lo mais, porque do mesmo modo que eu seria capaz de morrer pelo que eu sentia, eu sabia que ele também seria capaz disto por mim.

Ele me forçou a comer e mesmo que eu não quisesse, precisaria mais cedo ou mais tarde e por mais que ele estivesse distante, aquela foi uma das manhãs em que eu me senti mais amado em todo o nosso tempo juntos.

— Vamos ver como Seth está ? - questionou ele beijando minha cabeça, já que eu estava deitado em seu colo, Esme nos mataria se visse que eu estava com os sapatos sujos de terra em cima do sofá branco - Ele acima de tudo deve estar com ódio de Vladimir por ele nem ter se preocupado com ele !

— Carlisle sabia dessa coisa sobre Aro ? - questionei fazendo pirraça para me levantar.

— Acredito que não, do contrário teria me contado quando me transformou. Carlisle sempre me contou tudo, aliás éramos pra ser só eu e ele, como pai e filho ou até mesmo irmãos já que ele prometeu aos meus pais que me salvaria, mas Esme veio pouco depois ! - disse Edward pegando minha mão e entrelaçando nossos dedos - Mas depois que ele se acalmar, eu mesmo quero conversar com Aro !

— Eu vou com você, ele é fascinado demais por você pro meu gosto ! - falei me sentando.

— Deixe de ser bobo, Jacob Black ! - disse ele sorrindo divertido.

— Bobo nada, eu estou de olho em qualquer um que se aproxime de você ! - falei ficando de pé - Eu não vou ser pai solteiro desse bebê !

— Fazer o que se eu não posso dizer que não faço a mesma coisa ? - disse ele sorrindo.

— Se prepare para contar ao meu pai que estou grávido, porque eu não tenho coragem de fazer isso ! - falei - Agradeço aos céus por ele ter resolvido ir pescar com Charlie ontem e ter ficado lá !

— Ainda bem que eu me casei com você antes, ou eu seria um vampiro morto por ter te desonrado ! - disse ele sorrindo de gargalhar - Não se preocupe, eu conto com o maior prazer !

— Amo você, Edward ! - falo fitando seu rosto que me encarava enquanto caminhávamos era tão bom estarmos felizes e bem.

— Sério ? - disse ele sorrindo ao alcançarmos o curto lance de escadas - Eu amo você !

— Mesmo assim, ele tem cara de tarado ! - falei fechando a cara de brincadeira.

— Mas e você está bem ? Alguma vertigem, enjoo ? - questionou.

— Não é o tempo todo, não precisa ficar preocupado desse jeito ! - falo de um modo um tanto irritado.

— Desculpe, eu só quero cuidar de você ! - disse ele.

— Desculpe, eu não queria ser grosso com você ! - falei sentindo vontade de chorar de novo.

— Querido, isso você já é da melhor forma possível ! - disse ele sorrindo safado.

— Ai, que horror, Edward ! - digo rindo sem graça, mas depois gargalhei sem controle, Edward não era daquele isso.

De longe podíamos ouvir os gritos de agonizantes de Seth e eles se calaram de uma só vez, havia desmaiado após ser curado. Passei mais de uma hora com Edward dentro da casa e ele havia deixado de curar Seth para conversar com Aro ? Com certeza, alguém passaria um bom tempo no sofá !

Aro estava na soleira da porta quando alcançamos a casa, e sorriu para mim quando estávamos há alguns passos dele, senti Edward se retesar com isso.

— Peço desculpas por tudo o que aconteceu principalmente pelos ossos de seu amigo ! - disse Aro e parecia verdadeiramente arrependido - Eu não queria causar todo este tumulto, mas tudo o que eu passei ... foi difícil demais reviver tudo, ainda mais a forma com que Vladimir estava me expondo !

— Vai tocar no meu filho ? - perguntei soltando a mão de Edward. Não era um confronto, era uma dúvida de pai.

— Não, claro que não ! - disse Aro - Estou disposto a ajudar, assim como Alec e como Bella. Ficaremos aqui para ajudar vocês em tudo !

— Não precisa ! - disse Edward seu corpo se retesando como se estivesse pronto para atacar Aro.

— Não estou dando em cima de seu marido, Edward ! - disse Aro sorrindo para ele - Mas eu já passei pelo que você vai passar, tudo o que eu fiz para manter Alexander vivo durante a gestação, porque a criança o machucava por dentro e eu não conseguia impedir. Bella já esteve com um bebê no ventre dela, saberá ajudar Jacob melhor que eu porque já sabe o que está por vir !

— Ele tem razão, Jacob. E toda ajuda será bem-vinda ! - disse Edward em um tom áspero - Mas isso não quer dizer que eu quero você perto dele o tempo todo !

— Não estou pedindo também que confiem em mim como se eu nunca tivesse feito nada á vocês nem a nenhum outro vampiro ou humano, mas me sinto em divida com meu filho desde que eu o enterrei sem sequer tê-lo feito dormir ! - disse Aro e parecia muito mais uma criança assustada do que o líder de todos os vampiros - Eu lhes imploro que me deixem ficar !

— Você vai ser vigiado vinte e quatro horas ! - falei - Tanto por lobos quanto por vampiros, sabe disso, não é ?

— Sim, eu sei ! - Disse ele - E não me importo !

— Os Volturi virão atrás de vocês para saber o porque de não terem voltado ! - disse Edward - E isso não será nada bom já que seus irmãos não gostam da possibilidade de crianças hibridas como você !

— Eu me entendo com eles ! - disse Aro - Eles podem até vir, mas antes terão de me matar para tocar no filho de vocês !

— Eu não entendo o porque de querer me ajudar, mas agradeço ! - falei mas não estava acreditando totalmente.

— Ele está sendo sincero, mas qualquer mudança de plano eu não vou esperar que seus irmãos venham, eu mesmo o farei ! - disse Edward.

— Tudo bem ! - disse Aro e em nada parecia aquele ser imponente e altivo que havíamos encontrado no descampado.

Passamos por ele e entramos na casa, Alice logo trombou violentamente contra mim, me esmagando entre seus braços e dando pequenos pulinhos.

— Alice, cuidado ! - disse Edward - Pode machucar o bebê e o Jake também !

— Está tudo bem ! - falei com a voz um pouco dificultada já que Alice me apertava ainda mais.

— Mais uma criança para esse mundo ! - disse ela beijando meu rosto e me soltando em seguida.

— Dá licença, Alice que eu também quero abraçar meu maninho ! - disse Emmett mal esperando que ela se afastasse para me amassar por entre seus braços de pedra, fazendo minha coluna estralar.

— Emmett cuidado ! - disse Edward em um grito - Meu Deus, vocês se esquecem que Jake não é um vampiro !

— Mas eu aguento ! - falei apertando Emmett com tanta força que um leve trincar ecoou.

— Está tudo bem, Jake ? - perguntou Esme com seu sorriso materno estampado no rosto.

— Está ! - respondi soltando Emmett - E vocês ?

— Bella, Alec, Vladimir e Carlisle estão com Seth, ele está dormindo, Rosalie está paparicando Nessie e eu estou querendo abraçar meus filhos por me darem mais um neto ! - disse ela abrindo os braços em minha direção e me aconchegando naqueles braços que eram tão confortáveis que nem pareciam ser de uma vampira, senti Edward sorrir com esse pensamento - Vamos ter que ter alguns cuidados com vocês daqui para a frente ! - disse ela beijando meu rosto.

— Jake, você vai me chamar de chato, de irritante mas terei de cuidar e me preocupar muito mais com você do que já temos feito ! - disse Carlisle cruzando a porta do quarto que fora de Bella – Você também é meu filho e eu vou cuidar de você mesmo que para isso eu tenha que te amarrar na cama !

— Acho que eu me ferrei nessa ! - falei.

— Posso te abraçar ? - perguntou Carlisle se aproximando.

— Pode, é claro ! - falei um pouco constrangido, já que nunca havia abraçado Carlisle e assim que ele me cercou com seus braços, eu pude sentir o quanto por trás do cheiro de vampiro que eu deveria repelir, havia um cheiro adocicado semelhante á baunilha - Tem como me ajudar com essa coisa dos enjoos, já que agora sabemos o que eu realmente tenho ?

— Já até sei o que receitar para você ! - disse Carlisle sorrindo ao segurar meu rosto pela lateral, encarando meus olhos com certa felicidade - Mas não tenho aqui, por isso Jasper já foi buscar no hospital por mim !

— Vou ver como Seth está ! - falei assim que ele me soltou e logo abraçou Edward.

Alec e Bella estavam saindo do quarto quando eu entrava e não conversamos muito além de "oi" e "está tudo bem ? "

— E ai ? - perguntei á Vladimir, que segurava a mão de Seth enquanto o outro dormia, seu corpo retesado e a testa estava suada.

— Ele vai me matar, não é ? - questionou se virando em minha direção.

— Provavelmente sim, mas ele sabe que se você não tivesse conversado com ele, alguns de nós poderiam estar mortos agora ! - falei - Matar ele não vai, mas não garanto que ele vá ser carinhoso com você por alguns dias. Nunca vi moleque mais teimoso que ele !

— E você, assustado com tudo isso ? - questionou.

— Bom, até ontem eu achava que só mulheres engravidavam, mas depois de me transformar em lobo gigante, me apaixonar por um vampiro, ver Bella quase morrer pra dar a luz a Renesmee e ajudar no parto de Bella, acho que consigo lidar bem com isso, Vladimir  ! - disse eu e ele sorriu.

— Vamos te ajudar, não se preocupe ! - disse ele - Aro está saindo de anos de choque e de trauma, mas não causará problemas !

— Como pode garantir isso ? - questionei.

— Esqueceu que tenho como atingir a mente e o controle do corpo dele ? Além de que Jasper prometeu ajudar a controlá-lo e Aro está de acordo com isso ! - disse Vladimir.

— Terei que tomar sangue feito a Bella ? - questionei.

— Não, nem Alexander ou o pai de Kendra tomaram, vai ser mais tranquilo que você possa pensar, mas daqui há duas semanas, nada de transformação ! - disse ele e soou como Carlisle.

— O que ? - questionei revoltado.

— Sua gravidez será diferente, Jake. Lembre-se da de Bella ! - disse ele - Daqui há duas semanas, você estará com em média um mês de gravidez, mas terá barriga de três meses !

— Ah, está brincando, né ? - questionei.

— Não ! - Disse ele.

— Cuide e se preocupe com você, nada vai acontecer com a barriga ! - Disse ele - E principalmente, cuide de não contrariar o bebê !

— Ou ?

— Não vai gostar de saber ! - disse ele e eu me assustei tanto com o modo com que ele disse aquilo que nem tive coragem de questionar.

Permanecemos calados até que Seth acordasse, e foi a cena mais divertida do mundo, porque antes mesmo de conseguir se sentar sem sentir tudo rodar, ele estapeava os braços de Vladimir com força, mas eles se acertaram rápido, mas eu sabia que Seth o faria sofrer. O garoto era igualzinho a mim.

— Papai ! - gritou Renesmee na porta do quarto, já com outra roupa, os cabelos presos em tranças e as unhas pintadas de rosa.

Ela correu até mim e me abraçou, depois de tocar minha barriga, levou sua mão á meu rosto e me mostrou sua lembrança de Bella na forma cadavérica que ficou antes de tê-la, e seus olhos pareciam assustados.

— Não sei se vou ficar assim, meu amor ! - falei tirando sua mão de minha bochecha e depositando um beijo por sobre ela - Vai me ajudar a cuidar dele ?

— Vou ! - disse ela.

A última coisa que eu queria era que Bella e os outros tivessem ficado por minha causa, eu temia pela segurança de todos os Cullen, porque os Volturi poderiam voltar para procurá-los mesmo que Aro houvesse ligado dizendo que ficaria. Mas realmente precisaria de ajuda de quem sabia o que aconteceria dali para a frente.

Quando meu pai soube, ele me apertou tanto que parecia que era o Emmett me abraçando e repetiu a ação com Edward, que ficou totalmente sem graça já que meu pai nunca havia sido tão afetuoso com relação á ele, mas era totalmente compreensível, já que seria o primeiro neto que ele teria.

Tudo ficou mais perfeito depois que eu soube o que tinha e que Carlisle pode passar os remédios exatos para que eu pudesse ficar menos enjoado, mas eu temia tudo que podia acontecer, mas a sensação de ter meu ventre crescendo a cada dia e poder acariciá-lo sabendo que ali dentro estava o meu bebê era mais do que divino, era surreal. E melhor ainda quando Edward acariciava minha barriga e brincava com nosso filho.

Edward que já gostava de me mimar e me carregar no colo encontrou ali a melhor oportunidade para fazer isso sem que eu tivesse o direito de reclamar. Carlisle e os outros também, não paravam de me mimar e paparicar, até mesmo Jasper e Emmett, sempre estavam por perto com algo que eu pudesse comer e isso era irritante.

Meu nível de carência de Edward subiu alarmantemente, assim como a minha libido. Toda hora e qualquer lugar, era bom para nos amarmos, até que chegou a sétima semana.

Entendi o que Vladimir quis dizer.

Continua ....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...