1. Spirit Fanfics >
  2. Eu, ela e eles >
  3. Loucos

História Eu, ela e eles - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Loucos


São exatamente 8:35 da manhã em pleno domingo e eu sou acordada por um ser humano insuportável chamado Lyana que colocou um despertador super alto debaixo do meu tevesseiro, não sei como ainda não estou surda

-OOOOOH LYAAAAA que merda é essa? -- gritei ela que não estava no quarto

-é o que minha filha? Ta gritando porque? -- ela disse vindo em mimha direção

-Porque? Porque um ser humano insuportável chamado Lyana colocou um despertador debaixo do meu travesseiro -- disse com raiva me levantando

-anta -- disse me olhando

-você disse o que Lyana? -- disse encarando ela

-nada amiga -- disse tentando fugir

-ah você disse sim, volta aqui Lya -- disse correndo atrás dela

-SOCORRO ME AJUDAAAAAA -- ela disse tentando se esconder

-mais que barulhera é essa aqui diacho? -- Maurício disse saindo do quarto

-mau me ajuda aqui pelo amor de Deus -- disse ficando atrás dele

-mau não ajude ela -- eu disse tentando puxar ela

-eeeeee, que isso mesmo? Agora sou escudo humano? Se resolvam ai e deixa eu dormir -- disse empurrando Lya

-aahh quando você precisa de mim eu te ajudo né seu ingrato --Lya disse fazendo careta e batendo nele

-CALA A BOCA MERDAAAAAA -- Mario veio gritando

Todos ficaram quietos olhando a cara de bravo dele

-mais pra que tanto barulho seus doentes? -- disse se acalmando

-a culpa é da Lya que me acordou com a porcaria de um despertador debaixo do meu travesseiro

-pegou pesado Lya-- mau disse olhando pra ela

-cala sua boca -- disee dando um tapa nele

-aaah então foi você Lya que roubou meu despertador? --Luis saiu do quarto dizendo

-eu não ROUBEI NADA -- disse gritando

-ah não, só entrou no meu quarto e pegou meu despertador sem minha permissão -- disse olhando com uma cara de bravo pra ela

-ai fica quieto, o problema é a Mari querendo me agredir -- disse fuigindo

-eu? Depois de você ter praticamente me deixado surda é o mínimo que posso fazer amada -- disse explicando o óbvio

-eeeii! Chega né, vocês duas parem de tentar se matar, e você Maurício vai tomar banho temos que sair -- disse mandando

-você acha que manda na gente? -- Lya disse brava, a cara de brava dela é estranha

-Lyana? Você disse o que? -- disse estressado

-depois me perguntam porque eu quero matar ela --disse apontando pra mim mesma

-ai que medo -- Lya disse se escondendo atrás do Maurício, e eu não pude evitar e falei

-Lya você ta se escondendo atrás do Maurício sem camisa -- disse rindo

-aaai credo é verdade -- disse fazendo cara de nojo

-ei! Eu sou todo saradão -- disse apontando pra ele mesmo

-há há há se acha você né -- disse Luís

-meu Deus eu moro com loucos -- disse rindo

-eu concordo --Mario susurrou no meu ouvido, eu não sei como ele foi parar do meu lado sendo que ele tava no fim do corredor com o luis que também nao estava mais lá

-meu Deus como você veio parar aqui? -- disse com a mão no peito, eu tomei um susto tá

-com as pernas, andando uai -- disse olhando pro chão

-idiota -- disse saindo

-olha quer saber chega fui -- disse saindo daquele lugar com doentes

Entro no meu quarto e fecho a porta mais olho pra trás e vejo Lyana com aquela cara de debochada que aquela garota tem, pense em uma pessoa debochada meu Deus

-o que você quer Lyana? --disse séria

-Você sabe que eu te amo né? --disse sorrindo

-aham sei -- disse olhando pra ela

-amiga, foi mal to tentando fazer as pases e você fica ai com essa cara de tacho -- disse virando os olhos

-ah é porque não pde desculpas então-- disse falando o óbvio

-eu não, se não que fazer as pases o problema é seu --disse saindo

-mais o que...pera?..ah esquece, ela vai voltar a falar comigo daqui a uns 3 segundos -- disse sozinha

- ela vai entrar pela porta pedindo minha ajuda em 3

-2

-1

- aaah Mari me ajuda por favor -- eu não falei?

-sabia que ia voltar, que foi? -- disse sorrindo vitorioso

-precisamos de comida! -- verdade precisamos mesmo, ta vazia essa casa

-verdade -- disse arrumando mimha cama

-vamos sair pra comprar? Aproveitamos que os meninos vão pra oficina e vamos -- disse me ajudando

-pode ser, avisa pra eles, mais espera Lya você não quer ir pegar carona por causa daquele garoto lá da oficina não né? -- disse olhando pra ela

-que garoto? -- disse se fazendo de desentendida

-Lyana eu te conheço, você quer ver ele né

-aaaaaaaaaah quero, amiga ele é perfeito

-mais você nem conhece ele Lya

-idai? Eu posso conhecer uai

- nao magina você pode ir lá e matar ele

-sem graca, vaiiii, vamos porfavor --disse me implorando

-ta, mais temos mesmo que comprar comida

-aff eu sei, eu te amo amiga, vou tomar bamho fui

-vai lá anta -- disse rindo

-VOCÊ ME CHAMOU DE QUE? --disse me olhando brava

-nada amiga, anda se não vamos perder a "carona" --disse rindo

-ta, mais você ainda vei ver --disse saindo

-meu Deus do céu essa foi por pouco, vou tomar banho --falei indo pro banheiro



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...