História Eu em Sweet Amoris?! - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Boris, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Thomas, Viktor Chavalier, Violette
Tags Amor Doce, Armin, Castiel, Kentin, Lysandre, Nathaniel
Visualizações 142
Palavras 1.380
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá!! Mais um capitulo!

Capítulo 14 - Episódio 14 - "Parecem gostar muito de ti!"


Fanfic / Fanfiction Eu em Sweet Amoris?! - Capítulo 14 - Episódio 14 - "Parecem gostar muito de ti!"

Pov Liliana

A Iris logo veio entregar a caixinha das sementes. 

- Aqui! Ehm Liliana soube que o Kentin se foi embora, soube que vocês 2 eram bastante próximos! - eu fiquei triste outra vez. Com esta confusão do cachorro nem me lembrei mais disso. 

Escutei o Castiel a acender o isqueiro para acender o cigarro. 

- ...É.... não vai ser fácil estar aqui sem ele... - senti o olhar do Castiel em mim e corei. Maldita mania de corar por tudo.

- Tenho a certeza que o Castiel e o Nathaniel te vão ajudar! Eles parecem gostar muito de ti! - se antes corei agora estava tão vermelha como um tomate

O Castiel começou a tossir sem parar. Acho que se engasgou com algo. Comecei a bater-lhe nas costas e a Iris ajudou-me. Depois de uns minutos ele parou de tossir. 

- Eu estou bem afastem-se! - ele gritou algo vermelho, deve ser de tossir. 

- É melhor eu ir tenho que ir ao clube de música... - a Iris olhou uma última vez para o Castiel e foi-se embora. 

- Estás bem Castiel? - perguntei algo preocupada enquanto coloquei uma mão no ombro dele.

- Sim tábua, estou bem não te preocupes... - ele respondeu algo nervoso, mas deve estar bem para me chamar de tábua! Já sei que o sou!! - Devias ir entregar isso ao verdinho antes que ele se irrite de esperar! 

- Está bem, nos vemos amanhã? - ele concordou com a cabeça. 

Eu comecei a caminhar para o jardim. 

- Espera! - eu virei-me para trás e olhei para ele - Queres ... Hum... Queres... Que entregue essa folha ao Lysandre? 

- Ah claro! Obrigada! - eu fui até ele e lhe entreguei a folha. Despedi-me dele e fui-me embora até ao jardim. 

Quando cheguei entreguei a caixa ao Jade. Ficamos a cuidar algumas plantas e flores até que ele parou. Oh não... Mais trabalho!

- Liliana podes ir comprar sementes de artimisia? - não me digas que tenho que pagar eu?! Como é que vou para casa?! Só tenho uma nota de 5 euros! - Toma 5 euros deve chegar, pode ficar com o troço! (nota da autora: eu não sei o preço de sementes se estiver errada peço desculpa :'v)

Graças a Deus! Se não tinha que ir a pé para casa! Tenho mesmo que arranjar um emprego de part time, mesmo preguiçosa como eu sou! 

Sai da escola em direção ao Mercado de Tudo. Sim! O mercado tem mesmo este nome! Quando entrei vi o Lysandre em frente a umas prateleiras de livros/blocos de nota. Aproximei-me dele. 

- O...Olá... - disse timidamente. Ele pareceu surpreso e olhou para mim - Vim comprar sementes para o meu clube!

- Ah! Eu vim comprar um bloco de notas novo. O meu antigo está cheio. Demasiadas idéias para canções...

- Ah... Entendo! Os meus cadernos também estão completamente cheios com historias e idéias para historias! - ele sorriu para mim. Aiii não me olhes assim que eu me derreto toda! Ele tem mesmo aspeto de um príncipe - Bem... Tenho que ir comprar as sementes.

-  Volta aqui depois de buscar as sementes por favor. - estranho... Mas ok eu acabei por concordar.

Depois de minutos perdida encontrei as sementes. Encontrei o Lysandre ao pé das caixas a pagar algo, provavelmente o bloco de notas, aquele que eu vou procurar!

Aproximei-me para pagar as sementes. De seguida aproximei-me dele. 

- Toma! É um presente. - ele me entregou um caderno de cor azul escura.

Eu fiquei algo envergonhada e surpresa. A verdade sentia falta de escrever. Já desde o meu aniversário não tenho escrito nada.

- O...Obrigada, mas não era preciso... - eu tentei tirar dinheiro da minha bolsa, mas ele parou-me.

- Foi um presente! Não tens que pagar! 

- Es...está bem... Mas eu vou recompensar-te! - ele sorriu-me. Colocou uma mão na minha cabeça e foi-se embora. 

Olhei para o meu caderno feliz. O abracei. Que fofo o Lysandre!! Caminhei toda contente até à escola e entreguei as sementes ao Jade. Continuamos a trabalhar. 

A meio do trabalho recebi uma mensagem do Alexy. 

Alexy- Lili hoje não podemos ir buscar-te. Já consegues vir sozinha?

Liliana- Sim não te preocupes, ainda tenho dinheiro comigo! E de qualquer maneira depois das aulas vou sair com o Nath!! 

3...2...1....

Alexy- Quê?!!!!!!!!!  FINALMENTE FOSTE NOTADA POR O CRUSH?!!!! 

Liliana- Sim! Mas conto-te depois de chegar a casa! Agora preciso de trabalhar! 

Alexy- Quando chegares a casa não escapas irmãzinha!

Eu ri e continuei o meu trabalho. Não demorou muito a ser interrompida por outro pedido do Jade. Eu suspirei. Não vejo a hora de encontrar o Nath para o nosso encontro!! 

(...)

Sou livre! Depois de me despedir do Jade fui buscar o peluche do Ken ao meu cacifo. Aproveitei e dexei-lhe uma mensagem de apoio. Vou apoiar-lo sempre, inclusive pensei em tentar ir verlo neste fim de semana.

Eu me encontrei com o Nathaniel em frente à escola. Ele trazia com ele uma saca de ração para gatos. 

- Olá! Pronta para o nosso encontro? - eu fiquei vermelha. Ele percebeu o que disse e ficou corado - ... Encontro de amigos!

Nós começamos a caminhar enquanto falávamos das aulas. Chegamos a um sitio onde estavam vários gatinhos. Eu e o Nath nos ajoelhamos perto deles. Eles parecem adorar o Nathaniel um deles foi para cima do ombro dele, outro foi para as minhas pernas.

- Que fofinhos!!! - eu falei começando a acariciar um. O Nathaniel abriu o saco da comida e meteu um pouco de ração na minha mão. Vários gatinhos se aproximaram de mim - Só queria levar todos eles para casa!

- É! Eu igual. - ele acabou por encher a mão dele de ração também - Pena que minha familia nunca me permetirá ter nem 1!

Tadinho... Eu toquei no ombro dele timidamente.

- No futuro vais poder ter todos os gatos que quiseres! - um futuro bem mais próximo do que pensas!

- É! Não vejo a hora de completar 18 anos! - noutros casos eu tinha criticado, mas nele era compreensível. Os meus olhos encheram-se de lágrimas - E...Eu disse algo errado?

Eu respirei fundo.

- Não... Não é nada! Foi algo que me entrou para os olhos! Bem... Vamos alimentar estes gatinhos? - ele concordou e começamos a dar de comer a todos eles.

Saímos de perto deles quando já era noite. O telemóvel do Nathaniel tocou de repente. Ele olhou para ele e ficou pálido. De certeza que era o pai dele... Ele atendeu.

- P...Pai? (...) J...Já estou a ir para casa...- daqui podia se ouvir os gritos dele. Tenho que fazer algo para o ajudar, mas o que? - O...O que eu estava a fazer? Bem ... E...eu...

Tenho que fazer algo... Seja o que Deus quiser espero que este plano dê certo!

- Representante, obrigada por as explicações a matemática me ajudaram mui... Ah! Não sabia que estavas a falar ao telemóvel desculpa! - eu falei algo alto para o pai dele ouvir. Acho que isto o vai acalmar um pouco.

Ele me olhou surpreso, mas logo sorriu aliviado. Acho que acalmei o pai dele. Ainda bem! O Nath desligou e me abraçou. Eu fiquei algo surpresa, mas acabei por o abraçar também.

- Obrigado! - não obrigada a ti por o abraço - Salvaste-me de l... Do sermão!

Nos afastamos algo tímidos.

- É para isso que servem os amigos! - ele me sorriu - Bem... Tenho que ir já para casa, que fica à meia hora daqui...

- Ah vamos de táxi! - ele respondeu. Eu baixei o olhar - Que foi?

- E...Eu ... Só tenho 5 euros... Gastei o que tinha na sorveteria com o Kentin e no meu transporte para casa...

- Quê? - eu o olhei - Tiveste um encontro com o Kentin?

- N...Não foi bem um encontro... - ele estava tão sério que assustava. Porque ficou assim de repente?

- Não deverias dar esperanças a ele... A não ser... - ele mudou a expressão para uma mais nervosa - Go...Gostas dele?

- E...Eu? N...Não! - gaguejei vermelha. Eu gosto é de ti Nathaniel!! Mas como não vês isso? Virás-te o Naruto agora?! - Somos só amigos!

Ele sorriu. Estes rapazes são bipolares... Ele estava bem mais feliz da vida.

- Vamos! Eu pago o táxi! - ele me puxou por a mão todo contente.

Continua...


Notas Finais


Se calhar publico hoje outro capitulo 😂


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...