História Eu em Sweet Amoris?! - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Boris, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Thomas, Viktor Chavalier, Violette
Tags Amor Doce, Armin, Castiel, Kentin, Lysandre, Nathaniel
Visualizações 108
Palavras 1.045
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Chegamos ao capitulo 16!!
Eu adoro este capitulo!! Vai rolar algo que vocês vão gostar (ao menos as Castietes vão gostar).
Nas notas finais vou explicar o porque de isto acontecer.

Capítulo 16 - Episódio 16 - Vingança


Fanfic / Fanfiction Eu em Sweet Amoris?! - Capítulo 16 - Episódio 16 - Vingança

Pov Nathaniel

Cheguei à sala de aula louco para gritar À Ambre, mas não a encontrei. Apenas vi o Lysandre a escrever no seu bloco de notas.

- Onde está a Ambre?! - perguntei tentando manter a calma.

- No corredor perto das escadas... Nathaniel posso falar contigo sobre ela? - estranho... o Lysandre não era muito de conversar. Talvez falar com ele me acalme mais. Sentei-me ao lado dele - Eu sei que não vais acreditar e não tem nada a ver com a minha vida, mas... Tenho que te falar antes que algo de mau aconteça ou melhor algo de pior... 

Não estou nada a gostar desta conversa, porque é que sinto que a Liliana está metida nisto?

- A tua irmã... Ainda anda toda cheia de ciúmes por causa da amizade do Castiel e da Liliana... - eu suspirei. A Ambre e a obseção dela por esse tipo - Ela não a deixa em paz! Ainda hoje a empurrou no meio do jardim e há uns dias humilhou-a no meio da nossa turma.

Isso não podia ser verdade! Se o fosse a Lili contava-me não?

- Sei que não acreditas em mim, mas pergunta a quem tu quiseres... A tua irmã está com odio da Liliana por culpa de uns boatos que andam por aí. - ele levantou-se - Aconselho-te a teres uma conversa seria com a senhorita Liliana, vais ver que ela te vai confirmar tudo... 

Ele foi-se embora e eu fiquei pensativo. Podia a minha irmã ser tão cruel? E que boatos ele falava?

Fim do Pov Nath

Pov Liliana

Sai da sala de delegados e me deparei com a Iris. Ela se aproximou de mim.

- Hey Lili! Não me pareces bem hoje... Aconteceu algo? - ela me perguntou.

- Ah eu dormi mal hoje... - eu sorri forçado. Não quero meter ninguém nas minhas vinganças. Eu sou muito individualista!

- Oh! O que aconteceu Às tuas mãos? - ela apontou para as minhas mãos.

- ....... Tropecei e caí! - bom aleluia o meu pequeno problema nas pernas me dá jeito para algo! A Iris pareceu acreditar na minha mentira. Devia de ir para atriz! 

A campainha das aulas tocou. E eu entrei mais a Iris nas aulas, sentei-me no lugar onde me sentava com o Kentin. Que saudades do Ken! Bom, mas tenho que pensar na minha vingança! Peguei no caderno que me ofereceu o Lys e numa folha escrevi os meus planos! Deus... Pareço uma vilã de novela! Só lhe vou pregar uns sustos. Aquela historia das aranhas e da tinta nos cacifos que o jogo falava não era má ideia. 

- Olha olha... A garotinha a mostrar as garras! - eu quase saltei da cadeira. Maldito Castiel! Eu olhei para ele envergonhada. - Então vais te vingar da Ambre? Deixa cá ver! 

Ele se sentou do meu lado com um sorriso malicioso e me retirou o caderno das mãos. O meu coração começou a bater depressa. Não era a vingança que me preocupava, mas sim o caderno. Eu tenho escrito historias sobre a minha estadia nesta dimensão nesse caderno, se ele lê estou morta ou como dizem no meu pais "Estou feita ao bife..."

- És demasiado inocente! Só o ultimo plano parece ser algo bom... - ele mudou de expressão para uma mais seria - O Lysandre contou-me que a ouviu que te ia por a vida num inferno e suponho que essas mãos feridas foi por algo que ela te fez. 

- Acertas-te! Mas eu vou-lhe mostrar que nem todos os timidos ficam no cantinho indefesos! - eu acho qye devo ter feito um olhar muito assustador porque o Castiel olhava-me sem reação. 

- Wow! Quem diria! - ele olhou para as folhas pensativo - Fazias de tudo para te vingar? 

- Matar não! 

- Digo tudo que não envolva ser presa por toda a tua vida! Algo que eu te possa ajudar... - ele perguntou com um sorriso estranho... O tom de voz dele também estava diferente, mas não tive tempo que perguntar porque o professor entrou - Respondes-me depois das aulas.

Durante o resto da aula ele não me falou mais. Eu anotava tudo das aulas concentrada e ele estava a falar com o Lysandre. Daqui podia sentir os olhares assassinos da Ambre. Deus se o olhar matasse eu já estava aqui morta. O resto das aulas passaram a correr. Em todas tirando a primeira o meu lugar calhou ao lado do Lysandre. Não era que me incomodasse, mas... não podia evitar olhar para ele. Meu Deus que gato! 

No final das aulas fui com o Lys e o Castiel ao jardim. Atrás de mim estavam a Ambre e as suas amigas. Melhor não sair de perto deles, além disso o Castiel queria me ajudar com a minha vingança. O que será que ele tem planeado? 

- Castiel? - ele me olhou - Que vingança estavas a falar nas aulas? 

O Lysandre ficou serio de repente e olhou o Castiel com um olhar um tanto... Reprovador? Ok.... Estou com medo! O Castiel fez um olhar ao Lysandre antes de se aproximar de mim.     

- ... Tens a certeza que queres saber? - a voz dele estava algo nervosa, mesmo que ele tentasse não mostrar - Quando deres a tua resposta não à volta atrás! 

Que medo agora... Mas vou aceitar a ajuda dele! 

- M...Mas é claro que aceito! Podes não saber, mas eu sou vin... - antes que eu pudesse dizer mais alguma coisa ele me agarrou por um pulso e me beijou na boca. Eu arregalei os olhos por a surpresa, mas lentamente os fui fechando. Não foi um beijo beijão, mas foi apenas um selinho. 

Daqui podia ouvir os gritos da Ambre. Ele se afastou de mim algo vermelho e eu só baixei o olhar. O meu coraçção quase me saia por a boca. Deus... Porque eu deixei ele me beijar? Sou uma traidora! Eu gosto do Nath e me deixo beijar assim por outro?! 

O Castiel saiu antes que eu lhe pudesse perguntar algo. Senti uma mão do Lys no meu ombro enquanto ouvia os aplausos dos nossos colegas. A Peggy se aproximou de nós com uma camâra fotográfica. Oh não...

 O NATHANIEL NÃO PODE VER AQUILO! 


Notas Finais


EU SEI QUE AINDA É MUITO CEDO PARA UM BEIJO... Mas... Tive que fazer assim por motivos da fanfic (vocês vão perceber muito mais à frente o porque deste beijo)

Espero que tenha, gostado, talvez publique mais hoje ah... e quero vos pedir algo:


https://www.spiritfanfiction.com/historia/spotters-um-mundo-magico-13932565/capitulo1

Leiam, favoritem e comentem a historia da minha amiga que está super incrivel! É uma fic de magia (também é de Amor Doce) :3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...