1. Spirit Fanfics >
  2. Eu era... >
  3. Capítulo 9

História Eu era... - Capítulo 9


Escrita por:


Capítulo 9 - Capítulo 9


Lua de mel.... era como Lucas e Max estavam levando aqueles dias. Aquela inicio de namoro  que duas pessoas só querem ficar juntas e se mimarem, como se o mundo lá fora não existisse. Não falavam do futuro, por que a eles não pertenciam.

As aulas já tinham sido dadas por encerrradas, teriam apenas 15 dias de recesso, antes de iniciar a faculdade. A escola passou o inicio do ano letivo em manutenção, o que contribuiu para o atraso dos alunos.

- Mãe eu já disse um milhão de vezes, eu não vou a essa festa com a Karen, eu vou com a Max, a minha namorada - Lucas já estava irritado com aquela conversa. 

Sua sempre jogou Karen para ele, filha de uma amiga, e por coincidência estudava na mesma escola. Estavam no caminho do centro clínico, enfim ele poderia tirar o gesso, e assim poderia aproveitar o baile.

- Por que não? Karen sempre foi uma boa menina, a conheço desde que nascer, a vi crescer e se tornar uma moça de respeito, diferente das garotas que você se relaciona.

- Sabe que é só uma garota mãe. e achei que vc já tinha superado.

- Ela gosta de Você...

- Eu também gosto... da Max.

- Não sei o que viu naquela branquela louca- a mãe revirou os olhos-

- Max não é louca mãe!! mas que saco, eu não quero brigar...

- Um pessoa que toma remédio controlado é o que estão ?

Lucas sentiu raiva, odiava quando falavam aquelas coisas, mas se calou, quem sabe assim a mãe se calava. Chegou na clínica, tirou o gesso, apesar de uma cicatriz grande da cirurgia, ele podia voltar a andar normal.

Voltou pra casa em silêncio, no dia seguinte era o baile, o moreno estava realmente lindo, vestido a caráter, pegou o carro do pai já que o seu só existia os destroços. Ficou de pegar a ruiva em sua casa, mesmo com o acidente, o moreno quis voltar a dirigir sem medo, só com muito mais precaução. Lucas esteve pensando tanto nos últimos dias em relação a eles dois, estavam tão bem, chegando ao ponto de esquecer tudo. confessando para sí mesmo que pensava na possibilidade de desistir daquela idéia e ficar com Max, era tudo que ele queria, mas sabia que não era tão fácil assim, e aquilo matava por dentro.

Buzinou e saiu do carro, indo até a porta da ruiva, e quando a porta se abriu, Lucas podia jurar que a porta era do paraíso, Max que sempre teve um estilo não muito feminino, estava linda, com um vestido preto, por que ele amava vê-la usando preto, e ela usava por que sabia disso. A maquiagem preta e bem feita realcava seus lindos olhos. Um salto não tão alto, mas todo delicado. o cabelo solto e bem modelado

- Uma deusa, uma louca, uma feiticeira- Lucas fez uma encenação de ser atingido do peito - Ela é demais... aguenta coração, aguenta 

- Bobo - Max sorriu e o beijou- Você está lindo, tão  elegante 

- Eu estou simpático, e você está maravilhosa! - Lucas abriu a porta do carona- primeiro minha dama

- Muito cavalheiro meu amor -

Em minutos estavam chegando na escola, de longe dava para ver a luzes vindo do ginásio. Tudo muito bem decorado. Logo os dois encontraram os amigos, Mike com El, Dustin com uma garota chamada Lizzie e Will ainda não tinha chegado.

- Você está linda - Max falou para El, a musica estava alta e os meninos falavam entre sí-

- Obrigada mas você está literalmente de parar o trânsito.e como sua amiga tenho que te dizer, esse vestido colado tá valorizando muito seu corpo, com todos esses atributos- 

- Para El 

- Não tô brincando, desde que passou pela porta, os garotos não tiram os olhos de você. Tipo agora mesmo, você está de costas e tem 3 tarados bem alí te  olhando

- El! - Max virou se escorando na parede- Se eu soubesse, não tinha escolhido esse vestido

- Bobagem. o que é bonito é pra se mostrar, mas fica tranquila que Lucas está bem atento a você.

Max olhou na direção de Lucas que já estava voltada para ela, e sorriu, o moreno sorriu de volta, mas Max percebeu como estava preocupado, outra coisa que a ruiva notou foi Karen que não tirava os olhos de Lucas. Max pediu licença a El e chamou Lucas para a pista. a musica era lenta.

- Aquele idiota do Tommy não tira os olhos da sua bunda - Lucas mal humorado- ele e os miguinhos dele.

- Igual sua amiga Karen! Tá quase pra te engolir só com o olhar- Max revirou os olhos - Mas vamos deixar pra lá 

Os dois estavam tentando se curtir, e conseguiram. Beberam com os amigos, deram muitas gargalhadas, e tiraram muitas fotos, e já estavam meio que alterados por conta da bebida... álcool era pra ser proibido, era.

- Será que vocês podem seila, irem pra um motel, ou mato? eu não me importo, só querem que pare de se comer na minha frente- Will que já estava meio zonzo, mas consciente reclamava dos dois casais alí- 

Max e El foram ao banheiro, bem animadas quando entraram, algumas garotas estavam lá, entre elas, Karen estava presente, e não perdeu a oportunidade de intimidar Max. Karen sempre gostou de Lucas, mas ele nunca lhe deu bola, o que a fez ter raiva da ruiva.

-  A mãe Lucas me liga praticamente todo dia, falando que queria que eu fosse a namorada dele, mas infelizmente lucas tem um péssimo gosto, não olha para princesas como eu, apenas pra loucas - as colegas de Karen deram risadas debochadas-

- Não cansa não ô garota ? - El a encarou-

- Cansar do que ?

- De ser mal comida - Max respondeu a desafiando- por que se você fosse bem comida como eu sou pelo Lucas, estaria assim, rindo com o vento, mas não... tá aí sendo amargurada. tenha dó Karen, ou pelo menos um pingo de amor próprio - max se aproximou da garota e falou bem próximo do seu ouvido- Do que adianta a mãe dele gostar de você se ele não gosta? 

- Tá se achando demais ferrugem, não deve ser nem tudo isso - Karen tinha os olhos em chama. - Lucas deve tá pirado 

- Pirado nesse corpo gata - Max riu debochada, era um briga entre elas, quase ninguém estava prestando atenção, com álcool na veia, como notar.

Max deus as costas para a gorota e por isso não viu, só sentou quando Karen puxou pelo seu cabelo. uma roda logo se formou, umas gritavam para fazer zorra, outras tentavam separar, e El era uma delas. logo um confusão se formou. Karen se garantia no cabelo da ruiva, mas Max não brincou em serviço, se equilibrou e descontou toda sua raiva na garota.

Foi preciso El chamar os meninos para ajudar a separar, e quando enfim conseguiram, Karen tinha um nariz e uma boca sangrando, e vários outros machucados, além do cabelo bagunçando.

- Max! Que droga foi essa ? você só ia ao banheiro - Lucas falava alterado quando já estavam longe de Karen - Não consegue fazer algo simples sem arranjar problema e estragar a noite ? - Lucas aumentou o tom de voz o que assustou tanto Max quanto os amigos que só assistiam e nada falava. - Você continua a mesma, nunca vai mudar - Max ficou envergonhada pelo tom dele chamar atenção de outras pessoas - Eu já tô de saco cheio dessa sua bipolaridade, merda! - o moreno acabou derrubando a bebida de sua mão, e se virou para limpar.

Max não pensou duas vezes em sair dalí, El tentou segurar seu braço mas foi em vão. e quando Lucas virou, ela já não estava. só viu o olhar decepcionado de El sobre ele.

- Ela saiu - Foi o que Mike conseguiu dizer e Lucas saiu.

 O moreno andou depressa e avistou Max no estacionamento, sendo atormentada por Tommy.

- Qual é meu irmão? não tá vendo que ela tá acompanhada? - Lucas se aproximou  dos dois e Max nem olhou para ele, só seguiu andando

- Se ela tivesse na minha companhia, estava sendo bem tratada- Tommy falou antes de voltar pra dentro.

- Max! - Lucas chamou- espera -A ruiva parou para tirar o salto e o jogou em algum canto entre os carros. - Pra onde você vai ?

- Pra minha casa! é pra lá que eu vou depois de ter estragado sua noite... eu vou deixar de te arrumar problemas, aliás... desde que começamos a namorar eu só tenho te dado problemas. mas isso acaba hoje-  a ruiva tinha a maquiagem toda borrada pelas lágrimas. - 

- Tá terminando comigo? - Max parou e o mirou-

- Terminando com essa coisa, por que namoro nós já terminamos faz tempo. 

- Max... o que combinamos sobre ir até o último dia ?

- Somos idiotas por inventar essas coisas, isso não existe. mas uma coisa eu sei... a gente não presta junto, é um fato que temos que aceitar.- Max pegou o celular para pedir um carro- 

- Queria poder te levar, mas não posso dirigir assim

- Tudo bem Lucas. aproveita a festa e  que está solteiro, a Karen cara quebrada ta doidinha pra te dar, faz esse favor pra ela, quem sabe ela melhora aquela cara de cu dela. - 

- Tá mesmo terminando comigo? olha, bebemos e estamos de cabeça quente, melhor conversar amanhã e

- Não Lucas, não quero mais te ver, estou adiantando as coisas.e por favor não aparece na minha casa.

- Max não vou ligar pro q vc tá falando.

O carro solicitado chegou e Max entrou nele rapidamente e sen olhar para o garoto. chegou em casa e depois de um banho, se deitou na cama e demanchou em lágrimas, uma mistura de sentimentos a invandiu, mas de algo ela estava certa, não queria mais ver Lucas.


O moreno voltou pra festa, e Logo Mike foi embora com El, Dustin e Will dançavam na pista de dança, ou melhor, bagunçavam. Lucas encheu mais ainda a cara, com raiva de sí mesmo por falar naquele jeito com Max na frente de todos. mas depois de muitas doses de álcool, ele perdeu totalmente a noção. acordou pela manhã, demorou até que notasse onde estava, um quarto rosa, cheio de desenhos coloridos, não era o quarto de Max. Lucas só tomou consciência quando Karen entrou pela porta lhe dando Bom dia, Lucas só queria morrer.





Notas Finais


perdoem os erros, amanhã eu ajeitou...

e tan tan tan..... não deixem de comentar viu, ainda tem muita coisa p rolar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...