1. Spirit Fanfics >
  2. Eu estou apaixonada por meu irmão >
  3. Youkai

História Eu estou apaixonada por meu irmão - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Oiê pessoal, olha quem tá aqui, tô trazendo mais um cap dessa história, e estou amando escrever ela, mas ela está quase chegando ao fim, ela só tera 10 caps ;-;, é triste, então, espero que gostem, boa leitura.

Capítulo 4 - Youkai


Fanfic / Fanfiction Eu estou apaixonada por meu irmão - Capítulo 4 - Youkai

Miroku olhava a amiga fazer café, ele queria correr agora o quarto do amigo que demorava no banho, o moreno já tinha reparado a muito tempo que aquele casal de irmão, mais parecia um casal, e sabia muito bem, que os dois não se consideravão irmãos, e sim algo mais.

- Será que aquele idiota vai demorar mais? -- fala Miroku irritado -- tenho que contar pra ele o Kikyou saiu falando sobre ele -- o moreno chama a atenção de sua amiga.

- O que ela falou sobre ele? -- ela se senta a mesa lhe entregando uma caneca de café.

- Que ele comeu ela -- ele da ombros, tomando o delicioso café que Kagome fez -- Sabia que esse café tá uma delícia? -- o mesmo diz animado, mas percebe que a amiga nem se mexia -- Kagome?

- E-Ele fez s-sexo com ela? -- ela tremia, não queria acreditar que isso fosse verdade, não queria partir seu coração com a verdade.

- E você acreditou? -- ele olha para ela incrédulo -- InuYasha é um virjão, nunca na vida beijou, imagina fazer sexo, aquele lá se entrar num convento vai ser adorado como santo dos virgens -- logo o moreno sente um tapa na nuca -- aí isso doeu -- ele olha para os lados para ver de onde recebeu o tapa.

- Santos dos virgens -- InuYasha estreita os olhos -- se eu matar um mulherengo, vou ser adorado como matador de mulherengos -- o mesmo sorri assustando o amigo.

- Mas você sabe que eu estou falando a verdade -- Miroku volta a beber seu café -- você é virgem -- InuYasha e Kagome coram.

- T-Ta, não quero saber se meu irmão é virgem ou não, mas se rebaixar a Kikyou também não, tem tantas garotas no mundo "mas você só poderá fazer isso comigo" -- ela pensa o final.

- É InuYasha -- Miroku entra na onda da Kagome -- tantas pra você comer, vai logo a Kikyou -- ele ri ao ver o amigo corar mais ainda.

- Parem de falar merda -- Inuyasha se senta na mesa -- o que tem pra comer mulher -- ele fala e Kagome mostra o dedo do meio para o mesmo que ri.

- Meu cu seu viado -- ela olha irritada para ele que só ri da irmã.

- Ela me dá medo -- Miroku sussurra para InuYasha.

- Eu sei -- os dois vêem a Kagome preparando a comida.

- Eu do medo em quem? -- a mesma se vira para os dois que olham para ela assustados.

- N-Ninguem -- os dois falam em uníssono.

Kagome pov's on:

Inuyasha aquele idiota, como ele pode ter feito aquilo e ainda vir me provocar como se não fez nada?! Eu olhava para ele que conversava com Miroku, como se nada tivesse acontecido, aquele cara de pau, filha da puta.

- Então irmão, vou ter que ir, sabe como é né, Minha Sangozinha, vai ficar no meu pé se eu não chegar na hora -- Miroku se levanta e InuYasha faz o mesmo.

- Entendo cara, mas me fala mais sobre esse negócio da Kikyou primeiro cara, não vai sair assim não -- Miroku acena, ele sabe que vai ter que contar antes de ir.

- A então, ela disse que você e ela estão namorando, e que você a marcou, tenho até a foto aqui, eu queria te mostrar rápido -- ele tira o celular do bolso, mostrando para InuYasha a marca, mas vejo aquele idiota rir.

- Ah Mano hahaha -- ele limpa uma lágrima que caiu de tanto rir, eu e Miroku olhamos ele confusos -- ela tentou, mas essa não é a marca da nossa família -- Kagome olha para o celular e percebe que InuYasha tinha razão -- a marca da nossa família é a que Kagome tem -- eu mostro a marca do meu pescoço e Miroku olha e arregala os olhos, e fico sem entender.

- Ahh entendo, eu vou indo... Sango tá me chamando -- ele corre para a saida, indo embora.

- Agora só eu e você em casa -- InuYasha sorri para mim.

- É... -- eu coloco o prato com macarrão alho e óleo em sua frente e pego o meu, começando a comer em silêncio.

- Sabe... O que eu fiz lá no quarto... -- ele olha para mim corado -- eu queria que... Saber na real, você já fez pensando em mim? Sem ser, aquela vez quando tínhamos 16 anos, e quase fizemos um no outro -- ele olhava para mim todo corado e sério, e essa mistura o estava deixando sexy, mordo o lábio pensando em todas as vezes que já me masturbei pensando nele.

- Já sim... E nossa foram muitas -- vejo um brilho em seu olhar -- mas por que dessa pergunta?

- Quer terminar o que começamos a dois anos trás? -- ele sorri malicioso para mim.

- Mas isso é incesto -- eu me levanto rapidamente, e ele me segue -- irmãos não fazem isso -- eu tento fugir, mas Inuyasha me pega antes, me colocando rapidamente em seu ombro, indo para as escada e subindo elas rapidamente -- onde você esta me levando idiota? -- falo irritada.

- Estou te levando para o nosso quarto oras, pra onde mais eu levaria? -- ele aperta minha bunda, e coro com esse movimento -- como eu queria pegar nessa bundinha -- ele da um tapa entrando em nosso quarto.

- O-O que vai fazer? -- ele me coloca na cama, e logo vejo que o Youkai dele se apoderou do mesmo.

- Nada do que não queira meu amor -- ele sorri malicioso para mim.

- I-Inuyasha somos irmãos -- eu me afasto dele, batendo as costas na parede.

- Hahaha não me faça rir minha querida -- ele vem engatinhando até mim -- você e eu sabemos muito bem que não somos irmãos, e o que vamos fazer, tínhamos que ter feito a muito e muito tempo -- e chega perto de meu pescoço, chupando a marca de meu pescoço, o que me faz estremecer.

- S-Somos i-irmãos I-Inuyasha... Ahn -- gemo fraco quando pega em meu seio e o aperta fraco -- não podemos fazer isso.

- Mas estamos fazendo -- ele me olha -- então só por que somos irmãos, devemos deixar esse tesão que sentimos um pelo outro acumulado? -- eu aceno com a cabeça e ele fecha a cara -- claro que não né Kah?! Devemos provar um o outro -- ele me beija, e aperta mais meu seio, e isso está me deixando excitada.

- Tá bom InuYasha -- gemo ao ele chupar a marca novamente -- vamos fazer... -- o vejo sorrir malicioso para mim.

- Você não vai se arrepender minha cara -- e assim ele tira minha camisa.

Continua... 


Notas Finais


Continua ou não?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...