História Eu estou só... - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias The 100
Personagens Anya, Bellamy Blake, Clarke Griffin, Costia, Dra. Abigail "Abby" Griffin, Echo, Emori, Indra, Jasper Jordan, John Murphy, Lexa, Lincoln, Marcus Kane, Maya Vie, Octavia Blake, Personagens Originais, Raven Reyes, Roan
Tags Clexa
Visualizações 227
Palavras 1.501
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Misticismo, Orange, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Uma reviravolta.

Capítulo 6 - Honra.


Honra.

Clarke começa a despertar, sua cabeça estava pulsando muito, ela não se lembrava de onde estava, mas, ao tentar se levantar sente uma tontura e voz ao longe diz:

_ Você deve ficar deitada. Levou uma pancada muito forte!

Clarke olha para a direção da voz, então diz:

_ Luna o que houve? Eu estava na floresta então. LEXA!

Nesse momento ela se lembra do que Lexa fez, fica com raiva e diz:

_ Sua irmã fez isso! Como pode eu a salvei!

Luna vai ate uma mesa, pega um caneca de barro, despeja um tipo de chá nela vai ate Clarke e diz:

_ Eu sei. Beba e para dor.

Clarke olha para Luna, pega a caneca bebe o chá tinha um gosto meio amargo, mas, bebe tudo sempre ouvia na baía medica que tudo que era amargo era bom. Ao terminar faz uma careta e diz:

_ Gosto horrível. Espero que faça efeito.

Luna ri e diz:

_ Vai fazer. Agora respondendo sua pergunta. Lexa e assim, ela acha que pode tudo por ter sido escolhida como próxima Heda. Sinto muito Clarke, minha Man e eu vimos tudo.

Nesse momento Zena entra na tenda do curandeiro ao ver Clarke acordada diz:

_ Bom. Você vai ter um dia de descanso, mas, amanha volta aos treinos com Lexa e Anya.

Ela começa a sair, mas, antes Clarke diz:

_ Zena.

A mulher olha para Clarke seria e diz:

_ O que?

_ Obrigada. Por me ajudar, sei que você não tem obrigação nenhuma, afinal não sou de seu clã.

Zena suspira vai ate Clarke, pega uma cadeira senta-se a sua frente e diz:

_ E você não tinha obrigação de salvar minha filha. Eu vi o que você fez. Então estamos quite certo.

Clarke meio que sorri e diz:

_ Sim estamos.

Zena levanta-se começa a sair, mas, antes se vira e diz:

_ Você tem honra Clarke. Use essa virtude, torne-se forte eu sei que você consegue, eu vou te ajudar se você permitir. Eu não sei o porquê sua mãe a mandou embora. Ela pode ter achado que você não fosse forte o suficiente ou ter medo dessa força que habita em você. Mostre a ela que estava enganada.

Zena vai embora, Clarke fica pensando no que ela disse, Luna vai ate ela e diz:

_ Minha mãe e uma pessoa muito rígida Clarke, não aceita falhas de ninguém, por essa razão ela comanda nosso clã, Gustus meu pai e somente um fachada para atrair nossos inimigos. Mas, ela nunca erra se ela diz que você pode se tornar forte eu acredito.

Clarke começa sentir a cabeça pesada, ela olha para Luna e diz:

_ O chá ele...

Luna sorri e diz:

_ Desculpe Niko disse que você precisa descansar, sei que você não iria fazer isso, agora durma.

Luna beija o alto da cabeça de Clarke a jovem cai num sono profundo. Ela sai encontra sua mãe falando com Gustus ao ver a filha diz:

_ Ela dormiu?

_ Sha Man. Não gostou muito mais dormiu. – diz Luna sorrindo.

Zena sorri e diz:

_ Teimosa. Isso bom. Agora venha temos que falar sobre sua viagem para o Clã do Barco. Você tem certeza que isso que deseja, ainda a tempo para mudar de ideia. Afinal você sempre foi à preferida de Beka para substituir ela como Heda?

Luna suspira e diz:

_ Eu não gosto de guerra e disputas inúteis, sei que Lexa vai se sair bem, afinal a senhora vai estar do lado dela. Anya também vai estar. Eu prefiro ir para costa cuidar de nossas defesas e mantimentos, o inverno se aproxima Man.

Zena balança a cabeça e diz:

_ Isso e desculpa mais esfarrapada que já vi tudo isso para fugir dela, Luna você não pode anular esse amor que sente por ela.

Luna olha para mãe e diz:

_ Ela não me ama Man. Assim e melhor e tem mais, ela nunca iria trair o povo dela, como eu não posso trair o nosso.

Zena triste diz:

_ Eu sei querida, sinto muito anos de guerra não acabam assim por um simples amor sinto muito, mas, não pense em ficar para sempre na costa, venha me ver ok. Vou sentir muito sua falta.

_ Eu também Man. – diz Luna.

Clarke acorda no outro dia, sua cabeça não estava doendo tanto, seu ombro estava melhor ao ver Clarke acordada Niko diz:

_ Bom skygirl. Venha vamos tomar café. Depois Zena pede que você vá para arena de treino.

Clarke levanta-se e vai com Niko para onde os outros escravos comiam ao ver Clarke muitos olharam para ela, alguns com admiração outros com desprezo. Ela não se importou já estava acostumada com esses olhares na Arka recebeu muitos deles depois que foi presa. Ela termina o café e vai para arena onde Zena já a esperava.

Ao ver Clarke ela diz:

_ Muito bom. Lexa venha aqui e você também Anya.

Clarke suspira e vai para o centro da arena sabendo que seria mais um dia de ser saco de pancadas delas.

Zena olha para as filhas e diz:

_ Vamos treinar reflexos de golpes entenderam. Cada uma vai se defender de Clarke, vou mostrar a ela como deve atacar vocês, ela não vai ser muito rápida, mas, os golpes que vou ensinar somente ela via ver, assim vocês terão que ler a postura corporal dela entenderam.

As duas somente acenam com a cabeça, Zena vai ate Clarke e diz:

_ Venha vou ensinar alguns golpes. Vai ser difícil você acertar elas, mas, vai ajudar como elas devem ler a postura corporal do inimigo.

Elas vão para outro lugar, ela ensina primeiro um golpe que da impressão que você ira dar um soco, mas, na verdade você da uma rasteira rápida no adversário, depois ensina um golpe que acerta os nervos do braço deixando dolorido o tempo suficiente para acertar golpes precisos no peito do adversário.

Cada golpe ela fez em Clarke, para que a jovem entendesse, depois diz para ela:

_ Você entendeu?

Clarke suspira e diz:

_ Sim.

Elas voltam para arena principal, a primeira e Anya que vai, ela sorri ao ver como Clarke tentava ficar na postura certa, então Zena diz:

_ Comecem.

Anya fica circulando Clarke intimidando ela, estava dando certo, ate que ela diz:

_ Pobre menina do Sky.

Isso deixa Clarke com raiva, ela não pobre e nem coitada, ela se lembra do olhar de sua mãe quando a prendeu um olhar de pena e repulsa, nesse momento Clarke entendeu Zena não estava mais treinando somente Lexa e Anya, estava a treinando também. Ela olha para Anya que tinha um olhar debochado, com raiva ela se concentra e faz como Zena ensinou e pega Anya de surpresa a fazendo cair feio ao chão.

Anya com raiva se levanta e parte para cima de Clarke, a jovem não teve tempo para se preparar e recebe o soco de Anya direto, mas, quando ela estava preste a acerta outro Zena diz:

_ Já chega!

Ela vai ate Clarke e diz:

_ Muito bom. Sua vez Lexa.

Lexa sorri e diz:

_ Agora vai ser serio.

Elas se posicionam, Clarke sabe que Lexa com certeza irá se defender muito bem do primeiro ataque, então vai usar ele como isca.

Lexa já estava esperando o primeiro golpe Clarke, quando veem ela desvia facilmente, mas, não esperava que Clarke acertasse os nervo do seu braço direito, ao fazer ela o recolhe foi o momento certo para Clarke acerta um golpe no peito de Lexa, mas, não com os pulso ela usa a perna fazendo Lexa cair longe um pouco.

Zena sorri, pois percebe que Clarke não só soube usar os golpes como soube adaptar muito bem eles, Lexa também fica com raiva, mas, sabia que não poderia revidar.

Zena sorri e diz:

_ Por hoje esta bom. Vocês duas voltem para seus afazeres. Clarke comigo, ela segue Zena ao chegarem ao alojamento que os escravos usavam Zena diz:

_ Pegue o que seu. A partir de hoje você será minha segunda. Nunca vi alguém com tanta rapidez aprender a se mexer assim. Ate conseguir ter domínio em todos os fundamentos que quero, você ainda irá ajudar no treino de Lexa e Anya.

Clarke não acreditava no que ouvia e diz:

_ Mas, eu sou uma escrava. Isso e certo?!

_ Sim você e uma escrava, mas, mostrou seu valor, logo  não será mais, tenho certeza, venha a partir de hoje irá dormir na minha casa tenho um quarto nela para você.

Ela sai com Zena, e vai para casa dela ao chegarem Gustus olha para ela com desprezo Clarke não liga continua seguindo Zena, ao chegarem ao quarto Zena diz:

_ Não e grande, mas, e seu o ganhou quando mostrou sua honra salvando minha filha. Agora continue assim e prometo que logo não será mais chamada de escrava. Você será livre e poderá ter sua vida como desejar, eu prometo Clarke.

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...