História Eu faço meu próprio destino - Capítulo 43


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chiyo, Fugaku Uchiha, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Itachi Uchiha, Izumi Uchiha, Kakashi Hatake, Karin, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Mebuki Haruno, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Personagens Originais, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Suigetsu Hozuki, Temari
Tags Adultério, Comedia, Drama, Hentai, Naruhina, Naruto, Nejiten, Revelaçoes, Romance, Saiino, Sasusaku, Shikatema
Visualizações 609
Palavras 2.648
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Tentei deixar bem descontraído, espero que gostem :3

Capítulo 43 - Espionando


Fanfic / Fanfiction Eu faço meu próprio destino - Capítulo 43 - Espionando

Quarta feira 06/06

Kakashi saia de mansinho de trás do poste que se escondia a alguns minutos, ele estava seguindo Mei desde que a mesma saiu da empresa para o almoço, ele cortou nas pontas dos pés a rua se escondendo atrás de outro poste enquanto as pessoas o olhavam como se o mesmo fosse um doente, mães afastavam suas crias do "louco", revirou os olhos, se estivesse em Nova York ele passaria despercebido mas não, precisava estar em Tóquio, se bem, haviam vários adolescentes andando pelas ruas fazendo closplay. Colocou as mãos na cintura e estufou os peitos fazendo uma pose de herói, qual o problema com sua vestimenta de ninja então?  

Duas "aborrecentes" - porque era isso que elas eram, um adolescente já é ruim, agora um adolescente do sexo feminino era o fim - soltaram uma risadinha ao verem todo vestido de ninja com uma bandana, e uma máscara deixando só seus olhos aparecendo. - Tá meio velho  pra isso em cara. - cantarolou uma ao passar ao lado dele. A mais baixinha se virou para o olhar dos pés à cabeça sem nenhum pudor, ela sorriu ao notar que o desconhecido era um "coroa" muito bem conservado e que ele deveria ter um rosto lindo por baixo daquela máscara. Levantou o olhar e deu uma piscadinha para Kakashi 

- Libertina. - murmurou Kakashi vendo as duas adolescentes se afastarem entre risos, revirou os olhos, tinha pena dos pais daquelas garotas, as duas eram bem bonitas e se elas fossem uns cinco anos mais velhas e ele uns oito mais novo e não estivesse apaixonado - claro - tentaria alguma coisa com as duas. Sorriu lembrando se de toda a pegação ao lado de Obito quando os dois eram mais novos, aos poucos o sorriso foi se tornando triste, quase todos os dias ele se lembrara do velho amigo 

Viu quando Mei entrou em um motel barato, sorriu de lado, pelo visto existia doido para tudo nesse mundo, ela era até bonitinha - nada comparado a sua falecida irmã - mas a ja pouca beleza era ofuscada pelo mau humor e a chatice que emanava dela, ele não ficaria com ela nem se o pagassem mas também, ele tinha uma namorada espetacular, tá, tá, ela não havia aceitado o pedido de namoro dele mas também não havia negado e quem cala concorda 

Kakashi estava enrolado tentando comer seu cachorro quente sem expor muito seu rosto quando Mei saiu do motel com ninguém menos que Orochimaru do seu lado, ele nem teve tempo de ficar surpreso já que teve que se jogar atrás do banco para que não o reconhecessem, claro, porque uma máscara cobrindo seu rosto não era o suficiente. Jogado no chão e sentindo a cabeça latejar Kakashi tirou a máscara na boca e mordeu seu cachorro quente, as coisas estavam começando a ficar interessantes

- Vamos comer? - perguntou Orochimaru pondo o braço em torno dos ombros da mulher 

Mei sorriu, gostava que a tratassem com carinho. - Hai. - falou parando pondo os braços em torno de pescoço de Orochimaru

Kakashi que andava atrás deles se segurou para não vomitar, puxou o celular do bolso, estava fazendo aquilo por Sakura e jogaria o mais baixo que precisasse para livra la de Mei. Tirou uma foto mostrando bem os dois e a aliança que Orochimaru não havia nem se dado ao trabalho de tirar do dedo, para outras pessoas eles pareciam marido e mulher mas Kakashi sabia que estavam longe daquilo, se bem se lembrava, Mei era "amiga" da esposa de Orochimaru

Orochimaru e Mei perderam o clima no momento em que ouviram o barulho de foto sendo tirada, os dois olharam para trás vendo um cara no mínimo estranho apontando o celular para eles. Em um ato rápido Kakashi fez um biquinho e "dois" com a mão, uma pose nada máscula. Orochimaru olhava o desconhecido como se estivesse vendo um ET se perguntou porque ele se empinava tanto se estava batendo uma selfie e porque diabos ele estava vestido de ninja enquanto isso Mei descia os olhos pelo corpo do "ninja" notando o volume que era o bumbum dele, e melhor, o volume que tinha na frente, começou um suspiro mas prendeu quando viu Orochimaru a fuzilando, revirou os olhos, as vezes Orochimaru se esquecia que as coisas entre eles não eram nada além de sexo, sexo e interesses em comum 

Kakashi suspirou aliviado no momento em que os viu voltar a caminhar, eles gesticulavam enquanto Mei olhava Orochimaru com aquele olhar de bruxa má. Problemas no paraíso pensou Kakashi com um sorrisinho sem nenhum humor, ele só tinha nojo dos dois, um deles já era insuportável mas os dois juntos era pior que o fim 

Eles dois já haviam se afastado o suficiente para que Kakashi os seguisse sem ser descoberto mas Kakashi parou no momento em que ouviu uma voz chamar seu nome atrás de si, fechou os olhos praguejando Ino por ser tão intrometida. Ficou parado no lugar pedindo a Kami que o deixasse invisível, um milagrizinho, coisa pouca 

Ino arrastava Sakura pelo braço, a rosada já estava corada só de ter que falar com um desconhecido, claro, porque aquele cara estranho não seria seu sensei sempre sério, Kakashi Hatake. Quando Ino a parou na frente do homem que parecia estar paralisado ela abriu a boca surpresa, parecia muito seu sensei. - K-Kakashi? - perguntou com o cenho franzido 

Kakashi apertou ainda mais os olhos, pelo visto os kamis haviam o deixado na mão, que tristeza, mas como sempre teve muita fé ele continuou como estava sem fazer nenhum barulho ou mexer qualquer músculo. Escutou quando Sakura e Ino começaram uma discussão acalorada se era ele ou não, engoliu seco quando ouviu Sakura dizer a Ino que elas deveriam ligar para uma ambulância ou então para os bombeiros

- É você Kakashi sensei? - perguntou Sakura se aproximando bem devagar do homem, ela puxou a máscara que deixava apenas os olhos do homem expostos dando de cara com seu antigo professor 

Kakashi abriu os olhos lhes dando um sorriso amarelo. -  O-Ohayō, meninas

Sakura deu alguns passos para trás assustada até ficar ao lado de Ino que parecia se divertir com a cena. - T-Tudo bem, Kakashi sensei? - perguntou tentando ter algum indício de que Kakashi não estava louco, ou bêbado, ou seja lá o que fosse, mas é claro de maneira sutiu

- Por que você está andando pela rua como um ninja maluco? - perguntou Ino mandando a sutileza para o espaço, ela planejou aquelas compras com Sakura para se distrair e o passei estava saindo melhor que a encomenda 

Kakashi fuzilou Ino se perguntou como Inochi era capaz de suportar essa garota. Coçou a garganta. - E-Eu. - pela primeira vez em muito tempo ele estava sem idéias. - Bom... Estou fazendo um teste para uma nova linha de roupas. -  Sakura franziu ainda mais a testa, só podia ser brincadeira. - Em Nova York as pessoas usam roupas diferentes sempre, a linha de roupas que eu invisto pensou em fazer o mesmo. Colocou um sorriso no rosto nervoso 

Sakura olhou o antigo professor da cabeça aos pés, sem maldade alguma, ela não usaria algo assim nem morta. Voltou a atenção para o rosto de Kakashi ponderando se deveria acreditar ou não. Ino por outro lado havia caído como um patinho na conversa de Kakashi, ela como fã da moda havia apoiado super a idéia de roupas inspiradas em ninjas, já conseguia se ver em uma. - Não se esqueça de me convidar para o desfile, Kakashi sensei. - disse Ino com um sorriso no rosto puxando Sakura para longe sem da la tempo de perguntar mais nada. - Até mais, Kakashi sensei. - foi a única coisa que conseguiu dizer antes de se afastar 

Kakashi suspirou relaxando os músculos quando as duas foram embora, sorriu ao ver Ino puxando Sakura pelo braço de um lado para o outro. Pôs a máscara deixando apenas seus olhos aparecendo novamente, ainda tinha trabalho para fazer

...

Orochimaru observava a garçonete se se afastar sem o menor pudor. Mei o olhou observava com um sorrisinho nos lábios,  pelo visto ele havia voltado ao seu estado natural, menos mal, ela odiava quando ele dava uma de "Romeu" - Como vão as empresas, Orochimaru? 

- Indo de mal a pior. - disse o moreno com um sorriso nos lábios. - E como previsto Fugaku está fazendo questão de esconder de todos 

- Claro que está. - disse Mei contente. - Ele é orgulhoso demais pra assumir que falhou 

Orochimaru gargalhou. - Que pena. - falou cínico. - Acredito que o orgulho o levará pro fundo do poço 

- Assim como sua família. - completou Mei

Kakashi estava boquiaberto na mesa ao lado enquanto gravava toda a conversa, então era isso, a sharingan estava com problemas, e pelo visto apenas Fugaku sabia daquilo. Uma chamada apareceu na tela era Gai 

Um homem saiu correndo tão rápido da mesa que quase derrubou os pedidos que a garçonete vinha trazendo notou Mei. - É cada pessoa mal educada. - disse enquanto colocava os pedidos em cima da mesa

Quando a garçonete estava pronta para sair Orochimaru segurou em seu braço lhe entregando um cartão sem o menor pudor. A garçonete olhou sem graça para Mei. - Não se preocupe, eu não ligo. - foi o que ela disse enquanto se preparava para comer sua comida sem sequer olha los quando a garçonete se afastou Mei o olhou. - Uma garçonete? 

Orochimaru deu ombros. - você viu os peitos dela? - perguntou com o sorriso sábado 

Mei revirou os olhos. - Então tá. - A verdade era que ela realmente não se importava com Orochimaru, eles tinham um interesse em comum e por acaso faziam sexo, quando era conveniente aos dois, sem cobranças, e sem remorsos 

- O que você tem? - perguntou Orochimaru limpando sua boca com o guardanapo, ele notou o quão Mei parecia inquieta

Mei limpou sua boca também. - Sakura. 

Orochimaru sorriu. - o que a garota fez agora? - perguntou divertido

- Ela deu pra ficar em cima, me monitorando, acredita? - Orochimaru ficou sério. - e quer saber quem está a ajudando? - perguntou retoricamente. - Niguem menos que Kakashi Hatake 

- Isso não é bom

- Com certeza não é. - concordou

- Eles descobriram alguma coisa? 

- claro que não. Eu sei muito bem o que eu faço 

Orochimaru apenas a observou por um tempo. - Qual o problema então? 

- o problema é que a garota vai ficar em cima de mim agora, acredita que ela reclamou pelas compras que eu faço no nome da empresa!? 

- Que absurdo! - a ironia banhava sua voz. Mei o fuzilou, não estava com saco pra brincadeiras. - Iluda a garota, Mei. - falou voltando a comer 

- Como? 

Orochimaru se aproximou mais dela pondo os cotovelos em cima da mesa. - Finja que está arrependida, pare de fazer compras e viagens extravagantes, deixe que ela pense que você também quer a melhora da empresa, você terá uma viagem esse final de semana não é? - Mei assentiu. - Leve Sakura, diga que quer que ela deixa la por dentro de tudo, já que é isso que ela deseja, jogue com ela, Mei, ela vai acreditar em você sem pensar duas vezes, afinal, quem não acreditaria na sua okaa san? - soltou um sorrisinho debochado 

- Esse é o único jeito? - perguntou se lamentando por ter que abrir mão de seus mimos

- Temo que sim, querida, mas acredite, não irá durar nem um mês pra ela sair do seu pé

Mei sorriu com a idéia, se tem uma coisa que ela sempre admirou em Orochimaru era que ele sempre foi um gênio 

...

Kakashi entrou no hospital central de Tóquio as pressas, ele correu até a o balcão e passou direto graças ao piso liso, foi parado por Kushina que saia da porta da emergência naquele momento sem o menor esforço. - Calma aí, Kakashi. - falou o segurando pela gola da camisa, ela olhou para a roupa de ninja que o grisalho estava usando 

Kakashi revirou os olhos, por favor, estavam em Tóquio, todos faziam closplay, deu ombros, não tinha tempo pra isso agora. - Onde está Kurenai? 

Kushina o olhou confusa e logo depois abriu a boca começando a encaixar as peças. - Você é o que dá garota? - perguntou como o protocolo mandava

- Sério? 

- regras do hospital. - explicou Kushina 

Ele pensou por um tempo. - Sou o namorado dela 

Kushina não conseguiu controlar o sorrisinho que saiu de seus lábios. - me siga por favor 

Quando Kakashi entrou na emergência viu logo sua "namorada" em uma das macas, a primeira coisa que ele faria ao sair de lá era coloca la em um plano de saúde

Quando Kurenai o viu ela sorriu fraca e se levantou da cama com dificuldade. - Por que você tá vestido de ninja? - foi a primeira coisa que passou por sua cabeça assim que o viu 

Kakashi revirou os olhos. - Não importa. - Ele a abraçou. Kurenai se alinhou melhor contra seu peito aproveitando o calor dos braços de Kakashi. Ele pegou o rosto dela carinhosamente e se afastou o suficiente apenas para olha la. - O que aconteceu? 

- Não sei, estava tudo normal, eu tava dando aula e de repente tudo escureceu

- Tomou café antes de sair? 

- Hai

- Bebeu água?  

- Hai

- Descansou entre uma aula e outra? Você sabe que precisa descansar 

Kurenai revirou os olhos. - Eu não sou uma amadora, Kakashi, eu fiz tudo certinho, não entendo o motivo do desmaio

- Eu entendo. - disse Kushina com um sorrisinho olhando o resultado dos exames da morena 

Kakashi estava tão preocupado que havia até se esquecido de Kushina. Ele segurou bem forte a mão de Kurenai esperando o resultado, ousava dizer que estava com mais medo que ela, já havia perdido muitas pessoas importantes em sua vida, não aguentaria perder outra 

Kushina olhou os dois dando as mãos encantada, sua amiga ficaria tão feliz por Kakashi finalmente estar seguindo em frente. - Vocês estão grávidos! - falou animada com a delicadeza de um cavalo

Kurenai sentiu o coração falhar por um segundo, no segundo seguinte as coisas começaram a fazer sentindo, sua menstruação estava atrasada a alguns meses e ela estava mesmo sentindo enjoos, tinha muito sono. Ela olhou apreensiva para Kakashi ele tinha um olhar perdido no rosto. Apertou a mão do grisalho a sentindo gelada. Engoliu seco com medo de sua reação 

Kakashi conseguia ouvir seu coração bater forte em seu peito, ele seria pai? Como ele seria pai? Ele não conseguia nem deixar as plantas da casa de Kurenai vivas quando ela ia viajar. Ele se virou para Kurenai e viu que ela o olhava receosa, ele fitou o rosto da mulher da mulher que ele tanto amava e mesmo se querer já havia começado a imaginar um bebê com a aparência deles dois. - Você está grávida? - perguntou com um sortudo bobo

- Eu acho que sim. - falou sorrindo boba, falar aquilo em voz alta era estranho, mas um estranho bom, algo que aquecia seu coração 

- Eu vou ter um filho? - perguntou Kakashi agora para Kushina que tinha um sorriso nos lábios. - Hai. - falou sem tirar o sorriso do rosto. - E daqui a seis meses vocês poderão conhece lo

A alegria que Kakashi estava sentindo era sem igual, ele queria sair pulando de um canto para o outro, queria gritar para que todos ouvissem que ele seria pai, queria contar para Obito, para Rin

Ele depositou um selinho demorado e cheio de emoção nos lábios de Kurenai. Ela sorriu para ele no momento em que ele afastou seus lábios. - E agora? você aceita ser minha namorada? - perguntou com a testa colada na dela e um sorriso no rosto 



Notas Finais


GOSTARAAAAM? EU DEI UM FILHO PRO KAKASHI GENTI

Vou contar um pouco a história dos outros personagens nos próximos capítulos, comentem dando suas opiniões, dando palpites, críticas, o que vocês quiserem

Até a próxima

BJUS <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...