1. Spirit Fanfics >
  2. Eu fui amante? - Sasunaru >
  3. O primeiro

História Eu fui amante? - Sasunaru - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Opa, bom dia

Boa leitura e desculpem os erros ortográficos

Capítulo 11 - O primeiro


– Ele quem Naruto? -  antes do Uzumaki responder um homem e uma mulher entraram em sua casa. Vestidos de preto e usando máscaras horríveis e assustadoras.

    – Parece que nos reencontramos de novo Uzumaki Naruto… - a voz calma e assustadoramente grossa fez o ômega se agarrar nos braços de Sasuke - dessa vez você não vai fugir - a arma grande e brilhosa era novamente apontada pra sua face. O barulho tá porta se abrindo assustou tanto Naruto e Sasuke como os dois em sua frente. 

    – Abaixa a arma! - Eram Madara, Obito e Deidara. De repente Sasuke segurava uma pistola apontando pra cabeça do homem alto. Os passinhos calmos seguido do grito fino fez Naruto ficar preocupado. Sarada colocava as pequenas mãos no rosto enquanto as duas pessoas tiraram as máscaras de repente, mostrando um homem de cabelos alaranjados e olhos exóticos, a mulher tinha cabelos roxos e olhos amarelos. A roxeada tirou duas armas da cintura e o homem fez o mesmo tirando mais uma de sua cintura. Naruto se desesperou quando a mulher apontou a arma para Sarada que tremia e chorava, Estavam assim: uma arma a mulher apontava pra Deidara, Obito apontava uma para ela a outra apontava pra Sarada e o homem apontava uma pra Naruto e a outra para Madara. Sasuke sentiu lágrimas gentis se derramarem no seu ombro.

    – Quem são vocês e o que querem? - Obito perguntou preparando sua arma.

    – Pain ao seu dispor - ele era debochado - Queremos a vida desse serzinho aí, meu trabalho é tirar a vida dele… - o alfa lúpus franziu o cenho abraçando o Uzumaki.

    – Quem o contratou? 

    – Não sou tão idiota assim Uchiha - em um golpe rápido Obito pegou a mulher, apontando a arma preta em sua cabeça.

    – Fale, ou sua parceira morre- os olhos amarelados pediam por socorro, a mão pálida tocava suavemente a barriga avantajada. Foi aí que Pain cedeu, suas armas caíram no chão com força. Era um cafajeste por ter colocado a sua esposa e futuramente mãe de seus filhod no meio daquele rolo todo.

    – Salta ela e eu falo quem me paga… 

    – E esse eu não soltar? - Obito a segurou com mais força.

    – Eu te peço, ela é minha mulher e está esperando meu primeiro filho…- o corpo do Uzumaki deu um choque e Obito soltou a mulher - Eu tava precisando de dinheiro tá? Konan descobriu a gravidez a poucos meses atrás e como ela queria isso e estava pagando bem eu aceitei.

    – Ela quem? 

    – Karin Uzumaki, prima do Naruto e ex do Sasuke - ele cerrou o punho com força - ela enlouqueceu, Sempre dizia que queria ele e pra fazer isso tinha que tirar Naruto de sua vida - E mais um vez Sasuke era o culpado, ele se perguntava: o'que eu farei para conseguir seu perdão Naruto? - querem que eu diga onde ela está? Ela está em Nagasaki.

    – Sasuke, o que é que agente faz com eles? - ele estava pensando tanto que nem ouvido Madara falando - Ei!, Eu tô falando Sasuke…

    – Soltem ele e saiam da minha casa - ele falou baixinho e grosso, quase que num susurro

    – Que!? - todos da sala gritaram -  Sasuke eles tentaram matar o Naruto duas vezes… - foram interrompidos.

    – Saiam da minha casa caralho! Eu não quero nenhum aqui, não agora - todos saíram deixando um silêncio totalmente desconfortável e assustador na enorme sala. Sasuke se xingava e Naruto chorava por raiva do Uchiha  e por medo deles voltarem.

    – Mamãe, papa? - a voz da pequena alfa foi a salvação de Naruto, para desgrudar do corpo quente e irritado.

    – S-sarada? Suba por favor minha linda, eu preciso falar com o papai tá bom? - ela subiu. O Uzumaki escutou um barulho e, quando olhou pra trás viu um Sasuke ajoelhado chorando desesperadamente - Sasuke? Você tá be....

    – Me desculpe Naruto, me perdoe por fazê-lo sofrer. Eu não queria vê-lo assim meu bem - os bracinhos pequenininhos de Naruto o envolveram em um abraço quente e aconchegante. Adora o cheirinho do ômega, ele o acalmava sempre – Eu nunca vou te trocar Naruto. Eu te amo tanto meu anjo - ele esboçou um sorriso brilhante, um sorriso nunca visto nem mesmo por Sasuke.

    – Sabe que eu te amo desde aquele dia? Do dia em que você atravessou na minha frente, pra me salvar… - beijinhos carinhosos eram depositados na cabeleireira negra - por que arriscou a sua vida Suke?  - sua raiva se esvaiu, como pode ter raiva do homem da sua vida?

    – Meu lobo interior o identificou como meu ômega, eu não poderia deixar meu lindo ômega morrer ali não é mesmo? E quando você chegou em minha casa eu não o reconheci, você estava diferente, com um cheiro de alfa no corpo. Por um momento eu pensei que você já era marcado, mais seu cheiro me tomou o controle no segundo dia eu perdi a cabeça no seu corpo , nesse dia eu pôde fazer o que queria a anos meu doce ômega - Naruto estava corado, quando começou a trabalhar na noite anterior tinha bebido demais, ficou bêbado e sem querer...

      – Naquela noite eu fiquei bêbado Sasuke, eu fumei e tomei umas coisas que nem sabia que existiam. Estava completamente doido, não tinha noção do meus atos e por impulso e mera provocação acabei me deitando com um primo meu - aquilo doeu em Sasuke, mesmo sendo antes deles estarem juntos - eu quero que você relaxe, ele foi meu primeiro beijo - um rosnado alto saiu da boca do alfa lúpus, assim como a aura sombria e o aperto forte que se fez presente na cintura do ômega - ei relaxa. Ele foi meu primeiro beijo, mas você foi meu primeiro homem meu bem…- ele estava feliz de ouvir isso. Sasuke o beijou, um beijo doce, cheio de amor e ternura - eu te amo meu bem, nunca se esqueça disso.

    – Eu também te amo meu bebê  -  os dois já sabiam. Sabiam que eram feitos um para o outro, um amor desse não existia.



Notas Finais


Oie, tubo bom? Kkkkk

Obrigada por lerem.

Perguntinha rápida... Em madazuna quem é o uke?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...