História Eu fui mesmo vendido ?! (Taekook) - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Escravidão, Escravo, Jongkook, Namjin, Romance, Sequestro, Sope, Taehyung, Taekook, Vendido
Visualizações 69
Palavras 3.452
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ecchi, Festa, Hentai, LGBT, Policial, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei cambada, desculpa eu não ter postado esses dias, como foi semana de prova para minha escola, eu estava focada nós estudos, então não deu pra postar.
Espero que me desculpem
Vamos para o capítulo 😘💜

Capítulo 11 - Você está sendo um garoto desobediente, não é mesmo ?


Fanfic / Fanfiction Eu fui mesmo vendido ?! (Taekook) - Capítulo 11 - Você está sendo um garoto desobediente, não é mesmo ?

       Na casa de Namjin:

Eu estava na casa de Namjin, mais especificamente na cozinha aprendendo fazer panetone, com Jin, não me pergunte porque isso, Jin que disse que eu precisava aprender. A gente já estava terminando, eu já estava jogando as frutas cristalizadas por cima do bolo, Namjoon e Taehyung falavam sobre a empresa e coisas da vida, não entendia muita coisa, mais Namjoon parecia um filósofo.

- Pronto, vou ajustar a temperatura do forno - Jin fala indo até o forno e colocando a temperatura certa e o tempo no seu celular, ficava admirando o forno tecnológico de Jin, na casa de Taehyung também tinha um desse, mias o cozinheiro disse que não era pra eu mecher.

- Vai demorar muito ? - pergunto sentindo a minha barriga roncar, eu e Taehyung chegamos cedo para almoçar junto aos dois, que tinham incistido muito para almoçar junto a eles, sabia que Namjoon estava interessado em fazer amizade com Taehyung, mais sabia que poderia ser um pouco complicado conseguir isso.

- Parece que alguém tá com fome aqui - Jin fala me tirando dos meus pensamentos.

- A-a não - falo envergonhado, mais minha barriga roncar logo em seguida.

- Vem vamos sair, para comer por enquanto que o panetone não assa, também estou com fome - fala Jin saindo da cozinha puxando a minha mão.

- Ei vocês dois, podem tirar o panetone do forno quando ele assar ? - Jin pergunta para os dois.

- Mais como a gente vai saber que ele já assou ? - Namjoon pergunta.

- O forno vai apitar, mais se vocês não tirarem logo, o forno vai entender que ainda não assou direito e vai continuar até queimar, por isso prestem atenção - Jin fala encarando os dois, para ter certeza que poderia sair sem se preocupar.

- Tá bom, pode deixar - Namjoon fala com um sorriso confiante.

- Pra onde vocês vão ? - Taehyung finalmente fala alguma coisa.

- Eu e o Jongkook vamos sair para comer por enquanto que o panetone não assa, só falta ele para  que o almoço esteja pronto - Jin fala animado, e Taehyung parece pensar um pouco antes de falar qualquer coisa, me deixando nervoso.

- Tá bom, pode levar o Jongkook - Ele fala me fazendo sorrir.

- Obrigado Tae-Tae - falo para o mesmo que me da um sorriso.

- Vamos Jongkook ? - Jin fala abrindo a grande porta da frente.

- Claro !! - falo animado, fas tempo desde que andei pra comer fora com um amigo - sim já considerava Jin meu amigo -.

Nós estávamos de carro, Jin estava dirigindo, ele estava indo para umas ruas que não eram tão ricas como o bairro que ele morava, na verdade o lugar era bem caido, me fazendo se perguntar porque a gente tava alí .

- Jin, pra onde a gente tá indo ? - pergunto vendo ele virar em um beco com a estrada mais fina.

- Você verá - ele fala com um sorriso animado no rosto.

Nós finalmente paramos, de frente para uma pizzaria, bem simples, mais bonitinha para o lugar, dava pra ver que não era muita coisa, qualquer um poderia ir lá, me fazendo olhar confuso para Jin, não que eu estivesse acham ruim, até porque aquele lugar me dava lembrança felizes das poucas vezes que eu e Jimin íamos comer pizza, em qualquer pizzaria barata por ai, aquilo me batia uma nostalgia muito boa.

- Eu sei que não é grande coisa, mais esse é o meu local favori para comer - Jin fala ainda encarando a pizzaria.

- É tão bom vir nesses lugares, me traz lembranças felizes - Falo com um sorriso grande no rosto.

- Em mim também, por isso sempre venho aqui - Jin fala puxando a minha mão para entrar.

Um garçom muito simpático veio nos atender, ele conhecia Jin, descobri que o nome do mesmo é Kai, ele um amor. Nós pedimos duas pizza médias uma de calabresa e a outa era de catupiry, nós comemos tanto, era as melhores pizzas que eu já comi, não iria conseguir almoçar depois disso.

- Eu pediria outra, mais ainda temos que comer o almoço, não posso esperar, ainda estou com fome - Jin fala animado se levantando para ir pagar a mulher do caixa, não podia acreditar que ele ainda estáva com fome, Jin tinha um corpo tão bonito e em forma, nem parecia que comia tanto.

- Acho que não vou almoçar - Me levanto indo em direção ao carro junto a Jin.

- Ué, porque tá se sentindo mal ? - Jin fala um pouco preucupado.

- Não, é que eu estou muito cheio, não vou conseguir comer mais nada - falo quase me jogando no banco do passageiro.

- Nossa, mais a gente nem comeu tanto, seu estômago deve ser muito pequeno - Jin fala de um jeito pensativo, deixando ele engraçado.

- O meu estômago não é pequeno, o seu que é um buraco negro, e você não sabe - Falo fazendo o mesmo rir.

Depois de um tempo dirigindo chegamos em casa, so queria a me jogar em qualquer canto e dormir até o outro dia, mais perdo o sono assim que vejo Taehyung abrindo a janela e um monte de fumaça saindo, me deixou preucupado mais quando eu olho para Jin seu olhar era de ódio puro, ele acelera estacionando rápido o carro na garagem, ele desse batendo o pé no chão e eu o sigo, entrado dentro de casa vejo Namjoon indo  em direção á cozinhaha com uma escadinha, acho que era para tentar desligar o alarme de fomaça, só consegui negar com a cabeça em sinal de desaprovação.

- NAMJOON VOCÊ SO TINHA UM TRABALHO, COMO VOCÊ DEIXOU ISSO QUEIMAR!!! - Jin grita com Namjoon fazendo Taehyung rir.

- E TU TAMBÉM, NEM PENSE QUE VOCÊ SE LIVROL DISSO, ERA PARA OS DOIS FICAREM DE OLHO NO FORNO!!! - Jin também grita com Taehyung me fazendo rir disfarçadamente.

- D-desculpa amor... Eu e o Taehyung estávamos no escritório acabamos esquecendo - Namjoon fala encolhido perto da bancada da cozinha.

- SEM ESSA DE DESCULPA, VOCÊS VÃO LAVAR A LOUÇA TODA PRA VER SE APRENDEM !!! - os dois abaixam a cabeça, parecia aquelas crianças que antes de ir para o castigo ficam arrependidas e vão enplorar para a mãe não os deixar de castigo.

- Vamos Jongkook, nós vamos comer, eles só vão poder comer quando acabarem com a louça - Jin fala me puxando para a mesa, que já estava toda servida.

Depois que eles finalmente terminaram de lavar a louça eles foram almoçar com a gente, Namjoon ficava se desculpando com Jin e Taehyung o tempo todo, eu e Jin depois do almoço fomos para a biblioteca, eu estava precisando ver algum livro, ainda tinha que fazer o trabalho que iria ser hoje, Soobin disse que iria para a casa de Taehyung as três horas, ainda eram uma da tarde então ia dar tempo de ler algum livro, mais acabei não achando nada legal, então Jin me dá um livro que ele já tinha lido, se chama Trono de vidro, eu achei muito interessante e a história é muito divertida e cheia de aventura, eu estava procurando um livro com um personagem masculino, mais a protagonista era tão da hora, a gente vai ter que dar um jeito depois.

- Jongkook, vamos embora tenho que ir para a imprensa resolver uns assuntos de última hora - Taehyung fala sério entrando na biblioteca, eu senti e quando e a me levanto Jin chama minha atenção.

- Ei, leva o livro, você vai precisar dele - Jin fala sorrindo estendendo o livro para mim.

- Obrigada Jin, mais você não vai se importa ? - falo para o mesmo.

- Não pode levar - Jin fala dando de ombros.

- Tudo bem então, outro dia eu te devolvo, tchau Jin hyung - falo saindo da biblioteca com  Taehyung, e o mesmo só assina com a mão.

Vou até a sala e me despeço de Namjoon, e entro no corro com Taehyung. Nós já estávamos perto de casa, e o mesmo não soutava o celular, isso já estava me incomodando - o que diabos ele vê tanto nesse celular ?! - penso enrritado.

- Tae - chamo.

- Sim ? - ele fala sem tirar os olhos do celular.

- O que você tanto vê no celular ? - pergunto com os braços cruzados.

- Agora eu estou conversando com o Hoseok - ele fala digitando uma frase no celular.

- Você ainda não me disse quem é esse tal de Hoseok - falo com um grande incômodo .

- Ele é um amigo de infância, acho que meu único amigo na verdade - Taehyung fala sem mi dar atenção.

- Hmm só amigo né ? - pergunto ainda meio desconfiado.

- Porque quer saber ? - Ele finalmente olha para mim, mais me deixando um pouco corado por seu olhar safado pra cima de mim.

- N-nada - falo virando o rosto agora olhando para a janela.

- Isso é ciúmes Kook ? - ele fala rouco me fazendo arrepiar, se aproximando mais.

- N-não - falo cada vez mais vermelho.

- Não fica assim meu bem, você é o único que eu me interesso - ele fala virando o meu rosto e me beijando intensamente.

Sua língua se enroscava na minha me fazendo arfar durante o beijo, ele souta o meu sinto de segurança e me faz sentar em seu colo, mordo seu lábio inferior com uma certa força, o fazendo sorrir, ele faz o mesmo com o meu, souto um gemido baixo com o ato, nós estávamos se deliciando com a boca um do outro, já estava ficando sem ar, fiquei com mais vergonha ainda em perceber que o motorista estava ouvindo tudo, me deixando desconfortável.

- Tae... Para - falo separando o beijo.

- O que foi Kook ? - ele pergunta me olhando confuso.

- O motorista - falo em seu ouvido, e ele souta uma gargalhada, aquilo não era engraçado, estava tão constrangido.

- Ista bem, quando chegarmos em casa eu termino com você - ele fala de uma forma sexy, já sentia minha cueca ficar mais apertada.

Nós finalmente chegamos em casa, entes que eu conseguisse abrir a porta Taehyung me puxa me fazendo virar em sua direção, me beijando de novo, só que dessa vez mais calmo e cheio de carinho, eu apoio minhas mãos em seus ombros, e ele coloca uma mão em meu rosto e a outra em minha sintura, estava tão bom, até que alguém nós atrapalha.

- Desculpe senhor Kim Taehyung está atrapalhando, mais é que tem um garoto no portão dizendo que veio fazer um trabalho escolar com o senhor Jeon - um guarda da casap fala me fazendo pegar o pulso de Taehyung para ver as horas no seu relógio, e ele toma um pequeno susto pelo ato repentino.

- Está bem, chame o garoto para entrar. E quando eu estiver em um momento como estes, espere eu terminar !! - Taehyung fala enrritado com o guarda.

- D-desculpe senhor, não vai se repetir - o homem se curva e sai, infelizmente parece que Taehyung continuava a mesma pessoa de sempre, com outras pessoas, isso me deixava um pouco com medo por causa que Soobin iria ficar a tarde toda aqui.

Eu e Taehyung entramos dentro de casa, eu fiquei esperando Soobin entrar para podermos fazer logo o trabalho, depois de um tempinho de espera escuto a campainha tocar e uma empregada da casa foi abrir a porta, vejo Soobin entrando dentro da casa, seu olhos não paravam quieto, dava para ver que ele estava bem emprecionado com tudo, não era de menos a casa era linda e muito grande.

- Oi Soobin, vamos para o meu quarto - falo sorrindo simpático com o mesmo, que teve sua atenção cortada pela minha voz.

- Meu Deus do céu, Jongkook você mora aqui ?!, Nossa não sabia que você era tão rico - ele fala vindo em minha direção bem animado.

- Eu não sou rico, o Taehyung é rico - falo meio bobo.

- Quem é Taehyung? É o seu pai ? - Ele fala meio confuso.

- N-não ele é... O meu padrinho - falo finalmente lembrando o que eu disse para o professor, em falar no professor, Taehyung ainda tinha que ir na reunião da escola, que séria na próxima semana. ( É gente eu mudei, porque era pra eu botar no começo do capítulo, mais como eu estava focada em outras coisas do capítulo eu acabei esquecendo, e não estou com paciência pra mudar tudo no começo, então vai ficar assim mesmo ).

- Bem então vamos ? - pergunto para o mesmo que assenti e começa a me seguir.

Eu estava no corredor de meu quarto quando vejo Taehyung no corredor vindo em nossa direção, meu coração congelou, sabia que ele não queria Soobin alí, e dava pra ver que ele não estava de bom umor, mesmo que estivesse com um sorriso no rosto, era tudo forçado.

- Aaa então você é o Soobin - Taehyung fala com um sorriso ladino no rosto, podia ver a raiva em seu olhar.

- Sim, e você deve ser o senhor Taehyung - Soobin fala simpatico.

- Isso mesmo, é um prazer te conhecer Soobin - Taehyung fala sarcástico, fazendo Soobin ficar um pouco confuso pelo tom sarcástico que Taehyung está usando.

- Também é um prazer te conhecer - Soobin fala meio confuso.

- É-é vamos Soobin ? - falo totalmente nervoso, nunca tinha ficado em uma situação dessas.

- Vamos - Soobin fala sorrindo novamente.

- É bom você se comportar enquanto ele estiver aqui - Taehyung fala sério e rouco no meu ouvido me fazendo arrepiar e ficar com um pouco de medo.

Eu assenti e foi até o meu quarto com Soobin, ele foi logo se sentando na cama, e observando o quarto, estava me perguntando se ele veio fazer o trabalho ou ver a casa.

- Vamos começar ? - pergunto e o mesmo me fala um "sim" então eu tiro o livro da estante do quarto e vou até ele explicar sobre o mesmo para que pudéssemos começar.

           Taehyung on:

Estava furioso, não gostava que aquele garoto estivesse perto de Jongkook, ele é meu, ninguém além de mim pode se aproximar assim, sem ser de minha confiança, eu já tinha permitido que Jimin poderia vir aqui e falar com ele, mais aquele menino não, eu sei que ele quer alguma coisa mais sem ser apenas amizade.

- Aquele desgraçado - murmuro para mim mesmo.

Estava no meu escritório da empresa, não conseguia focar mais em nada sem ser aquele assunto, o ódio estava me consumindo, não sei o que iria fazer se eles fizessem alguma coisa 

Depois de um dia longo tentando trabalhar, pois não conseguia focar em mais nada, estava visitando para casa, estava mais aliviado pós a essa hora aquele garoto já teria indo embora, paro quando vejo o sinal vermelho, fico pensando um pouco no que eu faria nas férias com Jongkook, eu disse que iria o levar para o park de diversões, mais depois disso acho que seria interessante viajar para algum lugar ou país diferente. Quando olho para o lada vejo uma loja de eletrônicos, e isso me faz ter uma ideia, saio do meu carro e vou até a loja, e saio da mesma com uma sacola plástica, e uma caixinha enrolada em papel de presente, Estáva animado para fazer a surpresa. Finalmente chego em casa, subo as escadas com preça vou me aproximando sem fazer barulho como sempre, ele poderia estar dormindo, sua porta estava entre aberta, então vou até a mesma e pela brecha da porta que está aberta eu pode ver o dentro do quarto... Eu não estava acreditando no que eu estava vendo, aquele menino estava beijando Jongkook, e o ele não estava fazendo nada, ele não estava fazendo nada para impedir aquilo, fiquei paralisado olhando aquilo, pedindo para que Jongkook separace aquele beijo antes que eu pudesse fazer alguma coisa terrível, tinha vontade de entrar naquele quarto e matar aquele menino com minhas próprias mãos, então Jongkook olha para mim, seu olhar era assustado, então ele finalmente empurra aquele menino. Eu não consegui fazer nada, tava lutando internamente para não cometer nenhuma loucura e acabar machucando Jongkook, então eu simplesmente sai dali indo em direção ao escritório, estava com raiva, muita raiva, mais principalmente magoado e chateado, fui idiota em pensar que ele sentia alguma coisa por mim.

Escuto ele chamar o meu nome mais entro no meu escritório batendo a porta com tudo, tentando inguinorar ele me chamando com uma voz de choro.

   Antes de tudo acontecer :

            Jongkook on:

Eu tinha acabado de escrever as falas para a atuação, eu seria o protagonista e Soobin seria o melhor amigo da protagonista que agora era um homem, já estava tarde, nós levamos muito tempo para ensaiar tudo, foi bem divertido fazer trabalho com ele, Taehyung deveria chegar a qualquer momento, nós já tínhamos terminando de arrumar tudo, ele já iria em bora, até que ele se vira para mim, me fazendo ficar confuso.

- Antes de ir, eu tenho que fazer uma coisa - ele fala apertando os punhos.

Ele vai se aproximando de mim lentamente e eu vou recuando para traz estava com medo do que ele poderia fazer, sem querer acabo tropeçando e caio no chão, então ele fica por cima de mim e aproxima as nossas bocas, antes que eu conseguisse fazer alguma coisa ele me beija, estava paralisado não sabia o que fazer, estava em pânico, não conseguia fazer absolutamente nada, não conseguia pensar em nada, até que percebo que tem alguém nós observando, quando olho para o lado vejo Taehyung parado na porta, segurando uma sacola, deveria ser um presente, ele estava com os olhos cheios de lágrimas, mais seu olhar era assustador, estava com medo dele fazer alguma coisa, sabia que ele estava se segurando para não matar o Soobin, mais aí que eu percebo, e finalmente consigo fazer alguma coisa, eu empurro Soobin com força, fazendo o mesmo bater no guarda roupa,.

- Ai!, porque você fez isso ? - ele pergunta passando a mão pelas costas.

Meus olhos estavam cheios de lágrimas, estava assustado, com medo e com raiva dele ter feito isso, ele percebe isso e antes dele falar qualquer coisa eu falo.

- EU QUE PERGUNTO PORQUE VOCÊ FEZ ISSO !!!! SEU IDIOTA, SAI DAQUI !!! - falo chateado então ele sai do quarto antes dizendo  um "desculpa".

Eu saio do quarto e vejo Taehyung entrando dentro do escritório, chamo o mesmo, mais ele não responde e fecha a porta com tudo, eu me ajoelho no chão e começo a chorar.

         Na hora do jantar:

Eu estava sentado na mesa observando o prato de comida a minha frente, Lina estava lá observando tudo, ela sabia que tinha alguma coisa de errado, mais não quis perguntar, e fez certo, eu com certeza não iria querer falar mesmo, escuto passos se aproximando quando olho para trás vejo Taehyung, ele estava tão sério, estava com tanto medo, mais tinha que tentar explicar para ele.

- Tae... vamos conversar - falo baixo já sentindo vontade de chorar.

- Lina pode mandar um criado qualquer me servir no meu escritório - ele fala com Lina que assenti, me ignorando totalmente, me fazendo abaixar a cabeça deixando uma lágrima escorrer.

- Jongkook, vá a o meu escritório daqui a uma hora - ele fala sério, e eu assenti sem olhar para ele, parecia que tudo que eu e ele tínhamos construído até aqui tinha desmoronado totalmente.

Quando ele saí da cozinha me permito chorar, as lágrimas escorriam com Violência, Lina vem até mim e passa a mão em minhas contas como um conforto, ela me da um copo d'água e eu tomo toda.

Eu vou até o escritório de Taehyung, ainda meio exitante, parando na frente da porta do escritório, eu respiro fundo e antes que eu conseguisse abrir a porta ela e aberta por Taehyung, me fazendo dar um pulinho pelo medo.

- Entre logo! - ele fala sem paciência, e eu o obedeço, antes que eu conseguisse falar qualquer coisa ele me empurrar na parede me fazendo bater as costas com força na parede, me fazendo soutar um gemido de dor.

- Você está sendo um garoto muito desobediente, não é mesmo ? - ele fala rouco ao meu ouvido, me fazendo arrepiar, enquanto me prendia na parede.

Estou com medo...

 


Notas Finais


Gente desculpa mesmo pela demora, não era a intenção.
Mais... Eu muito minha foto de perfil o que acharam ? Kkkkkkkk
🙆


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...