História "Eu irei te proteger" (Min Yoongi) - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias 4Minute, ASTRO, Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, EXO
Personagens D.O, G-Dragon, Hyun A, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Rosé, Sanha
Tags Jikook, Namjin, Vhope
Visualizações 10
Palavras 2.035
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 7 - Capítulo 6 - uma nova ameaça, descobertas


Yoongi pov's off// (S/N) pov's on 

Eu sei que sou frescurenta para certas coisas, mas carne de porco é uma coisa que eu realmente nunca irei conseguir comer

(JM) - aigoo S/N é a única coisa que tem para comer - o mesmo diz olhando dentro do forno 

- eu fico sem almoçar - faço uma cara de nojo - Ani, sem chance 

(JM) - posso fazer kimchi para nós dois - o mesmo diz se direcionando até o armário para pegar os ingredientes 

- okay, mas não queima que nem da última vez okay 

(JM) - prometo ser cuidadoso dessa vez 

Da última vez que o Jimin fez Kimchi, ele colocou fogo na panela e eu tive que comprar o almoço, aquele dia foi engraçado, mas eu me ferrei 

Hoje o papai e titio não estavam, com certeza estavam fazendo hora extra, eu odeio quando eles fazem hora extra, os dois chegam muitos cansados e chatos, minha babá estava de folga por uma semana, então eu e Jimin teremos que fazer o almoço 

(JM) - Hey, S/N - o mesmo me chama 

- an? A diga Jiminie - falo olhando para o mesmo, que estava fazendo o nosso almoço 

(JM) - o que acha de Min Yoongi? - o mesmo pergunta olhando para mim 

- aquele Taradoyoon? Um tarado, se diz sedutor, mas é um tarado - falo brava - minha vontade é de bater nele 

(JM) - ele pode ser tarado, mas é uma boa pessoa, por que não tenta fazer uma amizade com ele? 

Logo me lembro do que a vovó me disse, eu precisava me aproximar dele 

- hm, não sei, tenho medo de que ele só queria transar comigo - falo sem ânimo 

(JM) - eu já avisei a ele sobre isso - o mesmo ri  

- preciso pensar muito no caso daquele tarado - falo ainda com um tom de desânimo 

(...) 

Eram exatamente 14:30 e eu estava atrasada para o serviço, bem, eu trajava uma blusa social preta com dois botões abertos, uma calça branca e um salto vermelho, meus cabelos se encontravam soltos, com cachos em suas pontas

(YG) - hey S/N, que uma carona - o mesmo para com o carro 

- aigoo, só vou aceitar porque estou atrasada - digo me aproximando do carro preto 

(YG) - okay - o mesmo solta um risinho baixo e destrava o carro - entra - o mesmo abre a porta para mim e eu entro

- obrigada mesmo - digo colocando o sinto e fechando a porta - eu estou realmente atrasada

(YG) - eu só estou tentado ser gentil - o mesmo sorri, logo dando partida - você...você...

- você - digo já sem paciência 

(YG) - você quer ir beber guaraná comigo no horário de almoço? - o mesmo olha para mim mas logo vira sua atenção para a rua 

- hum...vou pensar no seu caso porque amo guaraná - sorrio 

(YG) - se não quiser ir, não precisa okay - o mesmo diz meio sério 

- okay, eu vou - sorrio 

(YG) - okay - pude perceber um sorrisinho nos lábios do mesmo 

- posso colocar uma música? - pergunto pegando meu celular 

(YG) - a vontade - o mesmo pega um cabo em suas coisas e me entrega  - fique a vontade 

(...) 

Hoje eu conheci o lado legal e amigo de Min Yoongi, ele realmente é um bom amigo como Jimin me disse, eu gostei de passar com ele hoje no serviço, tirando a parte de que aquela funcionária flertando com ele, mas foi legal 

(YG) - hey S/N, agora posso te chamar de amiga certo ? - o mesmo diz enquanto estavamos nos direcionando para o carro 

- é acho que sim - sorrio - mas não abuse de minha amizade, pois se vacilar saiba que eu nunca mais vou te perdoar 

(YG) - certo - o mesmo ri 

Continuamos andando em direção ao carro, quando tenho a sensação de ser vigiada por alguém 

(YG) - S/N? - ele estala os dedos em minha frente - está tudo bem ? 

- você me chamaria de louca se eu lhe falasse que alguém está nos seguindo? - pergunto o olhando 

(YG) - Bem, eu vi em uns filmes que isso pode acontecer, mas não sei se isso é verdade - o mesmo diz coçando sua nuca 

Logo escuto um barulho, um barulho de arma, sendo ativada para atirar, logo me assusto ao ver alguém atrás do carro de Yoongi apontando a arma para mim 

- Y-yoongi, precisamos sair daqui - digo observando para pessoa que estava prestes a puxar o gatilho 

(YG) - por que? - o mesmo me olha confuso 

- ABAIXA - grito ao ver a pessoa mascarada puxar o gatilho então logo na abaixo junto com Min Yoongi 

(YG) - Aigoo - o mesmo diz - já sei - ele tira um canivete de seu bolso - onde ela está ? 

- ali - aponto para o seu carro 

(YG) - justo no meu carro - o mesmo se vira e vê o mascarado - tá, mirar e jogar - o mesmo diz mirando e logo joga, acertando perfeitamente na mão em que estava a arma - agora corre - ele pega em minha mão

- Yoongi eu não consigo, não dá tempo de tirar esses saltos - digo apontando para meus pés 

(YG) - por que não venho de tênis logo - o mesmo diz né pegando no colo e começa a correr a procura de um esconderijo 

Ficamos correndo por um bom tempo, até ele achar um lugar que não cabia nós dois direito, conclusão de tudo isso, eu no colo de Yoongi 

- eu tô com medo - digo e mesmo coloca a mão em minha boca, para que a pessoa mascarada não nos achasse 

(...) - S/N...onde você está querida? Relaxe não irei fazer nada, só te matar - a voz masculina  diz, logo me assustando 

(YG) - ela não irá fazer nada - ele sussurra em meu ouvido - continue em silêncio que ela não nos achará - balanço minha cabeça em uma espécie de sim 

(...) - anda, saia de onde está, você não sabe? 

- sabe de que ? Sussurro para mim mesmo 

(...) - você é uma ameaça para nossa espécie, você é capaz de nos matar, matar nós, os semideuses - logo fico confusa - então eu irei lhe contar uma história, há 16 anos atrás sua mãe se envolveu com um rapaz, que não era qualquer um, ele era um Deus, então logo tiveram uma criança

- eu - sussurro para mim mesma 

(...) - esse Deus, chamado Kenian, sabia a destruição que você iria causar quando completasse 16 anos, então ele pediu que sua mãe se casasse com outro para mante-la em segredo, pois sabe que aos 18 você será digna de um sacrifício - logo me assusto e lagrimas cai dos meus olhos - você é poderosa S/N, a semideus mais poderosa e se continuar viva até os 18 anos, sabe-se lá o que vai acontecer com nossa espécie, sua mãe coitada, Kenian jogou um feitiço fazendo com que ela se esquecesse de quem é, Ypoema aquela atentada, ela é uma bruxa e sabe sobre você e agora tenho a certeza que faleceu 

- como? - digo para mim mesma e começo a chorar 

(YG) - acalme-se - o mesmo me abraça 

(...) - Agora você está aqui, no lugar dela, ela sabia, sabia que teria esse destino, por isso mandou você no lugar dela, S/N deixe-me te matar logo, tenha o mesmo destino de sua irmã - o mesmo ri - não quer? Então sofra daqui pra frente, todos vamos te perseguir - o lugar fica silencioso 

(YG) - fique mais um pouco aqui - o mesmo diz ainda abraçado a mim, então continuo chorando baixinho - acho que ele foi, vou verificar o local - o mesmo diz tentando se levantar 

- não - digo o segurando - fica por favor - digo ainda o abraçando 

(YG) - Aish S/N 

- por...favor - digo ainda o abraçando então logo o celular toca - alô? - digo pegando o aparelho de meu bolso e atendendo 

- Ypoema - era minha mãe 

- sim mãe

- tenho uma notícia - a mesma diz chorando - sua irmã 

- o que tem ela? - digo chorando mais do que estava 

- ela se foi - a mesma desaba em lágrimas 

- como ? - pergunto chorando - COMO VOCÊ DEIXOU MÃE? - grito chorando 

(YG) - S/N ACALME- SE  

- eu...eu...eu sinto muito, eu não sei como isso aconteceu...eu - ela chora mais 

- não diga mais nada, irei pra aí amanhã de manhã - digo ainda chorando 

- não, não venha, eu...estou aqui em Seoul - a mesma diz baixo 

- e não me avisou ? Mas você me surpreendeu - digo com raiva 

- eu vim para cá porque sua irmã tinha algo importante a lhe entregar, ela queria vir, então viemos, mas ele faleceu - a mesma diz chorando 

- okay - suspiro fundo - onde você está nesse exato momento ? - pergunto me levantando 

- estou no hospital o endereço é - a mesa me diz o endereço 

- okay, chego aí em vinte minutos, tchau - desligo o celular e olho para o Yoongi 

(YG) - e aí? - ele se levanta me olhando 

- ela...se foi - abaixo a cabeça e começo a chorar 

(YG) - calma, calma - o mesmo me abraça e eu retribuo 

- me leve ao hospital por favor 

(YG) - claro - o mesmo diz se separando 

(...) 

Eu sei o quão triste é perder uma pessoa, mas quando se é sua gêmea você fica mais louca ainda, nunca mais vai ser a mesma coisa, as mesma brincadeiras e brigas, era como se uma parte de mim estivesse sendo arrancada

Eu vi Ypoema uma última vez antes de ir para casa, ela estava sem cor nenhuma, sua boca estava sem cor, sua pele estava gelada, ela estava sem batimentos cardíacos, eu não consegui me conter e chorei, chorei feito uma criança. Yoongi achou melhor me levar para casa ou eu teria um surto ali mesmo 

No caminho inteiro Yoongi tentava me animar, mesmo não sendo bom nisso. O mesmo parou o carro em um lugar deserto, um tipo de gramado, onde em minha frente tinha um lago

- por...por que paramos aqui? - pergunto com a voz falha 

(YG) - sem perguntas, só saia do carro e venha comigo - o mesmo diz saindo, então faço o que ele pediu 

Eu andei de cabeça abaixa, olhando para o meus pés, continuei seguindo Yoongi, até que o mesmo para, ele se senta no chão, pega minha mão, fazendo com que eu sente em seu lado, o mesmo começa a olhar para o lago 

(YG) - eu não trago ninguém aqui - o mesmo diz ainda olhando para a paisagem - mas você foi necessário 

- por que? - pergunto limpando minhas lágrimas 

(YG) - para te acalmar e lhe entregar algo - o mesmo diz tirando uma chave com uma papel do bolso - sua mãe pediu para mim entregar - ele estende a mão então eu pego 

- para mim? - pergunto confusa ao ver a chave e o papel 

A chave parecia ser de um cadeado, aqueles mais antigos, logo abro o papel, com medo, medo do que estava escrito, mas na parte exterior estava escrito, só Leia se for a Ypoema, era destinado a ela não a mim, mas, claro, era pra mim, eu estava fazendo o papel de Ypoema 

"Querida S/N 

Você entendeu que o papel é para você, se está lendo isso, vá até o meu quarto, lá embaixo da cama haverá um pequeno baú, então o abra e leia as cartas de acordo com as numerações, com essas cartas você com certeza ira entender o motivo desse conflito inteiro. 

                     Ass: Ypoema" 

- Yoongi - digo guardando o papel em meu bolso, junto com a chave 

(YG) - sim ? - o mesmo diz olhando para mim 

- esse lugar é maravilhoso - me levanto - mas eu preciso ir para casa agora 




Notas Finais


Obrigada por lerem e desculpe qualquer erro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...