História Eu me apaixonei sem querer. - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Inu no Taishou, Inuyasha, Izayoi, Kagome Higurashi, Personagens Originais, Rin, Sesshoumaru
Tags Comedia, Drama, Família, Romance
Visualizações 115
Palavras 1.117
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 29 - Casa nova.


Autora on

Rin massageava o cenho suspirando pela milésima vez. Sesshoumaru a olhava sério. O sinal vermelho abriu e ela tratou de colocar seu mais novo carro em movimento.

Uma maravilhosa Ferrari de cor roxa que ganhara de inu. 

Rin havia acabado de se despedir do líderes dos clãs e de Katso. Estavam indo agora ver sua nova casa.

- até quando vai ficar ai emburrado? - perguntou ela o olhando rapidamente logo após voltando sua atenção para a estrada novamente.

- quem era aquele moleque? - perguntou impaciente.

Rin resmungou ao sentir outra pontada em sua nuca.

- da pra parar, sesshoumaru! Isso é muito infantil! Por kami! - disse com voz de tédio.

- ha que legal! Vou ter que ver minha fêmea com outro macho e não dizer nada, é isso? Por que se for eu sinto muito, mais não vou ficar parado sem fazer nada! - disse a olhando irritado.

Rin iria sorrir se não estivesse com raiva.

- eu só estava segurada no braço dele! Não tem lógica esse seu ciúme bobo! E não me chame de fêmea... É estranho - disse ainda séria.

Sesshoumaru riu sem ânimo.

- mais é o que você é minha! Minha fêmea e de mais ninguém! - disse a olhando.

- use outro termo então. Mulher, esposa, namorada, sei lá! Fêmea parece que eu sou um animal - disse agora rindo.

- tecnicamente você é uma cadela... - disse ele rindo de leve.

Rin o olhou incrédula e logo após gargalhou alto.

- sesshoumaru!!! 

Logo após os dois começaram a rir como loucos.

- nós definitivamente, não somos um casal normal! - disse ela ainda rindo.

°°° 

Rin parou o carro em frente a enorme casa de dois andares. Era linda!

Toda em uma tonalidade branca com detalhes em prata. No primeiro andar ficavam a cozinha, a sala de estar, a sala de jantar e o hall de entrada. Já no segundo ficavam os quarto, a biblioteca particular e o escritório com sala de reuniões.

Ao seu redor uma enorme muro. No lugar das grades, haviam vidraças de vidro fume. Do lado esquerdo da casa uma enorme piscina com lajotas com estampa de madeira, uma casinha de churrasco e uma enorme e cheio jardim.

Rin se maravilhou com o que viu.

Sesshoumaru pegou o controle que seu pai havia lhe dado e apertou o botão. O portão se abriu e ambos entraram.

Jaken e mais três criadas estavam os esperando na entrada. Os quatro fizeram reverência assim que os viram. Uma em especial, olhou para Rin com admiração.

Ela era baixa, chegava a ser mais baixa que Rin. Tinha o cabelo em um tom caramelo, orelhas de gato e uma calda fofa.

- sejam bem vindos senhor e senhora Thaiso. O senhor inu nos enviou para os servir nessa sua nova casa. Esperamos ser úteis e agradáveis a vocês dois - disse Jaken de forma respeitosa.

- ai meu kami-sama! Essa é a Rin! Tipo é a Rin mesmo! Aquela que matou o kankaroh! É um prazer conhecer você! Meu nome e Yume - disse a jovem com orelhas de gato, completamente animada.

- menina insolente! Respeite a senhora Thaiso! - disse Jaken repreendendo-a.

A mesma abaixou a cabeça em plena vergonha.

- mil perdões pelo comportamento dela senhora Rin - disse Jaken fazendo mais uma reverência.

Rin sorria em resposta.

- tudo bem Jaken! Deixe-a. Gostei dela. É un prazer conhecer você Yume - disse meiga.

Yume sorriu abertamente.

- e por favor não me chamem de senhora! Me sinto velha com isso - disse sorrindo de leve.

- como desejar, Rin. Bom... Deixe-me apresentar o criados da casa. Essa é Kaeede. Ela será sua cozinheira. - disse apontando para uma jovem senhora que não era youkai. - esta aqui se chama kikyo. Ela será responsável pela limpeza da casa. - disse apontando para uma youkai borboleta. Esta tinha tinha uma marca em sua testa em forma de uma borboleta dourada. - e aquela ali a senh... Digo, você já a conheceu. - disse apontando para Yume que sorria meiga. - ela irá ser como sua dama se companhia.

Rin então olhou empolgada para kikyo.

- licença kikyo, mais você tem asas? - não resistiu e teve que perguntar.

- sim. - disse sorrindo amigável.

- posso ver? - perguntou empolgada.

- claro que pode! - disse animada.

Ela então se concentrou e uma asas meio transparentes apareceram em suas costas. Kikyo virou de costa dando melhor visão para todos. As pontas das asas eram em um tom roxo brilhante e indo para o meio era um azul mais jogado pro caiano. Lindas.

- wow! Lindas de mais! - falou Rin tocando elas de leve.

- OK OK. Agora vamos entrando pois creio que ambos estejam cansados do dia. - disse Jaken.

- você nem faz ideia - disse sesshoumaru se pronunciando pela primeira vez desde de que chegaram a casa.

Os outros levaram como uma frase normal, mais Rin a entendeu perfeitamente. Acabou rindo dele.

°°°

Jaken ia na frente mostrando cada cômodo. As outras três ficaram na cozinha para ajudar Kaeede no preparo do almoço.

A casa era enorme. Mais não chegava a ser uma mansão. Era bastante iluminada pois era cheia de janelas de vidro e varandas espaçosas.

Ao terminar de "apresentar" a casa para seus donos, Jaken os deixou em seu quarto para que tomassem uma banho e fossem almoçar.

Rin entrou no banheiro e já foi tirando a roupa para tomar um bom banho de água quente. Quando ia entrar no box sentiu grandes mãos ao redor da sua cintura. 

Sesshoumaru já estava nu e ereto.

Rin suspirou ao sentir o membro dele roçar seu traseiro. Se virou de frente e o beijou.

- hoje eu estou com vontade de fazer algo diferente - disse ela com malícia.

Ele sorriu de canto a olhando da mesma forma.

- é? E o que seria? - perguntou fingindo falsa inocência.

- você vai ver - disse de forma sexy se abaixando e pegando no membro dele.

Sesshoumaru suspirou ao sentir o toque dela. Rin então começou a fazer movimentos de vai e vem com a mão no membro dele, logo após isso, ela passou a língua na cabeça da masculinidade dele.

Ele não resistiu e gemeu mais alto do que o desejado.

Rin colocou todo o membro em sua boca e fez o típicos movimentos de sobe e desce, levando ele a loucura.

- haaah, assim eu vou gozar - disse em um rosnado.

Ele então a levantou e a conduziu para dentro do box. A pele dela se arrepiou ao tocar a parede fria do box. 

Sesshoumaru umedeceu seu membro usando a saliva e o introduziu inteiro dentro dela. Rin gemeu alto junto dele.

Começou a estocar com força e fundo. Ambos gemiam sem pudor algum.

Sesshoumaru sentiu que ela iria gozar e a aumentou a velocidade das estocadas, chegando ao clímax juntos.

Ele encostou a cabeça no ombro dela e respirou fundo.

Rin ligou o chuveiro e ambos foram tomar seus banhos.



Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...