História Eu me deixaria ir - Capítulo 34


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 16
Palavras 1.215
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 34 - Um adeus


Fanfic / Fanfiction Eu me deixaria ir - Capítulo 34 - Um adeus

                  O amor não existe era o que eu dizia a mim mesma, não se prenda a fantasias a um príncipe encantado que jamais vai chegar, Tudo aconteceu tão rápido ele chegou e abalou tudo em mim, eu consegui amigos bons amigos, ganhei um irmãozinho, um gato amais hahahah. O meu pai não era de falar, e sim de fazer, eu sabia que esse dia chegaria  . A vida realmente complica as coisas eu ir pros Estados Unidos nem inglês eu sei falar.

           Hoje eu acordei como se fosse o dia do meu enterro, eu ia ir embora hoje estava prestes a dizer adeus a todos que eu amava, mais eu não tinha escolha, você só sabe o que é ser forte , quando isso é sua única opção .

                Não poderia perder tempo, coloquei um casaco, sai em direção a escola quando cheguei lá pra minha sorte todos estavam na rua menos Gabriel ele ainda estava sumido, isso me deixava extremamente triste, meus amigos vieram  e disseram:

Lara:-Ani íamos passar na sua casa depois da aula para nós despedimos.......

Lara:-Não posso acreditar que não vou te ver de vestido na formatura. Disse quase chorando.

Coll:-Vamos sentir muito a sua falta baixinha muita!

Sofia:- Você a minha melhor amiga e minha irmã eu não acredito que você vai embora !

Ani:-Eu não quero ir mais preciso........

                  Começo a lacrimejar , tentando segurar o choro tentando segurar minhas emoções que mais parecem uma bomba pronta pra explodir.

                      Rebeca:-Não se esquece da gente principalmente de mim e da clara que não pode vir a escola hoje mais vai ir se despedir de você com agente.

Ani:-Não vou!

Coll:-Acho bom mesmo!

Ani:-E o Gabriel?

Sofia:-Ninguém sabe dele!

                    Nesse momento meus olhos se encheram de lagrimas, e senti uma dor forte no peito, como se uma agulha penetrasse no meu coração.

             O sinal tocou e eles tiveram que entrar e enquanto eu voltava pra casa, pra arrumar as minhas coisas, por que isso esta acontecendo?

                                   Além de me despedir dos meus amigos que passei um ano com eles tenho que partir sem saber se meu namorado está bem, eu odeio o jeito que as coisas tomaram.

E me odeio por não ter escolha  que saco.

                                Cheguei em casa meu pai estava serio mais minha mãe parecia não aguentar e Henry estava trancado no quarto sem sair sem falar ele disse que amenos que meu pai desistisse dessa ideia ele não voltaria a falar com ele.

                  Henry e eu sempre fomos muito próximos, desde que ele foi adotado, eu realmente não sei como viverei longe dele ,meu pai estava de novo repetindo o mesmo erro quando mandou a Daiana para França e depois para casa da minha tia comigo, sinto pela Daiana que nem vai saber que estou em outro pais só quando vier   para me visitar  e não me encontrar.

Entrei no quarto e podia ouvir Henry chorando, até que dei uma batidinha na parede e disse:

Ani:-Irmão não chore eu ainda estou aqui!

Henry:-Mais você daqui a algumas horas já vai! Nosso pai não presta!

Ani:-Não diga isso! Nosso pai tem os defeitos dele mais ele só esta fazendo o que acha que é melhor pra mim!

Henry:-Irmã.......

Henry:-Você só pode ser um anjo mesmo, depois de tudo que ele esta fazendo você ainda o perdoa!

Ani:-É pai! Como não perdoar!

Henry:-Mais ele está fazendo tudo isso só pra te afastar de quem você ama isso não o torna mal?

Ani:-Uma coisa que você deve entender irmãozinho os pais sempre estão certos mesmo estando errados.

Henry:-Isso é meio confuso!

Ani:-Mais pra frente você vai entender.......

Ani:-É que você é muito pequeno.......

Henry:-Mais  as crianças são mais inteligentes que os adultos eu vi em uma reportagem!

Ani:-É verdade então não perca sua inteligência cedo demais!

Henry:-Ani......

Ani:-Sim...

Henry:-Você é a melhor irmã de todas te amo!

Ani:- Também te amo!

De repente ouvi uma voz que me chamava era meu pai eu sai do quarto e vi meus amigos na sala e meu pai disse:

Pai :-Seus amigos vieram se despedir!

                    Todos nós olhamos com caras de choro, então nós abraçamos, que droga eu pensava que porcaria de vida é essa eu ganhei tudo que mais queria e agora vou perder tudo de novo.

Coll:-Agente tentou ligar pro Gabriel mais ele não atendeu!

Eu com os olhos cheios de lagrimas fiz um sinal com a cabeça confirmando.

Clara:-Eu não pude ir a escola mais estou aqui agora será que serve?

Ani:-Claro!

A abracei querendo chorar mais que nunca.

Pai:-Esta quase na hora é melhor agente ir indo!

                   Eu abracei todos e me despedi com o coração apertado estava chovendo muito, então me molhei antes de entrar no carro.

                        No caminho, eu só pensava não acredito que vou embora assim tudo que passei com meus amigos todos os lugares que fomos, as aventuras que vivemos, tudo isso vai pra onde? E Gabriel? Todos os momentos o primeiro “Eu te amo” isso também se vai?

      

(Enquanto isso)

 

Coll:-Já estou morrendo de saudade!

Rebeca:-Eu também!

O celular de Coll vibra ele olha mensagem

Coll:-É o Gabriel, ele não tinha coragem de se despedir mais disse que não aguentou e esta vindo.

Sofia:-Mais ela já foi embora!

Coll digitou, e pro seu espanto ficou olhando pro celular com um tom assustado

Clara:-O que foi?

Coll:-Ele diz que vai atrás dela!

Lara:-Mais ela esta de carro!

Coll:-Ele disse que não liga!

Clara:-Jesus!

Lara:-Isso vai dar @#$&*

Coll:-A vai mesmo!

 

 

(Enquanto isso no carro)

 

Pai:-Esta tudo bem?

Ani:-Está!

                  Paramos em um farol, o vidro estava embaçado não dava pra ver muita coisa mais  quando nós estávamos passando eu vi alguém correndo pela calçada, olhando diretamente para o carro, eu jurava que era o Gabriel era muito parecido eu devo estar louca.

                       Nós paramos em um posto de gasolina para abastecer quando pensei no Gabriel e senti meu coração acelerar, meu pai voltou e ligou o carro e saiu.

                          Até que na porta do aeroporto, eu vi alguém gritando meu nome, eu virei a cabeça e mau acreditei,  era o Gabriel eu do nada soltei um sorriso quando ele chegou perto, ele disse:

Gabriel:-Desculpa por não aparecer eu fiquei sem coragem!

Gabriel:-Eu sei que o que eu poço dizer vai ficar mio clichê, bom eu ter vido até aqui e não a sua casa já é bem clichê!

Rindo eu disse:

Ani:-É mesmo!

Gabriel:-Eu te amo!

Eu sorrio e digo:

Ani:-Eu também!

Então era virou para o meu pai e como um bom cara de pau que ele é ele disse:

Gabriel:-Eu vou te esperar até você voltar!

Pa:-i vamos ver se consegue esperar por 4 anos.

Gabriel:-Eu não preciso ano que vem eu também vou!

Ani:-O QUE?

Gabriel:-Gostou da surpresa? Eu ia me mudar pra lá depois que me formasse!

Ani:-É realmente a melhor surpresa!

Então ele me abraçou , e me deu um selinho demorado, e disse:

Gabriel:-Espera por mim?

Ani:-Espero!

Pai:-Ani vamos você vai perder o voo!

Ani:-Até ano que vem!

Gabriel:-Até o ano que vem!

                    Eu me despedi do meu pai, e entrei no avião mais eu não estava mais triste uma sensação percorria todo meu corpo, e era boa.

Não importa, o quanto longe você esteja não importa, a distancia os corações continuam unidos isso é outra coisa que eu pude aprender.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Parece que foi mesmo um adeus pra seus amigos, mais parece que Ani não vai se livrar de Gabriel tão cedo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...