História Eu Me Importo(Romance gay) - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Adolescente, Amor, Drama, Gay, Romance
Visualizações 26
Palavras 1.017
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Comentem gente, gosto de interagir com você, kkk... Esta chegando o último capítulo..

Capítulo 17 - Um passo de cada vez


Fanfic / Fanfiction Eu Me Importo(Romance gay) - Capítulo 17 - Um passo de cada vez

Narrado Por Nick

Hoje foi o  meu grande dia, passou dois meses depois de toda a minha quase morte, mas estou incrivelmente bem, nada de medicamentos, tubos ou prisões, estava bem. Josh me ajudou durante todo esse período e ele segurou a minha mão e cada momento, como eu tenho sorte, mas nem digo isso pra ele se não vai se achar ainda mais que o normal. Na verdade ele tem um jogo importante hoje, e o meu médico assinou minha liberação, de que eu já posso sair de casa, porém não contei nada pra ele, queria fazer uma surpresa, e o baile e depois de amanhã, eu quero estar muito bem pra esse dia. Me deitei um pouquinho quando o jogador vai entrando no meu quarto.

 

-Vim ver como você estava - Ele disse com um sorriso.

 

-Bem, melhor impossível - Eu disse.

 

-Nada disso, a resposta certa será, meu amor, estou bem, mas com você aqui, melhor ainda - Ele disse e eu rir.

 

-Acho melhor você ir atrás de outra pessoa jogador, por que esse daí não sou eu - Eu disse virando a cara.

 

-Sabe que eu amo quando me chama de jogador .

 

-Porque ? 

 

-Por que e como você normalmente diz pra mim que me ama - Ele disse se aproximando.

 

-Eu amo é? 

 

-Eu acredito que sim, não ? 

 

-Sim, muito, mais ainda do que eu mesmo possa imaginar - Eu disse agarrando ele e beijando.

 

-Você tá bem saidinha moleque, ultimamente - Ele disse dando uma pausa.

 

-Ae? Não quer - eu disse saindo.

 

-Eu quero sim - Ele disse pegando na minha cintura e me beijando - Sempre quero.

 

Começamos a nos beijar, demos uma pequena pausa para respirar, ele passou a mão no meu rosto e deu um pequeno riso, puxou meu corpo para mais perto de si, beijava meu pescoço e eu fazia o mesmo, nossa bocas se cruzaram e começamos a nos beijar novamente. Ele olhou no fundo dos meus olhos e eu tirei a camisa dele.

 

-Não, não, não moleque, eu… Quero muito, mas eu tenho jogo e treino agora, não dá …. - Ele disse meio nervoso enquanto eu mordia a orelha dele.

 

-Tem certeza ? - Disse em um sussurro.

 

-Sim, sim… Depois do jogo eu venho aqui, e a gente pode passar a noite toda transando se quiser - Ele disse se vestindo rápido pra sair.

 

-Uma boa proposta - Disse sentando na cama - Tirou sua concentração né jogador ? 

 

-Mais do que imagina cara - Ele disse fechando a porta.

 

Fiquei sentado rindo um pouco e depois me deitei. Não demorou muito e eu estava com muita fome e desci para comer algo na cozinha. Finalmente meu pai assumiu a Jéssica, agora todos moramos juntos como família de verdade, ele tinha preparado café da manhã e estava com uma cara ótimo e do jeito que eu estava comia qualquer coisa que olhasse na minha frente, ela riu ao me ver comer tão rápido.

 

-A comida não vai fugir - Ela disse rindo um pouco.

 

-Eu sei, que… Não sei porque de tanta fome - Eu disse.

 

-Vai ver é porque vai sair hoje, seu primeiro dia realmente longe de casa, deve ser ansiedade .

 

-Acho que sim - Disse rindo - Não vejo a hora de olhar a cara do Josh de surpreso - Falei.

 

-Capaz de dar um troço - Ela disse e rimos.

 

-Espera que não, mas ele vai ficar tão feliz - Eu disse rindo.

 

-Ah, isso com certeza.

 

Eu continuei comendo e ela ficou ali me vendo, a minha vida estava estranhamente bem, então pra mim tudo estava ótimo. Depois de comer fiquei praticamente o dia todo no meu quarto, logo depois eu fui me arrumar pra ir pro jogo, a Jéssica ia comigo também, eu não atendi nem uma ligação do Josh, acho que ele deve ter achado isso super estranho. Era umas 18 horas quando sair de lá, nem podia acreditar eu em um carro normal, respirando ar normal, colocando minha cabeça sobre o vento. Quando cheguei lá o jogo tinha acabado de começar, ele já estava jogando e acredito que ele não tenha me visto, fiquei ali admirando ele em ação. Finalmente ele me viu, primeiro a cara dele ficou bem assustada e o que fez com que ele perdesse a bola, mas depois ele recuperou, quando olhou para mim novamente ele riu. Tudo deu certo até o final do jogo, o time foi abraçar ele porém ele veio correndo até a mim. 

 

-Ja disse que te amo hoje - Ele disse me beijando com todos olhando.

 

-Você é louco sabia ?

 

-Você me faz o louco mais feliz do mundo cara.

 

-Te amo.

 

-Eu também te amo. Não sai daqui, você vai sair comigo, pode Jéssica ? 

 

-Só não demora muito pra chegar em casa - Ela disse.

 

Eu não tinha a menor ideia do que ele estava planejando fazer, fiquei meio nervoso. Jéssica ficou comigo até ele chegar, logo depois ele veio e pegou na minha mão, Jéssica foi pra casa e a gente foi na sua bicicleta louca até um jardim que não era tão longe dali porém lindo demais. 

 

-Porque me trouxe aqui? - Falei sentando.

 

-Porque hoje você me fez a pessoa mais feliz do mundo, como sempre na verdade - Ele disse ficando entre as minhas pernas e me beijando.

 

-Nao sei se você tá pensando que vamos transar aqui- Eu disse.

 

-Porque não? -Disse rindo malicioso - Tô brincando, na verdade eu tenho que te falar uma coisa.

 

-O que ? 

 

-Quando você quase morreu, eu tive a sensação da sua presença em um lugar como esse - Ele disse pegando no meio rosto.

 

-Eu sei…

 

Eu me deitei e ele se deitou com a cabeça sobre meu peito.

 

-Não esqueci do baile não viu ?- Ele disse - E você vai ter a honra de ir com o capitão do time.

 

-Fico até com medo, com esse grande capitão - Disse rindo.

 

-Ta debochando ?

 

-Eu, nunca - disse rindo - Te amo sabia?

 

-Te amo.


Notas Finais


Estão tão felizes


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...