1. Spirit Fanfics >
  2. Eu Me Tornei A Deusa Atena >
  3. Capítulo 15

História Eu Me Tornei A Deusa Atena - Capítulo 15


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem!

Capítulo 15 - Capítulo 15


Me mexi desconfortável. Sentada naquele trono, naquela sala onde eu havia batalhado dias atrás, era realmente uma sensação estranha olhar para aquele local.


Passei a mão sobre a saia do meu vestido branco com o decote V e sem mangas, ajeitando a parte que estava amassada.


Um guarda entrou no salão e veio até mim, se ajoelhando na minha frente.


- Atena, Milo de Escorpião solicita uma audiência com a senhorita. Devo deixá-lo entrar?


- Sim. Eu vou ouvir o que ele tem a dizer. - falei.


Ele se retirou e a figura de Milo entrou no salão, com sua armadura brilhando sob a luz. Ele se aproximou e se ajoelhou.


- Atena.


- Milo, você solicitou uma audiência, tem algo que queira me dizer? - perguntei.


- Sim, minha senhora. É sobre Saga.


- Presumo que ele tenha voltado para o posto de Cavaleiro de Gêmeos. Aconteceu alguma coisa?


- Atena, perdoe a minha grosseria, mas acha realmente correto que Saga não receba uma punição adequada pelo que fez? Ele praticamente se safou.


Ficamos em silêncio. Respirei fundo antes de tomar a palavra.


- Milo, como era o Saga que você conhecia?


- Perdão?


- Como era o Saga 13 anos atrás, antes de sucumbir ao seu lado maligno?


Ele ficou em silêncio por alguns instantes.


- Ele era uma pessoa muito justa e era muito bondoso.


- Você acredita realmente que ele não está sendo punido? A culpa que ele está sentindo, o peso de seus pecados... ele está sentindo tudo isso agora. Eu poderia ter dado uma punição a ele, mas eu acredito que o sofrimento que ele sente agora já é o suficiente.


- Mas Atena...


- Você não precisa confiar em Saga, Milo. Você não tem que confiar nele, se não quiser, mas eu peço, por favor, que confie em mim. Pode ser difícil, afinal, eu ainda sou uma garota...


- Não! - ele me interrompeu abruptamente. - Atena, eu já percebi que a senhora tem um bom coração que preza pela vida de todos. Nós, os Cavaleiros de Ouro, já percebemos isso.


Um sorriso suave surgiu no meu rosto.


- Obrigada, Milo.


- Eu vou fazer como a senhora desejar. Vou confiar na sua decisão. Me perdoe por ter lhe incomodado.


- Você não me incomodou, Milo. Muito pelo contrário, fico contente que você irá confiar na minha decisão.


- Sim, senhora. Irei me retirar.


Ele se levantou, se curvou e saiu do salão. Abaixei a cabeça.


Será que a minha decisão foi a correta? Saga não merece passar por isso, na matá-lo também não irá resolver nada. O que eu faço?


Balancei a cabeça para os lados.


- Não posso pensar nisso agora, tenho muito trabalho a fazer... - disse me levantando.


...


Alonguei meus braços e minha coluna estralou. Peguei a pena e voltei a escrever e assinar os papéis em cima da mesa.


Tem tanto trabalho acumulado. Acho que Ares não se incomodava em fazer o seu trabalho de Grande Mestre. Agora que Saga voltou para o seu posto de Cavaleiro de Ouro de Gêmeos, o posto de Grande Mestre está vazio, deixando todo esse trabalho para eu cuidar sozinha.


Senti uma pontada de dor na cabeça e olhei para o relógio próximo à mim.


23:56... É bem tarde. Vou só terminar essa última pilha e vou dormir.


Peguei outro papel da pilha ao meu lado e comecei a ler. Algo quente escorreu pelo meu nariz e pingou na mesa. Passei a mão e meus dedos ficaram sujos de um líquido avermelhado.


Sangue...


Peguei um lenço e comecei a fazer pressão no meu nariz.


Fico feliz que não tenha sujado o papel. Eu já tive hemorragias nasais antes, então isso não me surpreendeu tanto assim.


Peguei a pena e comecei a assinar o documento.


...


- Senhorita Atena, os doze Cavaleiros de Ouro estão esperando pela senhorita no salão. - um guarda me informou.


- Obrigada. Eu estou indo. - falei me levantando.


Sai do quarto e fui na direção do salão. Assim que entrei, todos os cavaleiros olharam para mim.


Me dirigi até o trono e me sentei.


- Obrigada a todos por terem vindo aqui assim tão de repente. Os chamei aqui porque há algo que desejo discutir. Tenho certeza de que todos estão cientes disso, mas devido aos acontecimentos de dias atrás, o posto de Grande Mestre está vazio. No entanto, há muito trabalho acumulado com o passar dos anos. Eu gostaria de resolver tudo sem ter que incomodá-los, mas não há como eu tomar conta de todo o trabalho sozinha. Por isso, eu decidi escolher um novo... - senti algo escorrer do meu nariz e passei os dedos, vendo-os sujos de sangue.


- Atena!


Olhei para os dourados e Aiolos já estava do meu lado, segurando a capa de Shura, que estava caído no chão, desorientado, e a usando para fazer pressão no meu nariz.


- Atena, se sente bem?! Quantos dedos tem aqui? - o sargitariano perguntou erguendo a mão com dois dedos fechados e três abertos.


- Três... - minha voz saiu abafada por causa do pano. - Shura, você está... Ah! - soltei um gritinho quando Saga se aproximou de mim e me ergueu em seu colo.


- Vamos levá-la até um médico!


...


- Vejamos... Ah, eu sei o que é isso. - o senhor falava enquanto me examinava. - É por excesso de trabalho.


- Excesso de trabalho? - Aiolos perguntou. Ele e Saga haviam me trazido às pressas até a enfermaria.


- Sim, devido ao excesso de trabalho. Senhorita, a que horas você volta para sua cama a noite?


- Ah... - senti o olhar de Aiolos sobre mim. Ele vai brigar comigo se souber a verdade, mas vai saber se eu mentir. - A-Antes do amanhecer.


- O quê?! Senhorita! - Aiolos exclamou.


- Eu posso dormir! Mas se eu dormir depois disso, eu fico cansada. Mas se eu dormir antes, eu não me canso no dia seguinte.


- Senhorita, isso não é saudável para você. - Saga falou.


- Mas eu tenho trabalho para fazer! - ele abaixou a cabeça e eu me arrependi na hora de ter dito aquilo. - S-Saga, não é sua culpa! Por favor, não fique triste.


- Senhorita, por que não pediu ajuda para resolver isso?


- Eu ia eleger um novo Grande Mestre hoje justamente para me ajudar com o trabalho. - expliquei.


- Senhorita, quem será o Mestre do Santuário? - Aiolos perguntou.


- Você, Aiolos. - falei. - E eu pretendia fazer de Saga o meu guarda-costas quando eu estiver fora do Santuário.


- O quê?! - ele perguntaram juntos, surpresos. - Atena, por que eu? - Saga perguntou.


- Eu sei que você está sofrendo por causa do que aconteceu, mas não é sua culpa, Saga. Mesmo assim, eu acho melhor que você fique longe do Santuário, o lugar onde tudo aconteceu, por um tempo. Por isso eu decidi que você seria o meu guarda-costas à partir de hoje e Aiolos seria o Grande Mestre.


Eles trocaram um olhar e Aiolos suspirou.


- Está bem. - sorri. - Mandarei as servas arrumarem as suas malas. - o sorriso desapareceu do meu rosto.


- O quê? - perguntei. - Mas...


- Sem mas. Eu vou cuidar das coisas e de todo o trabalho acumulado sozinho, como o Grande Mestre deve fazer. E você, senhorita, irá voltar para o Japão amanhã de manhã, onde será obrigada a descansar.




Notas Finais


Aqui foi mais um capítulo! Vou postar o próximo em breve!
Perguntinha rápida: vocês acham a Sumire uma boa Atena?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...