História Eu, na Coréia! - Capítulo 25


Escrita por:

Visualizações 49
Palavras 3.356
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Festa, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente, vamos dar like e muitas views na intro mais que maravilhosa do Jin ^_^

Capítulo 25 - Han? Notícia?


Fanfic / Fanfiction Eu, na Coréia! - Capítulo 25 - Han? Notícia?

PONTO DE VISTA DA S/N.

So-Min e Jin foram na frente. Kookie foi do meu lado, e ao lado dele estava Hoseok. E atrás foram Jimin, Yoongi, Tae e Namjoon. 

- 35min pra chegar lá. - Disse Jin, olhando no celular, pois eu tinha mandado a localização no direct. 

A van começou a andar, e eu estava colocando alguns filtros nas fotos que eu tinha tirado com o Kookie. Chegavam mensagens a todo instante, mas eu ignorava, mais tarde eu iria responder, agora eu estava ocupada. Uma amiga minha do Brasil me mandou mensagem também, eu apenas iria ignorar, igual estava fazendo com qualquer pessoa que me mandasse mensagem, mas ela insistia e até me ligava, então eu respondi.

Mensagem de texto no WhatsApp ON.

Bianca: S/N, você já entrou no seu Instagram ???? 

Ligação de voz perdida.

Bianca: AQUELE É O JUNGKOOK NO SEU INSTAGRAM??? MDSSS

Ligação de vídeo perdida.

Bianca: ME RESPONDE!!!! PQ ELE TAMBÉM POSTOU UMA FOTO COM VOCÊ???

Bianca: AMIGAAAAAAAAA PQ O BTS INTEIRINHO TA TE SEGUINDO????

Ligação de vídeo perdida.

Bianca: S/N, SAIU ATÉ NOTICIA DISSO E SO FAZ ALGUNS MINUTOS QUE VOCES POSTARAM A FOTO. ME RESPONDEEEE

Oi, Bianca! Sim, é o Kookie. Eu meio que estava me arrumando e ele entrou no quarto, e começamos a fazer sessão de fotos. 😂 Notícia? Oshi, como assim menina ? 

Bianca: Olha o Instagram de vocês dois, depois me manda msg.

Tá né. 

Mensagem de texto no WhatsApp OF.

Sinceramente eu não entendi nada do que a Bianca quis dizer. Notícia? Eu em. Eu iria apenas dar de ombros pro que ela tinha dito, mas a mesma insistia em me ligar, então eu entrei no perfil do Kookie e fui ver a nossa foto.

Comentários da foto do Kookie e da S/N no perfil do Kookie, ON.

Fulano: Da Coreia ela não é. Deve ser qualquer putinha por aí. 

Fulano: Minha Army, meu amor??????? GENTE ELA É BRASILEIRA, ENTREM NO PERFIL DELA. MDSSSS KOOKIE NAMORANDO UMA BRASILEIRA. Queria que fosse eu, mas que vocês sejam felizes, seus LINDOOOOS. 

Fulano: QUE FOTO MARAVILHOSA!!❤️ meu shippe pra vida toda KOOKIE COM UMA BRRRRR💕💕💕💕💕

Fulano: Eca.

Fulano: Que lindos!!!! Que sejam felizes né.

Fulano: Estou transbordando de emoção ❤️❤️❤️❤️

Fulano: Ai gente, uma foto não diz que eles namoram. 

Comentários da foto do Kookie e da S/N no perfil do Kookie, OF.

Por um momento, eu fiquei sem acreditar no que estava acontecendo. Eu estava recebendo mensagem de pessoas de todos os continentes dizendo que super apoia o meu "namoro" com o Kookie, e tinha outras que estavam desejando que eu morresse. Nem vi os comentários da foto do meu perfil, pra não me assustar mais. Tinha gente me chamando de brasileira interesseira, de puta, de vadia, eu só queria entender o motivo. 

- Kookie, tem gente achando que nós estamos namorando só por causa das fotos. - encarei o Kookie séria.

- E o que tem? - me perguntou.

- Que vocês não estão. - disse Hoseok, se intrometendo na conversa.

- Kookie, essas fotos não foram uma boa ideia, se continuarem no feed, elas ainda vão dar o que falar. Vamos excluir. - desbloqueei meu celular, fui até o Instagram pra excluir a foto.

- Não, S/N. Deixa! - pegou o meu celular e colocou no banco da van.

- Mas, Kookie, a Big Hit não vai gostar dessas fotos, e eu não quero te prejudicar. - respirei fundo. - O que eu fui fazer, meu Deus.

- S/N, você não fez nada. - abriu os braços. - Vem cá. - me abraçou. - Com o Bang Si-Hyuk depois eu me resolvo, não precisa se preocupar. Mas não apaga, é normal receber críticas. E não foi só você que postou, eu também postei e ainda te marquei. 

-  Kookie, não ligo pras críticas. - olhei pra ele. - Mas eu me importo com você, não é algo bom essas fotos pra sua imagem.

- S/N, eu estou implorando pra você não apagar. - me olhou. - Como não é algo bom pra mim? 

- S/N, relaxa! - disse So-Min. - Pelo que eu tô vendo aqui, tanto no seu perfil como no do Kookie, vocês tiveram muitos comentários de apoio. 

- Apoiando alguma coisa que não existe. - disse Hoseok, parecia estar mau-humorado.

- Mas pode existir. - Kookie olhou nos fundo dos meus olhos. - Não é, S/N?

- É que... - não sabia o que falar. - Nossa, tipo...

- É que? - Kookie perguntou.

- OLHA O PEDIDO NAMORO! - Jin disse e começou a buzinar. 

- Mostra o que eu te ensinei, Kookie! - disse Namjoon.

- É que... - eu estava tímida. - Ah, não sei Kookie. Se for pra acontecer, vai acontecer. 

- Você quer que aconteça? - me perguntou Kookie.

- Eu não sei responder.

- Já chegou, Jin? - Hoseok perguntou, acho que foi pra quebrar o clima. 

- Não. - respondeu Jin.

Depois que respondi o Kookie, eu fiquei no colo dele, entre os braços do mesmo. Ele fazia carinho no meu cabelo, estava bagunçando tudo, mas nem me importei. Fechei os olhos e comecei a raciocinar o que tinha acontecido. Mas eu não conseguia racionar, eu precisava do Thomaz, nessas horas ele sempre sabe o que sinto, já que eu mesma não sei. Eu realmente fiquei preocupada com o Kookie, nunca pensei que uma foto inocente podia dar tanto o que falar. Mas o Kookie foi um fofo comigo, disse que eu não fiz nada de errado, que eu não precisava me preocupar e que com o Bang Si-Hyuk ele se resolvia. Me passou confiança, e eu fiquei tranquila, mas também um pouco insegura, não em questão as críticas e notícias que estavam rolando a internet, mas em questão do Kookie, o mesmo disse que com Bang Si-Hyuk ele se resolveria, mas pode acontecer que eles não se resolvam, e a culpa vai ser toda minha.

- Kookie, eu ainda estou insegura. Não quero te prejudicar, e o Bang Si-Hyuk pode não entender, e coisas ruins podem acontecer. Tem certeza que não quer excluir as fotos? - perguntei em voz baixa. 

- S/N, já falei pra não se preocupar. Não vai acontecer nada. - sorriu simpático.

- Mas, Kookie...- fui interrompida.

- Mas nada, S/N. Confia em mim. O que pode acontecer é sair algumas notícias fakes, mas nada que você não esteja acostumada, eu acho. Você confia?

- Confio, Kookie. - sorrimos um pro outro.

Kookie me passou confiança, e eu fui gostando cada vez mais de estar abraçada com ele, eu podia dormir nos braços dele até me cansar, e era isso que eu iria fazer, mas o Jin para a van, avisando que já tínhamos chegado.

- Não temos seguranças hoje. - disse Yoongi. - Vamos tentar ser responsáveis. 

- Pega as máscaras e os bonés. - Jin disse pra So-Min.  A mesma pegou os itens e entregou um boné e uma máscara pro Jin e também pegou pra ela, o resto ela passou pra trás. 

- Como que eu tô? - perguntei me levantando do colo do Kookie. Coloquei o boné e fiz pose de malandra. - Radical?

- Boba. - Tae disse rindo. 

- S/N, não começa. Você sabe que eu não enxergo quando riu. - disse Jimin. 

- Vamos, pessoal. - Jin disse saindo do carro, So-Min também saiu. Hoseok abriu a porta da van atrás e foi o primeiro a sair, Namjoon, Yoongi, Tae e Jimin também saíram.

- Não vai vir? - perguntou Kookie. 

- Vou. Só estava olhando meu cabelo na câmera do celular. - respondi.

- Mulheres... - resmungou, saindo da van, mas parou em frente a mesma, pra me esperar.

- Não vou nem te responder. - guardei meu celular na mochila, coloquei ela nas costas. - Vamos? 

- Vamos. - segurou minha mão pra me ajudar a sair. Assim que saímos da van, Kookie soltou minha mão e empurrou a porta da van, pra fecha-la. Depois de fechar, o mesmo colocou seu braço em volta do meu ombro, me abraçando, e assim fomos até dentro do hotel, onde os meninos estavam. 

- Vou mandar mensagem pra ele avisando que já chegamos. - disse quando cheguei no hotel, me separando de Kookie pra pegar o celular na minha mochila.

Mensagem de texto ON.

Paulo, desce aqui na recepção, nós chegamos. 

Estou indo. 

Mensagem de texto OF.

- Ele disse que já vem. - guardei meu celular na mochila e coloquei a mesma nas costas, e me sentei em um sofá, ao lado de Hoseok. 

- Seu namorado não vai ficar bravo com você do meu lado? - me perguntou.

- Você sabe muito bem que eu não estou namorando ninguém. - respondi seria. 

- Parece que está, vocês dois vieram... - comecei a rir. 

- Hoseok, é muito engraçado conversar com alguém usando essas máscaras. - falei rindo muito. 

- Só vocês mesmo. A gente estava conversando algo sério, e você começa a rir. - ele também estava rindo.

- Ai, ai, aí. - avistei o Paulo. - Olha o Paulo ali! - me levantei e fui em direção a ele.

- Que saudade! - me deu um beijo na bochecha e uma abdaco longo. 

- Deixa eu te apresentar. - falei depois que nos abraçamos. - Esse é o Namjoon. - levei ele até o Namjoon. - Aí, quer saber? Não vou te apresentar eles não, você já conhece. - levei ele até a So-Min. - Essa é a coreógrafa deles, a So-Min. 

- Prazer So-Min. - disse Paulo, o mesmo estendeu a mão para comprimenta-la.

- O prazer é meu. - So-Min respondeu Paulo. 

- Paulo, vamos subir? Ah, e pede pizza, quero comer pizza. 

- Já estão lá no quarto, imaginei que iria querer. Vamos. 

- Pizza eu quero. - disse Jimin. - Vamos logo.

Nós fomos pelas escadas, sei lá pelo motivo, só seguimos até as escadas. O Paulo rapidamente se enturmou com os meninos e com a So-Min.

- Gostou? - perguntei em voz baixa pra So-Min, me referindo ao Paulo.

- Cara de quem não vale nada. - So-Min me respondeu.

- Não vale mesmo. 

- Mas é tão bonito, olha as tatuagens. 

- Pega ele.

- Ah, sei lá, S/N. Jin e eu estamos muito próximos, não quero acabar com isso.

- É, eu percebi mesmo. 

- E você e o Kookie? - ela me perguntou.

- Amigos. - respondi.

- Sei...

Subimos mais algumas escadas, e enfim chegamos. 

- Pelas as escadas, nunca mais! - falei entrando no quarto do Paulo.

- Mais reclama. - disse Paulo. - Vamos comer. 

- Opa! - disse Tae, se sentando na cama.

- Mas e aí, quando vai pra Big Hit? - perguntou Namjoon, comendo um pedaço de pizza.

- Na segunda. - Paulo respondeu.

- Pretende ficar por aqui? - perguntou Jimin.

- Sinceramente, sim. Depois que Nathan saiu do trio que eu cantava, o sucesso não foi o mesmo e as músicas já nem são tão boas. 

- Não concordo sobre as músicas não serem boas, elas são sim. Só que fica meio desregulado sem o Nathan, falta uma voz igual a dele. 

- Você canta funk? - perguntou Hoseok.

- Funk não, canto pop do Brasil. 

- Canta um pouco. - pediu So-Min.

- Canta, Paulo!! - insisti. - Olha o seu violão ali. - me levantei e fui buscar. - Vamos cantar cabelos de algodão. - entreguei violão pra ele. 

Paulo começou a cantar e a tocar, eu estava com saudades de ter dias assim com ele, um violão e a nossa voz. Eu cantei junto com ele, o mesmo sempre disse que sou bem afinada, mas nunca dei bola pra isso, cantava apenas por diversão. 

Nós passamos a tarde toda assim, tocando e cantando. Foi bastante divertido, eu achava que o Paulo não iria se dar bem com os meninos, não sei porque eu achei isso, mas eu tive esse presentemente, que foi apenas uma ilusão, e tudo ocorreu bem. 

- Não sabia que você cantava tão bem, S/N. - disse So-Min.

- Nem eu. Quando você estava cantando no chuveiro, nem reparei que sua voz é tão bonita. - disse Hoseok. 

- Não pensa em investir nisso, S/N? - perguntou Jin.

- Já falei pra ela correr atrás, mas ela sempre diz que só canta por diversão. - disse Paulo.

- Mas é, eu só canto por diversão. Quero mesmo é ser cientista, daquelas fodasticamente fodas. 

- Gosta de ciências? - me perguntou Jimin.

- Gosto muito. - olhei meu celular. - Gente, vamos. Tenho que me encontrar com mais uma pessoa. - me levantei da cama. - Paulo, foi muito bom te ver, depois eu te ligo pra gente marcar um rolê. Vamos, gente! - apressei os meninos e a So-Min.

A So-Min, os meninos e eu nos despedimos do Paulo, pegamos o elevador e fomos até a van.

- Com quem você vai se encontrar? - perguntou Hoseok, quando estava entrando na van. 

- Com a Yuju. - respondi. - Jin, você sabe onde a Heeo mora? - perguntei.

- Sei. - Jin me respondeu. 

- Vou me encontrar com minha amiga em um café que tem perto prédio. Você sabe onde é?

- Sei sim, te levo lá. 

- Será que você pode vir me buscar também quando eu acabar de conversar com ela? - perguntei pro Jin.

- Sem problemas, venho sim.

- Ah, você é um baby mesmo. Obrigada!

Demorou uns 20min, e o Jin me avisou que esse era o lugar. Falei pra ele que eu mandaria mensagem quando acabasse de conversar com a Yuju, pra ele poder vir me buscar. Me despedi da So-Min e dos meninos e desci da van.

Mensagem de texto ON.

Onde você tá ? 

Tô aqui dentro, perto do balcão.

Ok, tô entrando. 

Mensagem de texto OF.

Entrei na cafeteira e logo vi a Yuju acenando pra mim, me dirigi até a mesa que ela estava. 

- Oi, Yuju! Que saudade. - me sentei na cadeira.

- Eu também estava com muita saudade. - o garçom chegou e entregou o cardápio. - Mas o que aconteceu que você não voltou pro prédio?

- Aí você nem imagina, a Heeo quase me deu um tapa na cara. - abri o cardápio.

- Eu vou querer um café com açúcar. - Yuju disse ao garçom. - Mas como assim que te deu um tapa na cara? Me explica tudo, já estou confusa. 

- Um capuccino. - falei com o garçom. - Pois é, Yuju. Ela só não me bateu, porque eu segurei a mão dela. 

- Porque ela queria te bater?

- Depois que você foi embora, a Heeo e a So-Min tiveram que ir fazer alguma coisa que não lembro o que era, daí elas estavam demorando, e eu chamei o Hoseok pra procurar elas comigo. Só que a gente procurou e não achou ninguém, quando chegamos na sala de figurinos eu cansei, desisti de procura e sentei em uma mesa que estava lá, e o Hoseok acabou me beijando. 

- E ela quis te bater só porque você ficou com Hoseok? - o garçom chegou e entregou os nossos pedidos.

- Não exatamente. Eu não sei direito, mas parece que ele e a Heeo ficavam às vezes, mas não era nada sério. - tomei um gole do capuccino. - Mas enfim, teve um hora que eu parei o beijo e disse que era melhor a gente voltar pra sala onde o resto dos meninos estavam. Hoseok concordo, numa boa, e ele segurou minha mão pra gente ir até a sala. Mas tipo, bobagem essa história das mãos dadas, bem nada a ver, mas a Heeo não pensou assim e foi aí que ela começou a ficar com cara de cu, na verdade antes ela já estava, mas nem tanto.

- É eu percebi que quando ela estava repassando as coreografias a mesma estava um pouco com a cara fechada, mas não foi por ter te visto de mãos dadas com o Hoseok. Foi porque?  - Yuju me perguntou, tomando um gole do seu café.

- Isso eu não sei. - tomei mais um gole do meu capuccino. - Daí a briga toda começou quando a Heeo me perguntou se eu tinha beijado o Sehun, eu disse que não, na maior naturalidade, sabe. Até porque ela já sabia que eu não tinha ficado com ele, pois ela tinha chamado o mesmo quando nós estávamos quase nos beijando. Daí a Heeo disse que eu não estava no nível do Sehun, mas o Kookie disse que eu poderia não estar ao nível do Sehun, mas no de muito eu estava sim, e o Hoseok disse né, aí a So-Min fez uma pergunta pra ela e aconteceu mais algumas coisas que eu não lembro direito. Mas resumindo: a Heeo veio me expulsou do apartamento dela, me xingou de vadia e tentou me agredir por causa do Hoseok.

- Sinceramente, não sei como me pronunciar diante disso. Hoje quando o Jihoon chegou em casa, eu tive um surto, o mesmo passou a noite com uma garota de programa. 

- Uai. - tomei mais um gole. - O que é que tem?

- Eu transei com ele, S/N. Fui embora do show porque ele me ligou dizendo que tinha acontecido alguma coisa muito grave com meus pais.

- Nossa, amiga. O que aconteceu? Eles estão bem? - perguntei preocupada.

- Não aconteceu nada né, S/N. Era só o Jihoon mentindo pra mim fazer companhia pra ele. 

- Ah, entendi. Mas e essa história da garota de programa?

- Aconteceu que eu dei uma de Heeo 2, só que não tentei bater na garota, mas foi só porque ela não estava na minha frente, porque se estivesse, ia ter como fazer uma peruca de tanto cabelo que eu ia arrancar dela.

- Yuju, por favor, não me diga que você ficou com ciúmes. 

- Não me bata, mas eu fiquei sim. Quando eu perguntei pra ele onde o mesmo tinha passado a noite, ele me disse que não dá satisfação nem pros pais deles e que não iria ser pra mim que ele daria.

- Yuju, eu te avisei sobre isso.

- Eu sei, S/N. Mas eu sou trouxa, e deu no que deu. 

- Pelo amor de Deus, amiga! Trouxa você não é. E aliás, sábado é meu aniversário, e os meninos do BTS, a So-Min, meu amigo Thomaz, você e eu vamos em uma boate. E amanhã é dia de compras, então 17h vamos ao shopping.

- 17h shopping, sábado seu aniversário, perfeito!

Terminamos nossas bebidas e ficamos conversando coisas aleatórias. Contei pra ela sobre as férias do BTS, a mesma concordou comigo, que eles precisam de um descanso. Eu pensei muitas vezes em falar sobre o Jihoon pra ela, mas deixei quieto, depois de tudo o que passou com ele, esse não seria o momento certo.

- Foi muito te ver, Yuju. - falei enquanto saia da cafeteira.

- Também foi bom te ver, precisamos sair mais vezes. - Yuju me respondeu.

- Só marcar. - um táxi chegou. - É o seu táxi, Yuju? 

- É sim, S/N. - me deu um beijo na bochecha e um abraço. - Até amanhã. Tchau.

- Tchau!

Yuju entrou no táxi e eu mandei uma mensagem pro Jin, avisando que ele já poderia vir me buscar. 

Não demorou muito, e o mesmo buzinou pra que eu visse a van, já que estava distraída ouvindo música.

- Achei que não ia escutar a buzina nunca. - disse Jin, enquanto eu entrava na van e me sentei ao lado dele. 

- Aí que exagero. - fechei a porta da van. - A So-Min está dormindo lá?

- Está sim, todo mundo já foi dormir. - ela me respondeu.

- Vou chegar e fazer o mesmo, estou cansadíssima. 

Hoje o dia tinha sido muito divertido e bastante cansativo. Amanhã seria da mesma forma, pois finalmente eu iria fazer compras, na realidade eu estava planejando chamar só a So-Min e a Yuju, mas o Thomaz merece ir, ele não vai gostar, sempre diz que eu levo a loja toda pra casa e é ele quem tem que carregar, mas eu sei que lá no fundinho ele gosta de fazer compras comigo e por isso ele vai com a gente.

Chegamos no prédio, descemos da van, pegamos o elevador e eu fui direto pro meu quarto. Tirei a maquiagem, tomei um banho quente e relaxante, vesti a camiseta do Namjoon, pois ela é muito confortável pra dormir. Coloquei meu celular no carregador programado pra alarmar as 14h da tarde, caso eu ainda não tenha acordado. Sequei meu cabelo, porque é horrível dormir com cabelo molhado, e fui dormir.


Notas Finais


^_^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...