1. Spirit Fanfics >
  2. Eu não Estou Chorando (One-shot Yamada Ichiro) >
  3. Capítulo Único

História Eu não Estou Chorando (One-shot Yamada Ichiro) - Capítulo 1


Escrita por: Jinguji_Nemu

Notas do Autor


Mais uma oneshot, dessa vez do líder do Buster Bros !!!😄

A protagonista foi totalmente baseada na minha best friend virtual @saito_kotobuki

Boa leitura! 😄

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Eu não Estou Chorando (One-shot Yamada Ichiro) - Capítulo 1 - Capítulo Único

As ruas da Divisão de Ikebukuro estavam novamente movimentadas. Após uma grande final na Primeira Batalha de Divisões, todos pareciam agir normalmente.

Desviando das pessoas que passavam nas calçadas, a moça de cabelos escuros andava apressadamente, vez ou outra desejando poder ir mais rápido ou se tele transportar.

Ao chegar em frente a residência Yamada, ela bateu na porta, que poucos segundos depois foi aberta.

— Sara-san. — o jovem, de cabelos pretos e olhos bicolores, cumprimentou com um sorriso.

Sara sorriu.

— Jiro-kun, Ichiro está? — perguntou.

Jiro assentiu e deu um passo para o lado, convidando a jovem a entrar.

Mesmo sendo extremamente apegado ao irmão, Jiro soube aceitar o relacionamento de Ichiro com Sara, uma japonesa mestiça, filha de mãe americana. No início, achava que ela queria tomar o mais velho, mas a longo prazo percebera que a relação entre os dois era verdadeira.

— O nii-chan está no quarto lendo. — ele disse.

— E Saburo? — Sara perguntou, mais por educação do que por verdadeiro interesse.

Jiro rodou os olhos.

— Trancado no quarto fazendo sabe-se lá o que. — respondeu entediado.

Sara riu, também rodando os olhos.

— Bom, verei Ichiro, ele me deve uma revanche.

— Naquele jogo de ritmo que vocês estavam jogando outro dia?

— Esse mesmo. — Sara confirmou — É impossível que ele tenha um resultado melhor que o meu tendo começado a poucas semanas!

Jiro riu e assentiu antes de se afastar. E Sara, que já sabia o caminho para o quarto do namorado, seguiu pelo corredor até estar de frente para a porta fechada no final do mesmo. Ela virou a maçaneta e abriu parcialmente a porta, batendo na mesma com a mão livre.

— Ichiro?

Da porta ela o viu jogado na cama com um livro nas mãos. Ao ouvir sua voz ele passou a mão no rosto com força e fechou o livro, limpando a garganta antes de falar.

Oy, Sara. — ele murmurou, de costas para ela e com a voz hesitante.

Sara entrou no cômodo e fechou a porta. Franziu a testa e se aproximou de Ichiro, tocando em seu ombro.

— Você está bem? — perguntou.

Ichiro assentiu com força.

— Estava fungando? — a mestiça se sentou na beirada da cama e tentou fazer o Yamada se virar para ela — Ei, o que você tem?

— Não... não é nada.

Sara negou.

— Com certeza é alguma coisa.

Ela continuou insistindo, tentando fazê-lo se virar. Sem obter sucesso, ela decidiu mudar de tática. Rapidamente, ela se afastou e se jogou em cima do namorado, segurando seu punhos enquanto se ajeitava em cima do mesmo, apenas para arregalar os olhos em seguida.

— Ichiro... — ela murmurou — Você está...

— Eu não estou chorando. — ele garantiu, corando levemente — Isso foi... foi um cisco!

— Yamada Ichiro. — Sara falou, segurando o riso — O que você... andou lendo romances leves de novo?

Sem dar tempo dele responder, ela pegou o livro jogado na cama e vasculhou seu conteúdo, desde a capa e a sinopse, até a última frase.

— Como eu imaginava... — murmurou — Você estava lendo aqueles romances tristes de novo.

— Está bem, você venceu, eu estava sim lendo. — ele confessou, fungando em seguida — Mas a história é boa.

A Saito riu levemente.

— Por que está rindo agora? — Ichiro murmurou confuso.

— Por que você fica fofo com vergonha e chorando. — a moça respondeu, segurando seu rosto em ambas as mãos — Muito fofo.

Sara se aproximou e salpicou o rosto do namorado com pequenos beijos estalados em todo o rosto. Por fim, se deitou por cima dele e o abraçou, sem mudar de posição.

— Eu não sou tão fofo assim. — o Yamada murmurou, sem fungar dessa vez.

— É sim. — a namorada insistiu — Você por inteiro é fofo e sexy.

Ichiro riu.

— São palavras opostas.

— E daí? — Sara ergueu a cabeça para o encarar — Você é tão perfeito que consegue ser fofo e sexy ao mesmo tempo.

Ichiro revirou os olhos, rindo do que a Saito dissera. Sua namorada era a única pessoa que conseguia achar qualquer pessoa fofa e sensual ao mesmo tempo e ainda falar isso em voz alta, sem se envergonhar em nenhum momento.

— ‘Tá pensando em que?

Sara encarou o namorado, esperando que ele respondesse sobre os seus pensamentos durante os minutos de silêncio. Ele sorriu antes de responder.

— Estava pensando em como eu tenho sorte de ter você.

— Está mentindo. — ela rebateu, escondendo o rosto, agora vermelho, no ombro de Ichiro — Existem muitas garotas por aí que...

— Nem comece. — o Yamada alertou — Você é perfeita para mim do jeito que você é. Não me importa se você é baixa, se só é metade japonesa, eu te amo por quem você é.

Sara sorriu, sentindo os olhos lacrimejarem.

— Own... que fofo. — murmurou, abraçando o namorado com mais força.

— Fui sincero. — Ichiro riu, abraçando-a de volta.

Sara respirou fundo, deu um beijo rápido no namorado e se ergueu. Se levantou e pegou o celular no bolso do casaco.

— Agora, quero uma revanche. — disse com um olhar desafiador.

— De novo esse jogo de ritmo?

— Vamos ter revanches até eu te vencer!

Ichiro riu, já pegando o celular e se preparando para mais uma rodada com a namorada.

E ali eles permaneceram pelo resto da tarde...


Notas Finais


Espero que tenham gostado, e até uma próxima 😄


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...