História Eu (não) fecho com demônio - Jeon Jungkook - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias ASTRO, ATEEZ, Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Eunwoo, Hongjoong, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinjin, Jinyoung, Jongho, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Mingi, MJ, Moonbin, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rocky, San, Sanha, Seonghwa, Wooyoung, Yeosang, Youngjae, Yugyeom, Yunho
Tags Bangtan Boys (BTS), Bts Sobrenatural, Comedia, Demônio, Jeon Jungkook, Jungkook, Kook, Sobrenatural
Visualizações 29
Palavras 2.002
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - Aqui é na base da loucura


Fanfic / Fanfiction Eu (não) fecho com demônio - Jeon Jungkook - Capítulo 18 - Aqui é na base da loucura


- Me devolve isso,Josh! - Kayla fala ríspida ao ver o mesmo correndo com seu caderno pela sala. - Eu estou falando sério.

- Vem pegar esquentadinha.- debocha e em frações de segundos vejo um livro voando na direção do moreno que se abaixa mas o livro pega de raspão.- Infeliz!

- Me devolve essa porra!

- Toma estúpida. - joga a mesma pega o caderno e vai até a carteira dele jogando tudo no chão e pisando em cima.- Infantil.

- Vai dá o teu boga. - Diz arrancando risadas do pessoal. - Odeio esse Josh! - Diz sentando na carteira.

- Kayla já pode descer daí. - o professor de Química fala ao entrar e a mesma senta na cadeira. - Ótimo. Já vou avisando que vocês serão liberados mais cedo por conta de um reunião dos professores de última hora.- todos comemoram.- Mas lembre-se que as provas de vocês será na próxima semana.

- Já estou vendo a desgraça que será. - Breno comenta.

- Só não vai ser pior do que o seu jogo de ontem. - Paulo debocha e os meninos vai.

- Ah, o gostosão do pedaço não esqueça que o reinado de pobre dura pouco.- Paul fala e claro que como uma melhor amiga maravilhosa que eu tenho ela não deixaria de alfinetar.

- Isso foi uma ameaça? Não deixa.- Diz e rimos.

- Silêncio! Ou querem ser expulsos da minha aula?! Abram o livro na página 234 vou explicar, dar exemplos e vocês irão responder o exercício proposto do livro.


[ ...]


15:30 P.M


- Cara, melhor coisa da semana. - Josh fala amarrando o cadarço do tênis. - Aliás, Kayla vai mesmo jogar no sábado?

- Vou. Já disse que não quero olhar para o Ayllon. - a mais alta fala guardando o caderno na mochila. - Pena, que você não vai está rapariga.

- Verdade, viada. Mas vou ajudar minha tia e ganhar dinheiro que é o quê preciso.- prendo meu cabelo e vejo Danilo e Lana na maior pegação no lado de fora da escola.- GENTE LIGA PARA O SAMU! - grito quando passamos por perto deles.- AMBULÂNCIA OU EU DEVO LIGAR PRO MOTEL?! - rimos e Lana mostra o dedo do meio e mando um beijo no ar. - O vagabundo cadê o outro vagabundo?

- Na esquina.- Danilo diz revirando os olhos.

Josh e Paul se encaram olho para Kayla que está ocupada de mais prestando atenção no momento certo para chutar o Josh e sair correndo. A puxo pelo pulso até a esquina.

- Cara, eu quero derrubar o arrombado moreno. - resmunga e reviro os olhos.

- Você faz isso depois.

Ao chegarmos na esquina vejo Daniel se atracando com a ruiva e essa é a minha vez de atuar, Kayla parece ler meu pensamento e retira o celular da mochila.

- Vou gravar isso. - rir.- Faz um escândalo bem feito para ele passar bastante vergonha na frente da crush. - nos encaramos e sorrimos de canto.- Coloca sua cara mais puta da vida e vai.

- LINDO! MARAVILHOSO! SERÁ QUE EU ESTOU ATRAPALHANDO O CASALSINHO AÍ? - bato palmas enquanto falo e eles se separam me olhando e as pessoas que passam pela rua me olha. Bando de curiosos.- QUEREM QUE EU LIGUE PARA O MOTEL POR QUANTAS HORAS ? SERÁ QUE TRÊS DÁ PARA VOCÊS COMEREM O QUE TIVEREM VONTADE ? - cruzo os braços com a minha expressão de puro ódio e Daniel me encara confuso e com os olhos arregalados. - Que foi ? Perdeu a coragem

- O que...

- CALA A BOCA! VOCÊ É MUITO SAFADO MESMO. CACHORRO!DESGRAÇADO! 'TÁ ACHANDO QUE ELE GOSTA DE VOCÊ? - gargalho.- Tenho dó de ti, não acredite nele.

- S/N?

- S/N O CARALHO! VAI DA O BOGA OU COMER UM, VAGABUNDO! - grito e volto até a frente da escola rindo junto a Kayla.

- Gente, a cara dele foi a melhor.- rimos. - Quer que eu te deixe em casa ?

- Por favor vossa alteza.- faço reverência e ela rir batendo na minha cabeça. - Rapariga.

- Anda cacatua.

.


- Mãe? Pai ? Thierry? - grito pela casa após roda todos os cômodos e não encontra eles.

 - Será que sumiram? Forma sequestrados? Jesus! - encontro o bilhete preso a um ímã na porta da geladeira. - Cara de bolacha - minha mãe carinhosa como sempre. - Estou na casa de uma antiga amiga do colégio que encontrei enquanto passeava pela rua e seu pai foi jogar bola com os amigos já que não teve tanta coisa na empresa e seu irmão foi junto. Coma e não queime a casa, e não, não pode ir para a casa da Kayla e não é para chamar ninguém! Chegou a noite tente não morrer. - encaro o bilhete com uma careta.- Nossa, mãe.- choramingo.

Jogo o bilhete no lixo e retorno à sala comendo uma maçã. Me jogo no sofá e ligo a TV que só tem novela e filme que já assisti.

- Aff! - resmungo.- Já sei! 'Tô sozinha então é fazer o quê? Isso aí vamos ligar esse bagaça e estoura o som dessa porra, mas antes vou comer e mexer no meu celular.


[ ... ]


Conecto meu celular via bluetooth no som.


SAFADA COMO É QUE TEM CORAGEM DE FALAR NA MINHA CARA QUE SÓ FAZ COMIGO O QUE FEZ LÁ EM CASA.

Aumento e subo no sofá fazendo o passinho do brega funk.


- ELA É UMA DIABA. EU SÓ QUERO TE VER FELIZ PELADA NÃO ME IMPORTA A HORA PODE SER DE MADRUGADA...[ ... ]... CHEIRO DE PERFUME BOM, CHEIRO DE MAROLA BOA, VÁRIAS MALANDRA JOGANDO E OS AMIGOS FATURANDO.....EI TU 'TÁ NA GAIOLA!

.

Agora estou no meio do corredor do quarto com óculos de sol. Qual a lógica? Não sei.

- HELLO BITCHES!!! - jogo o cabelo e mando beijo para o nada. E começo a dançar feito retardada. - NA NA NA NA NA NA NA NA NA NA....O SOLO DA CL SEMPRE SERÁ SUPREMO.


.


- FENDIMAN, FENDIMAN, FENDIMAN....HUUUU!!! PORRA!!!! FENDIMAN,FENDIMAN,FENDIMAN.... - canto sobre o balcão da cozinha.

.

Estou enfrente ao meu espelho dançando sensualmente enquanto toca Do re mi_Blackbear

Faça, re, mi, fa, então

Sim Sim Sim

Oh (faça, re, mi, fa, então)

Sim Sim Sim

Sim, se eu pudesse voltar para o dia em que nos conhecemos

Eu provavelmente ficaria na cama

Você corre a boca por toda a cidade

E este vai ao som

De quebrar vidro no meu Range Rover

Pague-me de volta ou vadia, acabou

Todos os presentes que eu enviava

Foda meus amigos atrás do meu ombro

Da próxima vez que eu vou ficar dormindo

Eu oro ao Senhor minha alma para manter, oh


.

Agora cansada, ensopada, fedendo a macaco. Coitado do macaco estou ofendê-o. Joga no chão da sala enquanto toca Insônia - Hungria e Tribo da Periferia.


- Joga esses cabelos e vem chega mais perto do meu colo...- Suspiro e me sento. - Cara, eu não acredito que não coloquei o meu boy grup supremo nessa bagaça! - ando até o celular. - Achei! Agora eu estouro essa bagaça.- WOW! FANTASTIC BABY, DANCE....


Nem preciso dizer que estava dançando feito uma maluca, certo? Certo! Aí do nada meu celular para de tocar e o encaro.


- Filho? Mamãe te ama não a deixe.- o olho e ele começa a tocar Bang Bang só que o final da música.- BANG BANG! BANG! EEHH EHH. BANG BANG!

E é assim que eu derrubo meu celular e o mesmo cai no chão com suas partes espalhadas, fico em choque por alguns segundos.


- MÃE VAI ME MATAR! - desligo o som e corro para juntar meus filho. - Que não tenha arranhando a tela, que não tenha arranhado a tela ou mãe me mata. - ao pegar no celular fecho os olhos e o viro. - Eu não vou olhar, mas assim eu não vou saber se esta arranhando. Mãe vai me matar. - abro os olhos e vejo que o mesmo na tem um único arranhão. - ZEUS OBRIGADA!!!! - grito.

Após junta tudo subo para meu quarto, coloco o celular sobre a cama e entro no banheiro.


[ ... ]


Após fazer meu jantar e lavar o que sujei me jogo no sofá, e ligo a TV que estava passando o filme Crepúsculo.


- Isso aí desse a porrada no Jacob, Edward. Quê?! Não gente! Desse a porrada nele Jacob. - Ignorem. - Cara, brinquem por me sou mais linda que a Bela, mas diferente dela eu ficaria com o Jacob e o Edward eu mandava ele me transformar a Kayla em vampira. - gargalho com as minhas idéias.

.


- Isso aí Elsa usa esse gelo para algo útil. - Então ela começa a cantar. - Ah,não! Pera! Use esse gelo para congelar o teu povo que querem você presa, que tipo de ser você é? - pergunto indignada. - Se fosse eu congelava o povo da minha escola, da rua, do universo o mundo séria uma paz.

Então volto a presta atenção no filme e então ouço algo bater na cozinha. Coloco a televisão no mudo e ouço um barulho na panela. Me levanto e fico olhando tudo escorada na parede que divide a sala e a cozinha. Não vejo nada e sinto algo gelado tocar no meu braço.

- Ah, é você.- falo com desdém. - Pensei que fosse um barata.

Volto para o sofá e volto a presta atenção no filme.

- Sério? Frozen? - o ser indaga.

- Não. É Branca de Neve passando uma temporada no Alasca. - ironizo. - Vem cá o que você quer comigo, hein ?

- Eu? Só estou dando uma volta. - Essa coisa está me achando com cara de quê? - Coisa? Nossa! Mais respeito comigo.

- Hein? O quê....pera..você...FILHO DA PUTA! EU VOU TE CASTRAR.

- Como vai fazer isso se não me ver e sou um espírito? - ouço sua gargalhada do infernos. Já não fui com a cara dele. - Está achando que eu fui com a sua ou da louca da Kayla?

- Isso resolvemos rápido de mais é só pegar o mesmo caminho que veio.- falo com desdém.- Pera! Então é você que fica fazendo aquelas barulhos do inferno quando a professora está escrevendo?! - ele rir.- Eu quase fui suspensa porque falei um palavrão alto dentro da sala, seu arrombado!

- Quê que eu faça o quê? Pensa Desculpas? - rir.- I'm sorry. I'm not sorry.

- Devil's face! - resmungo.

- Sério? Mas você nem me viu ainda como pode dizer que tenho a face do diabo ?

- Porque já te odeio. Agora cala a bo...

Ouço um zumbido no ouvido muito alto que faz minha cabeça doer, tampo os mesmos e fecho os olhos tentando conter o zumbido, mas falho.

Socorro! Nós ajude!

A voz de uma criança ecoa pela minha mente e grito. Sinto algo gelado no meu ombro e tudo volta ao normal.

- O que foi isso ? - pergunto de olhos fechados. - O que caralhos você quer aqui ?

- Calma.

- Calma! Calma?! Eu começo a ter sonhos ou melhor pesadelos todas as noites e você aparece pedindo calma?! Vai se foder! - esbrafejo.

- Olha, eu quero muito te contar o que está acontecendo mas não é o momento. - sua voz sai baixa é como se ele tivesse triste. - Mas preciso que seja forte, você não está sozinha nisso.

- Ah,não?! Um espírito está comigo, super normal.- debocho. - Ser forte para quê?

- Só tenha paciência.- gargalho.

- Isso aí é impossível. - desligo a TV e olho o horário no meu celular que marca 20:40 p.m. - Vou dormir e ver se me deixa em paz.

- Eu não posso. Mas a gente vai se da bem.

- Duvido muito.


Notas Finais


#Amigo_ou_inimigo?



Bjs!!!😜❤


Minha outra fanfic:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/mafia-girls-min-yoongi-15096442


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...