1. Spirit Fanfics >
  2. Eu não mereço isso >
  3. Aquele maldito sorriso

História Eu não mereço isso - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olaaaaaa
Estão bem?
O começo dessa fic não tá muito bom, mas vai melhorar, prometo.

(No Whatsapp, o Saiko é itálico e o MeiaUm é em negrito)

Capítulo 1 - Aquele maldito sorriso


MeiaUm

Acordo com a luz do sol batendo na minha cara, saudades da minha cortina.
Ela acabou rasgando, é uma longa história, então... foda-se. Esfrego meus olhos, e me sento na cama, tendo aquela básica "crise existêncial".
Me levanto, e vou descalço mesmo até o banheiro. Paro em frente a pia, e fico me olhando no espelho...

- Feio como sempre... - digo vendo meu reflexo.

Suspiro, pegando a escova e a pasta de dente. Passo a pasta na escova e escovo meus dentes.

- Já que não sou bonito nem suficiente, pelo menos tenho que ser higiênico. - rio. - Pareço um retardado falando comigo mesmo...

Me assusto quando ouço meu celular tocar, e volto para meu quarto, pegando o mesmo que estava na cômoda.
Sorrio, vendo quem era, e atendo.

EI, MENINO! BORA GRAVAR, BORA? - rio ao ouvir a voz de Ycaro.

Mas eu acabei de acordar, doido. Tô com preguiça... - digo e ouço o mesmo bufar.

André, você já olhou a hora? Dormiu tarde de novo? Eu disse pra você ajeitar seu horário... - rio pela preocupação do mesmo.

Relaxa, Ycaro. Eu tô bem. E ainda tá cedo, viu...

- Cedo nada, já são dez e pouco. - escuto o mesmo rir.

Menino besta esse, viu. - rio. - Eu vou arrumar as coisas aqui, e já gravamos.

- Tá, tá. Mas vá logo, viu. - o mesmo ri. - Tchau, André.

- Tchau. - desligo e suspiro, ignorando as mensagens que haviam em meu celular, o deixando na cômoda.

Vou até o guarda-roupa, pegando uma calça moletom cinza, e uma camiseta preta. Tiro meu pijama, e coloco a roupa que peguei. Saio de meu quarto, e vou para a cozinha, tomando apenas um copo de café. Ando meio gordo, então melhor não comer muito.
Termino de beber meu café e volto para o quarto, pegando meu celular e respondendo as mensagens que não havia respondido antes. Estranho quando vejo uma mensagem do Saiko, normalmente ele só fala comigo quando precisa de mim para gravar.

Whatsapp

Saiko <3


Tá aí?
Te vi online 
Ta me ignorando?
Filha da puta

Oioi

Tô aqui

Foi mal, tava falando com o Ycaro

Entendi

Enfim
Bora sair hoje de tarde?

Não sei, Saiko...

Eu vou gravar com o Ycaro

Se der tempo, te aviso

Beleza, André 
Agora é tudo o Ycaro

Não é isso

Porra, Saiko

  A gravação não vai demorar

   Eu gravo com ele rapidinho e saímos 

Onde vamos?

E que horário?

Ótimo 
No Starbucks às 16 horas

Tá.

Whatsapp off

Desligo o celular, e me sento na cadeira, de frente para o computador.
Ligo o PC e entro no discord, ligando para o Ycaro.

Alô? Bom dia, quem fala? - diz o mesmo, fazendo graça.

Pois pare de ser besta. - rio.

- Eu não tô entendendo, desliga a TV e me escuta pelo telefone, por favor. - ele ri.

Para de graça, e vamos gravar logo. Daqui à pouco tenho que sair...

- Ixe, vai sair pra onde?

- Vou pro Starbucks com o Saiko. - sorrio, pensando.

Ah, entendi... mas que horas? - o tom de voz do mesmo muda, estranhei, mas deixei quieto.

- às quatro.

- Mas menino, tu é exagerado. Dá tempo e sobra ainda. - escuto ele rir.

- Fique quieto, fique. - rio.

Tá, vamos gravar logo.

Nós conversamos mais um pouco e ele decidiu que ia gravar minecraft, mesmo.
Encontramos um mapa de parkour e jogamos o mesmo.
Foi legal, ri muito com o Ycaro caindo toda hora no parkour. O Ycaro é meu melhor amigo, sempre me divirto muito com ele... ele sempre me alegra, ele é maravilhoso, eu amo ele.
Mas... eu sou apaixonado mesmo pelo Saiko. Mas, de quê isso adianta? Eu sou um lixo, ele jamais iria me querer... Já aceitei isso...

Depois de um tempo, termino de gravar com o Ycaro, e vou tomar um banho para relaxar. Tiro a roupa, e ligo o chuveiro no quente, entrando de baixo do mesmo.
Fico pensando, enquanto passo o sabonete pelo meu corpo. Por que ainda estou aqui? Por que estou vivo? Ah, lembrei. É porque sou trouxa, mesmo.

Rio de meus próprios pensamentos, e termino de me ensaboar. Logo jogo a água em meu corpo, tirando o sabão. Pego o shampoo e passo o mesmo em meu cabelo, fazendo um leve cafuné em mim mesmo.

Depois de um tempo, termino meu banho, e enrolo uma toalha na cintura, saindo do banheiro.

- Que roupa eu uso... - paro, em frente ao guarda-roupa, pensando.

Por fim, decido usar um moletom amarelo, e uma calça jeans.

Olho meu celular, e vejo que ainda eram três horas.

Saio de casa, e peço um uber. O mesmo chega depois de alguns minutos, e me leva para o Starbucks.

Quando cheguei, ainda era cedo, então me sentei em uma mesa para esperar o Saiko. Ele ta demorando pra chegar, eu já tô ficando preocupado...
Quando pensei em ligar para ele, vejo o mesmo entrando no Starbucks. Ele estava lindo, como sempre.
Saiko olha para os lados, me procurando, e quando finalmente acha, nossos olhares se encontram. Ele sorri com aquele jeito debochado dele, sinto meu coração acelerar... ah, aquele sorriso! Aquele maldito sorriso!

Ele se aproxima da mesa que eu estava e se senta na cadeira que estava na minha frente.

- Oi, André. - ele sorri, me olhando.

- Olá, Saiko! - sorrio bobo.

Droga, por que esse garoto me deixa assim?! 


Notas Finais


O cap ta uma bosta, e meio curto
Mas tentarei melhorar, ye <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...