História Eu não nasci guei. Taekook-vkook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V)
Tags Bangtan Boys (BTS), Bottom!jjk, Comedia, Flex, Gay, Hot, Lemon, Oneshort, Taekook, Vkook
Visualizações 107
Palavras 1.129
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Se você caro leitor ou leitora for intolerante a cu doce por favor não leia.

★≈ •° ★≈°• ★≈•°★≈°• ★≈•°★≈°•★

Capítulo 1 - Capítulo I


Fanfic / Fanfiction Eu não nasci guei. Taekook-vkook - Capítulo 1 - Capítulo I

Eu não nasci gay

A culpa é do meu pai, desde aquele dia em que ele chegou em casa com um puta homem gostoso, dizendo que ele seria o novo capataz.

                     ≈★≈


Estava jogado no sofá ouvindo alguma música de forró no meu radinho tocar. Está um tédio essa casa desde que meu pai foi trabalhar, eu sou de uma família do interior e o meu pai é dono da maioria das terras desse lugar.

"Ela não larga eu, e eu não largo ela, ela não larga eu e eu não largo ela, quando chega lá em casa eu vô fazer amor com ela, quando chega lá em casa eu vou fazer amor com ela"

Presto atenção na música, por mais que eu já tenha que ouvir meu pai cantar essa música todos os dias. Eu só queria alguém pra fazer amorzinho comigo, isso é pedir de mais ? Ó Deus !

Ouço galopes e logo em seguida uns relinchos de cavalos. Como eu sei que é o meu pai vou direto 'pra porta perguntar se ele comprou o doce que eu queria.
Abro a porta e vou descendo nas poucas escadas que tem ali, mas quando chego no último degrau dou de cara com um homem- e que homão da porra em!- desconhecido por mim.
_Filho ! Que bom que veio aqui fora, não queria te que entrar e sujar a casa._ diz saindo do cavalo_ esse aqui é o novo capataz, Kim Taehyung. _ fala. Desvio os meus olhos do meu pai para o homem ao lado dele, e merda, ele parecia que ia me comer vivo, se bem que- se bem que nada ! eu sou Hetero !

_ahn, Prazer ! Eu sou Jeon Jungkook. -estendo a mão, mas ele não a aperta. Chega perto do meu ouvido e sussurra um "Prazer é só na cama PRINCESA."
Princesa ?! Eu tenho cara de princesa ? Mas que cara tapado, além de dar uma cantada de amador ainda vem e me chama de princesa.

_Isso funciona ?_ pergunto.
_Na maioria das vezes sim._ diz e ri.

_Bem, agora que já estão apresentados tenho que ir._ diz e leva o cavalo para o estábulo.
_Eu também já vou indo, até mais princesa !_ dá uma piscada e passar por mim.

                         ≈★≈

No dia seguinte, com um calor dos infernos me perturbando, tenho a brilhante ideia de ir em um riacho que tem aqui perto, quase nunca as pessoas vão lá, não depois de terem descoberto um ninho de cobras alí perto, um bando de cagões. Eu vou porque sou cabra-macho !


Arrumo as rédeas em minha mão e depois de algum tempo já estamos galopando em direção do riacho.

Chegando lá desço do Sportacus,dei esse nome por causa do cara do LazyTomn, e amarro ele em um tronco.
Chego na beira do rio e coloco a ponta do pé nele, a água está fria. Perfeito !

Quando ia começar a tirar a roupa vejo algo boiando no meio do riacho. * O meu Deus! Aquilo é uma cobra ?!* Ah não, é o Taehyung, pera, o Taehyung ?
Olho de novo pra água e vejo ele vindo até mim.

_ hey kookie ! O que você faz aqui ?-  fala e se aproxima mais.
_ não vem aqui ! E sou eu quem deveria te perguntar isso, aqui é o MEU lugar.- vejo ele dá um sorrisinho depois da minha fala.
_Ah qual é, deixa de ser infantil. Nós podia dividir, vem, tira a roupa e entra.-  O QUE ? que tipo de proposta é essa ? 


_vem logo eu prometo que nã-


_ tá bom.- corto a sua fala e começo a me despir.
*Isso foi mais fácil do que eu imaginava* ele diz baixo, mas eu consigui ouvir.

_ fique sabendo que eu só vou entrar porque está muito calor e estou com preguiça de voltar 'pra fazenda. - resmungo mexendo com os braços na água.

_ok. Mas agora que você tá aqui porque não aproveitamos, Hum ? - fala se aproximando. Dou um passo 'pra trás e ele dá dois 'pra frente. Ele tá de brincadeira com a minha cara, só pode.

_ Qual é Bro, eu sou Hetero !- Digo vendo ele rir. - Qual é a graça ?

_ V-você Hetero ?! - dá uma pausa e respira fundo. - Meu gaydar nunca erra.

_Então me desculpe, mas ele errou dessa vez.- digo. Vejo ele tirar a mão da água e colocar no queixo,como se tivesse pensando, e logo em seguida diz :
_ Já que você é tão hetero assim me dê um beijo, se você não se sentir diferente eu vou te deixar em paz pelo resto do ano e só vou falar às coisas básicas com você.- Ao terminar de falar, o vejo dar um sorriso de lado. O filha da polícia além de gostoso é sínico.

_Ok eu aceito, mas e se eu, por exemplo, gostar do beijo, o que acontece ? - vejo ele abrir mais o sorriso depois de minha fala.
_Bem, isso é simples. Você só vai ter que dizer que me acha tesudo e que eu sou gostosão, mesmo que eu não precise que você diga o óbvio.- diz convencido.

_Táa, ok, então- Quando eu ia dizer mais alguma coisa ouço o barulho da água sinto os braços dele circularem a minha cintura e, como se fosse automático, passo os meus braços em volta de seu pescoço, fazendo com que os nossos corpos, nus, se choquem .

Sinto sua respiração bater contra o meu rosto. Olho para seus lábios com vergonha de subir o olhar até seus olhos.
Ele se aproxima mais, e quando nossos lábios se tocam eu me arrepio, por um momento, eu esqueço que estamos no riacho. Quando ele pede passagem com a língua eu demoro, mas logo sedo, aperto os cabelos da nuca juntando mais às nossas bocas. Nossas línguas, batalhando pra ver quem comandaria o beijo, quando de repente sinto ele passar sua língua no céu da minha boca e suas mãos, que estavam em minha cintura descer um pouco mais para baixo ,ficando bem perto da minha bunda, e a apertar. *Droga!* Penso ao sentir uma fisgada no meu baixo ventre. Logo separo o beijo olhando pra qualquer lugar com as minhas bochechas vermelhas.

_Nossa !_fala ofegante_ isso foi-

_Horrivel ! Foi o pior beijo da minha vida !_ digo e vejo ele fechar a cara.

_hum, não é isso que seu corpo está dizendo. É melhor voltar 'pra casa, seu pai deve tá te procurando. - fala e dá às costas voltando a nadar, como se nada tivesse acontecido.

Aquilo que aconteceu não significou nada 'pra ele ? Quem bom, porque 'pra mim não significou nada também.




Notas Finais


Voltei e dessa vez é pra ficar !
Eu estava doida pra postar essa bagaça, e aí está ela ! Tandam ! Espero que tenham gostado dessa degustação

Bem, como vcs poder ver, às coisas vão acontecer meio rápido nessa bagaça.

Inicialmente era pra isso ser uma one short, só que eu não tenho paciência pra escrever uma coisa e revisar tudo pra depois postar, então é melhor eu ir fazendo capítulos "pequenos" que dão menos trabalho. 

Aqui está o vídeo que está me inspirando a escrever essa bagaça 
Link do vídeo:
https://www.instagram.com/p/B4-wAkuHaxL/?igshid=dglz2kpqo8m7


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...