História Eu não sou loca o BTS que é... ou melhor Kim TaeHyung é! - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Lay, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, V, Xiumin
Tags Adolescente, Bts, Drama, Escolar, Exo, Faculdade, Grupos Coreanos, Hentai, Irmãos, Jongin, Kim Taehyung, Kpop, Loucura, Romance
Visualizações 301
Palavras 668
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - 4


Fanfic / Fanfiction Eu não sou loca o BTS que é... ou melhor Kim TaeHyung é! - Capítulo 4 - 4

S/n off / TaeHyunh on

Descemos para o primeiro andar e eu fui para a sala assistir tv, meu pai sentou-se ao meu lado e prestou atenção na tv.

-Foi impressão minha ou ela não gostou de nós? -perguntou baixinho para mim.

-Eu também achei. -respondi baixo ainda olhando para a tv.

[passou um tempo]

-Mas e aí o que achou dela? -perguntou baixo.

-Achei ela bonita. - respondi como se fosse óbvio.

-Mesmo que ela não seja sua irmã tente ficar longe filho. Não quero uma guerra dentro de casa porque você terminou com ela. -falou ele agora me olhando.

-Pai! Eu não vou fazer nada. -falei. -Que tipo de coisas você pensa do seu filho? -pergunto erguendo uma sobrancelha.

-Na verdade te acho um galinha filho. -responde baixo antes de começar a rir.

-Assim você magoa pai. -falei colocando a mão no peito (como se estivesse sentindo o coração).

A minha nova mãe estava na cozinha preparando o jantar.

-Vou falar tudo pra mamãe. -falo fazendo cena e indo correndo para a cozinha, meu pai veio correndo atrás de mim. Fui para detrás da minha nova mãe e a abracei. -Mamãe. -resmunguei ainda fazendo cena. -Ele me chamou de galinha, mamãe chinga ele. -continuei fazendo minha cena.

-Não faz assim Amor. -pediu ela. -Ele não é um galinha -falou me defendendo. -Ele só é um garoto aproveitando a adolescência. Não fique falando mal da galinha.

"Não. Pera."

-Fui traido! -falo antes de ver eles caindo na risada.

-Tae querido vai chamar S/n para jantar. -pediu ela.

-Agora você vem com querido. -resmungo crusando os braços. -Só vou porque sou mesmo. -Falo rindo e saindo da cozinha.

Fui até o quarto de S/n e bati na porta, mas não houve resposta então eu entrei e vi que ela estava dormindo na cama. Fui ate ela e sentei-me ao seu lado na cama quando a observei dormir persebi que ela estava chorando. Limpei as lagrimas que escorriam por suas bochechas e fiquei observando o quanto essa garota é bonita.

Demorou um pouco para eu cair na real, eu entendi o que meu pai quiz dizer, mas a vendo assim da voltade de protegela em meus braços, protegela do mundo la fora, de torna-la minha.

"O QUE EU ESTOU PENSANDO?!"

Levantei da cama dela e olhei para o criado mudo havia um porta retrato dela com a mãe e um cara que eu não conheço. Deve ser o pai dela...

-Tae...? -ouvi ela pronunciar. Tirei os olhos da foto e a olhei, ela agora com os olhos abertos me fitando. -O que faz aqui? -perguntou meio sonolenta.

-Sua mãe pediu para chama-la. -falei coçando a nuca nervoso.  -A janta esta pronta.

Ela assentiu com a cabeça, eu estava saindo do quarto quando a ouvi me chamar, me virei rapidamente para ela e vi um flache da câmera.

-você tirou uma foto?-perguntei incrédulo a vendo com o celular em mãos.

-vou mandar para minhas amigas. -ela riu.

-Apaga!-gritei indo em sua direção para pegar seu celular.

-não! -gritou de volta fazendo a volta em mim e saindo correndo do quarto.

Corri escada abaixo atrás dela.

-Eu vou te denunciar a Polícia! -grito para ela.

Ela senta em uma cadeira na cozinha como se nada tivesse acontecido.

-Mamãe manda a S/n apagar a foto que tirou de mim. -fiz cena novamente.

-S/n, apaga a foto que você tirou do Tae agora. É feio tirar foto de alguém sem a autorização dela. -falou a Sra. Lee.

Coquei a lingua para S/n e sentei em outra cadeira na mesa. S/n ergueu seu celular para que todos pudessem vê-la apagando a foto.

-Por que não apagou antes? -resmunguei.

-porque não daria para mandar para minhas amigas. -falou botando a lingua para mim vitoriosa.

-Você enviou? -perguntei assustado.

-É claro que sim. Olha já tem mais de 20 mil visualizações brasileiras. -ela riu olhando para o celular.

-Guarde o celular S/n. Vamos jantar agora. -A mesma guarda o celular no bolso e começamos a comer; 


Notas Finais


.....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...