História Eu não sou loca o BTS que é... ou melhor Kim TaeHyung é! - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Lay, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, V, Xiumin
Tags Adolescente, Bts, Drama, Escolar, Exo, Faculdade, Grupos Coreanos, Hentai, Irmãos, Jongin, Kim Taehyung, Kpop, Loucura, Romance
Visualizações 779
Palavras 579
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


BOA LEITURA espero que não me matem hihihi

Capítulo 6 - 6


Fanfic / Fanfiction Eu não sou loca o BTS que é... ou melhor Kim TaeHyung é! - Capítulo 6 - 6

S/n off / Kim TaeHyung on

S/n subiu para seu quarto e eu fui até o sofá procurar a maldita pulseira. Enquanto estava procurando encontrei o celular de S/n, aproveitei que não tinha senha e fui ver se ela tinha mesmo enviado minha foto para as amigas dela. Subi um pouco a conversa e encontrei com a foto:

[Mira: Que gatão miga! Quero mais fotos!

Val: E ai o que ele é seu? Por que ele estava saindo do seu quarto?

Mira: hmmm suspeito!!!! Ja até sei o porquê kkkk]

Ri comigo mesmo e pensei em uma coisa rápida.  Liguei a câmera dela e tirei algumas fotos e mandei para suas amigas com um "E é todo meu! Chupa Brasil", depois apaguei as fotos e a mensagem, bloqueei o celular e joguei de volta para o sofá.

Kim TaeHyung off / S/n on

Procurei em todos os cantos do quarto e encontrei no chão perto da cama. A peguei e desci novamente para a sala e vi Tae procurando por baixo do sofa.

-Você vai acabar se sujando sai daí. -pedi rindo. -É importante para você a pulseira? -perguntei escondendo a mesma.

-na verdade sim, minha mãe me deu. -falou se levantando.

-Então devia cuidar mais. -falo tocando a pulseira nele.

-Obrigado. -fala pegando a pulseira. -você poderia colocar em mim? -perguntou mostrando dificuldade.

Fui ate ele, peguei a pulseira de sua mão e a atei em seu pulso.

-pronto. -falo me afastando.

Tae coçou a nuca soltou um "obrigado" baixo.

Tae sai do comodo e foi para a cozinha avisar a minha mãe que já voltava. Quando ele saiu da casa fui ate o sofa peguei meu celular e fui ate a cozinha pegar um copo de água.

Ao chegar na cozinha vejo o casal se beijando e trocando carícias. Pigarriei e fui até a pia ignorando o casal que me olhavam assustados.

Peguei o copo com água e sai da cuzinha indo direto para meu quarto. Larguei o copo no criado mudo e fiquei olhando para o porta retrato até ouvir batidas na porta. A vontade foi mandar se foder, mas o respeito que meu pai deu foi maior.

-Entra. -pedi ainda olhando para o porta retrato.

-S/n, podemos conversar?

-Sobre sua nova vida? -resmunguei ao reconhecer a voz de minha mãe.

-Sobre isso também. -falou sentando-se ao meu lado na cama. -Por que não consegue aceitar o Sr Park? -perguntou.

-Eu não tenho que aceitar nada. -respondo. -ele é SEU noivo, "eee legal", quer que diga alguma coisa? -perguntei seria.

-Sou eu, não é? -perguntou cabisbaixa. -Você não consegue aceitar que eu mudei.

-E por que se importa? -pergunto indignada.

-Porque agora eu me importo! -se exaltou ela. -Eu realmente mudei S/n!

-Eu te dei uma segunda chance, e você falhou comigo. Quer que te de mais uma chance? -perguntei incredula.

-Eu quero que confie em mim! -pediu alto.

-Confiança se conquista. -falo indiferente.

-Vou conquista-la. -fala se levantando e indo em direção a porta.

-Meu pai sabe? -perguntei.

-Ele sabe. -falou antes de sair do quarto.

Comecei a chorar, eu não sabia o que fazer, nem meu pai confiava plenamente em mim. Peguei minhas malas e fui guardando minhas coisas pelo quarto. Ainda chorando coloquei minhas malas em baixo da cama, peguei meu not e coloquei em cima da mesinha num canto do quarto. Peguei meu pijama no armário e fui tomar um banho, após sair do banheiro ja calma fui ate a cama e me deitei. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...