1. Spirit Fanfics >
  2. Eu não te odeio >
  3. Ink Vazio.

História Eu não te odeio - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Demorou, mais tá aí

Capítulo 10 - Ink Vazio.


Fanfic / Fanfiction Eu não te odeio - Capítulo 10 - Ink Vazio.

[Ink]


Beep
Beep


Eu acordo, eu estava meio triste, afinal teria que abrir mão dos meus sentimentos. Eu estava na minha casa, tive que voltar pra cá ontem á noite porquê o Error tinha que descansar, eu fui embora enquanto ele dormia. Depois de conversarmos com Cross, Dream, Killer e Nigth (só faltou Horror e Dust ksksks)  nós 6 andamos muito, fomos para lugares diferentes. E eu aho que o Error estava cansado também por pensar que precisava me ver sem sentir nada. Estou com um pouco de medo, mas confio no Science.

Eu saí de casa, era uma manhã fria, quase como ontem, mas o sol de 7 horas da manhã estava começando a iluminar as ruas daquela cidade. Em pouco tempo chego ao laboratório de Sci.

-Bom Dia. - eu entro devagar.

-Bom Dia, Ink! Que bom que chegou cedo. 

Eu sorrio. Olho ao lado de Sci e tinha uma garota com o cabelo azul, marrom e branco, ela usava um cachecol com flocos de neve e um brinco com um cookie, ela era morena e tinha sardas no rosto.

- Ois! - ela sorri meiga - prometo que não vou fazer merda na tua alma!

- eu rio - graças á Deusa! ( quem pegou a referência? ) mas, qual teu nome?

- me chamo Snow, Cookie Snow! ( sim ela vai ser eu pq eu posso, e eu vou trabalhar com ciencias mesmo :^ ) 

- Okay, vou te chamar de Neve. 

- blz então (  = ° =)

Science pede pra mim tirar o meu colete e sentar numa mesa. Eu o faço, agora que já estaria sem sentimentos, tudo parece tão vazio e sem graça.
Snow me mostra uma alma branca e vazia, e coloca devagar onde deveria ser minha alma.

- Isso vai ser temporário, apenas para você não morrer. 

- Tá.

Depois disso ela coloca em recipientes diferentes cada um de meus sentimentos. E ela diz que era só isso e que eu já poderia  ir.

Eu saio de lá e vou pra uma loja de roupas, apenas estava com vontade de trocar esse estilo que eu usava. Eu visto roupas marrons e uma calsa mais marrom que a blusa, um mini-colete no meu peitoral e continuo usando meu cachecol.

 Depois eu pago e coloco numa sacola. Não tenho muito a falar né? Eu só vou pra casa do Error, ele deve estar preocupado, não me importo muito mas blz. Chego lá e Error estava no sofá. Eu coloco a sacola na mesa e ele vem até mim.

- Ink!

Ele me abraça, eu só não queria devolver. Por que eu teria que abraça-lo de volta? A gente nem namora.

- tá tudo bem...? 

- eu tô sem sentimentos, por que estaria bem?

Eu me solto dele e vou pra cozinha comer o resto do bolo. Ele senta na mesa pensativo e meio triste.

- Quer? - eu digo colocando o bolo na mesa.

- claro...

-  o que foi? -  Não me importava muito de verdade, eu acho que ele gosta de mim? Sei lá, as vezes ele me beija mas... nunca realmente falou que me ama, ou se quer segurou minha mão. 

-  Nada, é só que... você tá estranho.

- estou s- sou interrompido.

- Sem sentimentos, já entendi essa parte. - Ele diz cortando o bolo

Eu apenas dou um mini grunidinho, ele tava realmente triste por eu não sentir aquilo por ele? Eu acho que ele deveria ser um vilão melhor.

- Você deveria ser um vilão melhor. - eu digo pegando um prato.

- Que?

- Você é um vilão, certo? Deveria ser mal, nem deveria ligar pra mim, por que é assim?

- Você não entende... pelo menos, dessa forma não. 

- Então quando eu voltar a minha forma normal você me fala. - eu coloco o  bolo no prato.

Ele me olha enquanto eu comia. Para de me encarar. 

- Para de me encarar. - Eu digo sério, não me importo em dizer o que penso. 

Ele desvia o olhar e continua comendo.

Eu termino de comer e coloco o prato na pia, depois subo as escadas pro quarto dele. Estava arrumado, brilhando de limpo. Nunca vi o quarto dele assim.

Ele abre a porta.

- Nunca vi teu quarto assim, arrumado.

Ele riu um pouco. 

- Você diz como se fosse a coisa mais rara da Terra.

Eu olhei pra ele sério. 

Ele fechou o sorriso que ele estava dando.

- Você fica bonito sorrindo.

- A-ah! Você... acha...?

- sim. 

Eu deito na cama dele. Eu queria ficar olhando o teto, só isso, mas ele deita comigo e me abraça. Ele parecia estar com medo de me abraçar.

- Por que você tá recuando?

- ... 

- Responde!

- Nada, é só que... não importa...

- Okay. Eu acho. 

- o que tinha naquela sacola que vc trouxe quando chegou?

- Roupas novas.

- Posso ver?

- Não.  - eu não queria mostrar.

- ... Tá. - Error fala desviando o olhar do meu rosto, o qual ele encarava. - Ink.

- Hum? - eu olho pra ele. 

- Você vai ficar aí deitado pelo resto da tarde?

- Acho que sim. Não quero desenhar, não quero jogar, não quero escrever, não quero ver série, eu só não quero fazer nada hoje. Então, se puder me deixar na minha iria agradecer. 

- Tá. - ele levanta e senta no PC. Ele ainda parecia mal, eu não ligo.

 

 

To be continued...

 

 


Notas Finais


Ink Cuzão mano kk

~Beijos de luz
-Snow ( ☆ w ☆)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...