1. Spirit Fanfics >
  2. Eu nunca... >
  3. Eu nunca disse que seria o fim

História Eu nunca... - Capítulo 15


Escrita por:


Notas do Autor


DEMOREI, mas vim com o último capítulo, com dor no coração.
Demorei pq me despedir foi muuuuito difícil.

Escrevi de coração, partido pelo fim, mas feliz de chegar até aqui com vcs me acompanhando, obrigadaaaa ❤️

POR FAVOR, LEIAM AS NOTAS FINAIS, após o capítulo, claro hahaha 😘

Capítulo 15 - Eu nunca disse que seria o fim


Fanfic / Fanfiction Eu nunca... - Capítulo 15 - Eu nunca disse que seria o fim

Jogados de forma desajeitada no quarto grande do motel, quatro pares de olhos se encaravam sem fôlego. A manhã começava a mostrar sua presença pela janela arredondada do espaço peculiar, brilhando sobre as águas da piscina usada boa parte da madrugada pelos dois casais.


— Não acredito que temos todo esse fogo, isso é surreal. — Naruto dizia sorridente, contente pela maravilhosa noite de prazer com Hinata e o casal de amigos.


— Eu não acredito que já amanheceu! Passou tão rápido. — A Hyuuga estava inconformada, se dependesse dela, passaria uma semana toda ali; ou mais.


— Nem me fala sobre o tempo passar rápido, não consigo acreditar que o dia de hoje chegou! — Sakura levantou nua, do tapete felpudo do chão, sob os olhares dos demais quando se inclinou em direção ao espelho, encarando seu próprio rosto, como se procurasse alguma imperfeição.


— Você está maravilhosa meu amor, pare de procurar qualquer defeito, pois não vai achar nenhum. — Sasuke levantou, a abraçando por trás.


— Não começa Uchiha, Ino está nos esperando, se ficar me agarrando assim, vamos acabar nos atrasando.


Sasuke a beijou na nuca e se dirigiu ao chuveiro, puxando ela pela mão e vendo Naruto fazer o mesmo com Hinata. Ambas as garotas se esbarram ao entrar no box, aproveitando para se beijarem. O quarto podia ser grande, mas o espaço do chuveiro, nem tanto. Ainda sim, não houve reclamação, se tem uma coisa que aprenderam com o passar do tempo, foi a ficarem juntos — até demais — na verdade.


Ambas as garotas se beijavam ardentemente, sentindo os beijos dos rapazes em suas nucas. Sakura se distanciou de Hinata apenas para virar um pouco a cabeça e alcançar os lábios daquele que amava. Enquanto ela dava atenção a Sasuke, o casal se deliciava em seus seios; Sakura se sentia no paraíso.


Eles eram uma mistura de corpos enlaçados no pequeno espaço como um, a sincronia fora do comum, que não mudava, não importava o tempo que passava. E assim, antes de partirem para encontrarem Ino, se curtiram mais uma vez e deram tudo de si uns aos outros.


**


Quem achava que garotas demoravam para se arrumar, desconheciam Neji, o rapaz era extremamente vaidoso e passava o dedo pelos longos fios castanhos em busca de arrumá-los ainda mais. Tenten revirava os olhos, já trajada em seu look despojado, muito bem arrumada para a festa que iriam, mexendo no celular, vendo Ino reclamar da demora, embora soubesse que a amiga também não estava pronta.


Para mostrar o motivo do atraso, tirou uma foto de Neji distraído, o vendo olhá-la com as orbes claras cerradas. Ela observava maravilhada a beleza de Neji e a presença que ele trazia consigo.


— Está mandando fotos minhas para Ino, para me culpar do atraso né Pucca?


Ela sorriu, balançando a cabeça, ele conhecia sua garota muito bem. Assim como a amiga Yamanaka, para saber que ela estava apressando a todos.


Pegou o pacote embrulhado em papel de presente, indo em direção a namorada, que suspirou um — finalmente — e levantou da cadeira, andando para a saída do quarto. O Hyuuga a encarou detalhista, observando o corpo trabalhado na calça jeans escura cintura alta, o body também escuro, era discreto na frente, mas deixava as costas dela nua.


— Você é linda sabia? — A Mitsashi virou repentinamente, surpresa pela fala repentina, sorrindo tímida — Eu sou muito sortudo por ter você ao meu lado, puta que pariu.


Ela gargalhou. — Eu também te amo Neji, agora vamos ou a loira vai matar todos nós.


**


A buzina soou alta do lado de fora da casa dos Nara. Temari olhava emburrada para a face preguiçosa do amado, pensando em como o rapaz mais inteligente que ela conheceu em toda sua vida conseguia ser tão lerdo as vezes. Shikamaru espirrava o perfume amadeirado masculino, fazendo a mulher relaxar ao sentir o cheiro, afinal, aquele era o perfume que sempre grudava em suas roupas após o dia ao lado dele, fazendo-a sorrir ao saber que; mesmo apesar de tudo, tinha uma vida boa e grande parte da felicidade veio por ter ele ao seu lado.


Rumaram em direção a porta e gritaram para o terceiro do local se apressar para acompanhá-los, não queriam deixar Tenten e Neji aguardando por muito tempo. Assim que o outro desceu, com o pacote vermelho em mãos, sorriram juntos.


Temari sabia que valeu a pena cada caminho traçado, sem isso, jamais chegariam ali e nada poderia ser mais perfeito que aquilo.


**


Karin estalou os medos, cansada após montar o arco de bexigas, contudo, se alegrando ao ver o resultado. Sorriu ao sentir que um braço enlaçou seu pescoço, lhe dando um abraço lateral. O tecido do terno em sua bochecha lhe provocava cócegas e gargalhou ao ver a gravata roxa brilhante que tentava trazer a ele um ar sério, mas falhava com veemência.


— Essa gravata é ridícula!


— Já vai começar revoltadinha? — ela revirou os olhos, como sempre fazia quando ele brincava assim. — Espero que tenha comprado o melhor dos presentes, até porque, no ano passado você perdeu, ela amou mais o meu sem dúvidas.


— Esse jogo não fica cansativo ‘pra você?


— Não enquanto eu estiver ganhando! — piscou.


Karin gargalhou pela bobagem do Uchiha mais velho, Itachi e ela criaram uma amizade sem igual. Exatamente por isso, o moreno sabia que o clima pesou no momento que Suigetsu adentrou o local.


— Karin, você devia falar com ele, ou no mínimo, deixar ele falar com você…


— Não ouse vir com pena para cima de mim, eu estou ótima assim, você sabe que entre Suigetsu e eu, não vai rolar mais nada, nunca.


Ele sorriu travesso — Não perca tempo transmitindo esse rancor revoltadinha, bora fazer um ciúmes? — piscou.


— Já saímos do ensino médio faz tempo! Agora cala a boca e me ajuda a montar a mesa de petiscos antes que a Ino surte e venha com mais ordens.


Seguiram arrumando as coisas, juntos, como sempre desde que a amizade começou na mesa de bar, aliás, foi Karin que o ajudou a ver que na verdade, o que sentiu por Sakura nunca foi muito profundo e que a rosada, estava desde sempre, predestinada ao irmão.


**



Ino sorria, contente pelo resultado e quando Sakura chegou, observando todo o ambiente da casa de Ino, que decorado em tons de vermelho  parecia uma balada, na realidade, era exatamente isso; uma mini balada, só para os íntimos, mas era.


— Ino, até mesmo eu tenho que te parabenizar. — Sasuke disse e a loira riu, agradecendo. — Ela vai amar, tenho certeza.


— Sem dúvidas! — Sakura concordou, abraçando a amiga — Naruto e Hina foram pegar algumas bebidas para nós, logo estarão aqui.


— A noite foi boa?


O casal ri, mas não tem tempo de responder a provocação de Ino, já que o par da loira se aproximou para abraçá-la e beijá-la.


— Olá para você também Sai. — Sakura brinca.


— Desculpem, eu perco o foco perto dessa mulher — o ex-professor responde, deixando Ino sem graça.


Sai era gentil e extremamente romântico, ele e Ino faziam um par perfeito.


A alegria de Ino se revelou maior que nunca, quando um dia após brincarem do polêmico jogo — eu nunca — em uma das festas do Uzumaki, ela revelou aos amigos mais próximos que recebeu uma mensagem de Sai, dizendo a ela o quanto a aproximação deles tinha sido significativa, e ele não conseguia esquecer.


Depois disso, Sai pediu demissão como docente da UK e focou em fazer suas pinturas, virou um artista renomado ao lado da atual organizadora de eventos, Ino, a garota por quem se apaixonou de forma proibida, no fim, era a garota certa. 


**

— SURPRESA!!!


Todos gritaram em uníssono ao ver a garota de longos cabelos negros, como o do pai, adentrar a casa. Sarada Uchiha; filha de Sasuke e Sakura, se emocionou ao ver todos reunidos.


A garota havia começado a sua formação universitária na UK, mesma universidade de seus pais. Ela escolheu morar nos dormitórios de lá, para dar mais privacidade aos seus pais e também por buscar a sua própria. Contudo, isso trazia uma grande saudade por não vê-los sempre, assim como o restante de sua família.


Sim, família, pois seus pais eram próximo de todos ali desde sempre e não houve uma época em que se afastaram. A pequena — quer dizer, não tão pequena assim —, porém, mais nova Uchiha, acostumou a chamar todos de tios e tias.


Ela sabia que seu tio Naruto e tia Hinata tinham uma aproximação muito íntima com seus pais, mas estava tão habituada, que nunca estranhou.


Sua tia Ino e tio Sai, eram extremamente babões um pelo outro, adorava eles e era bom tê-los ali, junto ao filho deles; Inojin, que era um de seus amigos próximos.


Em contrapartida ao romantismo, o casal Nara era problemático em público, só que não havia casal tão único quanto Temari e Shikamaru.


Já seu tio Neji e tia Tenten, eram os aventureiros, Sarada sonhava em ter uma relação semelhante com alguém. Os dois viviam a viajar e curtir a vida juntos, nunca tiveram filhos, nunca quiseram, em compensação, mimavam não apenas ela, mas todos os mais novos como ninguém. Sempre que eles voltavam de viagem, ela ganhava algum artefato diferenciado para sua coleção, eles eram incríveis.


O padrinho Itachi era o mais velho e também o mais doido da família. Vivia contando as coisas que os pais faziam na adolescência, e quando esse se juntava a sua fiel amiga, Karin, tudo piorava ainda mais. Esses dois amavam uma discórdia.


Se pesquisar na internet "fogo no parquinho", sem dúvidas ia ter uma foto de Karin e Itachi no resultado. A amizade deles cresceu com o tempo e embora achassem que poderiam ter inclinações românticas, nunca aconteceu.


Algumas pessoas escolhem ficar sozinhas, e não há problema nenhum nisso. Esse era o caso de Itachi, ele gostava de ser solteirão e curtir a vida — se é que entendem — como bem queria.


Entretanto, esse não era o caso de Karin, ela queria ter alguém, todos sabiam quem desde sempre. Porém, Suigetsu tinha viajado logo após se formar e voltou apenas há alguns meses. 


Sarada não conhecia muito o velho amigo de seu pai, só que seu padrinho Itachi lhe contou histórias sobre o antigo amor da madrinha de cabelos ruivos — sim, madrinha, pois foi Karin, como médica, que fez o parto de Sarada, aliás foi de grande risco, e conseguiu salvar não apenas a menina como a mãe. Logo de imediato, o casal Uchiha pediu para que ela virasse madrinha junto a Itachi e os dois aceitaram de cara, desde então, disputando o afeto da afilhada —.


Faltava apenas um de seus tios ali, o restante, estavam todos presentes, além de seus amigos mais próximos, que eram basicamente uma segunda geração de amigos reunidos. Também haviam alguns amigos da universidade.


Shikadai lhe entregou o pacote vermelho, Sarada apenas sorriu agradecida. Ambos eram melhores amigos, mas sem dúvidas, aquele que ela era mais apegada era Boruto, filho do casal Uzumaki.


Naruto e Itachi amavam zoar Sasuke, dizendo que a "intimidade" entre Uchihas e Uzumakis resolveu passar para a próxima geração, eles apostavam muito que os dois ficariam juntos.


A campainha soou e Ino foi abrir contente, dando de cara com aquele que esperava; seu antigo amante, mas desde sempre amigo, Gaara, atravessava a porta, abraçando-a em seguida.


— Eu estava morta de saudades, não acredito que estou a tanto tempo sem te ver.


Gaara, assim como Suigetsu, viajou após se formar, só que não para trabalhar, foi em busca de cursos para aperfeiçoamento profissional. Quando reencontrou alguém especial por lá, acabou ficando mais tempo que o esperado, aquele dia era o primeiro em que se reunia com os amigos em um bom tempo.


— É muito bom te ver Ino! — sorriu discreto, da mesma forma que fazia quando mais novo — quero que conheça alguém muito importante para mim, este é Lee, meu marido —, a loira fitou o rapaz sorridente — ele estudou com a gente na UK, mas foi a tanto tempo! E estes são Shinki e metal; nossos filhos, estava ansioso por trazê-los para vocês conhecê-los.


— É um prazer conhecer vocês, venham, vou apresentá-los ao resto do pessoal.


Estavam finalmente todos reunidos, em um momento de extrema importância, como uma família.


**


— Isso me lembra muito as festas que eu dava. — Itachi comentou atraindo o olhar de todos espalhados nos bancos e puffs da sala iluminada em luzes vermelhas e pela luz da janela.


— Começou os papos dos velhotes — Boruto brincou e o tio Neji lhe mostrou o dedo, este acabou por receber um tapa da prima.


— Nós sabíamos como realmente curtir, na verdade, alguns curtem da mesma forma até hoje. — Se tem uma coisa que Neji não aprendeu no passar dos anos, foi a fechar ficar quieto na hora certa.


Sakura engasgou num riso e Hinata parecia um pimentão. Sasuke apenas olhou feio, já Naruto, bom, ele não ligou, nunca teve vergonha na cara.


— Gaara me contou muito das histórias de vocês na época de faculdade, é uma pena eu ter chegado tão tarde, iria adorar jogar com vocês.


— E porque não podemos jogar agora? — Sakura sugeriu — Obviamente não aqui e muito menos agora, mas deveríamos marcar um dia.


— Jogar o que? — perguntou a aniversariante.


— Vai me dizer que seus pais nunca te contaram dos nossos jogos universitários Sarada? — Naruto se meteu na conversa, vendo o olhar curioso não apenas da afilhada, mas de seu próprio filho também.


Boruto cravou os olhos no pai, curioso. — Jogos universitários? Vocês precisam contar isso pra gente, afinal, nós somos universitários e temos idade pra jogar, vocês estão velhos pra isso.


— Shikadai está proibido de jogar qualquer jogo ensinado por Sakura — todos gargalharam alto com a fala repentina de Temari.


 — Nem quero jogar, aposto que independente do jogo, vai ser problemático e acabar em treta.


E se a risada já estava alta, depois dessa ninguém se aguentou.


— Você é definitivamente filho do seu pai.


— Nossa, que constatação nova, tio Naruto. — Shikadai revirou os olhos e os risos não cessavam.


— Eu queria saber sobre o jogo mãe! — Sarada de dirigiu a mulher de cabelos rosas — Quero jogar na faculdade com o pessoal, talvez pudéssemos jogar agora.


— Não mesmo Sarada! — Sasuke firmou, sacudindo a cabeça, só de imaginar sua inocente filha brincando daquele jogo.


— Aquele do eu nunca foi o melhor, nossa épico. — Naruto deixou escapar sorrindo, vendo a cara de desaprovação de alguns e riso de outros.


— Eu nunca? Como jogamos?


Antes que Naruto explicasse, Sasuke o cortou, com um olhar maligno seguido pelo frase: — Se você contar pra ela, saiba que a Himawari vai ser a próxima a saber.


O Uzumaki travou — vamos deixar pra lá.


Sarada tentou de tudo para arrancar a resposta dos mais velhos e nada adiantava.


A festa correu bem, todos animados, felizes e quando a noite se aproximou, os mais velhos foram se deitar, deixando os mais novos sozinhos, aproveitando a famosa juventude.


Na roda, Boruto puxou assunto, atraindo o olhar de todos.


— Acho que às vezes nossos velhos esquecem o poder da internet —, ele virou a tela do celular, mexendo de leve para mostrar o conteúdo — e aí? Quem quer jogar eu nunca?


Alguns bateram palmas, outros sorriram, Sarada estava empolgada.


É gente, eu nunca disse que seria o fim...


Notas Finais


Primeiro, vocês gostaram?
Escrever esse capítulo foi muito difícil, os últimos na verdade, sair da comédia e adentrar o sentimentalismo deles, foi, como diria Shika, problemático. Contudo, a minha vontade sempre foi mostrar que a vida pode realmente ser assim, podemos aprontar, viver mil histórias doidas e malucas com nossos amigos, e mesmo com os erros, ter bons "finais". Eles era jovens, aproveitaram a vida intensamente e se amaram, viraram uma família. Espero poder ter passado tudo isso pra vocês.

NOTICIA BOA: VÃO ROLAR EXTRAS!
a história mesmo acaba aqui, mas sim, vão ter extras, de vários pontos de vistas.

Extras que são garantidos: Sakura, Sasuke, Naruto, Karin e Sarada.

Provável que tenha extra do Spin off ItaSaku haha

Pretendo postar pelo menos um extra por mês.

É isso, obrigadaaaa a todos e espero que tenham gostado ❤️
Xoxo, até os extras ou espero/sonho vê-los em minhas outras fic's.
Foi incrível chegar até aqui com vocês 💖😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...