1. Spirit Fanfics >
  2. Eu Nunca Deixei De Te Amar >
  3. A profunda tristeza

História Eu Nunca Deixei De Te Amar - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - A profunda tristeza


De manhã

Eu me acordo e ele ainda dorme no meu colo, eu me levanto com cuidado para não acorda-lo e vou pegar uma lençol para enrolar ele, ao enrola ele, eu vou até a cozinha, sem vontade de comer eu me sendo na cadeira e e fico pensando no que poderia ter acontecido para Marcos ter feito aquilo, mas não quero tocar nesse assunto passado fica no passado.

Marcos - Mi! Mi!

Me levanto da cadeira e vou correndo pra sala eu vejo chorando de novo e pergunto o que foi.

- O que foi?

Marcos - Não consigo me controlar nem um pouco, estou muito nervoso, muito triste, nem sei se vou ao enterro do meu pai.

- O que?! Você vai sim, eu estarei ao seu lado, irei mandar mensagem pra mãe dizendo que vou ao interro.

Marcos - Eu não sei o que eu faria da minha vida sem você. Diz ele me abraçando.

- Fique Calmo.

Depois de passar algum tempo eu pego celular e mando mensagem pra mãe.

- Oi mãe, eu não irei pra escola, irei para o interro do pai de Marcos, ele está sofrendo muito pelo o que aconteceu, depois eu irei ficar um pouco para acalmar Marcos e Sua Mãe. Pode ser?

Espero ele me responder, escuto um toque de mensagem, olho no celular é ela respondendo.

Mãe - Oi filha, tá certo, tome cuidado, eu avisei o seu pai, ele disse que você poderia ficar mais um pouco, mas olhe tome cuidado.

- Tá certo mãe, eu não preciso de cuidado quem precisa de cuidado é quem perdeu o pai e o marido.

Mãe - Tá bom então, Tchau.

- Tchau.

Desligo o celular e vou falar com Marcos.

- Você precisa de alguma coisa?

Ele continua calado e se aproxima de mim e me abraça novamente mas é um abraço que encontrou a paz dele. A paz dele só eu? Parece que ele ler meus pensamentos.

Marcos - Você é minha paz, minha verdadeira paz.

Mais tarde no interro.

Eu entro no quarto da mãe dele, enquanto ele se arruma.

- Oi? Posso entrar?

Mãe (Mariana) - Pode Sim.

Ao entrar no quarto ela já estar vestida sentada na cama chorando muito. Eu não sei como ajudar, mas ela precisa escutar uma palavra de conforto pra se acalmar, então sendo na cama ao seu lado, respiro fundo e falo.

- Mari, ele se foi da terra mais ainda está morando dentro de você e sempre estará, eu tenho certeza que ele está em paz, em um canto melhor, do que esse mundo.

Ela não fala nada e me abraça por um tempo depois me solta.

Mariana- Obrigada Michelle.

- Nada. Com um pequeno sorriso.

Me levanto e falo. -Bora precisamos ir né?

Mari - Sim sim, bora.

- Marcos? Bora?

Marcos - Bora. Então ele sai do quarto seu olhos estavam inchados.

Então fico no meio e seguro não mão dos dois, chegamos no interro sem dar uma palavra, do começo ao fim, os dois não falaram nada, Marcos abraçado comigo, e eu em silêncio.

Depois do enterro voltamos pra casa, pergunto se eles querem comer alguma coisa, eles balanço a cabeça falando não. Depois de um tempo eles se deitam e dorme, tiro a roupa preta que era da mãe de Marcos, e coloca a minha e vou pra casa.




Notas Finais


Até Estrela
O Cap. Ficou um pouco sério, mas é um momento meio triste, mas irá melhorar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...