1. Spirit Fanfics >
  2. Eu, o caseiro da fazenda e as crianças (JIKOOK) >
  3. Vamos sair de Férias!

História Eu, o caseiro da fazenda e as crianças (JIKOOK) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


GENTE, MUITO OBRIGADA PELOS 43 FAVORITOS E POR TODOS OS COMENTÁRIOS!! SÉRIO, VOCÊS NÃO TEM NOÇÃO DO QUANTO EU SIMPLESMENTE AMEI LER ELES E INTERAGIR COM VOCÊS💛💛💛😳✊💌 me deixou muito contente e animada para voltar o mais rápido possível. Espero ler mais daqui pra frente, pois significa muito pra mim. Espero que vocês gostem desse capítulo💛🌽 vejo vocês nas notas finais :)

Capítulo 3 - Vamos sair de Férias!


Fanfic / Fanfiction Eu, o caseiro da fazenda e as crianças (JIKOOK) - Capítulo 3 - Vamos sair de Férias!

Acordei com a campanhia tocando, e devo ter dormido de mal jeito porque as dores que senti pelo corpo só de me mover foram tremendas. Também, quem manda dormir no sofá depois de ter assistido uns 3 filmes ontem.

Quando me levantei, pude ver Yuna e Jeong-Ho ainda de pijamas subindo as escadas com algo em mãos e soltando risadinhas, mas eu pouco me importei e segui para abrir a porta  — após quase ter dado de cara no chão por ter tropeçado sem querer no balde de pipoca que deixei lá por pura preguiça.

 — Ah, bom dia. Você deve ser o Jeon Jungkook, certo? — uma mulher me perguntou, só que ela não me encarava, e sim remexia em sua bolsa.

— Certo. — respondi bocejando, devia ser, sei lá, umas oito e meia da manhã e eu ainda tinha sono. Quem manda também ter ido dormir tarde.

— Bem, é que eu soube que você faz um ótimo trabalho como garçom em festas e tudo mais e...- ela finalmente ia me encarar com um sorriso gentil nos lábios, só que logo sumiu antes mesmo de aparecer direito quando ela olhou diretamente para mim. —   Oh, minha nossa! — seus olhos cresceram e sua boca ficou entreaberta, meio que... assustada?

— O que foi? - perguntei arqueando uma sobrancelha, confuso.

— O s-seu rosto — ela mantinha a mesma expressão.

— O que tem o meu rosto? - ri breve de sua cara de espanto, eu estava com uma aparência tão ruim assim naquela manhã?

— Bem, é que... — ela hesitou. — Ah, deixe. E-eu acho melhor eu voltar outra hora. — e então ela foi às pressas para seu carro estacionado ali em frente da minha casa.

— Espera, mas...

E lá se foi uma oportunidade de ganhar dinheiro. Sim, eu trabalho como garçom em festas de diversos tipos para ganhar uma grana que até que dá 'pra sobreviver juntando com o dinheiro de outros bicos que eu faço. Foi o único tipo de "trabalho" que eu poderia arranjar tendo 3 filhos e ter que ser pai e mãe ao mesmo tempo, cuidar da casa e tudo mais. Então, é, um emprego fixo e diário não tinha como rolar.

 E nem louco que eu deixaria os meus filhos por mais de 15 horas com meu irmão Taehyung. Entendam, não é que ele não fosse de confiança nem nada do tipo. É só que apesar de ser mais velho do que eu, tinha menos maturidade e ordem, por isso só confiava algumas horinhas ele com as crianças. Mas ele é um bom tio, bom até demais.

— Merda. — passei as mãos no rosto, frustrado. Então foi aí que eu olhei para elas que estavam sujas de... maquiagem e canetinha?

Corri para o banheiro e quando me olhei no espelho, não pude acreditar. Então era disso que aquela mulher estava falando e por isso seu tamanho espanto que não era 'pra menos, afinal, eu estava parecendo um palhaço de circo. E não foi preciso nem pensar muito em como aquilo foi acontecer, era só voltar alguns minutos atrás na hora em que acordei e os gêmeos subiam rindo as escadas com algo em mãos que eram, provavelmente, "a arma do crime". Ah, mas aqueles pestinhas vão ver só!

— Jeon Yuna!! Jeon Jeong-Ho!! — dei um grito raivoso tão alto que era provável da vizinha chata vim bater aqui. Mas que fosse. Se ela viesse, não ia medir esforços para poupar o fio de paciência que ainda me sobrava e soltar os cachorros nela, literalmente.

~~~

— Papai, o Jeong tirou a cabeça da minha boneca! 

— E ela as rodinhas do meu carrinho!

Os gêmeos gritaram lá de cima, enquanto eu apenas respirei fundo e continuei fazendo o almoço, desistindo daqueles dois. Sim, eu deixei eles de castigo sem saírem do quarto pelo que fizeram mais cedo, mas como eu já falei, Panqueca é o único que parece me obedecer e me dar ouvidos de verdade nessa casa.

E falando nele, o mesmo estava pulando nas minhas pernas para que eu desse um pedaço de frango para ele.

— Rola — mandei, testando os truques que tentei ensinar para ele alguns meses atrás, então assim ele fez. — Lati — ele latiu. — Senta — ele sentou.  — Bom garoto. — sorri, e então dei o pedaço de frango para ele.

Estava terminando de refogar o arroz quando meu celular começou a tocar. Peguei o aparelho e o pus apoiado no meu ombro após antender, ainda mantendo minhas mãos ocupadas. Adivinhem quem era?

— Fala Taehyung.. aharram, 'tô ouvindo.. aharram.. Você quer se redimir? 'Tá, mas se redimir pelo o quê?.. Pela noite passada? Mas eu já não falei que não precisa se sentir culpado nem nada?.. Ah, Taehyung, eu 'tô legal. Para com isso..

Nessa hora, Jina entrou na cozinha e pegou uma faca na gaveta do armário. Fiquei observando a mesma para ver o que ela ia fazer com aquilo —me preocupo com a influência dos filmes de terror que ela assiste — até que ela foi cortar um pedaço de bolo na mesa.

— Ah, só um minuto, Taehyung — me virei para mesma. — Jina, não come bolo agora. A gente já, já vai almoçar, filha — disse, e o que aconteceu? Ela terminou de cortar o pedaço, deu de ombros e saiu mexendo no seu celular. Bufei e voltei a fazer o que estava fazendo antes.

— O quê? Ah, tá. Pode continuar, Taehyung, vai.. Viajar? Viajar 'pra onde?.. fazenda? Você quer que eu e as crianças vá passar uns dias na fazenda de quem mesmo?.. dos nossos tios? Espera, nós temos tios que tem fazenda?.. Ah, então no caso você fez isso 'pra tirar o peso da consciência sobre o que rolou ontem.. Ai Taehyung, sinceramente.. Não, eu sei que eu deveria aceitar pelo menos essa sugestão vindo da sua parte depois de recusar todas as outras.. Sim, as crianças ainda estão todas de férias sim.. É, talvez não seja uma idéia ruim. Mas você tem certeza que já falou com eles, 'né?.. Hum, tá bom então. Vou pensar e qualquer coisa te aviso. 'Tá, tchau.

E então desliguei e pus o meu celular no balcão. Tudo bem, talvez essa idéia tenha sido a melhor de todas que o Taehyung já veio 'pra cima de mim. Quer dizer, tirar umas férias seria bom, não é mesmo? Eu ando bem estressado e exausto ultimamente, então acho que um tempinho nessa tal fazenda dos nossos tios cairia bem. Fora que isso inclui o pacote completo: eu e as crianças, num ambiente de calmaria e cheio de coisas que podem entreter elas. Todo mundo sai ganhando.

 É, acho que não vai ter como resistir.

~~~

Já no jantar, eu estava pronto para dar a grande notícia da viagem para meus filhos. Eu havia pensado o dia todo nisso, e então cheguei à conclusão de que isso podia ser o que estávamos precisando; nada de celular, Internet, vizinha chata, menos ar poluído, menos tempo para desavenças e mais para união e fraternidade. Eu estava decidido.

Olhei para cada um dos 3 ali sentados e me preparei antes de começar a falar. Yuna catava as verduras do seu prato — e eu já não sabia mais o que fazer para ela comer aquilo —, Jeong-Ho brincava com a comida — mesmo eu tendo reclamado ele 5 minutos atrás para não fazer isso — e Jina era uma mão na colher e outra no celular — como sempre. Estufei o peito, limpei a garganta e então comecei:

— Atenção! O pai de vocês aqui quer dar um comunicado. — eles então pararam de fazer o que estavam fazendo e me olharam.

— Vai comprar um novo game 'pra mim! — Jeong-Ho falou, animado.

— Vai me deixar criar um pônei! — Yuna deu um pulinho.

— Vai me dar dinheiro 'pra comprar uma coleção de filme de terror! — até mesmo Jina se pronunciou.

— Nada disso. — disse simplista, e então os 3 fizeram caras tristes e de desânimo. 

— Então o que é? — Jina indagou com cara de tédio, logo voltando sua atenção para o seu celular, já sem interesse algum no que eu ia dizer, não muito diferente dos gêmeos.

— Vamos sair de férias!


Notas Finais


e foi isso meus amores :) é aqui onde tudo começa de verdade. Então se preparem, pois a partir dos próximos capítulos teremos Jeon Jungkook e suas 3 crias na fazenda com Park provocador Jimin e os tios.

Estou bastante ansiosa para escrever tudo isso e espero que vocês também fiquem para ler. É tanto amor que "Eu, o caseiro da fazenda e as crianças" vem recebendo, que fico até com medo de decepcionar vocês, puts... E mais uma vez, muito obrigada, vocês são demais, aaaaaaaa💛💛💛🌽


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...