1. Spirit Fanfics >
  2. Eu o conheci no banheiro >
  3. Capitulo 2

História Eu o conheci no banheiro - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Capitulo 2


Sentei ao seu lado em movimentos desengonçados tentado ao máximo não cair em cima dele. 


- Quer um pouco? - ofereci o pouco que ainda restava dentro daquela garrafa ímpia, mal nos conhecemos e ele já havia conhecido esse meu lado. Melhor tarde do que nunca certo? Fiquei olhando para ele esperando que pudesse olhar nos seus olhos novamente, porém ele apenas continuou observando o horizonte


- Não, meus pais iriam me matar se soubessem que eu dei um gole de álcool sequer, vou ficar apenas no cigarro, obrigada - ele virou-se olhando diretamente para mim - Quer um cigarro? - disse ele abrindo o maço de cigarros que estava alojada em suas mãos e batendo de leve para que saísse o conteúdo que estava lá dentro


- Por que não? - não tenho o costume de fumar, porém acho que seria rude não fazer companhia para ele. Peguei o tabaco que estava estirado para fora da caixa e levei-o em direção a minha boca esperando que ele o acendesse com algum isqueiro ou fósforo, porém ele se aproximou chegando cada vez mais perto e encostou a ponta de seu cigarro no meu, dessa forma acendendo rapidamente, podendo dar a primeira tragada. Se não tivesse bebido tanto, talvez tivesse dado um pulo para trás, porém apenas senti meu corpo queimar um pouco, mas não retruquei. Soltei o vapor em seu rosto acidentalmente, o olhando com os olhos acirrados devido a fumaça, porém ele não replicou, apenas me olhou e deu um sorriso soltando uma risada leve e virando seu rosto lentamente para o ponto de origem, e eu decidi fazer o mesmo.


- Você ainda não respondeu a minha pergunta - olhei para ele confuso - O que você veio fazer aqui? - disse ele gargalhando


- Ah... - será que eu digo a verdade? Que diferença faz agora? - Eu sempre venho aqui quando começo a achar a festa entediante, normalmente está sempre vazio, porém hoje-


- Eu estava aqui, eu sei. Não sabia que aqui era tipo o seu esconderijo secreto ou coisa do tipo


- Quando você fala assim faz com que eu me sinta um idiota - gargalhamos - Mas praticamente é verdade - me deitei na grama molhada, a sensação da grama em minha pele fazia com que eu me reconectasse de novo com a realidade, a sensação de estar vivo novamente. Olhei as estrelas que hoje estavam mais bonitas daquelas que eu sempre olho pela janela do meu apartamento e fiquei admirando aquela paisagem única - Eu normalmente tenho dificuldade em me enturmar, então acabou sempre aqui. Mas isso não me incomoda, meus demônios me fazem companhia. Mas o que você estava fazendo aqui? Achava que ninguém gostava de vir para esse lugar


- Na verdade eu costumo ficar lá na frente, sabe? Onde nós nos esbarramos - balancei a cabeça afirmando positivamente - Mas estava perambulando pela casa e achei uma porta que nunca tinha entrado antes, então encontrei esse lugar mágico. Eu poderia ficar a festa inteira aqui se pudesse - disse isso soltando o resto da fumaça que ainda guardava em seus pulmões, um suspiro de alívio  


- Bem vindo ao meu mundo...


Apesar de sermos estranhos, o silêncio não foi um incômodo, na verdade estava me sentindo confortável. Podia ficar horas com ele apenas o olhando, sua beleza era indiscritível. Apenas o cheiro da fumaça que saia de nossas bocas e o cheiro da grama reinavam naquele momento, trazendo uma certa tranquilidade. A bebida sem perceber foi deixada de lado depois de um tempo, e o cigarro foi acabando conforme as profundas tragadas que dava, sem notar já estava acabado, assim o apagando na grama sem ao menos se levantar, apenas continuava reclinado naquela leito aconchegante. Sem tirar meu olhar daquele céu estrelado, Naruto se deita de lado se apoiando em seus braço olhando para mim, dessa forma percebi que seu cigarro também já havia acabado.


- Você parece ser um cara muito interessante sabia? - sem esbanjar nenhuma reação, respondi com um certo pessimismo 


- Que nada, eu só sou um cara que você conheceu em uma festa qualquer... - soltando o ultimo suspiro de vapor que havia em meu corpo. Ficamos em silêncio por alguns segundos, e conseguia apenas sentir seus olhos queimarem o lado do meu rosto


- Ei Sasuke - ele disse em um tom calmo chegando um pouco mais perto


- Pode falar - falei continuando olhando para o céu


- Eu gostei bastante de passar esse tempo com você, de verdade. Você em pouco tempo conseguiu conquistar minha atenção muito facilmente, e ainda tem a cara de pau de falar que é só um cara que eu conheci em uma festa - na mesma hora em que ele disse essas palavras, lentamente me sentei da mesma forma que ele, me apoiando em meu braço, olhando para seu rosto soltando um riso de canto 


- Eu também gostei de passar esse tempo com você, senhor desatento - falei corando, porém não cedi facilmente. E realmente, esse curto período em que passei com ele foi sem vezes melhor do que passar três horas dentro daquela festa


- Eu acho que quero muito te beijar Sasuke Uchiha - ele disse isso com um olhar brincalhão porém percebia-se seu rosto corando olhando para os meus lábios, contudo acho que eu fiquei muito mais vermelho que ele devido ao olhar que ele deu para mim, só faltava rir da minha cara


- Pera, sério? - meu corpo esquentava conforme as palavras saiam da sua boca. Ele realmente era muito charmoso, sua pele, agora corada, brilhava junto com a luz da lua


- É... - não sentia mais tanta firmeza em suas palavras, parecia estar se arrependendo das palavras que saíram da sua boca agora a pouco - ...mas eu não quero te assustar... - agora as palavras que antes expressavam arrependimento, expressavam insegurança. Simultaneamente ele desviou seu olhar procurando por mais um cigarro


- Que nada, está tudo bem - ele me olhou coincidentemente, parando o que estava fazendo. Nessa mesma hora ele levantou-se e disse - De verdade? é que você é realmente um cara muito legal e eu não quer-


- Meu Deus Naruto se acalma, eu disse que está tudo bem - acabei rindo sozinho - Tem um lugar legal para a gente ir - me levantei ligeiramente, já sentindo o efeito do álcool passar rapidamente, e fui em direção a porta. Quando olhei para trás ele não havia se movido e estava extremamente vermelho - Você vem ou não? - olhei com cara de deboche me segurando na porta e liberando um leve sorriso


- S-s-im, to indo sim - levantando agilmente com um grande sorriso no rosto. Estendi a minha mão para que pudesse nos guiar dentro da festa que ainda estava rolando, e ele segurou firmemente, o que fez com que elas esquentassem rapidamente, a quanto tempo que eu não sentia toque humano? 


Várias pessoas passavam por nós porém nenhuma realmente conseguia perceber quem éramos, talvez estivessem muito bêbados para conseguir distinguir. Seguimos pelas escadas onde estava sentado antes, sozinho, quem diria que agora estaria junto a alguém, que irônico. Olhei para trás para confirmar que realmente estava segurando a mão certa, e ao virar recebi um grande sorriso de Naruto que estava me acompanhando. Virei meu rosto rapidamente sem ao menos retribuir o sorriso, meu rosto poderia facilmente ser confundido com um tomate naquele momento. Descemos o corredor no segundo andar em direção ao maior banheiro da casa, aquele talvez fosse o melhor lugar, silencioso, e sem perturbações. Os quartos normalmente estavam sempre ocupados por duas pessoas fazendo sexo, e eu não queria arriscar ver essa cena.


O som lá em cima já estava mais abafado, não tanto quando no jardim, mas já era de grande melhora. Peguei na maçaneta da porta que parecia mais gelada do que o normal, ou talvez eu estivesse mais quente que o normal, e a pressionei forçando a porta a abrir. Não havia ninguém lá dentro, o que era um alívio. Esperei Naruto entrar e fechei a porta atrás de mim que tinha uma tranca, acabei trancando por instinto. 


- Uau que hotel cinco estrelas é esse que você nos trouxe? Estou muito encantado - ele disse tirando uma com a minha cara


- Se você quer realmente me beijar então acho que o lugar não importa, não é mesmo? - acabei falando em voz alta algo que passou em minha mente em frações de segundos, mas logo me arrependi, e acho que ele percebeu pois começou a rir envergonhadamente. Como foi que eu tive a coragem de dizer isso? Mas seu rosto fazia com que todos os pensamentos impuros surgissem em minha mente, eu mal o conhecia, mas sinto que poderia me oferecer a ele, de alguma forma eu confio nesse estranho, e sei que ele sente o mesmo.


Senti a minha respiração pesar. Sem falarmos mais nenhuma palavra estávamos nos comendo por olhares. Olhávamos cada um para os lábios um do outro, assim umedecendo-os Naruto chegou mais perto envolvendo suas mãos em minha cintura passeando seus dedos pelas minhas costas unindo cada vez mais nossos corpos pedindo por mais. Pequenos gemidos saiam pela minha boca devido a mão gelada que se acomodava agora em minha lombar. Trabalhado nas provocações, Naruto sabia que estava me deixando louco apenas com toques simples em minha pele, e ele se divertia com isso. 


- Você vai realmente ficar apenas me provocando bonitão? - disse seguidamente de um pequeno gemido devido aos toques sucessivos de Naruto


Ele chegou em meu ouvido e disse baixinho - E o que você vai fazer? - seguidamente de uma mordida em meu lobo que fez com que meu corpo arrepiasse


- Você é muito filha d-


Sem deixar em terminar minha frase senti seus lábios colados nos meus, ainda de olhos abertos os fechei quase imediatamente para que pudesse aproveitar cada segundo. Sua língua pedia permissão para adentrar minha boca que pedia insaciavelmente por aquilo, sem perceber algo que havia começado com risadas e gargalhadas estava se tornando algo muito mais profundo.


Nossas bocas selaram em um beijo lento e caloroso, com troca de toques. Nossa respiração estava sincronizada e ao mesmo tempo ofegante. Ele acabou intensificando o beijo, mudando de ângulo, contornando minha boca como uma sutil provocação, arfando, e pedindo por mais. Mordisquei seu lábio inferior com deliberada ousadia retribuindo o prazer, que para ele era excitantemente doloroso, liberando baixos porém excitantes gemidos. Nossas línguas entrelaçavam urgentes, quentes, molhadas, uma pessoa que havia acabado de conhecer guardava tanto desejo para dentro de si? E por que libera-los comigo?


Naruto em um movimento brusco me encostou na parede pressionando cada vez mais nossos corpos, suas mãos agora estavam em meu rosto que passeavam pelas minhas maças. Minhas mãos repousaram em suas costas fazendo gestos parecidos com que estavam sendo feitos em mim, porém com mais intensidade, acariciando sua pele macia que agora estavam fervendo e ansiando por mais contato físico. Nossas jaquetas foram jogados para o chão do banheiro que agora eram irrelevantes, apenas ouvir as pequenas arfadas de Naruto me faziam enlouquecer.


O beijo foi interrompido, o ar se fez necessário, enquanto recuperávamos o oxigênio perdido Naruto despejou pequenos beijos em meus lábios e disse - Por que que eu nunca tinha te visto antes? - falou ofegante porém sem desgrudar seu rosto do meu. Nosso suor, agora compartilhado, descia pelas nossas bochechas.


- Talvez o universo quisesse que nós nos conhecêssemos na hora certa. E você veio na hora certa



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...