1. Spirit Fanfics >
  2. Eu odeio amar você - Taegi - Jikook >
  3. Um segundo crime

História Eu odeio amar você - Taegi - Jikook - Capítulo 34


Escrita por:


Capítulo 34 - Um segundo crime


-Sara, filha, tem certeza?

-Tenho pai.. já tá na hora do banho...me dá banho.. você nunca deu banho a mamãe dá quando ela vem..a gente brinca muito..

-Então..deixa eu ligar pra ela pra ver se ela vem te dá banho tá? Jimin está demorando, eu já volta.

Sara que tinha ficado de joelhos toda animada sentou na hora na cama, ela me olhou sem graça, acompanhei seu olhar baixar, ela brincou com a mão antes de me olhar com um sorriso fraco.

-Tudo bem..eu..fico sem banho mesmo, vai ser legal a mamãe nunca deixa eu ficar sem rs.. vai..ser legal, deixa.

-Filha..

-Não, tudo bem Depois a enfermeira pode dar.

Eu fiquei observando ela sorri falsa para mim. Eu nunca dei banho em uma menina antes..nem em um menino.. as vezes que entrei num chuveiro com alguém foi pra transar. Como que se faz isso?

-Eu vou ligar pra sua mãe, quando eu voltar eu te dô banho e a gente brinca um pouco tá bom?

-Não precisa tocar em mim se não quiser.

-Sara, é difícil pra mim, eu nunca dei banho em menina nenhuma.

-E meu pai nunca me deu banho, nunca esteve em momento nenhum da minha vida… acho que entendo.

Acompanhei ela brincando com o cobertor que cobria suas pernas. Ela fala como adulta mas age como criança.. parece a mãe, bom eu vou ligar pra ele. Saí do quarto já ligando pra Jimin.

-Alô?

-Jimin cadê vocÊ?!

-Você não viu seu celular neh? A bighit quer uma reunião de emergência, descobriram da coletiva que você quer fazer amanhã., querem saber o porque! Estou tentando desmarcar isso, ao mesmo tempo Kook, quero marcar uma reunião com os meninos de noite, temos que contar a eles toda a verdade, Jin já está no meu pé.

-Ai meu Deus, se a bighit souber, ela vai querer me abafar, não vai deixar rolar a denúncia.

-Eu sei! Estou tentando ajeitar as coisas, eu só volto a noite pra te buscar pra reunião com os meninos se eu conseguir marcar.

-Está bem… vou ficar com a Sara então.

-Ela está se comportando? 

-Está,..mas eu deixei ela triste, ela pediu banho mas eu não sei dar banho nem em mulher, que dirá menina.

-Aé, está na hora do banho dela. É fácil!

-Fácil é o cacete! Eu não sei lavar perereca Jimin!

-Rs não é nenhum mistério, não vai enfiar o dedo nela, só vai limpar a vulva.

-Tenho que limpar  que? 

-A vulva, amor.

-E isso fica aonde?

-Ô Jesus, Como que eu vou explicar pra você?...sabe a língua? e  os lábios?

-HUm?

-As mulheres tem algo parecido lá embaixo, você tem que limpar, passar sabonete e enxaguar, mas não enfia a toalha que dói, é só secar por fora de leve, ela tem vergonha de deixar mexer, conversa com ela que ela deixa. E não enfia o dedo dentro da minha filha, não precisa lavar a entrada da vagina dela, é sério Jeon Jungkook, se minha sangrar eu acabo com a sua raça.

-Calma! Saquei, saquei. E o que que eu faço com os seios?

-Que seios? Ela tem cinco anos sua besta! Ela não tem seios ainda! Você lava igual você lava o seu peitoral.

-Tá.. não precisa brigar, eu tô nervoso, nunca dei banho na vida.

-Fala logo, mais alguma dúvida? Eu tenho que voltar pra reunião.

-Tá é… ela não vai..sabe..ficar excitada comigo mexendo nela..

-Jungkook..aproxima o celular assim bem pertinho do ouvido.

-HUm..pronto.

-ELA TEM O CARALHO DO CACETE DE CINCO ANOS DE IDADE! ELA AINDA NÃO SABE O QUE É PRAZER SEU IMBECIL!

-Aiiiiiiiii eu vou ficar surdo aqui com esse agudo!

-A foda-se, se vira, tenho que desligar, a, não fica pelado perto dela, ela detesta, uma vez ela viu o V pelado, chorou por duas horas.

-Mas também, ela foi olhar aquela anaconda, até eu choro..

-Haham, falou o 10 centímetros neh? Tchau, cuidado com ela. A, ela é meio arteira na hora do banho, não dê bobeira e não deixa cair shampoo  no olho quando lavar o cabelo dela.

-Eu tenho que lavar o cabelo dela?

Jimin desligou na minha cara, hum.. bom, eu acho que vou me virar

-Voltei Sarra, tá tudo bem aí? pronta? 

-Pronta.

-Filha..como que faz com o seu cilindro do oxigênio?

-Tem que levar papai, deixa do lado da banheira.

-A tá.. você vem sozinha?

-Huhum, mas o papai tem que levar o ar, é muito pesado.

-Claro claro, vamos.

Eu peguei o cilindro, minha filha desceu devagar, ela parece muito frágil, já vi que tem banheira, não sei qual o melhor.

-Onde sua mãe dá banho?

-Na banheira. Mas a água é baixinha, tem que me enxaguar com chuveirinho.

-HUm.. ok

Eu enchi a banheira só um pouco, até a cintura dela.

-Está bom assim? 

-Huhum. 

-Bom, vamos lá, paciência, papai tá aprendendo.

Ela ficou quietinha, me olhava curiosa, acho que ela gosta de me ver, lavei o peitoral, os braços, o rosto, até o cabelo..mas tava tremendo quando eu fui lavar lá embaixo, ai meu Deus, se eu machucar ela eu sou um homem morto.

-Filha, vou ter que..tocar em você pra te lavar tá bom? No lugar especial, acho que é assim que sua mãe chama.

-Não..pai não..

-Porque não?

-Porque..porque eu não gosto.

-Sara, meu bem..eu vou só lavar.

-Não vai machucar, neh?

-Não, bebezinha. Eu juro.

-De levinho e..rapidinho pai..não demora.

Eu estranhei, mas não falei nada com ela.. tentei ser o mais rápido, ela se incomodou muito, não parava quieta. Peguei o chuveirinho e enxaguei, quando esvaziar a banheira, ela ficou de joelhos e abraçou meu pescoço. 

-Brigado pai..não doeu..tava doendo..

-Tava doendo? meu bem...sua mãe disse que dá banho direitinho em você..machuca?

-Não..a mamãe faz de levinho.

-A enfermeira machuca?

-Não..o médico machuca.

-Médico? Amor, médicos não dão banho nos pacientes.

-Ele disse que é médico..ele se veste de azul..

-Azul? O que ele faz com você bebÊ?

-Ele dá banho.. mas é diferente..ele mexe em mim...Dói.

-Sara, ele coloca os dedos em você? Chega a entrar? Você sabe, embaixo no lugar especia.

-Ele..mexe mas não entra..incomoda pai, ele demora muito, e faz barulho, o papai e a mamãe não gemem e nem nada..o médico faz isso.

Meu sangue ferveu, eu vou matar esse cara, Jimin se souber vai arrancar a pele dele do corpo, isso se eu deixar alguma pele.

-Filha, ele mexe em você em mais algum lugar?

-Não..

-Quanto tempo esse cara tá fazendo isso?

-Não sei..mas faz tempo..

-Não contou a mamãe?

-Não, mamãe não ficava aqui por muito tempo, eu esquecia.

-Tudo bem meu amor, me solta, vou vestir você. Me diz o nome do médico que eu vou conversar cm ele pra ele não te machucar.

-É Johny, eu vi na roupa dele.

-Ok, vou me lembrar disso. Filha o papai, vai ligar o celular, você repete tudo pra mim, meu bem?

-Tá bom..

Minha filha fez o que mandei, eu vesti ela e a coloquei pra dormir, cantei baixinho até ela adormecer, depois saí do quarto igual bicho catando o filho da puta, pra se vestir de azul ele é enfermeiro, enquanto eu caçava o infeliz eu liguei pra Jimin.

-De novo Jungkook? Eu já expliquei que-

-Um enfermeiro está molestando nossa filha.

-UM ENFERMEIRO O QUE? EU VOU MATAR ESSE FILHO DA PUTA!

-Não se eu conseguir achá-lo. Sara disse que ele dá banho nela e a toca, ela disse que dói. 

-Eu vou largar tudo e ir para aí.

-Não. Eu faço isso. Mas Jimin, quero que convide dois seguranças daí pra proteger minha menina dia e noite. Eu vou pra cadeia mesmo, não faz diferença se serei processado ou não, eu só quero matar ele.. Achei, já te ligo.

-Enche ele de porrada.

-Pode deixar. Eu te amo.

-Também amor. Arrasa tigrão. 

-A!

O sujeito gritou quando arrastei ele pra um quartinho da limpeza.

-Que isso? Quem é você?

-Não interessa que eu sou. Sara.

-Sara?

-Não se faz de inocente, sabe muito bem que é Sara.

-A.. a garotinha? O que que tem?

-Que que tem que eu vou enfiar o meu pé dentro do seu cu se você chegar perto dela de novo!

-Tá maluco porra!? Não quero nada com ela!

-Eu gravei tudo, sei o que faz com a menina, eu vou te socar!

-Tu não manda em mim, parsa, se eu quiser eu entro lá e faço o que eu quiser com aquela garotinha, ela é minha.. faço o que quiser com ela.

-Você realmente a tocou.

-Toquei, retoquei e ela gostou..pediu até mais, porque?

-Obrigado, a gravação da minha filha sozinha podia ser pouco, mas com a sua eu tô protegido.

-Com o que-

Eu cortei a fala dele com um soco, nem deu pra me divertir, desmaiou no segundo soco. Arrastei o corpo nojento dele até a direção. joguei ele na mesa do diretor, mandei o áudio pro Yoongi, Tae e Jimin, agora ele morre.

-Quem é o senhor? O que aconteceu com o meu funcionário?

-Sou Jeon Jungkook, pai de Sara, uma das crianças internadas aqui, esse pau no cu tocou a minha filha, eu vou chamar a polícia agora, você tem duas escolhas, deixar duas infermeiras com minha filha o tempo todo, ou quando os policiais chegarem eu vou processar o hospital. Escolhe.

-Espera, vamos com calma.

-O cacete, mandei escolher.

-Tá tá..duas enfermeiras.

-Isso, deixe Sara escolher. Se prepara eu vou chamar a polícia.

Nem toquei no celular, três carros de polícia cercaram o hospital.. o caralho, meu telefone tocou na hora, era o Tae.

-Alô? Estamos subindo com a polícia, ninguém toca na minha filha/sobrinha. 

-Quem está aí?

- Jimin e Yoongi. Jimin tá com fogo nos olhos, largou Jin conversando com a bighit pra poder vir pra cá, ele vai matar esse cara.

“ É o Kook? me dá o telefone”

-Jimin?

-Cadê o defunto?

-Diretoria, amor. Eu disse que vou chamar a polícia e exigir duas enfermeiras 24 horas pra sara ou vou processar o hospital.

-A parte da polícia não precisa mais, eu quero socar tanto esse cara.. contratei os dois seguranças, vão para a frente do quarto agora mesmo.

-Bom.

-Tô subindo, vou pegar o elevador, até.

-Até amor.

-A polícia está subindo?

-Pior, estão subindo a mãe de Sara e os outros dois pais dela, tenho a leve impressão que a sua cara vai rodar também. Tenho pena do pobre sujeito. 

Só ouvi a porta sendo arrombada, Jimin passou direto por mim, pulou o homem no chão e agarrou o diretor pelo colarinho, o fogo do inferno saindo pelos pores.

-Que história é essa do seu funcionário está tocando a minha filha?

-Cadê o cara Jeon?

-No chão, Tae, desmaiou com dois socos.

-JImin, podemos levar ele pra polícia?

-Podem, mostrem as gravações.

-Ok.

-Agora diretor, vou te ensinar a respeitar a minha família, ninguém toca na minha filha, eu disse que se alguma coisa acontecesse com a minha princesa eu ia acabar com você, bom o momento chegou.

Eu me afastei aos poucos.. acho que isso não faz bem pro bebê.

-Jungkook, sai da sala.

-Mas amor…

-Sai!

-Tá bom, já saí.

Eu só ouvi o pau quebrando lá dentro, Jimin estava gritando e descendo o cacete em tudo, parecia quebrar até as paredes, quando saiu de lá parecia que tinha entrado em uma guerra, todo torto e  desgrenhado.

-ah, agora sim. Como estou?

-É.. lindo.

-òtimo, vem, quero ver minha filha, minha mão tá doendo de tanto bater no filho da puta, eu vou ver minha menina antes de matar o filho da puta que tocou a minha menininha.

-Ok.. você deixou o cara vivo?

-Acho que sim. Vamos, quero ver minha florzinha.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...