História Eu odeio amar você. - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias A Origem dos Guardiões
Personagens A Fada dos Dentes, Bicho-papão (Pitch Black), Breu, Coelhão, Jack Frost, Norte, Sandman "Sandy"
Tags Bunnyjack, Love Like You, Yaoi
Visualizações 159
Palavras 377
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Policial, Romance e Novela, Slash, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aviso.

Esse capítulo será extremamente fofo. Risco de vomitar arco-íris, e querer morder Jack e Coelhão.

Capítulo 17 - Coelhinho.


POV Coelhão. 

Estáva conversando com North, Jack não lembrava de mim,  de sí,  nem de nosso relacionamento.  

- Coelhão ...- Fada entra no quarto,  segurando uma xícara.  Lhe encarei lacrimejando, ela me abraçou docemente.  Lhe retribui o abraço,  logo tive uma idéia. 

- Fada,  me faz um favor? -  Eu pergunto,  com um sorriso no rosto,  e uma ideia.  Lhe sussurrei meu plano,  e ela assentiu. Peguei Jack em meus braços,  abri um túnel e fui até meu reino.  Andando até minha toca,  deitei Jack em minha cama. 

- Boa noite,  meu floquinho de neve! - Eu, acaricio seu rosto corado.  Não foi necessário lhe cobrir,  afinal,  de dia,  a temperatura é ótima por aqui.  Andei até os rios de tinta, me deitei no gramado. Comecei a encarar o céu azul,  vendo as nuvens brancas no ar. 

- Como será nossa vida? - Eu me pergunto,  refleti sobre como seria nossa vida,  ele iria recuperar os seus poderes?  Ou se tornaria uma criança novamente.  Acabei dormindo no gramado confortável,  e a luz do sol quentinha. 

[ Quebra de tempo ]

Narrador. 

Coelhão estáva deitado sobre os gramados verdes de seu Reino,  sobre a luz do sol,  que aquecia seu corpo. Ao abrir seus olhos,  Coelhão andou até seu quarto,  indo atrás de Jack Frost. Ao adentrar o cômodo, Coelhão se preocupou,  Jack não estáva no quarto. 

- Jack? - Coelhão saiu do cômodo,  correu atrás de Jack,  mas não o encontrou.  

- Meu Deus? - Coelhão ficou ofegante, estáva mais do que preocupado.  De repente,  sentiu um movimento.  Seus ovos de páscoa corriam pelo chão,  fugiam.  De repente,  uma figura familiar apareceu. 

- Jack! - Coelhão respirou aliviado.  Jack estáva correndo atrás de um pequeno ovo azul,  que correu na direção de Coelhão. 

- Coelhinho! - Jack  demonstrou felicidade,  pulava no chão,  repetindo “ coelhinho ”.

- Jack!  O que você tem na cabeça? - Coelhão esbravejou.  Jack riu,  sua risada,  mais do que infantil,  mexeu com Coelhão.  O coelho pegou Jack em seus braços,  mas o mesmo se debateu. 

- Não!  Ovinho! - Jack se debatia nos braços de Coelhão,  mas logo foi parando.  O garoto havia dormido. Coelhão o deitou na cama,  lhe encarou o corpo e disse: 

_ Vamos ver como será daqui para frente! _


Notas Finais


É isso criançada! Jack ficou muito neném!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...