História Eu ODEIO essa garota - Capítulo 31


Escrita por:

Postado
Categorias Girls' Generation
Tags Taeny, Yulsic
Visualizações 162
Palavras 858
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Era para eu ter postado ontem, mas eu fiquei meio triste por seu o último capítulo e decidi deixar para hoje mesmo.
Foi muito bom escrever essa fic, mas infelizmente chegamos ao fim dela.
Obrigada por receberem tão bem "Eu odeio essa garota".
Vejo vocês na minha outra fanfic.
Boa leitura <3

Capítulo 31 - Epílogo


Dez anos depois...

Tiffany

- Eca! Mamães estão se beijando de novo.

Minha pequena Joohyun, do alto dos seus sete anos, já tem toda a sutileza de um tanque de guerra. Também, tendo mães como a gente, não tinha como ser diferente. Me desvencilho dos braços da minha esposa gata e sorrio para ela.

- Não seja por isso. Agora as mamães vão beijar a Irene então. - Taeyeon a pega no colo e nós duas distribuímos beijos pelas suas bochechas rosadas, todos jogados no sofá da nossa sala aconchegante.

- Chega! Chega! Preciso dizer o que eu quero de aniversário! - Ela se contorce pedindo para descer e ajeita o seu vestido rosa, com pequenos coturnos de brilho combinando.

Quem diria que do nosso ódio a primeira vista sairia uma coisinha tão lindinha e esperta.

Nossa princesa...

Um ano depois de finalmente darmos o braço a torcer, nos casamos na nossa fazenda, numa pequena cerimônia celebrada por Sica, com a presença apenas da minha banda, das nossas famílias e de alguns amigos mais próximos. Entre eles a Black Road e a Four Dragons, que fizeram questão de cantar para nós.

Foi um dia inesquecível...

Achei que seria o momento mais feliz da minha vida, até que dois anos depois, a inseminação funcionou e eu dei a luz a Kim Joohyun,ou como prefere ser chamada Irene, a garotinha consegue ser a mistura perfeita minha e de Taeyeon. Seu cabelo é idêntico ao meu e os seus olhos são num castanho tão escuro quanto os da Tae. É apaixonada por artes marciais, mas não abre a mão de um bom glitter.

Sua presença na nossa vida serviu para nos aproximar ainda mais como casal e eu nem imaginava que isso fosse possível.

Não estou dizendo que é fácil criar uma criança entre turnês mundiais, jatinhos e tapetes vermelhos, mas nós estamos fazendo nosso melhor e Irene está levando uma vida relativamente normal. Quer dizer, o máximo de normal quando se tem mães como eu e minha babaca.

- Mãe, presta atenção! - Ela reclama, cruzando os pequenos bracinhos e fazendo um biquinho de repreensão.

- Desculpa, princesa. Pode continuar. - Mas é uma figura mesmo.

- Eu preciso, preciso mesmo, de uma guitarra para mim e de uma bateria para Seulgi. Nós vamos começar uma banda. Tia Hyo já concordou em me ensinar!

Olho para a minha esposa e vejo que, como eu, está tentando manter a expressão séria e não rir na frente da nossa filha quando, obviamente, o assunto é tão sério para ela. Só espero que não vire cantora de metal, ou Taeyeon nunca vai me dar sossego.

- A Tia Yul e a Tia Sica já sabem que Seulgi quer uma bateria, meu bem? - Ela pergunta e eu consigo ver que seu cérebro está se deliciando com a perspectiva de torturar suas melhores amigas desse novo jeito.

- Eu não sei, mamãe. - Faz uma adorável careta confusa.

- Ótimo. Não precisa contar, nós vamos fazer uma surpresa. - Reviro os olhos. Quem é a criança aqui agora?!

- Isso quer dizer que eu vou ganhar então?! - Os olhinhos castanhos brilham de animação.

- Vai sim, mas só se se comportar direitinho no primeiro dia na escola nova. - Tento fazer minha expressão me mãe responsável.

- Tudo bem. - Seus pequenos ombrinhos caem. - Vão ter meninos lá? Não gosto de meninos, eles são bobos.

- Promete para a mamãe que vai continuar pensando assim pelo resto da sua vida?

- Taeyeon! - Dou um soco no seu braço, como fiz tantas vezes ao longo dos anos. Se não estou agarrando seu corpo perfeito, que só fica melhor com o tempo, estou socando. O que se pode fazer? - Terão meninos lá sim, meu bem, mas pense pelo lado bom, Seulgi estará lá. Você gosta da Seulgi, não é?

- Eu adoro a Seulgi. - Fala e abre um grande sorriso. Algo me diz que minha filha e a filha da minha empresária ainda vão nos deixar de cabelos brancos daqui a alguns anos... - Acho que pode ser legal então.

- Vai ser a escola mais legal de todas, mamãe promete. Agora, por que não coloca o seu pijama de brilhos da Barbie e daqui a pouco nós vamos te contar uma história?

- Oba! Pode ser a história da Princesa e da Babaca de novo? - Pede batendo palminhas.

- Mas você ouviu ela ontem. - Tento negociar. - Que tal "A bela adormecida" ?

- Eca, não! Ela só dorme o tempo todo. - Faz uma cara de nojinho. - Quero a da princesa e da Babaca.

- Muito bem. Se troque então e nós já vamos te encontrar. - Seus pezinhos correm pelo corredor e antes que eu entenda o que está acontecendo, minha esposa me joga de costas no sofá e começa a distribuir mordidas pelo meu corpo, me fazendo suspirar e gemer ao mesmo tempo, despertando as mesmas sensações de de anos atrás.

- Fany... - Ela murmura no meu ouvido com sua voz rouca e meu coração se aquece.

Ahh...

Eu amo essa garota.

FIM

 

 


Notas Finais


Eu estava pensando em fazer uma segunda temporada, iria focar mais na Seulgi e na Irene em serem um casal futuramente. Mas teria um pouco da Taeny também.
Enfim, espero que tenham gostado dessa fic. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...