História Eu Odeio O Verão - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias B.A.P
Personagens Bang Yongguk, Himchan, Personagens Originais, Youngjae
Tags Bang Yongguk, Banghim, Bap, Boy X Boy, Boys Love, Himchan, Homens Se Pegando, Kpop, Oneshot, Winter Challenge, Yaoi
Visualizações 71
Palavras 716
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiii! Tudo bem com vocês? Eu amei esse projeto e resolvi participar:3 vou fazer apenas fics curtas, porque senão nem posto.
Esse é o tema 1: o começo ou fim de uma estação.
Espero que gostem...

Capítulo 1 - Capítulo Único


  Todo ano, a cada três meses, o tempo parecia mudar completamente. A maioria das pessoas se encantavam com as folhas secas do outono, a neve durante o inverno e as flores na primavera. Porém havia uma estação que, em meu ponto de vista, não possuía nada de bom. Era quente, chovia sempre que eu queria sair, e, o pior de tudo, tinha o "horário de verão"; algo inútil já que ninguém economizava energia, pois todos acabavam por dormir mais tarde que antes, gastando a mesma quantia que o normal. Resumindo, eu odiava o verão. E, justamente hoje, o calor estava insuportável. As nuvens decidiram simplesmente sumir do céu, deixando-o com o espaço que o sol precisava para dar câncer em quem visse primeiro. As ruas de Seoul, para piorar, estavam tão cheias quanto todos os dias, me obrigando a ficar espremido entre pessoas suadas. Elas andavam apressadas, abanando bolsas e mãos para tentar se refrescar. Como se isso fosse fazer alguma diferença.

O prédio, quando observado de longe, parecia meio borrado, tudo por causa do "efeito" do calor. As vidraças davam a impressão de que explodiriam à qualquer momento, e tudo o que eu poderia fazer seria correr. Porém adentrei o recinto, subindo pela escada sem encarar a recepcionista. Os elevadores com certeza estariam lotados, e eu não aguentava mais contato humano. Apesar da subida ser difícil, aquilo era mais desagradável ainda.

— Bang Yongguk! — Escutei a voz do meu chefe me chamar; seu tom de voz era extremamente irritante. — Está atrasado.

— Hm. Perdão, Youngjae-ssi.

Ignorei suas reclamações seguintes e fui em direção ao meu escritório, sentando-me na poltrona macia e confortável. Liguei o ar condicionado, me sentindo no paraíso quase que imediatamente.

— Finalmente...

Encarei o teto, dando um leve sorriso. Existia uma parte boa no verão, apesar de tudo. E, quando seria isso? Oras, quando ele acabava, é claro. Nada era melhor do que chegar em casa após um dia cansativo de trabalho, pensar que dormiria no calor novamente e, ao invés disso, sentir a deliciosa brisa do início do outono em sua nuca. Graças à todas as minhas preces, hoje era esse dia. O mais aguardado do ano por muitos trabalhadores cansados como eu.

Ouvi uma batida fraca na porta, já sabendo imediatamente quem era.

— Entre.

Sorri ao ver o jeito tímido com que o mesmo entrava, olhando para os lados e murmurando "licença". Esperei o rapaz colocar os documentos em minha mesa, o encarando de forma sugestiva. Ele pareceu perceber, pois logo corou e fitou o chão.

— Youngjae-sunbaenim pediu que eu entregasse para você. São os resultados do evento no centro da cidade.

— Obrigado, Himchan — Me levantei antes que o mesmo fosse embora, aproximando-me devagar. — Você poderia me fazer um favor? — Seu rosto, tão perto quanto todo o seu corpo, me deixava ansioso. Eu sabia que ele só estava com vergonha por medo de alguém ver. Porém quando estávamos sozinhos...

— O quê, Yongguk?

— Isso.

Segurei sua nuca com firmeza, a puxando rapidamente. Seus lábios tremiam debaixo dos meus, tão nervosos quanto a mim mesmo. Eles eram doces. A sensação de o beijar sempre me surpreendia, assim como ele. O moreno começou a corresponder o beijo com calma, abrindo mais a boca, me dando permissão para ir mais fundo. Nossas línguas se entrelaçaram em um ritmo lento e gostoso, me deixando arrepiado. Puxei seu cabelo para a direita, consequentemente levando sua cabeça junto, e deixando espaço para que eu atacasse seu pescoço. Deixei selares fracos no mesmo, respirando pesadamente no local. Himchan não conseguia mais se aguentar, pelo que percebi, já que quase soltara um gemido mais alto quando eu mordi sua pele e encostei minha mão levemente em sua calça.

Ele era como o verão; quente como o inferno.

— Yongguk-san — Parei tudo o que estava fazendo, encarando a porta aberta e a secretária japonesa nos encarando espantada. — Oh, perdão. Volto mais tarde — E fechou a porta.

— Merda — Ele se afastou, andando apressado para fora da sala.

— Himchan, espera!

Ele saiu, deixando-me no espaço vazio e sem graça. Apesar do rapaz ser quente como o verão, ele possuía uma diferença extremamente importante: eu odiava quando ele ia embora.

  E odiava mais ainda aquela estação inútil.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...