História Eu odeio ti amar - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias James Rodríguez, Jérôme Boateng, Joshua Kimmich, Julian Draxler, Manuel Neuer, Mats Hummels, Niklas Süle, Robert Lewandowski, Rúrik Gíslason, Thiago Alcântara, Thomas Müller, Toni Kroos
Personagens James Rodríguez, Jérôme Boateng, Joshua Kimmich, Julian Draxler, Manuel Neuer, Mats Hummels, Niklas Süle, Robert Lewandowski, Rúrik Gíslason, Thiago Alcântara, Thomas Müller, Toni Kroos
Tags Bayern De München, Drama, Futebol!, Romance, Violencia, Vôlei
Visualizações 27
Palavras 1.915
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - O que você tá fazendo comigo, mats Hummels?


Fanfic / Fanfiction Eu odeio ti amar - Capítulo 15 - O que você tá fazendo comigo, mats Hummels?

Isabella

A tarde com o alemão chato, ops!, quer dizer, com o senhor mats Hummels, tenho que confessar que está sendo bom, até por que pela segunda vez seguida por estamos juntos a gente não se pegou no soco kkkkk. Mas nessa poucas horas que ficamos juntos, percebi que o "senhor chatice" é uma pessoa totalmente diferente. Mats é um cara tranquilo, me irrita de vez enquanto...claro!, Mais eu sei que é só pra me ver mais irritada do que eu já sou. 

-voce vai me ajudar amanhã?. - eu vou amanhã lá no CT para me exercitar na academia um pouco. Digo enquanto tomava um cole do meu vinho.

- claro. Ele responde. - logo depois que eu saí do treino, eu vou lá na acadêmia ti ajudar. Ele diz novamente com um sorriso tão lindo nós lábios.

- okay então. Respondo.

Ficamos alguns minutos em silêncio...

-mais enfim, me conte mais sobre a sua vida. - tenho a impressão que não conheço por inteira a melhor da Alemanha.

- tem certeza que você quer saber mais ainda da vida sofrida que eu tive nessa passar dos anos?. Pergunto

-sim. Ele responde sendo direto.

-bom... Como eu estava dizendo, eu morei com os meus avós até os meus 18 anos. Depois que eu fui embora, fui fazer faculdade de direito na universidade de hannover, na baixa saxônia. Digo vendo ele arregalar os olhos.

- e o vôlei?.

- na época que eu estava na faculdade, eu jogava volei bem pouco. Mais depois que eu finalmente terminei, aí que foquei de vez mesmo no vôlei. 

- ah sim. Ele responde. -nossa, é estranho imagina que você é advogada kkkkk.

- hahaha todo mundo que me conhece acha estranho eu ser advogada por formação. Digo enquanto bebia outro gole de vinho.

- mais então, continue o que você estava contando.

- então, e em 2016 enquanto eu estava no auge da minha fama aqui no Bayern, eu conheci o meu ex namorado. Senhor William Grigahcine, mas conhecido mundialmente com DJ snake.

- isso eu lembro muito bem. Hummels diz com nojo. - mas qual foi o real motivo de  você e aquele playboyzinho de merda terem terminado?.

- o motivo foi simples, eu peguei aquele filho da puta trasando com uma puta que eu não conhecia lá no apartamento de luxo dele, em Dubai.

- vish que azar. Hummels diz

- já não basta eu fica me arrependendo até hoje pela merda que eu fiz, agora você Hummels, sério?.

- não estou falando disso, cullmann. - eu falei isso me referindo a ele. - que azar por parte dele ter perdido uma mulher linda e incrível dessa. Hummels diz me deixando envergonhada.

- será que dá pro moço para de ficar me elogiando, ou tá difícil?. Pergunto

-ok, parei. Ele responde levantando as mãos com forma de rendimento.

...

20:00 hr pm

Passou tão rápido essa tarde tranquila com o Hummels, que eu sinceramente queria que essa tarde nunca terminasse.

Nós já tínhamos tirado aquela roupa molhada. Eu coloquei uma calça de moletom cinza, uma blusa branca fina de alça fina, e uma melissa preta. Sequei o meu cabelo, feliz um coque qualquer e fui ao encontro da chatice que já estava se preparando pra ir embora.

Desci as escadas...

- já tá pronto?. Pergunto enquanto me aproximava dele com as mãos nos bolsos da calça.

- já sim. Ele responde colocando uma das alças da mochila no ombro.

-entao se é assim, obrigado pela companhia. -Amei ter o meu zagueiro favorito aqui comigo está tarde. Digo fazendo ele sorrir bobo.

- aé?, E por incrível que pareça eu também amei faz companhia para melhor e mais linda jogadora de vôlei da Alemanha ❤️. Ele responde me deixando mais uma vez envergonhada.

- você não sussega mesmo, né?. Digo sussurrando olhando prós olhos escuros dele.

- nunca quando o que eu digo é verdade. Ele responde passando de leve a sua mão em meu rosto.

Ah que raiva! Eu não posso me entregar aos carinhos dele, não posso!!.

Tirei rapidamente a sua mão no meu rosto.

- é melhor para. Digo pegando na mão dele com carinho. - eu ainda ti odeio um pouco. Digo fazendo ele sorrir ironicamente.

- é, eu sei. Ele responde. - mais então é melhor eu ir. Boa noite princesa ❤️. Ele diz novamente me dando um beijo no topo da cabeça.

Acompanhei ele até a porta...

- boa noite alemão chato. Digo enquanto abria a porta para ele.

-boa noite coisinha irritante kkkk. Ele responde me fazendo revirar os olhos e dar um sorriso leve em seguida.

- eu ainda ti mato. Digo 

- vamos ver então😌😏. Ele diz com aquele sorriso de canto de boca.

- não me provoque mats, você não sabe do que eu sou capaz de fazer com você. Digo ameaçando ele logo de cara.

- aé? Então eu posso saber o que você vai fazer comigo?. Ele pergunta enquanto se aproximava de mim.

Com aquela aproximação eu não consegui falar um piu si quer. Ai Maldito nervosismo!.

- eu ainda não tenho nada em mente. - mas eu prometo que se você me chamar de coisinha irritante de novo, eu juro que eu vou fazer você sofrer muito. Digo ameaçando ele novamente.

- eu aposto que você não teria coragem de encostar o dedo em um fio de cabelo meu. Sabe por que? 

- por que? Pergunto

- por que você gosta de mim, mas não quer admitir. Ele diz com um sorriso vitorioso nos lábios.

- eu?,gostar de você?, hahaha, conta outra né Hummels. Digo ironicamente.

- ué, tô mentindo por algum acaso?. Ele pergunta levantando as duas sobrancelhas juntas.

- sim, esta mentindo e mentindo muito!!. - eu não gosto de você. Digo sorrindo vitoriosa dessa vez.

- vamos ver então. Ele diz. - eu ainda vou provar que você gosta de mim.

- aé, e eu posso saber como o senhor chatice vai fazer isso?. Pergunto 

- eu ainda não sei. Mas só sei de uma coisa... Eu ainda vou provar que você gosta de mim. E que já tá na cara né que você gosta de mim?. Ele diz sorrindo de lado pra mim novamente.

- só se for no seu sonho, né?. Digo ironicamente.

- pode até ser , mais eu posso muito bem torna os meus sonhos realidade. - até por que ele não é tão difícil de se realizar, não é mesmo?. Ele diz novamente com aquele maldito sorriso de lado.

Confesso que aquela hora o meu coração começou a acelerar sem parar, e a minha espinha gelou tão rápido, que nem senti dor aquele momento.

- Hummels por que você não mete o pé daqui, heim? E me deixa em paz?. Pergunto.

- já estou indo. Ele diz enquanto se afastava de mim. - mas guarda o que eu disse, cullmann. - eu ainda vou provar que você me ama.

- boa sorte, Hummels!. Digo cruzando os braços.

- me aguarde!. Ele diz e em seguida abre a porta do seu carro.

- vai a merda Hummels!!. Digo alto pra ele escutar.

 Ele não diz nada, apenas entra no seu carro e logo em seguida a partida.

Logo depois que ele se foi, eu fechei a porta e fui em direção a cozinha ver se a Lola fazia alguma coisa pra mim comer.

...

Cheguei na cozinha, e vi Lola terminado de passar o pano no balcão escuro.

- ah, oi minha florzinha ❤️. Lola diz laçando aquele sorriso tão contagiante.

Se dizer nada eu fui me sentar no banquinho.

- quer comer alguma coisa Isa?. Lola pergunta.

- por favor alguma coisa bem doce, Lola. Digo 

Se dizer nada Lola foi até a geladeira e trouxe um bolo.

- você tá com sorte, eu acabei de fazer um bolo que aprendi quando fui lá pro Brasil. O nome é dois amores.

- hum, tá com uma cara boa. Digo com um tom mais ou menos de ânimo.

Lola me deu a faca, e eu enfim cortei um pedaço daquele bolo. Depois que eu cortei, peguei logo o garfo e dei um garfada naquele bolo que aliás estava bem cremoso.

- o que você tem Bella?, Por que está com essa carinha triste?.

- eu não tô triste lola. Eu tô é confussa. Digo e em seguida como mais um pedaço do bolo.

- com o que exatamente minha filha?. Aí como eu amo quando a Lola me chama de filha.

- eu não entendo Lola, a exatamente algumas horas atrás eu odiava aquele alemão mais que tudo. -Mas agora que ele veio aqui em casa essa sensação de odio mudou. 

- mudou como?

- ah, sei lá. - no lugar do ódio eu sinto um friozinho na barriga, o meu coração acelera toda vez que ele se aproxima de mim. Digo.

Lola começa a dar risada do nada...

- eu posso saber por que você tá dando risada? Virei palhaça agora pra dar risada?. Pergunto.

- não, nada disso minha filha. Ela responde.

- então por que a senhora tá dando risada da minha cara?.

- isabella, você tá apaixonada pelo Hummels.

- não Lola, pode tirar o cavalinho da chuva. - EU NÃO ESTOU APAIXONADA POR ELE.

- claro que tá, Bella. - tá na cara que finalmente o Hummels amoleceu o seu coração.

- não Lola, eu não tô apaixonada pelo mats Hummels, Não tô!!. Digo com definição na minha palavra.

- bom, já que você diz... Ela diz enquanto pegava a bolsa marrom em cima do balcão. - eu já vou indo minha filha.

- tabom Lola. Digo dando um beijo em seu rosto. - vai com Deus, até amanhã. 

- ate❤️. Ela se despede.

- aliás Lola, amanhã cedo eu vou lá no CT. - suponho que você chegue depois que eu sair, então eu vou deixar a chave no mesmo lugar de sempre. Okay?.

- tá bom. Tchau Bella ❤️. Lola se despede.

- tchau lolita❤️

Logo depois que Lola foi embora, resolvi subir pro meu quarto junto com meu bebê de quatro patas.

- vamos Thor, vamos pro quarto com a mamãe. Digo chamando aquela bolota de pelos que estava todo estirado no chão na cozinha.

Subimos pro quarto, Thor fui logo pra cima da minha cama e fui no banheiro passar água micelar no rosto. Logo depois fui me juntar a minha bolota de pelos amarelados, e junto comigo trouxe o meu querido celular. Enquanto não me dava sono, resolvi mexer nas redes socias. Mais especificamente Instagram, @isacullmann (perfil ficticio).

Fiquei um bom tempo lá, quando do nada a chatice em forma de homem perfeito manda mensagem.

Alemão chato: ti espero amanhã cedo lá no CT.

Eu: okay. Mais olha!, Não vai judia de mim lá na academia amanhã, heim!.

Alemão chato: claro que não. Eu não seria louco de machucar você cullmann.❤️

Eu: assim espero🤨.

Alemão chato: eu vou cuida muito bem da musa do Bayern de munchen.

Eu: é assim que eu gosto. Kkkkk

Alemão chato: bom eu já vou indo. - tenha uma boa noite princesa ❤️.

- igualmente alemão irritante🤭🖤.

Sai das conversas, e desliguei o celular, pois não tinha mais nada pra se ver lá. Coloquei em cima do criado mudo e em seguida me viro na cama pra fazer carinho no Thor.

Enquanto fazia carinho nele, a imagem perfeita do rosto dele voltou na minha cabeça. Não me conti e dei um sorriso bobo.

- o que você tá fazendo comigo, mats Hummels?







Notas Finais


Se preparem meninas, o próximo capítulo vocês vão ficar com raiva!.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...