História Eu odeio tudo sobre você 2 (Castiel) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Armin, Castiel, Dakota, Debrah, Jade, Lysandre, Nathaniel, Personagens Originais, Rosalya, Violette
Tags Amor Doce, Castiel, Drogas, Romance
Visualizações 497
Palavras 1.023
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - "My Girl"


"Drunk off that love, my head up. There’s no forgetting you."

Point Of View Castiel Collins

Estava jogado em uma poltrona vermelha, em meio a minha sala; com as paredes brancas, o chão em uma madeira mais escura e um sofá também branco enorme. Quase nunca usado. Olhava para a vista da janela grande que dava para a cidade, tão linda, de Los Angeles. Minha mão esquerda estava em contato com o apoio da poltrona, enquanto a outra segurava a garrafa de cerveja que eu estava tomando. Em meu colo, havia uma carteira de cigarros e em meus pés, o cinzeiro de vidro.

Não ouvia nada além de meus próprios pensamentos. Meu corpo todo estava relaxado, e nada poderia comprar a paz que eu sentia. Descansar era um privilégio que eu não tinha sempre. Molhei os lábios e dei mais um gole na bebida, minha mão esquerda foi para os meus cabelos e tocou meus piercings na orelha. Logo, a conversa que tive mais cedo com Alyssa, veio em minha mente. 

Eu encarava os dois, sem acreditar no que estava acontecendo. Sei bem de minha situação com a Alyssa, e como aquilo terminou. Esperava que ela estivesse com qualquer outra pessoa, não com meu melhor amigo.  — Vocês estão juntos? — Sem mais nem menos, as palavras pularam de minha boca. 

— Estamos namorando. — Lysandre respondeu incerto. Ele não me olhava direito, mas eu o encarava. 

Eu assenti e deixei meu olhar cair sobre Alyssa, que parecia nervosa.  — Bom, vamos, Lys? — Ela chamou, sem tirar os olhos de mim. Apartir dali, não prestei atenção no que ela falava a mais.

Justo com Lysandre, o cara que sempre esteve do meu lado. Tudo bem, sei que desde que vimos Alyssa ele tem interesse na garota. Sei como ela pode ser incrível na maior parte do tempo, e sei também, que é fácil de ama-la. Nunca tive uma sensação tão boa quanto a de sentir seus dedos em minha pele, sua mão em meu cabelo ou seus lábios nos meus. Nunca vi tanta beleza em uma só pessoa, e isso se dá por toda sua força, mas também aos seus limites. Uma garota como ela, é impossível de esquecer, e admitir isso, me assusta. 

Imediatamente, os pensamentos de como minha vida chegou a esse ponto, me lembro de como foi difícil lidar com a gravidez de Debrah. Quando descobri que ela estava grávida, dediquei todo o meu tempo para ela. Foram meses em que eu só pensava nela, só vivia para ela e para nosso filho. Eu queria fazer as coisas direito, como meus pais não fizeram. Até parei de ir no presídio visitar minha mãe por algum tempo. Nesses meses, acabei me afastando de Alyssa, por consequência. Mas eu não podia focar nela, precisava entender que eu ia ser pai e queria tentar com Debrah. Isso não quer dizer que eu não deixei de pensar nela; em todos os momentos tristes, imaginava o quanto queria seu abraço. Nos momentos de solidão, pensava como seria bom se Alyssa estivesse lá para fazer piadas. Todos os dias, antes de dormir, eu pensava em ligar ou mandar mensagem, e não o fiz. 

Lembro que tempo depois do Jayden nascer, Debrah mudou completamente; se apaixonou por aquele pequeno ser que emanava amor, virou outra garota. Uma que você respeita e que admira. A mãe perfeita. E eu? Bom, eu estava bobo de amor também, meu pequeno havia acabado de nascer e tinha meu rosto, meu cabelo, meus olhos. Ele era perfeito, como o pai. Mas então, focados em Jayden, esquecemos de "nós". Não fazíamos coisas de casais e estávamos completamente confortáveis com aquilo, não era pra ser. Chegamos a conclusão juntos de que não podíamos mais continuar daquele jeito. Eu já estava voltando pro mundo da música para bancar nós três, e precisava focar tanto nisso quanto em Jayden. Lembro-me perfeitamente, do dia em que sai.

Com lágrimas nos olhos e o bebê em seu braço esquerdo, a garota morena me observava com calma. — Então, é isso.

— É isso. — Disse, e ergui os ombros por alguns milésimos de segundo, colocando minha mochila. 

— Não acredito que fiz loucuras para você ficar comigo, e estou te deixando ir. — Uma lágrima escapou de seus olhos, é minha mão imediatamente foi para o seu rosto a limpando.

— Nem eu acredito, que estou te deixando. — Falei negando com a cabeça. — Garotão, em alguns dias, venho te buscar, tudo bem? — Falei, olhando meu filho.

— Castiel, por enquanto, quero que ele fique mais tempo comigo, sabe. Coisa de mãe. — Eu assenti.

— Vai ser muito difícil. — Meu olho se encheu. — Mas aos poucos vou aumentando os dias, quero ele tanto comigo quanto com você. 

— Claro. — Ela disse e eu sorri, e fiz carinho no rosto do meu filho, antes de me virar e abrir a porta. Eu sabia que aquilo, seria a coisa mais difícil em minha vida, e foi.

Naquele dia, eu chorei tudo o que pude, mas dali em diante, comecei a fazer as coisas direito; voltei a marcar shows, e gravar minhas músicas. Afinal, eu havia dito a Debrah que ia manter ela e a casa, até que Jayden ficasse maior. Foi difícil no começo, mas hoje, é fácil para mim. A banda estourou, eu faço o que mais amo na vida e sempre arrumo tempo para meu bem precioso. Claro que penso em como será estranho para Jayden ver outras crianças com os pais juntos, mas ele vai receber tanto amor de nós dois que não vai nem se importar. Tenho certeza que ele vai ser incrivelmente forte. 

A única coisa que não tenho em minha vida utópica é a Alyssa. A queria em minha vida nova, queria ela em meus shows, ao meu lado e em minha cama. Queria ela, e eu a teria. Em meio a todo essa caos da separação, tive muitas mulheres em minha vida, mas nenhuma delas me fez sentir como ela fazia. E já está mais do que na hora de eu correr atrás da minha garota.


Notas Finais


MUITO OBRIGADA PELO APOIO, COMENTÁRIOS E FAVORITOS! Amanhã responderei TODOS os do primeiro capítulo! <3 fico tão feliz com o apoio de vocês, gente. Sério mesmo, me motiva a continuar! Desculpem a demora, me digam o que acharam e se querem que continue! #CastAlly ou #LysAlly
(Mais do que nunca é importante essa hashtag, hehe.)
Asdoro vocês ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...