História Eu Odeio Você - CHANBAEK - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Tags Baekyeol, Chanbaek, Hunhan, Xiuchen
Visualizações 381
Palavras 1.136
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mals a demora, só queria dizer que finalmente terminei de planejar o que vai acontecer em todos os capítulos certinho, atrasos agora serão por causa das provas do último bimestre da minha escola que já estou fazendo. Aproveitem <3

Capítulo 10 - Capítulo X - "Chanyeol Gum"


 

 

Baekhyun mal acordou e estava com um sorriso de orelha a orelha, todo o tempo que passou xingando e odiando Park Chanyeol havia simplesmente sido deletado de sua mente no momento em que Chanyeol pediu para namorar consigo na noite anterior.

 

- Baekhyun eu estou apaixonado por você... – Ele engoliu seco. – Quer ser meu namorado?

- Sim, eu aceito ser seu namorado. – Baekhyun disse e imediatamente se abaixou e selou seus lábios com o do mais alto.

 

 

- Eu ainda acho que você cedeu fácil demais. – Jongdae repreendeu enquanto preparava seu café da manhã.

- Você não entende a força do amor. – Disse Baekhyun, distante.

- Amor? Você o conhece há o que? Um mês? Baekhyun você mesmo disse que odiava esse cara e agora já está caindo de amores por ele?

 

Baekhyun se calou, não queria estragar a magia daquele momento em uma discussão com o seu irmão mais novo. Colocou o seu uniforme e seguiu para a Moonpyo House. Chegando lá foi surpreendido por um ser alto lhe envolvendo seus longos braços. Baekhyun ficou corado ao notar todos os outros alunos lhes encarando estranho.

 

- Chanyeol, o que está fazendo? – Baekhyun se soltou do abraço do maior.

- Estou abraçando meu namorado. – Parou um pouco e depois continuou. – Não posso?

- Claro que pode, mas é que tem tanta gente olhando...

- Ah... – Chanyeol suspirou. – Então... nos vemos no intervalo, certo?

- Certo. – Chanyeol se aproximou e roubou um selinho de Baekhyun. – T-tchau.

 

XXX

 

 A aula estava sendo difícil para Baekhyun, além daquele assunto de química ser horrível, alguns de seus colegas de classe haviam visto a cena mais cedo e passaram toda a aula o olhando estranho. Na hora do intervalo, Baekhyun foi para a sua mesa de sempre e encontrou Luhan.

 

- O QUÊ?! – Luhan gritou após Baek ter contado tudo. – E você aceitou?

- Aceitei.

- Ficou louco?! É Park Chanyeol, a pior pessoa da face da Terra.

- Eu não sei o que aconteceu comigo, desde aquele dia que ele me beijou eu não consigo mais sentir ódio por ele. – Parou um pouco e bebeu água; - Sempre que penso nele lembro da cena de nós dois nos beijando naquela árvore, dele se jogando na minha frente e recebendo aquele tiro por mim.

- Como que ele saiu do hospital tão rápido? Levou o tiro ontem...

- Pelo que deu a entender a bala não atingiu nenhum ponto que o matasse e a removeram enquanto ele estava desmaiado. – Balançou a cabeça. – Mas isso não vem ao caso.

- Oi querido. – Chanyeol apareceu e sentou-se ao lado de Baekhyun.

- Oi Chanyeol...

- Nossa que seco.

- Eu acho que já vou indo. – Luhan fez menção de que ia se levantar.

- Por que? – Chanyeol perguntou.

- Porque não me faz bem ficar no mesmo ambiente que você. – Luhan era uma bicha rude.

- Olha Luhan, me desculpa, sério mesmo eu não sei onde eu estava com a cabeça quando eu te dei aquela surra.

 

O chinês ficou um tempo em silêncio e finalmente disse algo.

 

- Com o tempo eu posso aprender a te perdoar. – Se levantou. – Mas não tô afim de ficar segurando vela não.

 

Luhan saiu dali, um minuto depois Chanyeol passou seu braço em volta da cintura de Baekhyun, que se tremeu todo com essa aproximação.

- O que foi? – Chanyeol perguntou com uma voz que soou estranhamente doce para Baekhyun.

- Eu ainda não estou acostumado com essas demonstrações de carinho em público, ainda me incomodo com esse olhar estranho que as pessoas têm comigo.

- Você tem que parar de se importar com o que as pessoas pensam, se você fizer algo certo ou fizer algo errado, as pessoas sempre vão lhe julgar, então faça coisas que você mesmo goste.

 

Baekhyun ficou surpreso.

 

- Uau, nem parece você mesmo falando.

- Estou virando um adolescente.

- Você já tem dezoito anos.

- Ainda me considero um bebê. – Riram e Chanyeol deu um selinho no menor.

 

XXX

 

As aulas haviam acabado e Baekhyun já estava pronto para ir para casa com Luhan, mas foi surpreendido por um carro. Um carro que conhecia muito bem.

 

- Chanyeol? O que foi? – Baekhyun ficou confuso.

- Sehun me chamou para ir lá na casa dele, jogar, comer essas coisas... quer ir também? – Disse pelo vidro do carro, que já havia descido.

- Eu não sei...

- Você pode ir também Luhan.

- Não, obrig... – Luhan já ia seguir andando, mas lembrou-se que Chanyeol o havia convidado para ir na casa de Sehun, Sehun! – Pensando bem, eu não tenho nada melhor para fazer mesmo, vou sim.

- E você Baekkie?

- Vou também.

 

Chegaram à casa de Sehun e Baekhyun ficou surpreendido com o tamanho do lugar, era a primeira vez que frequentava uma casa de uma pessoa rica. Além disso também se sentia um intruso, Sehun havia convidado Chanyeol e muito provavelmente convidou Suho e Jongin também, ele estava ali de penetra pelo menos Luhan também estava ali.

- Sehun! – Chanyeol chamou assim que o viu e os três foram em direção ao dono da casa.

- Oi Chanyeol.

- Sehun. – Baekhyun começou. – Desculpe eu e meu amigo Luhan termos vindo sem ser convidados, nós...

- Tudo bem, com mais gente é mais divertido.

- Você chamou o Suho e o Jongin? – Chanyeol perguntou.

- Não. Suho ainda está muito abatido com essa história do Yixing e Jongin parece estar triste com alguma coisa também.

- Jongin está estranho desde que eu disse que comecei a namorar com o Baekhyun.

- O quê? Namoramos há menos de vinte e quatro horas e já está todo mundo sabendo?

- Só os meus amigos, se você não contou para mais ninguém claro.

- Só para o meu irmão e o Luhan.

- Baekhyun. – Sehun chamou. – Pode ir lá na geladeira pegar uns refrigerantes e umas cervejas?

Baekhyun assentiu e foi, afinal não poderia negar um pedido do anfitrião. Porém, ele se arrependeu quando já estava perdido dentro da casa, havia esquecido de perguntar para Sehun onde ficava a cozinha. Viu uma porta ao seu lado e resolveu entrar para ver se era lá, cozinhas geralmente não têm portas, mas Baekhyun já estava tão desesperado que tentaria de todas as maneiras encontrar o lugar. 
Abriu a porta e deu um grito quando encontrou alguém lá. Alguém que conhecia muito bem.

 

- AHHHHHHHHHHHHHHHH!

- Baekhyun! – A garota arregalou os olhos.

- S-S-S-S-Seunghee!

 

- Você é gay? – Perguntou e viu o garoto arregalar tanto os olhos que poderia virar ocidental.

- O quê?! N-não, eu nunca!

- Ah meu Deus, você é gay. Que nojo! – Se levantou rapidamente e colocou suas roupas.

- Seunghee, eu não sou...

- Cala a boca, não acredito que me senti atraída por um viadinho. – Ela saiu rapidamente dali.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...