História Eu queria apenas te amar... ABO (Taekook, Vkook) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 32
Palavras 841
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Versão do Capítulo por Kim Taehyung.

Capítulo 1 - 001:


             [KIM TAEHYUNG]

Acordo com uma gritaria enorme na sala, meu appa estava brigando com meu tio de novo, meu tio, Min Yoongi, um alfa, quer montar uma máfia sozinho com seu namorado, Park Jimin,  um ômega, mas ele é o braço direito de meu appa, sem Yoongi a máfia teria chances de ir a falência, mas eu não dou a mínima, quero mais é que eles se fodam, não quero nada desta droga, mas ninguém liga para minha opinião, "Você vai comandar minha máfia sim!",  é uma frase que meu appa diz toda vez que discordo dele em relação ao meu futuro, eu não tenho opção, sou apenas um boneco comandado por esses desgraçados. 

Eu me levanto, coloco uma calça moletom preta, porque estava apenas de cueca, coloco uma caixa de cigarros e um isqueiro no bolso e saio do quarto, ignoro a presença de meu appa e meus tios, assim como eles fizeram, e subo para o telhado, o meu lugar favorito, apenas por ser o único lugar que tenho paz, chegando lá vejo Hoseok fumando também, ele estava apenas de cueca box olhando para o prédio dos Jeon, família de meu amado.

– Bom dia amor.

Eu ignoro Hoseok e me sento ao lado dele, como de costume.

– Sabe...porque você não desiste? Você sabe que sairá morto de qualquer jeito.

Hoseok me diz isto todos os dias, eu me irrito cada vez mais que ele solta estas palavras pela boca, ele não entende que não dá pra desistir da pessoa que você ama, eu apenas o ignoro, pego um cigarro em meu bolso, acendo com o isqueiro e levo em direção a minha boca.

– A vida não é fácil Hoseok, não pense que se eu desistir de Jungkook eu terei uma vida feliz, nada é fácil.

– Tente pelo menos uma vez, deixe eu tentar fazer você feliz.

– Você já falou isso um milhão de vezes e já sabe da minha resposta – Levo o cigarro a minha boca, puxando e soltando o ar.

– Pelo menos uma vez, você sabe que a relação de vocês é impossível.

– Hoseok, eu já disse que não!

– Por favor, me deixe fazer você me amar.

– CARALHO HOSEOK! VOCÊ NÃO ENTENDE! NÃO É FÁCIL DESISTIR DA PESSOA QUE AMA! EU TENHO NOJO DE VOCÊ, ENTENDEU? NOJO! EU NUNCA IREI TE AMAR, ESSE NAMORO É UMA FARSA, UMA MERDA! – Cuspo as palavras na cara dele, me levanto e vou embora.

– Eu entendo sim e muito... – Ouso ele falar com a voz embargada.

– Nunca esqueça, eu tenho nojo...

– Nunca se esqueça, eu te amo...

O ignoro e vou embora, saio do telhado e sigo para meu quarto, meus tios já tinham ido embora, resolvo não perguntar para meu appa sobre o que aconteceu, já estava claro, sua feição era de ódio, entro em meu quarto, coloco uma música, Find what you're looking for, era a minha música com o Jungkook, uma das únicas coisas que me fazia sentir que ele estava ao meu lado, era tão bom, mesmo sendo uma ilusão. Estava em um transe, pensando em Jeon, quando meu appa aparece na porta.

– Que merda você fez Kim Taehyung?

– O que foi? – Falo pausando a música de tirando os fones.

– Hoseok acabou de sair daqui com uma feição depressiva.

– Ele me dá nojo, eu não aguentei.

– Kim Taehyung, eu já falei pra você não fazer isso, querendo ou não você vai amar Hoseok.

– EU ODEIO AQUELE GAROTO, VOCÊ NÃO ENTENDE? EU AMO JUNGKOOK, ELE SIM É O AMOR DA MINHA VIDA, NÃO AQUELE NOJENTO!

– NÃO CITE O NOME DESSE GAROTO AQUI SUA PESTE!

– Respiro fundo – Foi só pra isso que veio aqui?

– Não, vamos ter uma reunião com a máfia de meu amigo, queremos fazer algumas parcerias e você terá que ir junto.

– Eu não vou.

– Foda-se, não perguntei, vai logo, se arrume.

– Eu não tenho opinião mesmo.

– Não tem, vá logo, sem enrolações.

– VÁ EMBORA! – Uso minha voz de alfa, por ser um ômega, meu appa estremece e fecha a porta, mas com uma feição de ódio em sua face.

O único motivo para eu querer ir nessa reunião é que talvez Jeon esteja lá, eu realmente quero vê-lo, não tem a mínima possibilidade disso acontecer, mas tudo bem.

Logo após alguns minutos, eu estou pronto, saio de meu quarto e vejo minha omma, minha irmã e meus dois irmãos sentados no sofá.

– Bom dia Taehyung.

– Bom dia Young Lee – Não costumo chamar minha omma de omma.

Pego meu celular para passar o tempo até meu pai chegar, nós seguimos para o carro em silêncio, durante todo o caminho, meu appa só sabia falar em como meu tio é um merda e como sua máfia será insignificante. Chegando no local da reunião, eu me sento em umas cadeiras junto com meus irmãos, olho ao redor para ver se encontro Jungkook, nada, nenhum sinal dele, dou um suspiro de fustração e me acomodo na cadeira, até sentir alguém me observar, olho para todos os lados, até achar Jungkook, ele estava escondido em um canto, eu preciso ir falar com ele, Jungkook, me espere meu amor.






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...