1. Spirit Fanfics >
  2. Eu quero engravidar. Taekook, Vkook. >
  3. One

História Eu quero engravidar. Taekook, Vkook. - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - One


 Taehyung gostava de segurar Jungkook pertinho depois de uma rodada de sexo — com direito a preliminares e tudo. Às vezes, porém, eles não perdiam tempo e iam logo para o "vamos ver".

Oba-oba, ranger de cama e seus sinônimos aí.

E Jungkook gostava de deitar contra o peitoral do namorado, respirar seu cheiro e ter seus cabelos afagagos de todas as formas e jeitos que pedia. Ele costumava a suspirar tanto, que se igualava à quantidade de suspiros quando estavam tendo sexo. 

Dedilhando pela pele nua e suada de Taehyung, Jeon fazia alguns traços desajeitados, parecendo se lembrar de alguma coisa. 

— Tae?

— sim?

— se lembra da nossa conversa de ontem, sobre ter filhos? — pergunta, tendo Taehyung acenando. — então. Eu ainda quero ter filhos. 

— não é um pouco cedo,amor? Estamos juntos há apenas seis anos.

As sobrancelhas de Jungkool arquearam e ele deu um olhar aguçado ao loiro. 

— seis anos não parecem poucos para mim. — resmunga.

— tudo bem, vai. Você quer menina ou menino? 

— pode ser qualquer um, mas meninos são tão bonitinhos com aquelas roupas. Pode ser menina. Pode ser os dois. Tae, vamos ter dois!

— claro que não! Dá muito trabalho!

— hum... — virou-se de barriga para cima, sorrindo abertamente. Ele até poderia imaginar este quarto todo decorado coloridamente. Tudo entrava na sua mente, menos os protestos do loiro. — quero engravidar de gêmeos. 

— Jungkook...

— não, espera. Trigêmeos!

— Jungkook!

— que é? Acha melhor setúplos?

Taehyung apertou a ponta do nariz, sem paciência. 

— você não aguentaria sete, amor. E nós não vamos ter setúplos. Imagina sete nenéns chorando ao mesmo tempo? Ou morremos de ataque cardíaco ou nos matamos.

— nossa...

Talvez fosse verdade, mas ainda sim era uma idéia adorável. 

Três segundos de caretas e encaros depois, Jeon disse:

— ainda quero engravidar. 

não vai dar. Em primeiro lugar, não temos dinheiro pra pagar sete fraldas por hora. Não quero ver tanto xixi assim em tão curto espaço de tempo, tá? — ele destacou como se estivesse falando com uma criança. E Jungkook era. — em segundo lugar, você vai ficar  muito manhoso se isso acontecer e eu que terei que comprar todo tipo de comida em horas inusitadas. Isso cansa.

— mas...

— pshh. E em terceiro e último lugar: homens ainda não podem engravidar, Jungkook. Aceite isso. 

— argh, eu te odeio!

Ele se levantara, ainda pelado e agora descabelado de raiva. Com ela, foi ao banheiro para colocar suas roupas, enquanto Taehyung ainda o atiçava:

— me odeia por você não ter útero?!

— cala boca!

— mas eu... Jung-Jungkook, não joga roupa suja em mim, é nojento! — reclamou, também se saindo da cama. Sem as respostas do namorado, tendo apenas seus resmungos irritadiços e grunhidos, o Kim teve de sugerir: — mas se você quiser tentar ter um bebê até um útero nascer em você, tudo bem. Nada contra.

— não fala comigo!

Taehyung tinha apenas uma escolha agora: mimar muito Jungkook para que não ficasse com um mês de greve.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...