História Eu sei, meu filho. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook)
Visualizações 29
Palavras 391
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


pensei nisso e fiz rapidinho :)))))

obrigada @moonchildz pela capa linda, te amo.
(vão no perfil dela ver as histórias, são lindas)

Capítulo 1 - Pai, eu sou gay.


Jungkook estava cansando.

Jungkook estava cansando de esconder que ele beijava meninos, que ele namorava meninos e que ele transava com meninos.

Não que alguém tivesse que saber disso, nunca, e Jungkook tinha total consciência.

Ele só estava cansando de esconder, que ele fazia isso com meninos, e não com garotas.

Ser filho único de pai empresário bem sucedido não é nem um pouco fácil. Jungkook poderia ter todos os desejos materiais em suas mãos. Ele só não tinha uma coisa. A certeza de que seu pai o amava do jeito que ele realmente era.

Para o moreno, que agora estava com o celular em suas mãos, já chega. Ele iria contar tudo para seu pai.

A cada número discado, uma lagrima caía.

Oh céus, Jeon Jungkook realmente sofria com isso.

Estava chamando, suas mãos tremendo e lágrimas descendo. Seu pai realmente iria escuta-lo?

- Alô? ... alô?

Ele não conseguia falar nada, travou, travou em seus pensamentos que o levavam a imagens ruins, vozes ruins... Ele não queria ser desprezado pelo próprio pai. "Devo falar e desabafar, ou devo me esconder e sofrer?" Pensou.

Desligou o celular. O menino Jungkook encerrou a chamada.

Parou de pensar no que acabara de fazer ao escutar o celular tocando.

- Jungkook? O que você quer?

Fechou os olhos enguliou o choro e...

- Pai, eu sou gay. - Um silêncio, um silêncio dos dois lados. Jungkook estava prestes a encerrar a chamada novamente e arrumar suas coisas para ir embora, mas...

- Idai? Idai que você é gay? O que eu tenho a ver com sua vida? Eu estou no trabalho, não me pertube mais.

Jungkook soltou todo o ar que estava preso em seus pulmões, suas lágrimas caíram novamente mas não sabia o que estava sentindo. Olhou pra tela do celular, seu pai ainda não havia desligado, então ele o fez, sentando em sua cama e largando o seu aparelho.

Novamente estava chamando.

Atendeu, e colocou ao seu ouvido ainda tremendo.

- Jeon, eu já sabia. Eu posso não falar muito com você, mas eu sou observador, eu sou seu pai. Pode trazer seus namorados pra nossa casa, desde que eles não aprontem com você. Olha se um desses caras magoam você eu arreben-

- Eu te amo. - Ele pode ouvir seu pai do outro lado da linha rindo.

- Eu também te amo, meu filho.


Notas Finais


eu amo o pai do jungkook, eh isto


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...