História "Eu sei que você está ai, por favor, me deixe entrar." - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias O Lado Bom da Vida
Tags Romance
Visualizações 0
Palavras 716
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Estupro, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olha eu de novo ♥

Capítulo 6 - "Manual do suicídio"


Já tem um mês desde que as aulas começaram, nesse últimos dias eu e o Filipe ficamos muito amigo graças ao nosso amor pela música,  ele é realmente legal e um ótimo músico... Meu relacionamento como o Luka também está incrível, é impressionante o tanto que ele me faz sentir bem, eu o amo tanto!

Eu estava no quarto arrumando algumas coisas até que um pedaço de papel bem dobrado cai de uma agenda minha eu só guardo no bolso e continuo arrumando as coisas. Termino de arrumar tudo e vou tomar um banho para ir à aula de dança,  enquanto eu tirava meu short o mesmo papel caiu, eu me sentei no chão do banheiro - Com a porta trancada - desdobrei e comecei a ler o papel...

"Comece se chorando todas as noites, após isso se corte pois só chorar não alivia mais a angústia e seu sofrimento interno, noites em claro e muito acumulo de sono basta isso é você já estará pensando na melhor forma de morrer, agora tome a decisão de cometer suicídio, escreva e reescrever sua carta de suicídio,  se foi não quiser ninguém mexendo nas suas coisas para obter 'resposta' queime tudo, apague todas as conversas, contas e históricos... Então finalmente chega a hora, vá até sua cama, coloque a sua carta no seu colo e faça um corte bem profundo em cada um dos pulsos ou só tome todos os remédios que você  encontrar ou simplesmente vá até o prédio mais alto que você conhece e se jogue de lá, e fim, é simples não é?  'Ela tinha apenas 14 anos', 'Ela era tão bonita', 'Ela fez isso para chamar atenção', 'Ela era uma puta mesmo', 'Ela era um boa pessoa' karalho não fode, vão para o inferno vocês e essas suas palavras medíocres, vocês fingem que se importam, mas o que adianta? Estou morta agora não é mesmo? Todos os motivos desse gesto tão inconsequente de uma garota, todos os motivos que me levaram a tirar a minha própria vida estão jogados em algum lugar pela bagunça do meu quarto... Sou eu, a loretta e essa é minha carta, ou melhor, o manual do suicídio"

Ao ler isso eu desabei a chorar, asllágrimas escorriam em meu rosto e caiam no papel que já estava manchado de sangue, do meu sangue que caiu aí no dia em que eu escrevi essa  carta há um pouco mais de um ano, isso ocorreu depois que meu irmão morreu e minha mãe ficou louca com isso e entrou em uma depressão profunda, ela foi internada pouco depois de tentar se jogar de uma ponte. Eu não sei porque guardei isso eu não consigo nem jogar essa porcaria de carta fora...

Eu fiquei um tempo no chão do banheiro paralisada e chorando por conta daquela carta, depois de bastante esforço eu consegui tomar meu banho e me vestir, mas eu fiquei o resto do dia no quarto deitada pensando sobre o ano passado até que eu finalmente peguei no sono... 

-Loretta... acorda... O que houve...? 

Eu escutava uma voz doce e sentia alguém me balançar delicadamente, abri os olhos e vi a Bruna tentando me acordar, os outros estavam em pé me olhando. Me sento na cama para poder falar com eles.

-Que horas são? - Eu perguntei confusa.

-20:00, você não apareceu na aula de dança e nem nas outras aulas então eu fiquei preocupado - Luka disse e se sentou na minha cama e as meninas e o Filipe fuzilaram ele com o olhar - Er... quer dizer, nós ficamos preocupados -Eu ri um pouco. 

-Droga... Eu só não estava muito bem aí eu me deitei um pouco e acabei dormindo.

-Da próxima vez avisa para algum de nós - falou à Iara.

-Acho melhor vocês deixarem ela descansar... - A Ana vitória sugeriu. 

-Sim.. melhoras - O Filipe me deu um beijo na testa e saiu, Luka o fuzilou com o olhar.

As meninas também saíram porém o Luka nem si móvel do lugar. 

-Eu vou ficar aqui até você se sentir bem - ele sorrio para mim.

-Não precisa, pode ir fazer suas coisas - me deito de novos na cama e me viro para a parede.

-Não mesmo, eu vou ficar aqui mesmo você não querendo - ele se deita do meu lado e me abraça por trás. 




Notas Finais


Suicídio não é a resposta, se você pensa em suicídio procure ajuda, não tire sua própria vida, com certeza não vale a pena. Esvazie sua mente, respire fundo, pense em você e em todas as pessoas que te amam, principalmente seus pais, pense na dor que eles irão sentir... levante a cabeça e continue lutando pela sua felicidade e principalmente se ame!

Tchau ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...