História Eu sou apenas mais uma pra você, Offenderman. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Lendas Urbanas
Personagens Personagens Originais
Tags Creepypasta, Romance, Sobrenatural
Visualizações 168
Palavras 1.022
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


Oiie amores, turuh pãozinho com vcs? Espero q sim.
Acho q o capítulo nop ficou muito bom mais tenham uma ótima leitura. :3 ❤

Capítulo 1 - I


"Camilla - Seu nojento! Você não presta, Smexy! Nunca prestou para nada! - Grito com Smexy, sem pensar duas vezes.

Offender - Merda! Já disse para não me chamar do meu verdadeiro nome. E outra, o que eu fiz dessa vez? - Ele pergunta, colocando a mão no rosto demonstrando sua irritação.

Camilla - Não se faça de idiota... VOCÊ SABE MUITO BEM! - Grito mais uma vez, ele me olha de lado e volta a olhar a TV.

Offender - Só porque eu fodo outras mulheres? Rsrs... Não me faça rir. Eu sempre fodi com várias mulheres e não é você que vai me obrigar a parar, entendeu? Ou vou ter que ser mais claro? - Ele diz com sua voz grossa, desligando a TV e se levantando.

Baixo a cabeça pensando no que estou fazendo, ouço seus passos se aproximando de mim. Ele para na minha frente mais continuei com a cabeça baixa, ele coloca seu dedo indicador no meu queixo, me fazendo levantar a cabeça para encará-lo.

Offender - Não entendi... Cadê aquela valentia toda? Onde foi para aquela coragem?... ( permaneci calada, apenas o encarando )... Parece que perdeu, não é? Sabe que é verdade. Eu fodi outras mulheres e você nunca reclamou... Por quê está agora? Você é tão ridícula e chega a ser engraçada. - Ele zomba de mim, apertando minhas bochechas e me provocando.

Camilla - Se é assim... Então eu também posso transar com vários homens, não é mesmo? Rsrsrs... É justo, você aqui cheio das suas prisioneiras e eu com os meus, o que acha? Hahaha... - Digo zombando e provocando ao mesmo tempo. Seus olhos ficam magenta e sua boca abriu cheia de dentes afiados, ele agarra meu pescoço e aperta com força.

Fico com falta de ar, me debato algumas vezes mais minha visão começa a ficar embasada. Até que batem na porta,duas mulheres entram... Offenderman me joga no chão, tosso até minha garganta começar a doer.

Offenderman vai até as duas com o sorriso malicioso de sempre, ele rasga as roupas íntimas das mulheres com os tentáculos. Ele se vira para me olhar, elas tiram sua roupa... Uma se abaixa até seu membro e o chupa, e a outra ele beija ferozmente.

Offender - Viu? Eu não preciso de você, eu tenho minhas prisioneiras, minhas servas, minhas prostitutas... Você é apenas uma vadia implorando por atenção de um ser que não é de uma mulher só. Você é só mais uma entre tantas... Hahahaha!! - Ele ri depois volta a beija a mulher, eu fui obrigada a ficar ali... Olhando aquela cena horrível. " 

*..*..*

Camilla:

Acordo com um leve susto, esse pesadelo parece que nunca vai acabar. Sonhar com ele, é como sonhar com a própria morte.

 ( Outra vez eu sonho com esse maldito dia, se eu pudesse voltar no tempo... Não teria indo com ele. Não consigo acreditar que sonhei com isso de novo!) 

Saio dos meus pensamentos, estou no ônibus indo para casa. Vendo as mesmas coisas, meus dias são tediosos...Que bom que ainda não chegou no ponto onde eu desço assim que chega no meu ponto, desço do ônibus. Passo pela praça que é um atalho para o hotel onde moro ( chegando no hotel ), entro e pego o elevador... Chego em meu apartamento, e a primeira coisa que faço é tirar os sapatos que estão me matando.

Sento no sofá por leves minutos, ligo a TV e está passando a mesma coisa que antes, das mulheres e prostituídas que desabareceram. Sei muito bem com quem elas podem está mais eu não ligo, com tanto que ele não me encontre já é o suficiente.

Desligo a TV e vou tomar um banho...


Quebra de tempo...


Saio do banheiro e vou para o meu quarto, começo a me trocar. Assim que termino, vou para a cozinha... Faço algo para comer depois que como, escovo meus dentes e vou para cama dormir e começar meu dia tedioso mais uma vez.

Acordo com o despertador, me enchendo o saco. Fico deitada por 5 minutos e me levanto, tomo banho, bebo um café com leite, pego minhas coisas e vou correndo pegar o ônibus ( chegando no trabalho ). Entro na empresa, pego o elevador e vou para minha mesa... Como sempre, tem os papéis para eu entregar pra minha ajudante.

Pego e vou na mesa dela, e vejo as mesmas coisas de sempre. Meu chefe leva sua amante para sua sala, sua esposa brigando com a ajudante dela e depois ela pega os dois no flagra e vem desabafar pra mim.

Karol ( esposa do chefe ) - Camilla, eu não sei mais o que fazer. - Ela diz, chorando enquanto toma água com açúcar.

Camilla - Bem, você deveria se divórciar dele. - Falo tentando convencê-la.

Karol - O problema é que eu amo ele ainda e... Odeio ele ao mesmo tempo. - Ela diz, chorando e logo em seguinte me abraçando. Depois de horas de trabalho, a hora de ir embora chega.

Saio de lá com presa mais sou obrigada a ir um pouco devagar para esperar meu amigo, vamos até o ponto de ônibus, eu fico e ele vai embora. Meu ônibus chega e eu entro, vejo pela janela a mesma coisa... O mesmo casal brigando, um rapaz passeando com seu cachorro, briga de trânsito, etc.

Chego no ponto, desço e vou para o hotel. ( chegando no hotel ) pego o elevador e vou para o meu apartamento, dessa vez corro para o banheiro e tomo um banho, não como nada e vou assistir TV. Não tem nada passando quando eu ia desligar, meu amigo me manda mensagem...

"Mensagens:

 Rodrigo ( amigo ) - Hey Cami, vamos sair qualquer dia dessas?

Camiila - Sim! Vou ver o dia que vai dá e te aviso.

Rodrigo - Okay, então está combinado.

Camilla - Bem, a conversa está boa mais eu preciso ir.

Rodrigo - Ah, sim! Sem problemas. Beijos minha linda, até o nosso encontro♡.

Camilla - Beijos, até ❥. "

Muito óbvio que eu aceitei, será que amanhã ( talvez ) vai dá? Bem, tenho certeza que não. Então nesse caso, no sábado... Amanhã eu o aviso e iremos ver aonde vamos mais eu vou dormir e encarar mais um dia tedioso.





Notas Finais


Guys, acho q nop ficou muito bom mais obrigada por lerem. Espero q tenham gostado.
Até o próximo
❤😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...