História Eu Sou Ninguém - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Nanjin, Romance, Suícidio, Yaio, Yuri
Visualizações 10
Palavras 909
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem se tiver algum erro de pt, porque eu fiz e logo postei sem ler o capítulo novamente, mas qualquer coisa vejo depois e arrumo.

Espero que gostem boa leitura! ^^

Capítulo 1 - Uma pequena introdução...


Fanfic / Fanfiction Eu Sou Ninguém - Capítulo 1 - Uma pequena introdução...

Sinto uma leve brisa de vento bater em meu rosto, com a forte luz solar à acompanhando, logo com o incômodo, me cubro com o lençou, a manhã estava calma e silenciosa, quando meu celular começa a apitar loucamente, me fazendo pular de susto. O desligo rapidamente e a quietude do lugar é quebrada com um longo suspiro meu...

*suspiro*

Mãe: RENAATAAAAA!!! HORA DE ACORDAAR!!

E lógico com os berros da minha mãe também... É... e como um lindo dia, logo os berros dela são acompanhados com o despertador... DE NOVO!

Renata: ORA!! SEU... FILHO DA.. AAH! (Me estico à procura do celular para literalmente espanca-lo e acabo caindo e levando as cobertas juntas, acompanhado com doce gosto de cabelos em minha boca...)

Renata: Pe!! PLE!! PLE!! (*cuspindo cabelo*)

Minha mãe abre a porta com tudo perguntando desesperadamente o que aconteceu, contei para ela o ocorrido e ela como uma ÓTIMA MÃE, que ela é, começou a rir e eu fiquei esperando ela parar, para dizer que não tinha graça nenhuma...

Mãe: Haha...ai ai, minha barriga...Só você mesmo viu filha...

Renata: ....

Eu fico à encarando com uma cara que expressase um "Ra, ra, ra, muito engraçado".

Renata: Pensei que estivesse no trabalho, o que faz aqui?

Mãe: Hoje resolvi ficar em casa, aproveitar para resolver umas coisas...

Minha mãe é uma pessoa séria, mas por causa do ocorrido, acredito que você esteja pensando "Séria? Hm hmm, sei...Se ela é séria eu sou um unicórnio", mas acredite ou não, ela é, eu, ela e meu padrasto vivemos nos mudando por conta do trabalho dela, e viemos morar numa nova cidade que se chama Howlinyudi, não, não é essa cidade que você está pensando, eu também fui enganada...
Eu me chamo Renata tenho 17 anos e estou no 2° ano do ensino médio, fui transferida para uma escola nova e infelizmente não conheço ninguém lá, minha família é nobre, então tenho sempre que manter a cabeça erguida, tirar boas notas e bla bla, essas coisas de famílias ricas, mas o problema é que minha mãe trabalha muito e meu padrasto vive no computador administrando as coisas para a empresa a que trabalha chamada "Factura Express", uma empressa famosa por aqui, existem várias delas em todo o EUA, não tenho muito tempo com ele, mas ele é uma pessoa incrível. Bem....Meu pai morreu à 3 anos num acidente de carro e depois de um tempo a família mudou um pouco, não que ela fosse diferente antes, mas...Eu acho que ficamos distantes durantes estes 3 anos...
Na casa morram, eu, minha mãe, meu padrasto,7 empregradas, meus cachorros, Rex, que é um Rasque Sibeliano e Zeus um Golden, e um gato preto chamado Blue, é uma história besta, do porquê ele ter esse nome... Simplificando um balde de tinta azul caiu em cima dele, no dia da reforma e ele foi nomeado. Meus 2 cachorros, já tenho a um bom tempo, mas blue faz pouco tempo que o ganhei, esses três dão um trabalho enorme, mas amo eles três, mas então você me pergunta, "Mas porque você não deixa as empregadas cuidarem deles?" 1° que os animais são meus, 2° que elas são empregadas e não minha escravas e 3° para mudar de assunto não gosto de me dirigir à elas como empregadas e sim...ajudantes? Acredito que a palavra empregada seja muito forte então, assim sempre me dirijo à elas com seus nomes.
Amanhã será meu primeiro dia na escola e hoje irei comprar meu material com Jack (Jackeline) uma das AJUDANTES...

[...]

...QUEBRA DE TEMPO...

Voltamos para casa, quando termino de comprar tudo que preciso e percebo que a noite estava diante de meus olhos mais rápido do que eu poderia ter percebido...
Estávamos eu e Jack na limosine, por mais que eu tenha falado para minha mãe que é uma grande perda de dinheiro e muito exagero, ela continua falando para eu ir de limosine literalmente para todos os lugares.
Jack me pega olhando admirada para cima, vendo o céu negro com aquelas pequenas luzes chamadas estrelas e a Lua, o clareando...

Jack: Você gosta do céu senhorita?

Renata: Sim...Já disse para não se dirigir a mim tão formalmente, me chame apenas de Re ou Renata...

Jack: Muito bem...Te chamarei de Renata...

Renata: Não que eu não goste do dia, mas prefiro a noite...Me sinto confortável de noite, sinto que tudo e todos ao redor ficam caumos, sem brigas, sem agitação...

Dou uma brevê pausa esperando Jack entender o que digo

Renata: Amo olhar para o céu quando está de noite, sinto um vazio ecoando dentro de mim, quando vejo aquela escuridão, mas logo esse sentimento vai embora quando olha para a Lua...

Jack: Isso foi poético... E por que?

Renata: Bom...Ao olhar para a Lua, me sinto próxima à todos que amo, porque sei que estás pessoas iram olhar para a mesma Lua, uma hora, nesse mesmo estante sei que por mais que estejamos longe uns dos outros, temos uma certa ligação ao fazermos isso...

Dou um pausa novamente, dessa vez com um suspiro meio irronico

Renata: Eu sou muito boba, não é?

Jack: Não acho isso senhori- Renata, acho que tem uma serta convicsão quando diz isso.

Eu dou um sorriso e logo me direciono ao céu, olhando aquela linda lua...

.... Pov's on Narradora ....

No outro canto da cidade estava o jovem cantor Jungkook olhando para a mesma Lua, sentindo a pequena brisa em seu rosto...

Continua....


Notas Finais


Não se esqueçam de comentar e favoritar a fic, pois ajuda muito ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...