1. Spirit Fanfics >
  2. Eu sou o XXX do meu idolo! >
  3. Capítulo 5

História Eu sou o XXX do meu idolo! - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Aviso: esse capítulo contém vergonha,  E fogo no rabo,  caso não queiram passar vergonha ou algo do tipo sugiro não lerem.  Desculpem por qualquer erro. 

Capítulo 7 - Capítulo 5


" Tudo que eu queria era abandonar esse lugar e ir ficar entre as estrelas.  " Gabriel se assustou ao ouvir um grito,  pela voz parecia ser de uma mulher.  O mesmo correu pelos corredores da casa indo em direção ao grito,  até que se deparou com Christopher pegando uma mulher de cabelos castanhos em seus braços,  a mesma estava inconsciente. - O que houve?!  - Questinou Gabriel,  o mesmo olhava a garota preocupado. - Ela foi atacada,  Gabriel por favor,  saia da frente!  - Christopher ordenou,  com um tom grosso e ignorante enquanto empurrou o loiro de leve para que pudesse passar. O loiro olhou aquela situação sem saber o que fazer,  ele simplesmente olhou o chão mordendo o labio fortemente. " Esse é o momento das fanfics onde chega uma mulher para estragar o casal principal! ",  era isso que o mesmo pensava,  porém,  ainda havia uma expressão preocupada e triste em seu rosto.  " Eu sempre odiei as protagonistas por ficarem sempre caladas quando uma mulher chega pra estragar tudo mas... isso realmente dói. " _[...]_ Gabriel jogou o corpo do mesmo contra  aquela calma macia,  pensativo sobre o que deveria fazer,  É se aquela mulher seria mesmo a sua "inimiga". O mesmo ainda perdido em seus pensamentos um pouco "loucos",  pegou o celular do mesmo e foi diretamente até o whatsapp,  Onde invés de falar com a sua amada e confiável amiga,  Beatriz,  foi falar com outra. " Shiro?  ",  essa era a mensagem que o mesmo mandou,  É ficou esperando a resposta por uns minutos. " oiih amorzinho.  ",  Gabriel sorriu levemente com a resposta,  pela mensagem parecia uma pessoa bem inocente porém,  não passava de uma safada. " Está disposta agora? " Questinou ele. " Disposta não to não,  tenho muita coisa pra fazer porém,  fala aí. ",  Gabriel riu levemente enquanto digitava. " Olha,  o que você faz quando gosta de um homem?  " Questinou,  deixando um suspiro escapar após mandar a mensagem. " Eu sei lá,  sinto muito se eu parecer hetero sexual porém eu quase nem jogo nesse time de homem.  Só se ele for de um mangá de yaoi.  " O loiro soltou o celular deixando o mesmo cair na cama.  Voltando a olhar o teto um pouco agoniado enquanto pensava sem parar. Enquanto encarava o teto ainda meio abstraído. Perdido em suas memórias,  escutou alguém batendo na porta.  E logo olhou em direção da mesma,  um pouco curioso para ver quem era. - Pode entrar.  - Confirmou calmamente,  Enquanto observava a porta se abrindo,  se sentou na cama vendo que era ninguém menos que uma empregada. - Senhor Gabriel,  O patrão te chamou para comer.  - A empregada deu um leve sorriso,  e se retirou do local já que já havia feito o que lhe ordenaram. - Eu simplesmente estou me apreendendo de estar aqui.  - O loiro reclamou baixo.  Em seguida se levantou arrumando as roupas que usava,  e caminhou até a porta passando pela a mesma. Andou calmamente  pelos corredores da casa,  ainda distraído.  Após uns minutos desceu uma escada com uns 5 degraus.  Voltou a andar calmamente,  até chegar na cozinha.  Ficou parado na entrada da mesma enquanto observa Christopher e a mulher que havia chegado chegado inconsciente. Decidiu ignorar ambos.  E se virou provavelmente é saiu daquele lugar,  que o deixava um pouco desconfortável,  principalmente com aqueles dois. Perdido em seus pensamentos,  suspirou pesadamente. " Se eu estivesse em um tipo de fanfic,   provavelmente seria uma fanfic bem rápida,  certo?  Eu literalmente estaria no Rio e do nada estou aqui,  em São Paulo sentindo ciúmes pelo meu idolo. Talvez pareça loucura,  Eu não consigo entender o motivo de eu estar assim.  Era apenas uma paixão de ídolo,  certo?... " O mesmo olhou até o céu enquanto pensava. - Pse,  acho que irei escrever um livro sobre isso.  - Ele parou de andar e um sorriso surgiu dos seus lábios. - vamos ver... Eu preciso de um elenco, certo?  ou pelo menos descrever a imagem dos personagens.  como irei fazer um filme ou uma série sem saber a aparência de cada um?  - O loiro não havia percebido,  porém,  pelo tom da sua voz parecia estar animado. - Falado sozinho?  -   Kristian,  com os seus belos cabelos loiros com alguns fios castanhos e olhos azuis.  Aproximou-se de Gabriel,  deixando um belo sorriso se formar em seus lábios rosados e macios. - Talvez sim,  se tiver alguém aqui do meu lado ai não sei.  - O menor revirou os olhos,  desviando o seu olhar diretamente para o céu. - Eu sei.  - Ele se aproximou de Gabriel,  ficando do lado do mesmo.  - sobre você é o Christopher. - Que estamos juntos?  - Questinou Gabriel,  olhando Kristian pelo canto do olho. - quer dizer a mentira de vocês?  - Kristian olhou ele sorrindo vitorioso e um tanto orgulhoso.  - Pelo menos ele tem bom gosto. - Se você acha.  - Gabriel virou o rosto para o lado,  levantando um pouco a cabeça.  se esforçando para ignorar quem estava do seu lado. - Hey,  por que está assim?  - Ele passou o braço por cima dos ombros de Gabriel.  que o olhou surpreso.  - O que está fazendo?  - Questinou Gabriel,  quebrando o contato visual de ambos. - Nada.  quer ir para um lugar legal?  - Questinou Krisitian,  ainda mantendo aquele sorriso no rosto. Gabriel olhou o mesmo um pouco curioso com esse tal lugar. - Onde é este lugar?  - Questinou. -É um bar,  em outras palavras.  - Krisitian olhou para o céu.  - Vai querer ir junto?  - Questinou. - Hum... - Gabriel desviou o olhar para o lado pensativo.   - gosto de bares.  - Respondeu sorrindo calmamente. - Legal!  - Kristian sorriu animadamente,  em seguida começou a andar na frente,  deixando Gabriel para trás.  O loiro foi correndo atrás do mesmo,  tentando acompanhar ele. _*[...]*_ Após alguns minutos caminhando,  Kristian chamou um Uber e ambos ficaram esperando de pé até o mesmo chegar. Gabriel suspirou pesado,  deixando o seu olhar ir até o chão.  Parecia meio desapontado. - O que houve?  - Questinou Kristian,  olhando para Gabriel. - Eu to bem sim. - Gabriel olhou ele,  sorrindo bem levemente para tentar demonstrar a sua felicidade porém,  era uma tentativa falha.  Ele podia sorrir o quanto quiser porém,  os seus olhos nunca iriam conseguir disfarçar a tristeza que sentia. - por que está mentindo?  - Questinou novamente,  enquanto se afastava da parede que estava encostado. - Eu to bem,  ok?  - Gabriel desviou o olhar. Kristian deixou um sorriso escapar enquanto observava Gabriel,  um tanto curioso. - Já entendi o que está acontecendo.  - Ele afirmou,  Ainda com o sorriso nos lábios. - Como assim?... - Gabriel olhou ele,  um pouco desconfiado. - Você está atuando!  - Kristian riu levemente e bateu de leve nas costas do loiro.  - Você é bom nisso,  faz o que da vida? Gabriel sorriu levemente,  enquanto observava Kristian. - Eu...  - Ele mordeu o labio,  tava um pouco assustado com a reação de Kristian,  porém,  resolveu arriscar. - Eu sou um dançarino,  um dançarino de um bar gay.  - Gabriel desviou o olhar,  um pouco desconfortável. - Sério?  - Kristian olhou ele sereno. Gabriel ao olhar os olhos de Kristian,  mordeu o labio fortemente. - Sim... - Afirmou baixo,  desviando o olhar para o chão. - Eu não acredito.  - Kristian negou,  enquanto olhava o loiro. Gabriel sem pensar duas vezes fechou os olhos,  se preparando para ser xingado ou humilhado. - Me ensina a rebola? - Kristian perguntou com um sorriso nos lábios,  Gabriel ao olhar o mesmo deixou uma gargalhada escapar.  - Eu não acredito,  Eu pensei que ia fica com nojo ou algo do tipo.  - Gabriel olhou Kristian,  agora com um sorriso calmo. - Como assim? Eu sou bissexual cara.  - Kristian riu novamente,  até que finalmente notou que o carro havia chegado. - Vamos!  - Kristian segurou a mão de Gabriel,  E assim puxou o mesmo até o carro.  Onde ambos entraram e falaram onde desejavam ir ao motorista. A viagem inteira ambos tentaram puxar conversa com o motorista,  que parecia algo impossível já que o mesmo era bem quieto. Após alguns minutos, uns 30 ou 40 minutos.  Chegaram onde desejavam,  se despediram do motorista e pegaram,  em seguida,  entraram sem pensa duas vezes no bar,  que aparentemente parecia está tendo uma festa ali dentro. A música era alta,  com uma batida que fazia os ouvidos de qualquer um doer,  porém,  Gabriel ignorou.  Tudo que queria era se divertir.  No meio daquela música alta tinha tantas pessoas se beijando,  bebendo,  e algumas mesmo até desmaiadas em um canto. Enquanto Gabriel dançava,  ao olhar Kristian que estava um pouco longe si,  pulando com os braços para cima,  mexendo o corpo com um sorriso no rosto,  descobriu que mesmo que ainda fosse apenas uma Segunda-feira,  para Kristian todo dia seria uma festa nova.  Pessoas novas,  mais sempre se perguntou o por quê,  será que o mesmo tem um certo,  medo de sentir uma tristeza profunda e sair para festas ajuda ele a esquecer?  Isso era tudo que Gabriel pensava. - Hey!  - Gabriel gritou para Kristian,  que olhou ele ainda com um sorriso nos lábios,  se aproximou do mesmo com uma certa dificuldade,  já que o local estava cheio. - Oi,  pode falar. - Kristian olhou Gabriel nos olhos,  com aquele sorriso nos lábios.  Gabriel,  por um minuto,  sentiu que nada naquele momento importava,  porém,  ignorou a sensação. - Hey,  você quer que eu te ensine a rebolar agora?  - Questinou Gabriel,  sorrindo. - Claro!  - Kristian ainda sorrindo,  respondeu em um tom animado. Ainda com uma certa dificuldade,  Gabriel começou a rebolar apenas demonstrar para Kristian como seria.  Kristian sem pensar duas vezes,  começou a rebolar e sorriu levemente vendo que estava quase conseguindo. - Você tá indo muito bem!  - Afirmou Gabriel,  enquanto dançava. Kristian sorriu e começou a se soltar um pouco,  porém ao olhar para trás,  percebeu que estava rebolando na frente de três homens,  aparentemente tinham a mesma idade que ele.  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...