1. Spirit Fanfics >
  2. Eu sou tão doce! (vkook) >
  3. Distração

História Eu sou tão doce! (vkook) - Capítulo 22


Escrita por:


Capítulo 22 - Distração


Você é a única que não precisa
Saber do meu dolorido coração
Se você soubesse de tudo
Provavelmente seria um fardo para você
Um dia
Eu realmente estava indo lhe dizer tudo
Porém quanto mais feliz você ficava
(Do meu coração)
Mais eu me quebrava

Meu amor é para você
Sempre para você
É o que eu preciso fazer por você agora
Me segurar nisso com tudo o que eu puder?



(JUNGKOOK POVV♡♡) 

Eram três horas da manhã quando acordei, estava bastante frio e eu estava bastante incomodado com aquilo. Taehyung dormia com seu corpo nu em cima do meu. Eu queria tanto poder parar o tempo e ficar pra sempre com taehyung nu sobre meu corpo, ou então voltar ao momento em que tranzavamos para aproveitar cada momento como se fosse o último.

- amor? - fui tirado de meus pensamentos com tae me chamando 

- ow, me desculpe. Eu não queria acorda você.

- Você não me acordou, estou com frio.

Levantei e fui em direção a janela fechando a mesma. Deitei na cama colando o corpo de taehyung mais ao meu.

- dizem que quando duas pessoas estão com frio elas devem se abraçar nuas para se esquentarem. - falei vendo a reação do mesmo

- eu sei outra forma de deixar seu corpo bem quentinho.

- quem está com frio é você não sou eu.

- tudo bem se não quiser. Vou voltar a dormi.

- quem disse que eu não queria? - falei enquanto selava a boca do mesmo e apertava sua bunda o fazendo gemer com vontade. - geme mais... Seus gemidos são uma ótima trilha sonora.

O mesmo que gemia intensamente subia em cima do meu membro começando a quicar e rebolar diversas vezes. A cada quicada que o mesmo dava era um gemido mais agudo que o outro.

- vai, é assim que eu gosto

Falei enquanto pegava na cintura do mesmo a movimentando fazendo com que ele rebolasse mais colado ao meu pau. Comecei a dar fortes estocadas no ânus do mesmo que tapava a boca para não gemer mais nem isso era necessário.

- fique de quatro que está na hora de você sentir meu pau em seu cu daddy. - fiquei tão exitado quando o mesmo me chamou daquele "apelido carinhoso" que rapidamente fiquei de quatro

Senti o pau do mesmo sobre minha entrada, o normal era eu fuder kim taehyung, mas hoje era ele que iria me fuder. 

- mete, não fica com pena pode me fuder. - falei exitando o mesmo que deu um forte tapa na minha bunda me fazendo agarrar meu travesseiro.

- hoje eu vou te comer de todas as posições possíveis, quero navegar por todo seu corpo. - o mesmo falou enquanto passava a mão pelo meu pênis pronto pra gozar.

O mesmo começou sessão de vai e vem enquanto nus deliciavamos escultando a música chamada "gemido" cantada por mim em vários tons diferentes. Era tão rápido que eu estava ficando sem fôlego, meu corpo todo necessitava pelo pau de taehyung.

- vai um pouco mais devagar, quero poder senrie seu pau dentro do meu corpo. 

- não da daddy, estou prestes a gozar então não consigo ir menos rápido seu corpo está fazendo com que eu me sinta perfeitamente bem.


Leite... Muito leite...


Senti o mesmo de derramar dentro de mim fazendo com que ele colocasse o pau dentro da minha boca para eu sentir aquele gosto amargo de leite que vinha do mesmo. Bom, tão bom.

- quero fazer mais sexo. - retruquei

- eu também quero, ainda não cheguei ao meu ápice. Que que eu te foda mais?

- não, dessa vez quem fode sou eu.

Falei logo ficando por cima do mesmo realizado o ato de enfiar todo meu pau dentro da boca do mesmo 

- tão grande né? cuidado pra não vomitar.

- tão grande que da última vez fiquei quase dois dias sem andar direito.

-  está reclamando?

- não, estou pedindo para fazer tão forte que me deixe uma semana sem andar.

- ok

- Vamos suggar daddy, você que manda agora. 

O mesmo começou a fazer boquete sobre meu pau sem usar os dentes obviamente, era uma sensação tão prazerosa que eu mal conseguia descrever as  borboletas que se formavam no meu estômago por fuder a pessoa que eu mais amo.

- leite; ai como isso é bom. - falou o mesmo enquanto lambuzava toda sua boca com minha goza branquinha.

Coloquei o mesmo de quatro dando várias sequências de tapa na bunda do mesmo. Abri o ânus do mesmo começando a estocar o mesmo com meus dois dedos e finalmente colocando três logo em seguida escultando um enorme gemidão vindo do mesmo. Tirei meus dedos e posicionei meu pau que já não estava mais com os resíduos da goza que acabará de derramar 

- tá com sede? papai já tá terminado de fazer seu leitinho. Espere só mais alguns minutos. - falei provocando o mesmo 

Comecei a fazer fortes movimentos de vai e vem enfiando todo meu pau sobre o mesmo fazendo um barulho estranho mais que acalmava.

- ai está seu leitinho.

Falei colocando meu pau na boca do mesmo.

- ai que gostoso, pena que são quatro e meia da manhã. Vamos dormi?

- vamos..

- jungkook

- hm

- eu te amo amo muito 

- eu também te amo muito muito muito kim taehyung.


Foi ali deitados um sobre o corpo nu do outro depois de uma noite perfeita que dormimos agarrado um ao corpo do outro. Selei o mesmo uma última vez até vê o mesmo fechar os olhos e pegar no sono. Fui até o banheiro tomar um pequeno banho já que todo aquele negócio ligento estava me incomodando, tomei um delicioso banho vestindo apenas uma cueca e fui me deitar.


(XXX) 


O dia estava menos frio que a madrugada devia ser por causa das plantas quee rondiavam o local. Taehyung já havia se levantado deveria está ajudando minha mãe a fazer o café da manhã ou algo do tipo. 

Fui até a banheiro, deixei a água quente cair sobre meu corpo que estava um pouco dolorido. Fiz minhas necessidades e desci pra dar um oi pra minha omma e para o meu namorado.

- omma, oque está fazendo?

- estou me mudando temporariamente para o quarto do seu irmão.

- porque isso?

- eu não consegui dormi a noite e nem a madrugada toda por conta dos gemidos que você e taehyung dava, a casa também se tremia toda. Vocês tavam tranzando ou lutando?

- omma, assim a senhora me deixa constrangido 

- mais é verdade, vocês deveriam gemer mais baixo. 

- Para com isso. Afinal de conta cadê taehyung?

- ele foi em um mercadinho próximo daqui para comprar unas verduras enquanto eu ajeitava minhas coisas. Você poderia fazer o café da manhã?

- quem eu? Você está pedindo para a pior pessoa fazer o café da manhã?

- ah, é verdade. Esqueci que infelizmente você não tem o dom de cozinhar. Taehyung está demorando um pouco.

- vou mandar mensagem para ele.

Mando imediatamente mensagem para o mesmo que poderia ter se perdido por não conhecer o local.


- Taehyng? você está bem? já está voltando?


mando a mensagem porém nem envia

- conseguiu falar com ele?

- a mensagem não enviou; ele deve está em um local que não há sinal. Omma, como manda ele sair assim? ele nem conhece aqui.

- eu ensinei para ele onde ficava, se ele não aparecer em cinco minutos iremos a procura dele 

Cinco minutos que pareciam horas e não se passavam e nada de taehyung chegar. Peguei as chaves do carro e assim que eu ia saindo o mesmo adentra pela porta 

- TAEHYUNG? porque demorou tanto? estava preucupado com você. - falei beijando o mesmo

- que namorado babão esse que você tem, jungkook deixe ele em paz.

- não tem problema dona moon. Demorei porque eu ajudei uma senhora a carregar as compras dela até em casa e também porque eu meio que me perdi.

- porque não atendeu minhas ligações?

- meu celular descarregou.

- vou fazer o café da manhã, taehyung deixe as compras em cima da mesa porfavor. 

 a mesma se dirigiu até a cozinha enquanto eu agarrei taehyung levando ele até fora de casa observando a paisagem que hoje ventava mais que o normal.

- jungkook, você não precisa ficar tão preucupado comigo. Eu sei me cuidar sozinho.

- como eu não vou ficar preucupado com meu bebê? 

- oque séria de mim sem você? daddy.

- que saudades eu tava do seu corpo, foi tão bom poder sentir o mesmo novamente depois de tanto tempo, aliás não deveríamos passar tanto tempo sem fazermos essas intimidades de casais.

- porque não?

- porque eu fico com saudades do seu corpo, fico viciado no seu cheiro, no seu beijo, no seu toque.

- eu também amo cada parte do seu corpo, cada coisa que vem de você é muito especial para mim.

- TAEHYUNG EU TE AMO. - gritei fazendo com que aquelas palavras fossem repetidas várias vezes por conta do eco.

- JUNGKOOK EU TE AMO MUITO MAIS - o mesmo gritou enquanto riamos.

- taehyung, eu quero conhecer a sua mãe.

O mesmo parecia não ter gostado muito da idéia.

- minha mãe?

-  sim, algum problema.


- não, vou vê se podemos ir algum dia lá.

Após o mesmo terminar de falar minha omma nus chamou para que pudessemos tomar café da manhã e sem exaltar fomos rapidamente.


-  obrigada pela comida. - falamos uníssono.

- já pensaram em me dar um netinho? - olho envergonhado para minha mãe enquanto taehyung se esgasga

- que? filhos? ainda somos novos para pensar em uma criança, temos que terminar nossos estudos primeiro e arranjar um trabalho para sustentar a mesma-taehyung falou enquanto minha mãe admirava cada palavra 

- isso mesmo, mas não demorem, eu quero um neto correndo pela minha casa bagunçando tudo.

- depois não reclame quando ele estiver pintando suas paredes com pincel e coleção ou quebrando seus móveis e jarros caros após brincar de bola aqui dentro da sua bela casa 


Terminamos de comer e logo fomos da uma volta naquele interior onde não tinha nada de mais pra fazer mais que por pura obra do destino encontrei um parque de diversão, a coisa mais favorita de taehyung que após ver o parque abriu um enorme sorriso fazendo meu coração amolecer.

- jungkook.. - o mesmo falou olhando pra mim com os olhinhos de brilhantes

- tudo bem.

Tirei o dinheiro da carteira logo comprando ingresso que dava exclusividade de ir para todos os brinquedos daquele parque. Entramos no parque logo indo na tão temida montanha russa que me dava calafrios só de imaginar eu naquele brinquedo satânico.

- vamos jungkook, não me diga que está com medo.


- claro que não, já estou indo

Após enfrentarmos uma enorme fila finalmente chegamos  carrinho que me fez engulir o seco após começar a se movimentar.

- EU VOU MORRER, PARE ESSE BRINQUEDO... - comecei a gritar desesperadamente tirando altas gaitadas de taehyung 

- VOCÊ NÃO VAI MORRER, EU ESTOU AQUI COM VOCÊ APENAS SEGURE MINHA MÃO ISSO AJUDARÁ VOCÊ A SE TRANQUILIZAR E NÃO VOMITE AGORA PORFAVOR 

- TUDO BEM. - segurei na mão do mesmo logo apertando fortemente


Saimos daquele brinquedo depois de dez minutos, eu não sabia se aguentava ficar em pé por conta da fadiga que eu estava sentindo a tempos que não andava em um treco como esse mas para vê o sorriso do meu namorado eu séria capaz de fazer qualquer coisa

- vamos na casa do terror? - taehyung pediu carinhosamente nem me dando tempo de responder e logo me puxando para mesma.

A cada assombração que aparecia naquele local eu sentia meu coração palpitar fortemente e sentindo o mesmo chegar até minha gargantilha.

Fomos em todos os brinquedos, taehyung foi mais uns duas vezes na montanha russa, fomos uns três vezes no carrinho batebate, fomos na salinha de cinema a qual tinha a maldita cobra que me fazia mijar nas calças.eu queria que taehyung pensasse que eu era corajoso mais concerteza depoid desse dia ele vai me achar um mero covarde que não aguenta nem uma cobra de uma animação 3D.

- vamos comer alguma coisa? - chamei o mesmo antes que ele inventasse de ir em mais algum brinquedo 


- vamos comer cachorro quente?

- vamoos.

O nosso dia não foi um dos melhores por conta dos meus medos estúpidos, talvez taehyung nem tenha percebido isso mais eu não passo de um mero covarde que tenta ser forte. Na verdade nem era medo que sentia, era um simples trauma de parque de diversão que eu tinha por conta de um acindente que aconteceu quando eu era menor. Tudo seria explicado com o tempo, só espero que  tae entenda isso.


Notas Finais


sem nada pra fazer nessa quarentena da nisso.

tão gostando dos cap?

(volto em breve)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...