1. Spirit Fanfics >
  2. Eu te amo - Park Jimin >
  3. Fim da primeira temporada! (Parte 1)

História Eu te amo - Park Jimin - Capítulo 30


Escrita por:


Capítulo 30 - Fim da primeira temporada! (Parte 1)


"PARTE 1"          

Jimin e os outros meninos já haviam voltado de férias, e nesse último mês, confesso que tem sido corrido para eles. Eles quase não dormem, quando não estão fazendo alguns shows, estão ensaiando, pois se vocês não sabem, são sete pedaços de insegurança que vivem comigo, eles ficam ensaiando e aperfeiçoando cada passo de suas coreografias para que não errassem uma vez sequer. Agora são 2:40 da manhã e Jimin entra no quarto meio cabisbaixo.

Jimin: Jagi?

- Sim?

Jimin: Me perdoe por não estar te dando atenção esses dias, é que nossas coreografias ficam cada vez mais difíceis de serem decoradas.

- Tudo bem meu amor!

Jimin: Amanhã nós temos show, e queria que fosse.

- Sério!? Mas não tem problema as armys me virem ao seu lado?? Elas podem sentir raiva de mim!

Jimin: Não se preocupe, ninguém saberá de nada, você estará lá como uma army também.

- Ah, se é assim eu vou!

Vi um sorriso lindo se formar em seu rosto.

Jimin: Obrigado Jagi.

Me beijou e foi tomar banho. Eu tentava sorrir a maioria das vezes perto dele, mas essa distância toda que está se criando entre nós. Pelo fato de ele estar trabalhando, eu não ligo, mas mesmo quando ele tem folga, é como se estivéssemos nos distanciando cada vez mais, e aquilo me machucava de verdade, eu amo ele demais, e meu coração doia. Já fazem 1 mês inteiro que não temos relação sexual, estou sobrevivendo de beijos, e quando dá, por que tem dia que nem um beijo ele me dá. Meu medo é que ele sinta o mesmo que eu, e ache que eu não estou lhe dando atenção o suficiente. Me perdi nesses pensamentos e despertei quando senti Jimin se deitando ao meu lado.

Jimin: Boa noite!

- Boa noite...

Sem nem nos beijarmos, cada um virou para um lado da cama e dormimos assim. Para falar a verdade, quem dormiu foi Jimin. Eu permaneci acordada e tendo pensamentos, como:

"Será que ele tem outra?" "Será que ele não me ama mais?" "Será que ele quer me deixar?" 

Assim foi minha noite, pensando em como eu estava sendo insulficiente para meu namorado.

DIA SEGUINTE:

Acordo e vejo que os meninos já tinham saído. Meu celular apita e vejo que era uma mensagem de jimin.

[My mochinho 09:38]

S/N, esteja pronta as 18:30, o motorista irá te buscar!

- Ok Jimin 😘

Ele não respondeu nada e eu suspirei. Desci até a cozinha e fiz meu café da manhã, me sentando sozinha comecei a comer. Aquilo estava me cansando, eu estou sozinha nessa casa sem nada para fazer durante um mês!!

"AH, MAS POR QUE VOCÊ NÃO SAI DE CASA?"

Simplesmente pelo fato de eu não querer. Eu gosto de ficar em casa, mas sinceramente... as vezes cansa... 

- Aish, que ódio de mim mesma, não sou o suficiente para ele, ele deve estar pensando em outra, e nem deve me amar mais.

UM TEMPO DEPOIS:

Já era 17:30 e eu fui me arrumar para o tal show. O motorista chegou e dirigiu em destino ao show, foram 3 horas de show e eu chorava enquanto pensava que isso um dia acabaria, eu os amava tanto, não consigo mais sobreviver sem eles... o show acabou, e discretamente um dos seguranças me levou até o camarim deles. Eles estavam acabados de cansados, todos suados! Falei com todos os meninos e dei falta de Jimin.

- Cadê o Jimin??

Tae: Tá chorando, a voz dele meio que deu uma falhada, e agora ele tá se sentindo mal e acha que errou.

- O que?...

Tae: Vá falar com ele s/n...

- Ok...

Procurei Jimin, e o achei sentado no chão abraçando os joelhos e de cabeça baixa.

- Jimin??

Jimin: Jagi... Eu errei amor... 

Amor!! Fazia tempo que ele não me chamava assim...

- Jimin... você não errou amor!! Sua voz apenas deu uma falhada, mas isso não significa que você errou em algo...

Jimin: Eu não consigo fazer nada direito Jagi... eu não mereço você... Eu não mereço os meninos... 

Nesse momento, você pode achar que ele estava fazendo drama, mas não era... Jimin era muito inseguro, e não tinha o apoio de seu pai, apenas de sua mãe. O pai o trata com indiferença, e o critica por sua profissão.

- Jimin... tanto eu quanto os meninos te amamos muito, e nunca iremos desistir de você por um simples erro! Sei que está se sentindo inseguro e quero que saiba que eu vou sempre estar do seu lado...

Jimin: Obrigado meu amor... – me deu o abraço mais apertado que já ganhei na minha vida e desabou em meu ombro. – Jagi... você aceita se casar comigo??

O QUE!?, lhe olhei e meus olhos se arregalaram. Eu amo ele demais para recusar, mas será que não é muito cedo?? Tipo, nossa relação iria dar um passo grande. 

‐ Jimin... não acha que é muito cedo??

Jimin: Não, nos casamos, e mostramos a todo mundo que estamos felizes juntos.

Não consegui segurar minhas lágrimas, e acabei aceitando.

- Claro que eu aceito meu amor...

Jimin: Sério??? – sorriu, fazendo seus olhos virarem dois risquinhos 

- Sim, eu te amo park jimin, amo muito e quero passar o resto de minha vida ao seu lado. 

Pulei em seu colo e entrelaçei minhas pernas em sua cintura, enquanto o beijava delicadamente e ele foi me levando até um quarto, o que parecia ser seu camarim. Lá tinha uma cama no canto do quarto, Jimin me colocou na cama e foi descendo do meu pescoço até perto dos meus seios. Ele desceu as alças da minha blusa e tirou meu sutiã.

- Jimin... melhor não...aqui não é lugar...

Jimin: A porta está trancada... ninguém vai nos escutar...

Chupou um dos meus seios enquanto massageava o outro. Tirou sua camisa e começou a beijar meu pescoço e distribuir chupões pelo mesmo. Por fim ele retirou minhas roupas me deixando completamente nua para ele, retirou sua calça junto a box e veio em minha direção.

Jimin: Abra as pernas amor...

O obedeci e Jimin colocou minhas pernas em seu ombro, logo passando sua língua quente em minha intimidade, me fazendo gemer de prazer. Sua língua foi até minha entrada e começou a fazer movimentos de vai e vem, enquanto seus dedos estimulavam meu clitóris. Sua boca ali me proporcionava um prazer inexplicável, sentia que em qualquer momento iria gozar em seus lábios. Jimin continuou a me chupar até que senti meu interior se contrair.

- Jimin... Eu vou gozar...

Jimin: Goza pra mim vai...

Gozei em sua boca e Jimin engoliu tudo, se levantando e me encarando com um olhar malicioso. Veio até mim limpando o canto da boca com o polegar. Jimin se masturbou um pouco e veio até meu ouvido.

Jimin: Agora, eu vou te foder tão forte e fundo que você vai se esquecer de seu nome...

Me penetrou fortemente. O pau de Jimin era enorme, e me preenchia por completo, eu nem sabia como uma rola daquele tamanho poderia caber dentro de mim. Jimin começou a me estocar violentamente, enquanto distribuía tapas ardentes em minha bunda. Seu pau saiu de dentro de mim e Jimin me colocou de quatro, coloquei minha cabeça apoiada num travesseiro e empinei minha bunda ao máximo, lhe dando uma visão perfeita. Gemi alto ao sentir Jimin me penetrar sem aviso, e começar as estocadas rápido, forte e fundo. Senti seus dedos estimulando meu clitóris e gemi.

-awnnnn, Jimin...

Suas estocadas aumentaram e senti outra coisa me penetrar por trás e me virei, vendo Jimin me penetrando com um pau de borracha. Aquilo me deixou excitada ao máximo e eu gozei, ainda sentindo Jimin me penetrar pelos dois buracos... uns 5 minutos depois senti o líquido quente de Jimin em minha intimidade e Jimin se sentou na cama me chamando. Fui até ele e sem aviso nenhum Jimin encaixou seu membro em minha boca. Comecei a chupar seu membro rápido e forte, Jimin se movia para me ajudar nos movimentos, ele estava literalmente fodendo minha boca.

Jimin: Awnnnn, que boquinha gostosa....

Continuei meus movimentos até Jimin gozar em minha boca, e eu engolir tudo.

[...]          

Agora, voltamos a nos afastar, e Jimin tá mais estranho que nunca. Hoje iremos falar com Jisoo, ou pelo menos tentar.

- Jimin, tô com um certo receio!

Jimin: Vai ficar tudo bem...

Descemos para tomar café e assim que me sentei na mesa, senti falta de taehyung.

- Cadê o Tae??

Jin: Acho que está dormindo!

- Ele não tá, acabei de passar no quarto dele.

Jin: Como!?

- Jin, ele não tá lá!

Jin subiu correndo e logo desceu, falando com alguém no celular, enquanto seu rosto mantia uma expressão preocupada!

Jin: Gente...

- Que cara é essa Jin?? O que houve??

Jin: o taehyung.... ele foi... sequestrado...

- O Que?...

Deixei um copo que havia em minha mão cair na mesma hora, e um choque tomou meu corpo.

Jimin: Calma s/n!!

Veio até mim e me tirou de perto dos cacos de vidro, me levou para cima e me colocou sentada na cama.

Jimin: S/N?

-.... o que vai acontecer com meu tae?...

Jimin: Vai ficar tudo bem s/n...

- PORRA JIMIN!!

Jimin: O que?

- NEM NUM MOMENTO DESSE VOCÊ É CAPAZ DE ME TRATAR BEM!!

Jimin: O que!? o que eu te fiz??

- CARALHO, VOCÊ TÁ A UM MÊS E MEIO SEM ME TRATAR DIREITO, FAZ UM MÊS E MEIO QUE VOCÊ NÃO ME TOCA, E PARECE QUE ISSO NÃO LHE FAZ FALTA NENHUMA!!!

Jimin apenas permaneceu sério me encarando enquanto eu colocava tudo que estava sentindo para fora.

- SE VOCÊ NÃO ME QUER MAIS, APENAS ME FALE, MAS NÃO ME FAÇA ME SENTIR UMA INÚTIL, QUE NÃO TEM O AMOR DO PRÓPRIO NAMORADO!!

Lágrimas desceram e eu me sentei na cama, enquanto Jimin ainda se mantia sério e em silêncio.

- Eu sei que nem sempre você pode me dar atenção por conta do trabalho... me desculpa por ser um peso nas suas costas...

Jimin veio até mim e me deu o abraço mais forte que senti na minha vida. Ele beijou o topo da minha cabeça e acariciou meus cabelos.

Jimin: Me perdoe... Eu te amo...

- Não parece!

Sai de seu abraço e desci, ainda muito preocupada com o sumiço de taehyung. Chegando lá, Jin mudou sua feição, ficando com uma cara desconfiada, aí tem coisa!

- Fala logo Jin!

Jin: F-falar o que?

- Tá estampado na sua cara que você quer me falar algo!

Jin: É sobre o taehyung... o sequestrador, além de querer uma boa quantia em dinheiro, quer que você e Jimin leve para ele, mas eu nunca que iria deixar...

- Eu vou!

Jin: Tá ficando louca? Se ele fizer algo com você?

- Não vai, confie em mim!

Jin: não sei não...

- Jin, eu sou adulta, pode deixar que eu sei me cuidar!

Jin: Mas eu me preocupo com você noona!

- Eu sei meu amor, e muito obrigada, mas se eu não for, não sabemos o que pode acontecer com o Tae!!

Jin: Tome cuidado, por favor!

- Pode deixar!

Beijei sua bochecha e Jin me passou o endereço, logo peguei meu carro e fui até o destino, sozinha mesmo. Um pouco antes de eu chegar, meu celular começou a tocar desesperadamente, mensagem atrás de mensagem, ligações atrás de ligações. Parei numa rua ali perto, e vi que todas essas mensagens e ligações eram de Jimin.

- O que é?

Jimin: Onde você está?

- Vim atrás de taehyung!

Jimin: SOZINHA!?? Tá ficando doida s/n?? 

- Eu sei me cuidar Jimin.

Jimin: Olha, eu sei que tá brava comigo, mas...

Desliguei o telefone na cara dele e continuei a seguir meu rumo, chegando até meu destino!

- Tae?

???: Huummmm

Ouvi um barulho estranho, como se fosse alguém pedindo por ajuda, mas tinha algo tampando sua boca e impedindo sua fala. Alguém veio por trás de mim, na tentativa de colocar um pano drogado em minha boca, mas eu me virei e acertei um soco forte no rosto da pessoa, fazendo a mesma cair desmaiada no chão. Tá, aquilo me assustou pra caralho, mas pelo menos tô viva. Continuei andando por um tempo, até chegar numa sala mais isolada, e ouvi uma voz um tanto famíliar, parecia estar falando no telefone. 

???: Isso... sim, já peguei aquele idiota do taehyung... Ok, vou atrás do Jimin... tchau...

Ouvi passos se aproximando e fiz o que primeiro me veio a mente, entrei em uma das portas que tinha naquele corredor. Assim que entrei vi taehyung sentado em uma cadeira com os pulsos amarrados e a boca amordaçada. Coloquei meu dedo sobre os lábios em sinal para que o mesmo fizesse silêncio e me escondi atrás da porta, desativando o volume do meu celular.

???:e aí? tá bem peste?

Tirou a mordaça da boca de taehyung 

Tae: O que você quer agora?

???: Primeiro, eu quero que você cale essa boca. Segundo, eu quero que você me diga os piores medos da s/n!

O que?

Tae: Apenas espere sentada!

???: se você não me falar, eu te mato e sequestro outro membro que seja mais fraco, aí vem de sua escolha.

Tae: Você é doida menina, vai se tratar!

Ouvi um estalo e vi que ela tinha dado um tapa no rosto de taehyung. Meu sangue subiu ao máximo, mas tentei não explodir e deixar aquela piranha careca ali mesmo.

???: Olha, quando eu ficar com o Jimin, você vai ter que me aturar de um jeito ou de outro. Aliás, vou ser quase sua cunhada não é?

Tae: Você é ridícula!

Não cheguei a ver o rosto da vagabunda, mas pude reconhecer a voz sem esforço nenhum!... Jisoo...

Jisoo: Então, vai ser muito fácil se você me falar logo! Eu não irei machucar a s/n, vou apenas botar um medinho.

Tae: É? e o que te garante que o Jimin vai te querer?

Jisoo: Se ele não ficar comigo, ele não fica com mais ninguém, pois eu acabo com a vida dele... eu prefiro ele morto do que com outra pessoa...

Tae: Você é doente!

Ouvi outro estalo e um barulho um pouco estranho. Jisoo saiu da sala e eu corri na direção de taehyung, peguei sua mão e vi que seu nariz estava sangrando e tinha marcas de mãos em seu rosto por conta dos tapas.

- Me perdoe, isso é culpa minha...

Tae: não é não noona... 

- É sim, e é melhor eu deixar o Jimin ficar com ela, senão ela não vai deixar vocês em paz nunca...

Tae: chame a polícia noona...

Em minha cabeça se passou, o porquê de ela ter passado o endereço daqui, ela é burra?. Ouvi um carro saindo e vi que meu carro havia sumido. Fui até a cozinha daquela casa imunda e lá tinha um bilhete!

"NÃO TÃO FACIL S/N!!"               

- Vagabunda!!!

Peguei meu telefone e liguei para Jin.

JIN, QUEM SEQUESTROU TAEHYUNG FOI A JISOO!!!

Jin: VADIA!!

-  MANDE A POLÍCIA PARA O LOCAL QUE TE PASSARAM, AQUELA PUTA ROUBOU MEU CARRO!!!

Jin: ESTOU LIGANDO!

Liguei para a polícia e eles localizaram meu carro num casebre antigo. Soltei taehyung das cordas e deixei que os paramédicos cuidassem dos ferimentos em seu corpo. Uma viatura me levou até o tal casebre e assim que cheguei lá vi o carro de Jimin parado em frente... merda!! Desci do carro, sendo acompanhada por policiais muito bem armados. Chegando lá ouvi a voz de Jisoo e a de Jimin, e pareciam estar discutindo.

Jisoo: por que ela? O que ela tem que eu não tenho???

Jimin: Pare de ser louca, eu não gosto da s/n!!

Meu coração se quebrou e lágrimas caíram na mesma hora.

Jimin: Eu... amo aquela garota...

O que!?

Jisoo: O que!?

Jimin: Isso mesmo, ela brigou comigo! Mas eu amo ela, ela tem tudo que você não tem...

Jisoo: Como consegue me trocar por essa estrangeira nojenta?

Jimin: Ela não é nojenta, diferente de você! Que faz de tudo para ter o impossível, sabendo que nunca vai acontecer, e ainda acreditando nas próprias mentiras!!

Jisoo: Você é um idiota!

- Idiota é você!!

Entrei na conversa mesmo, não gostou faz b.o!

Jisoo: E você? Uma estrangeira, que não vale o chão que pisa, só não te chamo de prostituta para não ofender as prostitutas!!

- até por que você é uma delas né?

Jisoo: O que disse?

- Você é uma ridícula né? Apenas não sossega a buceta sem ter o homem dos outros, você é uma vadia, isso sim! 

Jisoo do nada tirou uma arma da puta que pariu e quando foi atirar em Jimin, eu automaticamente pulei na frente do mesmo, fazendo o tiro atravessar meu peito. Apenas cai no chão e vi os policiais irem até Jisoo. Jimin me segurou e senti suas lágrimas em meu rosto. Minha vista ficou escura e eu desmaiei...

JIMIN ON:

Jisoo tirou uma arma para atirar em mim, mas s/n se enfiou no meio, fazendo a bala atravessar seu peito. Assim que vi ela cair, foi como se meu mundo despencasse. A segurei para evitar que ela caisse e minhas lagrimas comecaram a descer.

- S/N!??? 

Seus olhos se fecharam lentamente e sua respiração quase não existia... Não me deixe s/n... por favor...

DIA SEGUINTE, 05:30 AM:

S/N passou por uma cirurgia de risco, e sem explicação está em coma. Está se alimentando por sonda e eu nunca me senti tão culpado... Era eu que devia estar no lugar dela... Era eu. Sua respiração começou a ficar pesada e seu coração começou a bater cada vez mais devagar. Uma máquina apitou e vários médicos entraram de uma vez, e me tiraram da sala.

1 HORA DEPOIS:

???: Sr, Park Jimin??

- Sou eu!

???: sentimos muito!!

- ...


Notas Finais


Desculpem pelo ep curto, prometo q vai ter outra parte 😂❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...