História Eu te amo Beto (Romance Gay) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Drama, Gays, Romance Gay
Visualizações 81
Palavras 604
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Slash
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - 11 Jan. 1996 - O início


Fanfic / Fanfiction Eu te amo Beto (Romance Gay) - Capítulo 1 - 11 Jan. 1996 - O início

Álvaro: 

Em 11 de Janeiro de 1996, eu e María, minha mãe adotiva, chegamos ao Rio de Janeiro. Não tivemos problemas em conseguir uma casa para morar, pois María era dona de uma casa na zona sul.

A minha primeira impressão foi boa, era bem agitado, e por sinal os bares também pareciam ótimos.

- O que achou do Rio? - perguntou María à Álvaro enquanto caminhavam pela calçada.

- Legal. - respondeu Álvaro seriamente.

- No que tanto pensa? - perguntou María ao perceber o estranho silêncio de Álvaro.

- Você acha que a minha mãe vai me aceitar? - perguntou ele em um tom de voz triste.

- Claro, meu amor! - disse María na tentativa de alegrar Álvaro.

Álvaro continuou sério e em silêncio, mas, logo a sua atenção foi atraída por uma garota que lhe pareceu muito familiar. Essa garota tinha um violão em mãos, enquanto os rapazes que a acompanhavam tocavam outros instrumentos musicais.

"Antonella?" pensou ele confuso ao ver a garota.

Ele se distanciou um pouco de María e caminhou em direção daquela garota. Ao aproximar, ele pôde ter certeza que realmente se tratava de Antonella, uma velha amiga de escola.

- Antonella? - disse ele se aproximando da garota que rapidamente se voltou para ele.

- Oi Álvaro. - disse ela abrindo um grande sorriso para Álvaro.

- O que faz aqui? - perguntou Álvaro.

- Eu e os rapazes tocamos nas ruas ou em bares. - disse ela.

- Vocês tem algum vocalista?

- Sim, o meu namorado é o vocalista.

- Eu posso entrar no grupo?

- Sim. - disse ela enquanto ajudava a carregar alguns instrumentos até um carro que estava estacionada ali perto. - Nós ficamos na garagem da casa do meu namorado.

- Então, amanhã eu te encontro aqui?

- Quer ir conosco? Nós vamos lá guardar os instrumentos. - disse ela.

- Claro.

Álvaro rapidamente adentrou o carro na companhia de Antonella. Durante todo o trajeto, Antonella contava à Álvaro sobre os lugares em que o grupo tocava.

Minutos depois, o carro parou em frente de uma casa que aparentemente ficava na periferia.

- É aqui? - perguntou Álvaro descendo do carro.

- Sim. - disse ela. - Pode me ajudar à levar algumas coisas para dentro da casa?

- Claro. - disse ele enquanto pegava algumas bolsas do carro. - Onde eu coloco as bolsas?

- Coloca na mesa da sala. - disse ela.

Álvaro ficou alguns segundos parado em frente a porta esperando ser atendido, mas ninguém o atendeu. Então, ele adentrou a casa e colocou as bolsas no lugar indicado por Antonella.

Ele já estava de saída quando escutou uma voz masculina ecoar na sala.

- Quem é você? - perguntou Beto. - Quem deixou você entrar?

- Desculpe.... - disse Álvaro assustado.

- Quem é você? - insistiu Beto já elevando o tom de voz.

- Calma. Eu só estava ajudando a Antonella com as bolsas... - disse Álvaro olhando fixamente para Beto.

Beto continuou encarando Álvaro seriamente sem dizer sequer uma palavra.

- Amor, que bom que você conheceu o meu amigo! - disse Antonella adentrando a sala. - Esse é o Álvaro.

- Me chamo Álvaro... - disse Álvaro.

- Por favor, desculpe a minha maneira rude. - disse Beto. - Me chamo Roberto, mas pode me chamar apenas de Beto.

- Então, o Álvaro entrou no grupo... - disse Antonella. - Ele pode tocar o violão.

- Claro. - disse Beto abrindo um pequeno sorriso.

- Agora eu preciso ir, mas amanhã eu vou estar aqui. - disse Álvaro.

- Claro. - disse Antonella. -



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...