1. Spirit Fanfics >
  2. Eu Te Amo...- Jikook >
  3. Loneliness And Grief;

História Eu Te Amo...- Jikook - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


Oiee :3 eu falei q não iria abandonar essa fic ^^ trouxe mais um cap p minhas Jikookas lindax :3 espero q gosteem, Boa Leitura My Dreams🍉✨💕🍃

Capítulo 16 - Loneliness And Grief;


Fanfic / Fanfiction Eu Te Amo...- Jikook - Capítulo 16 - Loneliness And Grief;

07:36 AM

Acordo com meu celular alarmando, ué... Hoje é sábado... 

Ligação: Sr. Park Taeoon

Medo... 

Atendo... 

•°•ℓιgαçãσ ση•°•

-Bom Dia Jimin... 

-Bom Dia Sr. Taeoon

-Eu preciso conversar com você... 

-S-sobre oque senhor? - Olho para o Suga talvez os vizinhos tivessem escutado os gemidos altos, e foram reclamar... 

-Bom, podemos nos encontrar daqui a meia hora na Cafeteria Dos Marquês? 

-Claro Senhor, como o senhor desejar... 

-Obrigada filho... Bom Dia... 

-Bom Dia... 

•°•ℓιgαçãσ 󃃕°•

Suga- Oque aconteceu Mochi? - Se senta na cama 

Jimin- O Sr. Taeoon quer falar comigo... 

Suga- Mais por quê será?... 

Jimin- Eu não sei... Pode ser por causa de ontem... 

Suga- Verdade... Me desculpe eu... - O corto

Jimin- Não foi sua culpa. Eu vou me arrumar, tenho que sair daqui a meia hora. 

Suga- Vai lá, vou estar aqui esperando. 

Jimin- Ook. 

Fui até o banheiro, fiz minhas higienes, retirei minha roupa e liguei o chuveiro e entrei debaixo da água quente para relaxar. 

Depois de um tempinho debaixo do chuveiro, enrolei a toalha na cintura e sai do local indo até o guarda-roupa. Peguei uma roupa um pouco formal para a ocasião e voltei para o banheiro para me trocar. 

                               [...]

Yoongi estava no banho á três minutos, estava conversando com o V, ele está cuidando da NayNay, ela já está melhor, só pegou um resfriado um pouco mais forte que o normal. 

Fui até a cozinha e preparei um café. Logo depois Suga chega no local se sentando em minha frente. 

Suga- Tá nervoso? 

Jimin- Apenas curioso. 

Suga- Entendi. 

Coloco a xícara na pia. 

Jimin- Você vai vir junto? - Pegando a chave da casa. 

Suga- Vou sim, tenho que voltar pra casa. 

Saímos do apartamento logo o trancando. Fomos até o elevador, e saímos do local. Eu e Yoongi estávamos indo quase na mesma direção. 

Suga- Eu vou por aqui agora, boa sorte com o patrão kkk. 

Jimin- Tá bom, tchau kkk. 

Ele me dá um selinho inesperado, e sai andando pela a rua deserta. Yoongi me deixa confuso sobre meus sentimentos, ao mesmo tempo que eu o amo, não sinto paixão por ele... É difícil explicar. 

Vou até a Cafeteria Dos Marquês e entro, já tendo visão do senhor Taeoon, que era alto e estava com uma xícara de café em mãos. Vou até ele. 

Jimin- Com licença, Sr. Taeoon? 

Sr.- Oh! Bom Dia filho, sente-se, temos que conversar - Diz simpático mais em um tom sério. 

Me sento com medo. 

Sr.- Bom, então Park Jimin, sei que você precisa muito de um lugar para morar, mais minha irmã vai vir passar uma temporada conosco, e precisa de um local para morar. - Minha barriga gela - Mais não se preocupe, eu conversei com um amigo meu, e ele tem um lugar perfeito para você, já deixei a entrada paga para me redimir de ter que te tirar de sua casa, mais tem um porém... A casa meio que... Vai ser dividida com uma outra pessoa... 

Engulo em seco. 

Jimin- S-sem problemas Senhor, eu entendo, tudo bem... Irei arrumar minhas coisas hoje mesmo. 

Sr.- Mais ela só chega mês que vem filho, nem se preocupe...

Jimin- Prefiro já me adiantar. - Me levanto me curvando - Obrigada por tudo Senhor. 

Sr.- Magina Park, eu que agradeço. - Se levanta e se curva também

[... ]

Já estava quase terminando de arrumar as malas, Hoseok e Yoonju estavam aqui me ajudando. 

Sr. Taeoon já me passou o endereço e as fotos do local, não é uma mansão, mais também não é um cafofo de madeira, e isso já basta pra mim. 

Terminei e Hobi e Yoon me ajudaram a colocar no porta-malas, me levando até a minha nova casa. 

Yoon- Ae ChimChim, aceita ir à uma festa hoje? Eu e Hoseok já estamos nos preparando para ir hoje a noite. 

Jimin- Claro, preciso mesmo beber um pouco pra esfriar a cabeça... 

•°•ƒℓαѕнвα¢к ση•°•

Min- Jimin, você está bêbado? - Fala assustada. 

Jimin- Mãe, eu já tenho 15 anos. - Falo meio cambaleando.

Min- ISSO NÃO É MOTIVO! - Fala já alterada. 

Park- Calma querida, isso é coisa de adolecente. - A abraça de lado. 

Jimin- AISH ME DEIXA! - Grito e sinto um tapa ser depositado em meu rosto. 

Vejo papai segurar a mamãe e ela começar a chorar. 

Essa foi a primeira e última vez em que gritei com meus pais, e também que apanhei, nunca mais fiz isso. No outro dia pedi minhas cinceras desculpas, e nunca mais bebi exagerado, isso foi uma promessa. Mamãe ficou chateada comigo, e chorou por mim, não queria a ver chorar de novo, eu prometi que se eu fosse beber, seria pouco. 


[... ] Chegamos no local. A casa é linda por fora, e por dentro.... É deslumbrante! Literalmente magnífica, cada detalhe, os móveis planejados, tudo perfeitamente perfeito. Colocamos as malas na sala e começamos a passar a mão por toda a casa, era literalmente lindo. 

Hobi- Uau... Que casa linda. - Fala com a boca entreaberta. 

Yoon- Né... Caramba, que sorte em Jimin. - Dá duas batidinhas no meu ombro e eu sorrio pra ele. 

Hobi- Jimin, esse quarto é perfeito pra você. - Aponta para a porta ao lado do banheiro. 

Yoon- Tem razão, é a cara dele. - Sorrio bobo. 

Jimin- Bom, então vou ficar com esse. - Coloco minhas malas encima da cama, passando as mãos por todas as partes do quarto, sentindo a sensação de móveis novos, acabados de sair das lojas. O cheiro bom dos lençóis lavados. Tudo estada perfeito. 

Eles me ajudaram a arrumar tudo e foram pra casa. Agradeci, antes deles irem embora, por tudo que eles fizeram hoje - pois me ajudaram bastante mesmo. 

Fico mexendo em meu celular enquanto faço um almoço. Ligo a TV em algum canal só para ouvir as notícias do mundo. 

Escuto meu celular tocar, e o nome de Yoongi brilhar na tela. Pego o celular logo atendendo. 

|ℓιgα¢ãσ ση|

-Boa Tarde Mochi. - Fala gentilmente. 

-Boa Tarde Açúcar, precisa de algo? - Falo enquanto mecho minha comida na panela. 

-Não... Na verdade... Sim. Eu queria falar com você, algo muito... Delicado. - Parece trincar os dentes pelo o outro lado da tela. 

Engulo em seco e mordo o lábio inferior, não muito forte para não machucar. 

-Claro. Vem aqui pra casa, tô fazendo almoço. 

-Tá. Passa o endereço, já tô chegando kkk. 

-O endereço é *****-**** N°***

-Ook, já tô chegando. 

-Anda logo que eu tô faminto. 

-Até ChimChim. 

-Até Açúcar Trevoso. 

|ℓιgα¢ãσ σƒƒ|

Depois de um curto/longo tempo fazendo a comida, arrumo a mesa e coloco os acessórios de comida sobre a mesma. Desligo a TV, quando fui pegar meu celular para ligar para o Suga, escuto um som de buzina em frente a minha casa. 

Vejo Yoongi descer da moto preta, com seu casaco de couro, e seu capacete com desenho de caveira. Ele Estaciona no quintal e eu dou espaço para ele entrar. Passa por mim me dando um selinho novamente inesperado. Fico sem reação e fecho a porta, indo até o mais velho. 

Vejo ele deixar o casaco sobre o sofá e se sentar na mesinha, onde estava a comida. Ele parecia tenso, e isso me deixou curioso para saber oque ele tinha a me dizer. Yoongi é um cara misterioso, não gosts de falar muito dele, e adora ficar sozinho dormindo. Isso é notável nele, mais ele também tem um lado louco e paranóico, onde ele faz oque quiser quando está fora do seu outro lado, calmo e normal. 

Seu jeito de ser, o torna uma pessoa misteriosa, onde esconde muitas coisas, e as pessoas cada vez mais querem se aprofundar sobre esses mistérios, e saber mais sobre ele. Mais nem todas as pessoas conseguem isso, pois ele é inseguro e prefere manter distância de quem ele acha que não será sua boa influência. 

Sou interrompido de minhas paranoias com Suga me chamando pela a segunda vez. 

Jimin- Desculpe-me, estava a sonhar de novo kkk. - Pego minha comida. 

Suga- Tudo bem, escuta... Eu sei que você está com fome, e quer descansar até a tal festa do amigo do Hope e do Yoon, mais eu preciso te falar uma coisa. Sabe, eu venho pensando nisso a um bom tempinho, e agora que estou com coragem... Então... Park Jimin... Aceita namorar comigo? - Olha no fundo dos meus olhos, sua expressão era indecifrável, era uma mistura de medo, com tensão e... Decisão... 

Engoli a seco. Eu totalmemte sem reação, estava tentando formular alguma frase, mais nada vinha em minha cabeça nessa hora, pensei em dizer que sim, em dizer que não, mais eu estava nervoso, aquilo me pegou de surpresa... 

Jimin- Suga... Eu... - Sou interrompido pelo o mesmo. 

Suga- Eu sei oque você vai dizer, qre precisa de tempo pra pensar, que isso te pegou de surpresa e foi como um choque, sim... Eu te dou o tempo que precisar. - Pega sua jaqueta e se despede de mim, subindo em sua moto e sumindo de minha vista. 

Ele tirou as palavras de minha boca. Me sentei na mesa, ainda assustado com oque havia acontecido a cinco minutos atrás, começo a comer enquanto assisto algo para tentar me distrair, mais aquelas palavras martelaνam minha cabeça... 

"Park Jimin... Aceita namorar comigo?"

Oque eu devo fazer? E se eu aceitar? Seria estranho, pois eu gosto muito dele, mais não sinto nada... A gente... Transou... Apenas... Né? 

Isso estava acabando comigo, derrepente V me liga. Atendo rapidamente. 

|ℓιgα¢ãσ ση|

-Quero conhecer sua casa nova. 

-Pode vir kkk. 

-Eu preciso falar uma coisa... Finalmente tomei coragem, vou pedir a Nayeon em namoro. - Fala em um tom decidido 

-Até que enfim, pensei que iria ficar tomando coragem até alguém pedir no seu lugar. 

-Ai credo Jimin, que horror kkk. 

-Ué, mais não é verdade?! Kkk.

-Aish... E tá tudo bem ai? - Penso por um tempo, será que conto sobre o Suga? 

-Taehyung... O Suga me pediu em namoro... 

Ouço o mesmo tossir, parece ter se engasgado com algo. 

-Taehyung, você tá bem? - Preocupado. 

-O SUGA OQUE?! - grita do outro lado da tela, fzendo com que eu afaste o telefone da orelha. 

-Isso mesmo, ele me pediu em namoro. Eu falei que precisava pensar, mais não sei oque eu faço. 

-Bom... O bem que conheço o Yoongi, ele deve estar muito apaixonado por você, pois ele é tímido e um bananão, não sente nada por ninguém direito. 

-Mais... Como ele pode estar tão apaixonado assim, eu sou como qualquer um. 

-Não é não. Você diferente Jimin, seu jeito de ser te torna único. Não sei como veio parar aqui na Coréia, mais isso foi ótimo para todo mundo. Agora... Voltando à conversa sobre o pedido... Siga seu coração, se seu coração disser que é pra aceitar, você aceita, ou se não, não. - Diz simples. 

-Tão fácil assim? - Sarcástico - O problema é que meu coração não está falando nada, ele só não está parado por que se não eu estaria morto. Não sinto muitas coisas ultimamente, apenas um vazio. Mais eu vou ver oque vou fazer, e ai te conto, pede logo a Nay em namoro e me conta tudo depois. 

-Ook, boa tarde Jimin. 

-Boa Tarde V. 

|ℓιgα¢ãσ σƒƒ|

Termino minha comida e vou até meu quarto, ainda observando a beleza de cada detalhe da casa. 

Arrumo minha roupa para a festa de hoje a noite. Fico assistindo série até dar 07:00. Tomo um banho e coloco minha roupa. Pego a carteira e o celulare me sento no sofá, esperando Hobi e Yoonju chegarem. Eu não tinha muita coisa em minha mente, mais ela parecia cheia, como se eu tivesse pensando em mil coisas em apenas 20 minutos. Ela doía, mais não o bastante para cancelar tudo, aliás, beber um pouco não faria mal, faria? 

Não demorou muito até uma buzina alta estrondar a casa com o som alto. Saio do local, trancando a porta e indo até eles. 

Jimin- Olá gente. - Falei uma vez entrando no carro. 

Eles responderam um "Olá Mochi." Em uníssono

O caminho até a festa foi um tanto curta, pensei que seria mais longe, mais logo percebi que a casa onde passei a morar, não era tão longe das coisas do Centro. Na verdade, era bem mais perto. Tinha hospital próximo, mercado, a escola também, entre outras coisas. 

Chegamos na grande casa, cheia de luzes coloridas fugindo pelas as janelas, e o som alto fazendo a casa quase balançar. Parecia cheio, isso seria legal? Isso me ajudaria? Eu precisa mesmo daquilo? Naquele instante senti uma vontade de recuar. Uma vontade de voltar pra casa e chorar no chão gelado, lembrando de meus pais, enquanto me entupida de sorvete e chocolate. 

................ 

Entramos na casa grande, e o som que já era alto, ficou ainda mais alto. Observei o lugar, como não sou muito de festas, era tudo meio novo pra mim. Tinham algumas pessoas sentadas as mesas, conversando, bebendo e jogando truco. Tinha muita gente na pista de dança, e alguns caras na mesa de striptease, com as mulheres quase nuas dançando para eles, enquanto eles jogavam notas de dinheiro no palco, e elas pegavam, colocando todo o dinheiro em meio seus peitos quase expostos pelo o sutiã minúsculo que cobria seus ceios, ridículo... 

Rapidamente me posiciono na pista de dança, estava quente lá dentro, muitas pessoas no mesmo local, meu banho não valeu de nada, pois já estava suado. Fui até o balcão de bebidas e peguei um copo grande de Vodka para tomar. 

Voltei para a pista, dançando e bebendo, já não havia pensamento nenhum em minha cabeça. "Se Divirta!" Era oque eu pensava o tempo todo. 

Depois do terceiro copo, percebi que como era fraco com bebidas, minha cabeça já doía, e eu estava tonto. Avisei a Yoonju e a Hoseok que iria chamar um táxi e voltar pra casa. 

A noite foi divertida. O bastante para eu conseguir esquecer algumas de minhas mágoas. 

Quando sai do táxi, entrei na casa indo até o meu quarto. Retirei minhas roupas ali mesmo e entrei no box para tomar um banho morno. 

                                        [... ]

Me lancei na cama assim que vesti meu pijama, pegando meu telefone e mandando mensagem para um restaurante Coreano, pois estava com fome. 

Me ajeitei na cama e fiz uma ligação de vídeo para o Ugo, para atualizar as novidades daqui, e de lá. 

|ℓιgα¢ãσ ση|

-Fala parceiro - Disse vendo seu rosto na tela, logo Lucas foi até a tela também. 

-Eae, cara. Como você está? - Falou empurrando a cabeça de Lucas da frente da câmera

-Vai indo né, e ai? Como anda os estudos? Vejo que já aprendeu bastante, pois está falando em Coreano comigo. 

-Bom, eu já aprendi muita coisa, e já era para gente ter uma grande possibilidade de ir pra casa, mais o tonto do Lucas não aprendeu nem a metade, vamos demorar muito tempo, pois eu só aprendi o básico do básico, e o Lucas só aprendeu o nada do nada... - Já falava em inglês novamente

-A culpa não foi minha! - Ditou Lucas quase gritando 

-Gente não vamos começar, por favor! - Falei com a voz tranqüila.

-Mais foi ele quem começou! - Falaram em uníssono e se entreolharam com os olhos em fúria. 

-Não importa. Bom... Eu mudei de casa de novo, por que a irmã do Senhor Taeoon vai vir passar uma temporada aqui, e precisa da casa. Mais aqui é muito lindo, e fiquei sabendo que vou dividir a casa com uma pessoa. O Senhor Taeoon disse que é um "companheiro", mais vai se saber se não é uma garota. 

-É, pode ser uma trans. - Falou Lucas brincando, a mesma coisa que eu dissera antes. 

Rimos com aquilo.

[... ] Depois de um longo tempo conversando, decidi desligar, pois daqui á uma hora, eles teriam de se arrumarem para a aula deles. Ainda era 09:00 PM. 

O MotoBoy buzinou em frente a janela da casa, avisando que chegara com minha comida. 

Atirei os pés com preguiça para fora da cama, e fui até a porta pegar minha comida. Dei o dinheiro a ele e entrei com as sacolas quentinhas em mãos. Me sentei a mesinha pequena que havia ali e ajeitei minha comida na mesa. 

Eu estava comendo minha comida, minha fome já acabara, mais ainda comia pelo o fato de estar uma delicia. Depois de um tempo, limpei tudo, mas deixei a louça para amanhã. Me rastejei até o corredor escuro, até meu quarto. Encontrei o interruptor, e fui em passos lentos até a cama, me espreguiçando do dia "cansativo".

Me ajeitei na cama em meio os pensamentos. Oque direi a Yoongi? Oque farei para dizer a ele que não sinto a mesma coisa por ele? Não fará sentido, até por quê já transamos duas ou três vezes. Se eu não tivesse gostado, não teria jamais deixado isso acontecer... Estou confuso sobre  meus sentimentos. Poxa... Ainda estou de luto, não importa quanto tempo passe, eu sempre estarei de luto... Sempre estarei com um buraco no coração, sempre sentirei Saldades... 

Derrepente, me pego chorando. As lembranças vieram como uma Jato de água. Rápido de mais para tentar segurar. 

Às lembranças eram as únicas coisas que me restavam. O silêncio dessa casa me fazia me sentir solitário, e era oque eu tinha pra agora. A solidão seria minha melhor amiga pelo o resto da vida, ou não? Eu não quero isso... Mamãe... Papai... Me ajudem a superar, me mostrem um caminho melhor... Me ajudem a levantar a cabeça e dizer NÃO! para a tristeza que domina meu coração nesse momento. Eu não quero ter que depender de sorrisos falsos, quero ser verdadeiro, mais por quê parece tão difícil? 

E se eu magoar as pessoas? E se eu magoar as pessoas que me amam? Como Yoongi, ele parece ser tão cincero comigo... Ele me ama... 


Minhas lágrimas não recuaram. Apenas começaram a cair mais e mais, por quê parecia que estava ajudando? 

Sinto tanta falta. Eles se foram e eu nem mesmo falei um Tchau... Ou dei um abraço caloroso nos dois, talvez se eu soubesse, nunca teria dormido aquela maldita noite. Quando eles foram eu estava dormindo. Era um sonho bom. Mais isso não importa... Apenas queria chorar, chorar e chorar... 


Eu estava dormindo. Não sei como, mais peguei no sono assim que as lágrimas cessaram. 

Mais ao longo do trajeto, de um sono bom, até o sonho bom, uma pequena pedra foi lançada em mim, e me virei, do sonho bom, até o sonho ruim e o pesadelo... 

Meu coração acelerado e totalmente palpitante, me sentei na cama desesperado e assustado, como pude esquecer o pesadelo em tão pouco tempo? Morte? Afogamento talvez... Morrer em fogo, algo parecido não sei... Peguei meu telefone e liguei a lanterna. Levei a mão ao peito sentindo o coração retornando ao seu batimento normal novamente. 

Fui até a cozinha e encontrei o interruptor, acendendo a luz e indo até o armário, depois indo até a grande geladeira, a abrindo e pegando a água gelada para beber. Mamãe diria: "Beba água do filtro, vai pegar um resfriado se beber água gelada a noite..."

Rí de meu pensamento, mais seria bem assim. Guardaria a água na garrafa e pegaria do filtro, de má vontade. 

Coloquei o copo vazio na pia e me coloquei em frente a TV, a ligando, apenas para ver oque estava passando. 

Canal 1- Filme chato. 

Canal 2- Jornal. 

Canal 3- Jornal. 

Canal 4- Animais e sei lá oque. 

Desisti no canal cinco, onde estava passando uma novela Mexicana. Sem querer ofender, mais são horríveis. 

Entrei na Netflix e coloquei uma série para assistir. Assim que senti o sono chegar, desliguei a grande TV e fui em passos largos até o quarto, entrando e me jogando na cama. 

Mais antes que pudesse conseguir dormir, senti uma tremenda solidão apertar meu coração... Eu estava sozinho... 



Depois de não muita tentativa, consegui dormir finalmente... 


•°•POVs Taehyung•°•

Como pude demorar o dia todo só pra conseguir formular a frase de pedido? 

Nesse exato momento, às 10:00 PM, estou em frente ao espelho, decorando tudo oque tenho que dizer a ela... 

CORAGEM SEU IDIOTA! 

Não precisa fazer isso... 

SE VOCÊ NÃO FIZER, ALGUÉM FARÁ EM SEU LUGAR! 

Não é verdade... Eu tenho muito tempo... 

Você é medroso e idiota, oque custa ir lá e falar oque tem no eu coração? 

Você não vê que é mais complicado pra ele? 

Aff, não interessa... Ele precisa deixar de ser um pamonha e agir, ela está esperando... 

Eu estava lutando comigo mesmo... O medo, a insegurança, a idiotice, o sentimento de que nada dará certo. A vontade de desistir... 

IDIOTA, IDIOTA E IDIOTA!  MIL VEZES IDIOTA! ELA ESTÁ ESPERANDO, NÃO PODE DESISTIR AGORA! 

Ergui minha cabeça, respirei bem fundo e sai do banheiro, indo até o quarto dela, onde ela já se enchia do bom bom que comprei pra ela. 

Me sentei em sua frente, minhas mãos soavam e meu coração palpitava tão forte, que talvez desse pra ouvi-lo da onde ela estava... 

Tae- Nay... Eu... Olha, sei que parece idiotice da minha parte... - Ela me olha confusa - Sabe oque é... Desde os anos anteriores, eu sabia que sentia algo por você, mais não era concreto... Eu gostava de você, gosto de você, na verdade... Eu não gosto de você, eu te amo... Eu pensei que nunca iria me apaixonar assim, mais olha só... Eu queria ser aquele tipo de cara que levaria você pra jantar fora, e colocaria uma aliança na Taça de vidro, e pegaria do copo, me ajoelharia no chão e te pediria em namoro, mais não sei... Acho que não chego a esse ponto kkk - Ri bobo e desengonçado - Eu só quero dizer que... Não sou  o garoto de seus sonhos, o seu príncipe, mais eu quero te dar todo o meu amor e carinho. Quero te protejer... Nayeon, aceita namorar comigo?... 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~




















Notas Finais


Desculpem a demora 😔💔, eu ando meio ocupada... Bom... Esse final foi um sentimento que tenho quase todo dia. Sozinha em meu quarto, mais não se preocupem, eu espero q tenham gostado, e desculpa de novo... Tentei fazer grande pra recompensar, mais só tentei ;-; espero muito mesmo q tenham gostado, minhas sinceras desculpas pela a demora, e... Baay 🍉✨❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...