História Eu Te Amodeio - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrossel
Tags Carmiel, Carrossel, Ciriquina, Daléria, Jorgerida, Kobi, Laudriano, Marilina, Paulicia
Visualizações 514
Palavras 605
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei para casa antes de ontem, mas ainda não estou em condições de me esforçar muito, por isso o capítulo está pequeno, e eu prometo que vou tentar postar todos os dias, mesmo que sejam capítulos pequenos assim.
Boa leitura.

Capítulo 20 - Pegadinhas 3


Pov's Narradora

Valéria pegou a mochila que Paulo apontou, vasculhou e pegou o caderno de Cirilo, e em seguida, abriu o caderno e arrancou uma folha qualquer em branco. 

. – O Cirilo vai te matar. – Paulo falou vendo o que Valéria havia acabado de fazer. 

. – Não vai não. – Ela falou fechando o caderno. – Bom... Talvez. 

. – Na verdade nós dois nem deveríamos ir para cama depois de acabar, o certo mesmo é a gente ir direto pro fundo do quintal cavar nossa cova. – Paulo falou. 

. – Eita, Paulo, não é para tanto. – Valéria falou. – Me passa o piloto. 

Paulo passou para Valéria o piloto preto que estava segurando, e a mesma começou a escrever na folha de caderno que agora já não estava mais em branco. Paulo virou a cabeça para ver o que Valéria havia escrito e soltou uma risadinha ao perceber. 

. – Me passa o papel contact e segura essa folha na capa do caderno. – Ela falou e puxou o rolo de adesivo incolor da mão de Paulo, que segurou a folha de caderno contra a capa do caderno enquanto Valéria colava. 

Não ficou perfeito, afinal, papel contact não é muito fácil de usar e eles estavam sem tempo. 

. – Val, você não vale nada! – Paulo falou sorrindo para ela. 

. – Eu sei. – Valéria respondeu e sorriu com o mesmo tom de malícia que Paulo havia demonstrado. – Que horas são? 

. – 02:05 da manhã, cacete! – Paulo falou um tanto alto após pegar o celular no bolso e olhar a hora.

. – Aff, se a gente não ir dormir agora vamos acordado igual zumbis amanhã e todo mundo vai sacar que foi a gente que fez as pegadinhas. – Valéria respondeu.  

. – Só precisamos aprontar uma com a Alícia, senão vamos perder a chance, ela parece ser muito esperta. – Paulo disse. 

. – Okay, o que você sugere? – Val perguntou olhando para Paulo. 

. – Eu vi que o secador se cabelo dela fica na penteadeira, que é bem fácil de pegar. – Ele falou baixinho. – Sobrou farinha de trigo dos negócios que vocês cozinharam? 

. – Sim, tá lá no armário da cozinha. – Valéria concordou. 

. – Okay, vou lá pegar o secador, já já volto. – Paulo deu as costas para Valéria e começou a subir as escadas bem devagar para não fazer barulho.

 

Pov's Paulo

Consegui chegar no quarto sem emitir nenhum som, agora vou abrir a porta. 

Consegui! Fui até a penteadeira que ficava ao lado da porta, no caso na mesma parede da porta, tipo, a porta abre pra dentro e a penteadeira fica nas costas da porta, entendeu? Não? Que se dane! Peguei o secador, mas acabei deixando o fio cair no chão, então gelei e esperei Alicia me gritar, mas fiquei aliviado ao ouvir ela ressonar. Peguei o cabo do secador do chão, sai do quarto e fechei a porta rápido, mas sem barulho. 

Desci as escadas, também sem barulho, e vi que Valéria já estava com a farinha de trigo na mão.

Olhei para a boca do secador, sabe aquela tampa q tem? Tirei, e Valéria virou um único resto de farinha de trigo que tinha no saco dentro do secador (obs: o resto que eu digo, é metade de uma saco, só pra constar). Coloquei a tampa de volta, olhei para dentro e fiquei aliviado ao perceber que só dava pra ver que tinha farinha de trigo ali se prestasse bastante atenção. 

. – Vou colocar o secador da Alicia no lugar e volto para pegar as mochilas da Thiana e do Thiago e te ajudar com essas aí. – Falei. 

. – Certo. – Valéria falou e eu subi para o quarto da Alicia. 


Notas Finais


Até mais <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...